Palavras diárias de Deus | "O Próprio Deus, o Único V" | Trecho 144

A tentação de Satanás

Mateus 4:1-4 Então foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo Diabo. E, tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, depois teve fome. Chegando, então, o tentador, disse-Lhe: Se Tu és Filho de Deus manda que estas pedras se tornem em pães. Mas Jesus lhe respondeu: Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus.

Essas são as palavras com as quais o diabo começou a tentar o Senhor Jesus. Qual é o conteúdo do que o diabo disse? (“Se Tu és Filho de Deus manda que estas pedras se tornem em pães.”) O diabo disse essas palavras que foram bem simples, mas há algum problema com o conteúdo essencial dessas palavras? (Sim.) Qual é o problema? Ele disse: “Se Tu és Filho de Deus”, mas em seu coração ele sabia que o Senhor Jesus era o Filho de Deus? Ele sabia que Ele era Cristo? (Sim.) Então por que ele disse “Se Tu és”? (Ele estava procurando tentar Deus.) É claro, ele estava procurando tentar a Deus, mas qual foi seu propósito ao fazer isso? Ele disse: “Se Tu és Filho de Deus”. Em seu coração ele sabia que o Senhor Jesus Cristo era o Filho de Deus, isso estava claro em seu coração, mas, a despeito disso, ele se submeteu a Ele ou prestou culto a Ele? (Não.) O que ele quis fazer? Ele quis fazer isso e dizer essas palavras para deixar o Senhor Jesus irritado e então atraí-Lo para morder a isca e ludibriar o Senhor Jesus a fazer coisas de acordo com a sua maneira de pensar e prendê-Lo no seu anzol. Não é isso que se quis fazer? No seu coração, Satanás claramente sabia que Aquele era o Senhor Jesus Cristo, mas ainda assim ele disse isso. Essa não é a natureza de Satanás? O que é a natureza de Satanás? (Ser astuto, mau e não ter reverência por Deus.) Ele não tem reverência por Deus. Qual é a coisa negativa que ele fez aqui? Ele não quis atacar Deus? Querendo usar esse método para atacar Deus, ele disse: “Se Tu és Filho de Deus manda que estas pedras se tornem em pães”; essa não é a intenção maldosa de Satanás? (Sim.) O que ele realmente estava tentando fazer? Seu propósito é muito claro: ele estava tentando usar esse método para refutar a posição e a identidade do Senhor Jesus Cristo. Ele disse: “Se Tu és Filho de Deus manda que estas pedras se tornem em pães. Se não o fizeres, então não és o Filho de Deus e simplesmente não fazes essa obra”. É isso o que foi intencionado aqui? Ele quis usar esse método para atacar Deus, ele quis desmantelar e destruir a obra de Deus; essa é a malevolência de Satanás. Sua malevolência é expressão natural de sua natureza. Embora ele soubesse que Senhor Jesus Cristo era o Filho de Deus, a encarnação mesma do Próprio Deus, ele não pôde deixar de fazer esse tipo de coisa, seguindo Deus pelas costas e continuando a atacá-Lo e fazendo grandes esforços para perturbar e destruir a obra de Deus.

Analisemos, agora, esta frase usada por Satanás: “manda que estas pedras se tornem em pães”. Transformar pedras em pães — isso significa algo? Se há comida, por que não comê-la? Por que é necessário transformar pedras em comida? Isso faz sentido? (Não.) Embora estivesse jejuando naquele tempo, o Senhor Jesus certamente tinha comida para comer? Ele tinha comida? (Ele tinha.) Assim, vemos aqui a absurdidade do uso que Satanás fez dessa frase. Satanás faz uma quantidade de coisas; você vê sua natureza insidiosa e maliciosa e você o vê destruir a obra de Deus e isso é tão odioso e exasperador. Em contrapartida, porém, você consegue descobrir uma natureza infantil e absurda por trás de suas palavras e ações? (Sim.) Essa é uma revelação sobre a natureza de Satanás; ele tem esse tipo de natureza e ele fará esse tipo de coisa. Para as pessoas de hoje, a frase é absurda e risível. Porém, tais palavras de fato podem ser enunciadas por Satanás. Podemos dizer que ele é ignorante? Absurdo? A maldade de Satanás está em toda parte e está constantemente sendo revelada. E como responde o Senhor Jesus? (“Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus”.) Essas palavras têm algum poder? (Elas têm.) Por que dizemos que elas têm poder? (Elas são a verdade.) Correto. Essas palavras são a verdade. Ora, o homem vive só de pão? O Senhor Jesus jejuou por 40 dias e noites. Ele morreu de fome? (Não.) Ele não morreu de fome, de modo que Satanás se aproximou Dele, instando-O a transformar as pedras em comida ao dizer coisas deste tipo: “Se transformares as pedras em comida, não terás coisas para comer? Nesse caso, não precisarias jejuar, não precisarias ficar faminto?” Porém, o Senhor Jesus disse: “Nem só de pão viverá o homem”, significando que, embora o homem viva em um corpo físico, o que lhe concede vida, o que permite a seu corpo físico viver e respirar, não é a comida, mas todas as palavras declaradas pela boca de Deus. De um lado, o homem encara essas palavras como verdade. As palavras lhe dão fé, fazem-no sentir que pode confiar em Deus, que Deus é a verdade. De outro lado, há um aspecto prático nessas palavras? (Há.) Por quê? Porque o Senhor Jesus jejuou por 40 dias e noites e Ele ainda está ali de pé, ainda está vivo. Isso não é uma ilustração? Ele não comeu coisa alguma, nenhuma comida por 40 dias e noites. Ele ainda está vivo. Essa é a poderosa evidência por trás de Sua frase. A frase é simples, mas, no que concerne ao Senhor Jesus, essa frase veio do Seu coração, foi ensinada a Ele por alguma outra pessoa ou Ele pensou nela somente por causa do que Satanás dissera para Ele? Pensem nisso. Posto de outra maneira, Deus é verdade e Deus é vida, mas a verdade e a vida de Deus são um acréscimo posterior? Elas se originaram da experiência? (Não.) Não, são inatas em Deus, significando que verdade e vida são a substância de Deus. O que quer que Lhe suceda, o que Ele revela é verdade. Essa verdade, essa frase — quer seu conteúdo seja longo ou breve — pode deixar o homem viver, pode dar-lhe vida; ela pode capacitar o homem para encontrar, dentro de si, a verdade, clareza sobre a senda da vida humana e capacitá-lo a ter fé em Deus. Em outras palavras, a fonte do uso que Deus faz dessa frase é positiva. Então, podemos dizer que essa coisa positiva é santa? (Sim.) A frase de Satanás provém da natureza de Satanás. Satanás revela sua natureza má, sua natureza maliciosa, em todo lugar, constantemente. Ora, essas revelações são feitas por Satanás de modo natural? (Sim.) Alguém o incita? Alguém o ajuda? Alguém o força? (Não.) Ele emite todas elas por conta própria. Essa é a natureza má de Satanás. O que quer que Deus faça e como quer que Ele faça, Satanás O segue no encalço. A substância e as verdadeiras características dessas coisas que Satanás diz e faz são a substância de Satanás — substância má, substância maliciosa.

Extraído de “A Palavra manifesta em carne”

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado