Palavras diárias de Deus | "Ter um caráter inalterado é estar em inimizade contra Deus" | Trecho 302

A fonte da revelação do caráter corrupto do homem nada mais é do que sua consciência entorpecida, sua natureza maliciosa e seu sentido doentio. Se a consciência e o sentido do homem forem capazes de voltar ao normal, então ele se tornará apto para uso por parte de Deus. É simplesmente porque a consciência do homem tem sempre permanecido entorpecida, porque seu sentido não tem sido sadio e está cada vez mais tolo, que o homem se revolta contra Deus cada vez mais, a ponto inclusive de ter pregado Jesus na cruz e ter recusado que o Deus encarnado dos últimos dias entrasse em sua casa, condenando a carne de Deus, considerando a carne de Deus vil e desprezível. Se o homem tivesse um pouco de humanidade, não trataria com tamanha crueldade a carne do Deus encarnado; se tivesse apenas um pouco de razão, não ofereceria um tratamento tão malicioso à carne do Deus encarnado; se tivesse apenas um pouco de consciência, não se mostraria tão “grato” a Deus dessa maneira. O homem vive na era do Deus que se tornou carne e, no entanto, é incapaz de agradecer a Deus por lhe dar uma oportunidade tão grandiosa. Em vez disso, ele amaldiçoa a vinda de Deus ou então ignora completamente o fato da encarnação de Deus, aparentemente se opondo a ela e se sentindo cansado disso. Seja qual for o modo como o homem trata a vinda de Deus, Ele, em suma, sempre levou Sua obra em frente apesar de tudo, mesmo que o homem não tenha sido nem minimamente receptivo em relação a Ele, e cegamente Lhe faz pedidos. O caráter do homem se tornou extremamente maldoso, seu sentido se tornou extremamente tolo, sua consciência tem sido completamente pisoteada pelo maligno e há muito deixou de ser a consciência original do homem. O homem não só é ingrato em relação ao Deus encarnado, por toda a vida e toda a graça que Ele tem concedido à humanidade, como ainda se tornou ressentido com Deus por ter-lhe dado a verdade. É por não tem o menor interesse pela verdade que o homem tem ressentimento por Deus. Não só o homem é incapaz de entregar a sua vida ao Deus encarnado como ainda tenta extrair favores Dele, alegando um interesse que é inúmeras vezes maior do que aquele que de fato é dedicado a Deus. As pessoas com esse nível de consciência e de sentido supõem que todas as coisas são dadas livremente; elas inclusive acreditam que despenderam muito em nome de Deus e que Deus lhes tem retribuído com muito pouco. Há pessoas que Me deram uma tigela com água e, não obstante, estendem as mãos e exigem o equivalente a duas tigelas de leite, ou que Me deram abrigo por uma noite e tentam cobrar de Mim o equivalente a muitos mais pernoites. Diante de uma humanidade como essa, com esse nível de consciência, como vocês ainda podem desejar ganhar vida? Que miseráveis desprezíveis vocês são! É por causa dessa humanidade e dessa consciência do homem que o Deus encarnado perambula pela terra sem encontrar abrigo. Aqueles que verdadeiramente possuem consciência e humanidade deveriam adorar e servir ao Deus encarnado de todo o coração, não apenas por causa de toda a obra que Ele fez como também ainda que Ele não fizesse obra alguma. Isso é o que deveriam fazer aqueles que têm um sentido sadio; esse é o dever do homem. A maioria das pessoas chega até a falar de condições para prestar serviço a Deus. Não se importam se Ele é Deus ou um homem: elas só reivindicam suas próprias condições e só estão em busca da realização de seus próprios desejos. Quando vocês cozinham para Mim, exigem os honorários de um chef; quando correm para Mim, cobram honorários de um corredor; quando trabalham para Mim, cobram pagamento pelo serviço; quando lavam Minhas roupas, cobram os custos da lavanderia; quando tomam providências para a igreja, querem ser ressarcidos; quando discursam, cobram honorários de orador; quando distribuem livros, exigem taxas pela distribuição e quando escrevem livros exigem honorários de autor. Alguns com quem lidei inclusive Me pedem que os recompense, enquanto aqueles que foram mandados de volta para casa cobram uma reparação pelos danos causados à sua reputação. Os que não são casados pedem um dote ou uma compensação pela juventude perdida; os que matam uma galinha querem ganhar como açougueiros, os que fritam comida cobram taxa de fritura e os que fazem sopa também cobram um pagamento por isso… Essa é a humanidade elevada e poderosa; esses são os atos ditados por sua consciência cordial. Onde está o seu senso? Onde está a sua humanidade? Permitam que Eu lhes diga! Se continuarem se comportando dessa maneira, deixarei de operar entre vocês. Não irei operar em meio a um bando de bestas revestidas de aparência humana; por conseguinte, não irei sofrer por um bando de pessoas cujo belo rosto mascara um coração violento; nada suportarei em nome deste bando de animais que não tem a menor chance de salvação. No dia em que Eu lhes der as costas, esse será o dia em que vocês morrerão, esse será o dia em que as trevas descerão sobre vocês, o dia em que serão esquecidos pela luz! Quero lhes dizer isto! Nunca serei benevolente com um grupo tal como o de vocês, um grupo que está abaixo inclusive dos animais! Há limites para Minhas palavras e ações e, no nível em que se encontram sua humanidade e sua consciência, não executarei mais nenhuma obra, pois a falta de consciência de vocês é tal que tem Me causado muita dor; a conduta desprezível de vocês Me repugna demais! As pessoas com esse nível de falta de humanidade e de consciência jamais terão chance de salvação. Eu nunca salvaria um povo tão sem coração e tão ingrato. Quando o Meu dia chegar, farei cair por toda a eternidade as Minhas chamas calcinantes sobre os filhos da desobediência que um dia provocaram Minha ira implacável. Sobre esses animais que um dia proferiram injúrias contra Mim e Me abandonaram. Farei cair Minha eterna punição. Arderão para sempre, sob o fogo da Minha ira, esses filhos da desobediência que um dia comeram e beberam junto Comigo, mas não acreditaram em Mim, Me insultaram e Me traíram. Subjugarei todos aqueles que provocaram a Minha ira para a Minha punição, despejarei a totalidade da Minha ira sobre essas bestas que um dia desejaram se colocar lado a lado Comigo, sem porém Me adorar e obedecer a Mim. A vara com que golpeio o homem cairá sobre aqueles animais que um dia usufruíram da Minha atenção e dos mistérios de que falo e que tentaram extrair vantagens materiais de Mim. Não terei perdão para com ninguém que tentar ocupar o Meu lugar. Não pouparei nenhum dos que tentam arrancar alimento e vestimentas de Mim. Por ora, vocês permanecem a salvo de danos e continuam se excedendo nos pedidos que fazem a Mim. Quando chegar o dia da ira, vocês não Me farão mais nenhum pedido. Nesse momento, deixarei que vocês “aproveitem” ao máximo tudo que puderem, farei vocês se prostrarem em terra e nunca mais vocês conseguirão se erguer! Cedo ou tarde, “quitarei” esta dívida com vocês; espero que aguardem pacientemente a chegada desse dia.

Extraído de “A Palavra manifesta em carne”

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado