Palavras diárias de Deus | "Palavras de Deus para todo o universo: Capítulo 11" | Trecho 61

Quando o relâmpago surge do Oriente — que também é precisamente o momento que começo a falar — no momento em que o relâmpago surge, todo o empíreo é iluminado e todas as estrelas começam a se transformar. Parece que a raça humana inteira está sujeita a uma limpeza e seleção adequadas. Sob o brilho desse feixe de luz do Oriente, toda a humanidade é revelada em sua forma original, olhos fascinados e estáticos em perplexidade; são ainda menos capazes de ocultar suas características feias. Mais uma vez, são como animais que fogem da Minha luz para o refúgio nas cavernas da montanha; mas nenhum deles pode ser eliminado do interior da Minha luz. Todos os seres humanos estão nas garras do terror e do alarme, todos estão esperando, todos estão observando; com o advento da Minha luz, todos se regozijam do dia em que nasceram e, da mesma forma, todos estão amaldiçoando o dia em que nasceram. Emoções conflitantes são impossíveis de se expressar; lágrimas de autopunição formam rios e navegam na vasta torrente, sem deixar vestígios, em um piscar de olhos. Mais uma vez, o Meu dia está se aproximando da raça humana, mais uma vez despertando a raça humana, dando à humanidade um ponto do qual fazer um novo começo. Meu coração bate e, seguindo os compassos do Meu coração, as montanhas pulam de alegria, as águas dançam de alegria e as ondas, acompanhando o ritmo, batem nos recifes rochosos. É difícil expressar o que está no Meu coração. Eu quero que todas as coisas impuras queimem em cinzas sob o Meu olhar, quero que todos os filhos da desobediência desapareçam diante dos Meus olhos, que nunca mais permaneçam na existência. Não só criei um novo começo na morada do grande dragão vermelho, como também empreendi uma nova obra no universo. Logo, os reinos da terra se tornarão o Meu reino; logo, os reinos da terra deixarão de existir para sempre por causa do Meu reino, porque já alcancei a vitória, porque voltei triunfante. O grande dragão vermelho esgotou todos os meios concebíveis para interromper o Meu plano, esperando apagar a Minha obra na terra, mas Eu posso ficar desanimado por conta de seus estratagemas enganosos? Posso ficar com medo de perder a confiança por suas ameaças? Nunca existiu um único ser, nem no céu nem na terra, que Eu não tenha na palma da Minha mão; o quanto mais isso é verdadeiro em relação ao grande dragão vermelho, esse artifício que serve como um contraste para Mim? Não é também um objeto para ser manipulado pelas Minhas mãos?

No tempo da Minha encarnação no mundo humano, a humanidade, sem perceber, chegou a esse dia com a ajuda da Minha mão norteadora e, sem perceber, veio a Me conhecer. Mas, em se tratando de como trilhar a senda adiante, ninguém tem noção alguma, ninguém está ciente, muito menos tem um indício quanto à direção em que essa senda o levará. Só com o Todo-Poderoso o protegendo é que alguém será capaz de trilhar a senda até o fim; só guiado pelo relâmpago do Oriente, alguém será capaz de cruzar o limiar que leva ao Meu reino. Dentre os homens, nunca houve quem tenha visto a Minha face, quem tenha visto o relâmpago no Oriente; quanto menos, ainda quem tenha ouvido a voz emanando do Meu trono? De fato, desde os tempos antigos, nenhum ser humano entrou diretamente em contato com a Minha pessoa; só hoje, quando Eu vim ao mundo, é que os homens têm uma oportunidade de Me ver. Mas até agora, os homens ainda não Me conhecem, já que apenas olham para o Meu rosto e apenas ouvem a Minha voz, sem entender o que quero dizer. Todos os seres humanos são assim. Sendo alguém do Meu povo, vocês não sentem um orgulho profundo quando veem o Meu rosto? E não sentem uma vergonha abjeta por não Me conhecerem? Eu caminho dentre os homens e vivo dentre os homens, pois Me tornei carne e entrei no mundo humano. Meu objetivo não é simplesmente capacitar a humanidade para considerar a Minha carne, mas, mais do que isso, é permitir que a humanidade Me conheça. Além disso, através da Minha carne encarnada, irei condenar a humanidade por seus pecados; através da Minha carne encarnada, irei vencer o grande dragão vermelho e aniquilar seu covil.

Extraído de “A Palavra manifesta em carne”

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado