Palavras diárias de Deus | "Como conhecer o Deus na Terra" | Trecho 320

0 |02 de Julho de 2020

Aprecio muito quem não nutre suspeita de outras pessoas e também gosto muito de quem prontamente aceita a verdade; demonstro grande zelo por esses dois tipos de pessoas, porque, a Meu ver, são pessoas honestas. Se você for do tipo enganador, você terá um coração cauteloso e pensamentos de suspeita em relação a todos os assuntos e a todas as pessoas. É por isso que sua fé em Mim é edificada sobre o fundamento da suspeição. Essa maneira de crer é do tipo que Eu jamais reconhecerei. Se lhes faltar a fé genuína, vocês se distanciarão ainda mais do amor real. E, se for capaz de duvidar de Deus e especular sobre Ele a bel-prazer, você, sem dúvida, é a mais enganadora de todas as pessoas. Você especula se Deus pode ser como um ser humano: imperdoavelmente pecaminoso, de caráter mesquinho, desprovido de equidade e razão, carente de um senso de justiça, dado a táticas perversas, dissimuladas e astutas, bem como se agradando do mal e da escuridão e assim por diante. Por que o ser humano tem tais pensamentos? Não seria por não ter a menor conhecimento de Deus? Essa maneira de crer nada é senão pecado! Aliás, alguns até creem que aqueles que Me agradam não passam de aduladores e bajuladores e que quem carece dessas habilidades não será bem-vindo e perderá seu lugar na casa de Deus. Esse é todo o conhecimento que vocês juntaram nesses anos todos? É isso que vocês ganharam? E o conhecimento que vocês têm sobre Mim não se limita a esses mal-entendidos; ainda pior é a sua blasfêmia contra o Espírito de Deus e o seu aviltamento do Céu. Essa é a razão de Eu dizer que essa sua maneira de crer apenas os levará a afastar-se ainda mais de Mim e a intensificar sua oposição a Mim. Durante muitos anos de trabalho, vocês viram muitas verdades, mas vocês sabem o que Meus ouvidos captaram? Quantos de vocês estão dispostos a aceitar a verdade? Todos vocês acreditam que estão dispostos a pagar o preço da verdade, mas quando foi que realmente sofreram pela verdade? Nos corações de vocês só existe iniquidade e, em consequência, creem que ninguém, não interessa quem seja, é enganador e desonesto. Vocês até acreditam que o Deus encarnado é exatamente igual a um homem normal, ou seja, desprovido de um coração gentil e de um amor benevolente. E mais, vocês creem que um caráter nobre e uma natureza misericordiosa e benevolente só existem dentro do Deus no Céu. E vocês acreditam que não existe um santo como esse e que a terra é governada unicamente pela escuridão e pelo mal, ao passo que Deus seria algo em que o ser humano deposita seu anseio pelo bem e pelo belo, um personagem lendário fabricado pelo ser humano. Nas mentes de vocês, o Deus no Céu é muito correto, justo e grandioso, digno de culto e admiração, mas esse Deus na terra não passa de um substituto e instrumento do Deus no Céu. Vocês acreditam que esse Deus não pode ser equivalente ao Deus no Céu e que ele pode ser menos ainda mencionado no mesmo fôlego com Este. Quando se trata da grandiosidade e da honra de Deus, estas pertencem à glória do Deus no Céu, mas quando se trata da natureza e da degeneração do ser humano, estas são atributos nos quais o Deus na terra tem parte. O Deus no Céu é para sempre imponente, ao passo que o Deus na terra é para sempre insignificante, fraco e incompetente. O Deus no Céu não é dado à emoção, unicamente à justiça, ao passo que o Deus na terra só tem motivações egoístas e é desprovido de toda equidade ou razão. O Deus no Céu não tem a mais leve desonestidade e é para sempre confiável, ao passo que o Deus na terra sempre tem um lado desonesto. O Deus no Céu ama muito o ser humano, ao passo que o Deus na terra não cuida bem do ser humano, chegando até a negligenciá-lo inteiramente. Por muito tempo, esse conhecimento errôneo ficou guardado nos seus corações e pode também se perpetuar no futuro. Vocês encaram todos os feitos de Cristo do ponto de vista do injusto e avaliam toda a Sua obra, bem como Sua identidade e substância da perspectiva do perverso. Vocês cometeram um erro grave e fizeram o que nunca tinha sido feito por aqueles que vieram antes de vocês. Ou seja, vocês só servem ao imponente Deus no Céu que tem uma coroa na cabeça e nunca dão atenção ao Deus que consideram tão insignificante que chega a ser invisível para vocês. Acaso isso não é o pecado de vocês? Isso não é um exemplo clássico da sua violação da disposição de Deus? Vocês cultuam o Deus no Céu. Vocês adoram imagens imponentes e apreciam os que se distinguem por sua eloquência. Vocês se deixam comandar alegremente pelo Deus que enche suas mãos de riquezas e suspiram pelo Deus que pode satisfazer cada um dos seus desejos. O Único ao qual você não presta culto é esse Deus que não é imponente; a única coisa que você odeia é ser associado com esse Deus que ninguém pode ter em alta conta. A única coisa que você não está disposto a fazer é servir a esse Deus que nunca lhe deu um centavo sequer e o Único que é incapaz de fazer você suspirar por Ele é esse Deus desagradável. Esse tipo de Deus não poderá capacitá-lo a ampliar seus horizontes, não poderá fazê-lo sentir-se como se tivesse achado um tesouro, muito menos satisfazer sua vontade. Mas, então, por que você O segue? Você já parou para pensar em perguntas como essa? O que você está fazendo não ofende apenas esse Cristo, mas, o que é muito mais importante, ofende também o Deus no Céu. Penso que não é esse o propósito da fé que vocês têm em Deus!

Extraído de “A Palavra manifesta em carne”

Exibir mais
Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Deixar uma resposta

Compartilhar

Cancelar