5. Por que Deus não salva aqueles que têm neles o trabalho de espíritos malignos ou aqueles possuídos por demônios

Palavras de Deus relevantes:

Há muito tempo que vejo com clareza os vários feitos dos espíritos malignos. E as pessoas usadas pelos espíritos malignos (as que têm intenções erradas, as que desejam a carne ou riquezas, as que se vangloriam, as que interrompem a igreja etc.) também enxerguei cada uma delas. Não suponham que tudo estará terminado assim que os espíritos malignos forem expulsos. Vou dizer isto a você! De agora em diante, vou descartar essas pessoas uma a uma e nunca as usarei! Isso quer dizer que qualquer pessoa corrompida por espíritos malignos não será usada por Mim e será expulsa! Não pense que Eu não tenho sentimentos! Saiba disso! Sou o Deus santo e não habitarei num templo imundo! Uso somente pessoas honestas e sábias, completamente leais a Mim, que podem dar atenção ao Meu fardo. Isso porque tais pessoas foram predestinadas por Mim e absolutamente nenhum espírito maligno está operando nelas. Quero deixar isto claro: de agora em diante, todos aqueles sem a obra do Espírito Santo têm a obra dos espíritos malignos. Deixe-Me reiterar: não quero ninguém em quem os espíritos malignos operam. Eles serão todos lançados ao Hades junto com sua carne!

Extraído de ‘Capítulo 76’ das Declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”

As pessoas frequentemente mencionam o inferno e Hades. Mas a que se referem essas duas palavras e qual a diferença entre elas? Elas realmente se referem a algum canto frio e escuro? As mentes humanas estão sempre atrapalhando o Meu gerenciamento, pensando que suas próprias ponderações aleatórias são perfeitamente boas! Mas todas elas não passam de sua própria imaginação. Tanto o Hades como o inferno se referem a um templo de imundície anteriormente habitado por Satanás ou por espíritos malignos. Isso quer dizer que aqueles que antes foram ocupados por Satanás ou por espíritos malignos — são eles que são o Hades e são eles que são o inferno — não há engano! É por isso que no passado enfatizei repetidamente que Eu não habito num templo de imundície. Posso Eu (o Próprio Deus) viver no Hades ou no inferno? Isso não seria um absurdo ridículo? Já disse isso várias vezes, mas vocês ainda não entendem o que quero dizer. Comparado ao inferno, Hades é mais severamente corrompido por Satanás. Os que são para o Hades são os casos mais graves, e Eu simplesmente não predestinei tais pessoas; os que são para o inferno são aqueles a quem predestinei, e depois eliminei. Dito simplesmente, não escolhi nem uma dessas pessoas.

Extraído de ‘Capítulo 90’ das Declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”

Alguns anticristos são muito claramente espíritos malignos, enquanto outros anticristos não chegam ao ponto de se apresentarem como espíritos malignos, de modo que não podem ser definidos como tais. Quanto aos anticristos que são claramente espíritos malignos, uma vez que outra pessoa os segue, Deus ainda aceitaria essa pessoa, levando em conta a essência e o caráter de Deus? Deus é santo, e Ele é um Deus ciumento — Ele rejeita aqueles que seguiram espíritos malignos. Mesmo que, na superfície, essa pessoa lhe pareça ser boa, Deus não está olhando para esse aspecto. O que é ser “ciumento”? O que “ciumento” significa aqui? Se a palavra em si não for clara, vejam se conseguem entender Minha explicação. Desde o momento em que uma pessoa é selecionada por Deus até o momento em que ela determina que Deus é a verdade, que Ele é justiça, sabedoria e onipotência, que Ele é o único — uma vez que ela entende tudo isso, ela ganha um entendimento básico, no fundo do coração, do caráter e da essência de Deus e também daquilo que Ele tem e é. Esse entendimento básico se torna, então, sua fé e se torna aquilo que a impulsiona a seguir a Deus, despendendo-se por Deus e cumprindo seu dever. Essa é sua estatura, certo? (Sim.) Essas coisas já se enraizaram em sua vida, e nunca mais ela negará a Deus. Mas se ela não tiver conhecimento verdadeiro de Cristo ou do Deus prático, talvez ela ainda venha a adorar e seguir um anticristo. Esse tipo de pessoa ainda está em perigo. Ela ainda pode dar as costas para Cristo na carne para seguir um anticristo maligno; isso seria negar abertamente a Cristo e cortar os laços com Deus. O subtexto disso é: “Eu não Te seguirei mais, mas estou seguindo Satanás. Eu amo Satanás e desejo servi-lo; quero seguir Satanás, não importa como ele me trate, como ele me arruíne, me pisoteie e me corrompa, estou mais do que disposto. Não importa quão justo e quão santo Tu és, eu não quero mais seguir-Te. Não quero seguir-Te a despeito do fato de Tu seres Deus”. E ela vai embora, desse jeito, seguindo alguém que nada tem a ver com ela, alguém que é um inimigo de Deus ou até mesmo um espírito maligno. Deus ainda iria querer esse tipo de pessoa? Seria razoável Deus rejeitá-la? Seria perfeitamente razoável. Todas as pessoas com senso comum sabem que Deus é um Deus ciumento, que Ele é santo, mas você entende a situação real por trás disso? O que estou dizendo aqui não é correto? (É, sim.) Se for correto, então o fato de Deus desistir dessa pessoa contaria como crueldade da parte Dele? Deus age com base em princípios — se você sabe quem Deus é, mas não quer segui-Lo, e sabe quem Satanás é e, ainda assim, quer segui-lo, Eu não insistirei. Deixarei que você siga Satanás para sempre e não pedirei que volte; desistirei de você. Que tipo de caráter é esse da parte de Deus? É obstinação? Ele está agindo com base em emoções ou está sendo digno? Isso não é dignidade nem obstinação, mas parte do “ciúme” de Deus. Isto é, se você, como um ser criado, fica feliz em se tornar depravado, o que Deus pode dizer? Se você deseja se tornar depravado, essa é sua escolha pessoal — no fim das contas, você terá que suportar as consequências e só poderá culpar a si mesmo. Os princípios de Deus para lidar com as pessoas são imutáveis, então, se você está feliz com a depravação, seu fim inevitável é ser punido. Não importa há quantos anos você segue a Deus; se você deseja ser depravado, Deus não o ajudará em sua escolha nem o obrigará. Você mesmo está disposto a seguir Satanás, a ser enganado e manchado por Satanás, e, portanto, no fim, você terá de suportar as consequências. É por isso que nada funciona com essas pessoas, não importa como os outros tentem ajudá-las. Deus não as quer mais; o que, então, um humano pode fazer? Essa é a razão verdadeira por trás disso. Mas as pessoas devem fazer o que devem fazer, cumprir suas obrigações e responsabilidades, e uma vez que tenham feito isso, o desfecho final caberá à liderança de Deus. Com a Minha explicação detalhada, vocês todos entenderam um pouco melhor o significado da expressão: “Deus é um Deus ciumento”? Esse é um aspecto disso, isto é, Deus rejeita aqueles que foram manchados por espíritos malignos. E por que Deus os rejeita? Porque eles escolheram Satanás. Como Deus poderia querê-los depois disso? Deus poderia ainda ter misericórdia para com eles, comovê-los para que voltem? Isso é algo que Deus poderia fazer? Ele certamente poderia, mas não faria. É isso que significa ser “ciumento”.

Extraído de ‘Eles são malignos, insidiosos e enganosos (II)’ em “Expondo os anticristos”

Anterior: 4. O que é possessão demoníaca e quais são as manifestações de possessão demoníaca

Próximo: 1. O que é um anticristo e como ele pode ser identificado

Durante desastres, além de rezar, a coisa mais crítica para nós é encontrar a maneira de sermos protegidos. Junte-se ao nosso grupo de estudo gratuitamente.

Conteúdo relacionado

1. O que são a encarnação e sua essência

“Daquele dia e hora, porém, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, senão só o Pai. Pois como foi dito nos dias de Noé, assim será também a vinda do Filho do homem. […] Por isso ficai também vós apercebidos; porque numa hora em que não penseis, virá o Filho do homem.” Quando esse dia chegar, o Próprio Filho do homem não saberá. O Filho do homem se refere à carne encarnada de Deus, uma pessoa normal e comum. Nem mesmo o Próprio Filho do homem sabe, então como você pode saber?

2. O objetivo e significado de cada um dos três estágios da obra de Deus

É precisamente porque as exigências feitas ao homem são cada vez mais elevadas que o caráter do homem se aproxima cada vez mais dos padrões exigidos por Deus, e só então a humanidade toda começa a se afastar gradativamente da influência de Satanás até que, quando a obra de Deus estiver totalmente concluída, a humanidade inteira terá sido salva da influência de Satanás.

3. Qual é a recompensa das virgens sábias e por que as virgens tolas cairão em desastre

Mesmo as profecias feitas pelos profetas não poderiam ter alcançado esse resultado. Os profetas falaram apenas profecias, falaram do que aconteceria no futuro, mas não da obra que Deus desejava fazer naquele tempo. Nem falavam para conduzir o homem em sua vida, nem para conferir verdades ao homem nem revelar mistérios ao homem, e, muito menos, para conceder vida. Das palavras ditas neste estágio, há profecia e verdade, mas principalmente elas servem para dar vida ao homem. No presente, as palavras são diferentes das profecias dos profetas. Este é um estágio da obra para a vida do homem, para mudar o caráter de vida do homem, e não em benefício de falar profecia.

7. O objetivo e o significado da encarnação de Deus na China para fazer obra nos últimos dias

A primeira encarnação foi para redimir o homem do pecado, para redimi-lo por meio do corpo de carne de Jesus, isto é, Ele salvou o homem da cruz, mas o caráter satânico corrupto ainda permaneceu dentro do homem. A segunda encarnação não é mais para servir como uma oferta pelo pecado, mas, em vez disso, salvar totalmente aqueles que foram redimidos do pecado. Isso é feito de modo que aqueles que são perdoados possam ser libertos de seus pecados e ser completamente limpos, e por alcançar um caráter transformado, libertar-se da influência das trevas de Satanás e retornar para diante do trono de Deus. Só dessa maneira o homem pode ser plenamente santificado.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro