Palavras diárias de Deus | "Guardar os mandamentos e praticar a verdade" | Trecho 425

Na prática, guardar os mandamentos deveria estar vinculado a colocar a verdade em prática. Ao mesmo tempo que se guardam os mandamentos, deve-se praticar a verdade. Quando se pratica a verdade, não se devem violar os princípios dos mandamentos nem ir contra os mandamentos; você deve fazer tudo que Deus exige de você. Guardar os mandamentos e praticar a verdade estão interligados, não são contraditórios. Quanto mais você praticar a verdade, mais capaz você se torna de guardar a essência dos mandamentos. Quanto mais você praticar a verdade, mais compreenderá a palavra de Deus como expressa nos mandamentos. Praticar a verdade e guardar os mandamentos não são ações contraditórias, são interligadas. No início, o homem só pode praticar a verdade e alcançar o esclarecimento do Espírito Santo após guardar os mandamentos, mas essa não é a intenção original de Deus. Deus exige que você coloque seu coração em adorá-Lo, não apenas que você se comporte bem. No entanto, você deve guardar os mandamentos ao menos superficialmente. Aos poucos, por meio da experiência, após ganharem um entendimento mais claro de Deus, as pessoas deixarão de se rebelar contra Deus, de resistir a Ele e não terão mais quaisquer dúvidas sobre Sua obra. Essa é a única maneira como as pessoas podem se ater à essência dos mandamentos. Logo, meramente guardar os mandamentos sem praticar a verdade é ineficaz e não constitui adoração verdadeira a Deus, pois você ainda não atingiu estatura real. Guardar os mandamentos sem a verdade equivale apenas a aderir às regras com rigidez. Ao fazer isso, os mandamentos se tornariam sua lei, o que não lhe ajudaria a crescer na vida. Pelo contrário, eles se tornariam seu fardo e o amarrariam firmemente como a lei do Antigo Testamento, fazendo com que você perdesse a presença do Espírito Santo. Portanto, você pode guardar os mandamentos efetivamente só praticando a verdade, e você guarda os mandamentos para praticar a verdade. No processo de guardar os mandamentos, você colocará ainda mais verdades em prática e, ao praticar a verdade, você ganhará um entendimento ainda mais profundo daquilo que os mandamentos realmente significam. O propósito e o sentido por trás da exigência de Deus de que o homem deve guarde os mandamentos não é só para que ele siga as regras, como ele talvez imagine; tem a ver, antes, com sua entrada na vida. A extensão de seu crescimento na vida dita o grau em que você será capaz de guardar os mandamentos. Embora os mandamentos devam ser guardados pelo homem, a sua essência só se torna aparente por meio da experiência de vida do homem. A maioria das pessoas supõe que guardar bem os mandamentos significa que elas estão “completamente preparadas, e tudo que resta a ser feito é ser arrebatado”. Isso é um tipo extravagante de ideia e não está alinhado à vontade de Deus. Aqueles que dizem tais coisas não desejam progredir e cobiçam a carne. É absurdo! Não corresponde à realidade! Só praticar a verdade sem realmente guardar os mandamentos não é a vontade de Deus. Aqueles que fazem isso são aleijados; são como pessoas a quem falta uma perna. Simplesmente guardar os mandamentos como que obedecendo a regras, mas não possuir a verdade — isso tampouco é capaz de satisfazer a vontade de Deus; como aqueles a quem falta um olho, as pessoas que fazem isso também sofrem de uma forma de deficiência. Pode-se dizer que, se guardar bem os mandamentos e ganhar uma compreensão clara do Deus prático, então você possuirá a verdade. Falando em termos relativos, você terá ganhado estatura real. Se praticar a verdade que deveria praticar, você também guardará os mandamentos, e essas duas coisas não contradizem uma à outra. Praticar a verdade e guardar os mandamentos são dois sistemas, ambos os quais são partes integrantes da experiência de vida da pessoa. Sua experiência deve constituir uma integração, não uma divisão, de guardar os mandamentos e praticar a verdade. Todavia, há diferenças e vínculos entre essas duas coisas.

Extraído de “A Palavra manifesta em carne”

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado