Palavras diárias de Deus | "Concentre-se mais na realidade" | Trecho 431

Vocês já deveriam estar estudando lições mais realistas. Não há necessidade dessas palavras pretensiosas e vazias que as pessoas admiram. Quando se trata de falar sobre conhecimento, o de cada um é mais elevado do que o do antecedente, mas eles ainda não têm a senda para a prática. Quantas pessoas entenderam os princípios da prática? Quantos já aprenderam lições reais? Quem é capaz de comunicar sobre a realidade? Ser capaz de falar sobre conhecimento das palavras de Deus não equivale à sua genuína estatura. Mostra apenas que você nasceu inteligente e dotado. Continua sendo fútil, se você é incapaz de apontar o caminho, e você não passa de lixo inútil! Você não está fingindo, se é incapaz de dizer alguma coisa sobre uma senda real para a prática? Você não está fingindo, se é incapaz de oferecer suas próprias experiências reais aos outros, fornecendo, assim, lições com as quais podem aprender ou uma senda para a prática? Você não é simplesmente uma falsificação? Que valor você tem? Uma pessoa assim só poderia desempenhar o papel de “inventor da teoria do socialismo”, e não de “colaborador para a realização do socialismo”. Estar sem realidade é não ter verdade. Estar sem realidade é não prestar para nada. Estar sem realidade é ser um morto-vivo. Estar sem realidade é ser um “pensador marxista-leninista”, sem valor como referência. Exorto cada um a se calar sobre teoria e falar de algo real, algo genuíno e substancial, estudar alguma “arte moderna”, falar de algo realista, contribuir com alguma realidade e ter algum espírito de dedicação. Encare a realidade quando você falar; não se entregue a conversas irreais e exageradas para fazer as pessoas se sentirem felizes ou se sentarem e observarem você. Onde está o valor de agir assim? De que adianta levar as pessoas a tratar você calorosamente? Sejam um pouco “artísticos” em seu discurso, sejam um pouco mais justos em sua conduta, sejam um pouco mais razoáveis em como lidam com as coisas, sejam um pouco mais realistas ao se dirigir às pessoas; tenham em mente beneficiar a casa de Deus em todos os seus atos, deixem sua consciência guiar suas emoções, não retribuam a bondade com ódio nem sejam ingratos com a bondade, e não sejam hipócritas para que não sejam má influência. Ao comer e beber as palavras de Deus, relacionem-nas mais à realidade, e, ao se comunicar, falem mais sobre coisas realistas. Não sejam condescendentes; isso não satisfará a Deus. Em suas interações com os outros, sejam um pouco mais tolerantes, um pouco mais complacentes, um pouco mais magnânimos e aprendam com o “espírito do primeiro-ministro”. Ao ter pensamentos que não são bons, pratiquem abandonar mais a carne. Quando estiverem trabalhando, falem mais sobre sendas realistas e não sejam elevados demais ou as pessoas não poderão compreendê-lo. Menos desfrute, mais contribuição — mostrem seu espírito abnegado de dedicação. Deem mais atenção às intenções de Deus, ouçam mais sua consciência e tenham mais em mente e não se esqueçam de como Deus os admoesta diariamente por preocupação com vocês. Leiam o “velho almanaque” com mais frequência. Orem mais e comuniquem-se mais vezes. Não sigam sendo tão confusos, mas mostrem mais bom senso e ganhem alguma percepção. Quando sua mão pecadora se estender, retirem-na e não permitam que se estenda tanto. É inútil! O que vocês recebem de Deus não passa de maldições; tenham cuidado. Permitam ao seu coração sentir pena dos outros e não ataque sempre com armas nas mãos. Comuniquem mais sobre o conhecimento da verdade e falem mais sobre a vida, preservando um espírito de ajudar os outros. Façam mais e falem menos. Dediquem-se mais à prática e menos à pesquisa e análise. Deixem-se comover mais pelo Espírito Santo e deem a Deus mais oportunidades para aperfeiçoá-los. Eliminem mais elementos humanos — ainda há maneiras humanas demais de se fazer as coisas. Conduta e comportamento superficiais continuam repugnantes. Eliminem-nos em maior número. Seus estados mentais ainda são extremamente detestáveis. Corrijam-nos mais. O status que as pessoas ocupam em seu coração ainda é demasiado. Dê mais status a Deus e não seja tão irracional. O “templo” é antes de tudo de Deus e não deve ser ocupado por pessoas. Em suma, concentre-se mais na justiça e menos nas emoções, e é melhor eliminar a carne; fale mais sobre realidade e menos sobre conhecimento, e é melhor ficar em silêncio; fale mais da senda da prática e tenha menos conversa inflada sem valor, e é melhor começar a praticar já.

Extraído de “A Palavra manifesta em carne”

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado