4. Qual é o trabalho dos espíritos malignos? Quais são as manifestações do trabalho dos espíritos malignos?

Palavras de Deus relevantes:

O que é a obra que vem de Satanás? Na obra que vem de Satanás, as visões dentro das pessoas são vagas; as pessoas estão sem humanidade normal, as motivações por trás de suas ações são erradas, e, embora elas desejem amar Deus, há sempre acusações dentro delas, e essas acusações e esses pensamentos causam interferência constante dentro delas, refreando o crescimento de sua vida e impedindo-as de vir diante de Deus na condição normal. Ou seja, assim que a obra de Satanás está dentro das pessoas, o coração delas não consegue ficar em paz perante Deus. Tais pessoas não sabem o que fazer consigo — quando veem outras reunidas, elas querem fugir e são incapazes de fechar os olhos quando outras oram. A obra dos espíritos malignos destrói o relacionamento normal entre o homem e Deus, e perturba as visões anteriores das pessoas ou sua antiga senda de entrada na vida; elas nunca podem se aproximar de Deus no seu coração, e sempre acontecem coisas que lhes causam interrupção e as algemam. Seus corações não conseguem encontrar paz, e elas são deixadas sem forças para amar a Deus e com seu espírito afundando. Tais são as manifestações da obra de Satanás. As manifestações da obra de Satanás são: ser incapaz de defender sua posição e ser testemunha, fazendo com que você se torne alguém que está em falta perante Deus e que não tem fidelidade a Deus. Quando Satanás interfere, você perde o amor e a lealdade a Deus dentro de si, é despojado de um relacionamento normal com Deus, não busca a verdade nem o próprio aprimoramento; você regride e se torna passivo, se deixa levar, dá rédeas à disseminação do pecado e não tem ódio do pecado; ademais, a interferência de Satanás torna você dissoluto; faz o toque de Deus desaparecer dentro de você e faz com que você se queixe de Deus e se oponha a Ele, levando-o a questioná-Lo; existe até o risco de você abandonar Deus. Tudo isso vem de Satanás.

Extraído de ‘A obra do Espírito Santo e a obra de Satanás’ em “A Palavra manifesta em carne”

Hoje há alguns espíritos malignos que enganam o homem com coisas sobrenaturais; isso não passa de imitação da parte deles, para enganar o homem através de uma obra que, agora, não é feita pelo Espírito Santo. Muitas pessoas realizam milagres e curam os enfermos e expulsam demônios; essas coisas não passam de obra dos espíritos malignos, pois o Espírito Santo não mais faz tal obra nos dias de hoje, e todos os que imitaram a obra do Espírito Santo a partir daquele tempo são de fato espíritos malignos. Toda a obra executada em Israel naquele tempo foi de uma natureza sobrenatural, embora o Espírito Santo não opere agora de tal maneira, e qualquer obra semelhante agora é a imitação e o disfarce de Satanás e sua perturbação. Mas você não pode dizer que tudo o que for sobrenatural vem dos espíritos malignos — isso dependeria da era da obra de Deus.

Extraído de ‘O mistério da encarnação (1)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Se, durante o dia de hoje, surgir uma pessoa que seja capaz de mostrar sinais e maravilhas, expulsar demônios, curar os doentes e realizar muitos milagres e, se essa pessoa afirmar que ela é Jesus que veio, então isso seria uma fraude produzida pelos espíritos malignos que imita Jesus. Lembre-se disso! Deus não repete a mesma obra. O estágio da obra de Jesus já foi concluída, e Deus nunca mais realizará aquele estágio da obra. A obra de Deus é irreconciliável com as noções do homem; por exemplo, o Antigo Testamento predisse a vinda de um Messias, e o resultado dessa profecia foi a vinda de Jesus. Isso já tendo acontecido, seria errado se outro Messias viesse novamente. Jesus já veio uma vez, e seria errado se Jesus viesse novamente desta vez. Existe um nome para cada era, e cada nome contém a caracterização daquela era. Nas noções do homem, Deus deve sempre mostrar sinais e maravilhas, deve sempre curar os doentes e expulsar demônios e deve ser sempre ser igual a Jesus. Mas desta vez, Deus não é nada assim. Se, durante os últimos dias, Deus ainda mostrasse sinais e maravilhas e ainda expulsasse demônios e curasse os doentes — se Ele fizesse exatamente o mesmo que Jesus — então Deus estaria repetindo a mesma obra, e a obra de Jesus não teria significado nem valor. Assim, Deus realiza um estágio de obra em cada era. Uma vez que cada estágio de Sua obra foi concluída, logo ele é imitado por espíritos malignos e, depois que Satanás começa a seguir os passos de Deus, Deus adota um método diferente. Uma vez que Deus completou um estágio de Sua obra, ele é imitado por espíritos malignos. Isso deve estar claro para vocês.

Extraído de ‘Conhecer a obra de Deus hoje’ em “A Palavra manifesta em carne”

Alguns dizem que o Espírito Santo está operando neles o tempo todo. Isso é impossível. Se dissessem que o Espírito Santo está sempre com eles, seria realista. Se dissessem que o pensamento e a razão deles são normais o tempo todo, isso também seria realista e mostraria que o Espírito Santo está com eles. Se disserem que o Espírito Santo está sempre operando dentro deles, que são iluminados por Deus e tocados pelo Espírito Santo a todo momento, e que ganham novo conhecimento o tempo todo, então isso absolutamente não é normal! É completamente sobrenatural! Sem sombra de dúvida, tais pessoas são espíritos malignos! Mesmo quando o Espírito de Deus entra na carne, há momentos em que Ele precisa descansar e comer — para não dizer nada dos humanos. Aqueles que foram possuídos por espíritos malignos parecem não ter a fraqueza da carne. São capazes de renunciar a tudo, de abrir mão de tudo, estão livres de emoções, são capazes de suportar tormentos, não sentem o menor cansaço, como se tivessem transcendido a carne. Isso não é extremamente sobrenatural? A obra dos espíritos malignos é sobrenatural — nenhum humano poderia realizar essas. Aqueles que carecem de discernimento sentem inveja quando veem tais pessoas: dizem que têm tanto vigor em sua crença em Deus, têm grande fé e nunca demonstram o menor sinal de fraqueza! Na verdade, tudo isso é a manifestação da obra de um espírito maligno. Isso é porque as pessoas normais inevitavelmente têm fraquezas humanas; esse é o estado normal daqueles que têm a presença do Espírito Santo.

Extraído de ‘Prática (4)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Você é capaz de sentir a sua alma? Você é capaz de tocar a sua alma? Você é capaz de perceber o que a sua alma está fazendo? Você não sabe, sabe? Se você for capaz de sentir ou tocar tal coisa, então é outro espírito dentro de você fazendo algo — à força, levando você a fazer e dizer coisas. É algo exterior a você, não inerente a você. Aqueles com o trabalho do espírito maligno terão um entendimento profundo disso.

Extraído de ‘Como entender o relacionamento entre a carne de Deus e o Espírito’ em “Registros das falas de Cristo”

Quando as pessoas têm algum entendimento de Deus, elas podem sofrer de boa vontade por Ele e viver para Ele. Contudo, Satanás ainda está no controle sobre as fraquezas dentro delas e ainda pode fazê-las sofrer. Espíritos malignos ainda podem trabalhar nas pessoas, interferindo nelas e levando-as a um estado mental confuso, a perder os sentidos, a se sentir desconfortáveis e a ficar perturbadas em todos os sentidos. Há coisas da mente ou da alma nas pessoas que ainda podem ser controladas e manipuladas por Satanás. É por isso que você adoece e fica perturbado, e é possível que você cometa suicídio e, por vezes, sinta também que o mundo está desolado ou que a vida não tem sentido. Em outras palavras, esses sofrimentos humanos ainda estão sob o comando de Satanás; eles constituem uma das fraquezas fatais do homem. Satanás ainda é capaz de usar aquelas coisas que ele corrompeu e espezinhou; elas são as armas que Satanás pode usar contra a humanidade. […] Espíritos malignos se agarram a cada oportunidade para fazer seu trabalho; eles conseguem falar a você de dentro ou sussurrar em seu ouvido, ou conseguem desordenar seus pensamentos e sua mente. Eles podem até suprimir o toque do Espírito Santo de tal modo que você não consiga senti-lo. Depois disso começam a interferir com você, confundindo seu pensamento e avariando seu cérebro, deixando você inquieto e desequilibrado. Tal é o trabalho que os espíritos malignos fazem nas pessoas. Se não conseguirem discernir isso, elas se encontrarão em grande perigo.

Extraído de ‘O significado de Deus provar do sofrimento mundano’ em “Registros das falas de Cristo”

Trechos de sermão e comunhão para referência:

A característica mais óbvia da obra dos espíritos malignos é que ela é sobrenatural. As palavras que os espíritos malignos dizem ou as coisas que pedem que as pessoas façam são anormais e ilógicas e até mesmo traem a moral e ética básica da humanidade normal, de modo que a natureza de suas palavras e ações é tal que nada fazem além de enganar, perturbar e corromper as pessoas. Só os torna capazes de prejudicar, atormentar e devorar pessoas e significa que nunca são benéficos ou úteis para as pessoas. Quando espíritos malignos possuem pessoas, elas se sentem ansiosas e desconfortáveis. Algumas até se tornam anormais, outras caem em torpor, e ainda outras se tornam incrivelmente ansiosas e parecem incapazes de sentar quietas. Em todo caso, quando espíritos malignos possuem as pessoas, essas pessoas se transformam em algo que é nem humano nem demônio e perdem sua humanidade e razão normal. Isso é prova suficiente de que a essência dos espíritos malignos é de maldade e feiura, que é precisamente a essência de Satanás.

As principais manifestações daqueles em que os espíritos malignos estão trabalhando (aqueles que são possuídos por demônios) são:

1. Pessoas em que espíritos malignos estão operando frequentemente instruem outros a fazer isso e aquilo ou a dizer algo a alguém, ou muitas vezes fazem profecias falsas.

2. Pessoas em que espíritos malignos estão trabalhando costumam falar nas chamadas “línguas” em oração, de um modo que ninguém entende e que nem mesmo os próprios oradores entendem. Alguns dos oradores conseguem até “interpretar essas línguas” pessoalmente.

3. Pessoas em que espíritos malignos estão trabalhando estão sempre recebendo revelações com grande frequência; os espíritos malignos as direcionam para um lado e, no momento seguinte, para o outro lado, fazendo com que essas pessoas fiquem num estado constante de ansiedade.

4. Pessoas em que espíritos malignos estão trabalhando sempre querem fazer isso ou aquilo com urgência, são impacientes demais para esperar e não consideram se as condições permitem ou não; até saem correndo no meio da noite, exibindo um comportamento especialmente anormal.

5. Pessoas em que espíritos malignos estão trabalhando são extremamente arrogantes, falta-lhes razão, e toda a sua fala tende a ser e elas se elevam sobre os outros. Elas deixam os outros sem saber o que fazer e, como demônios, os obrigam a fazer coisas.

6. Pessoas em que espíritos malignos estão trabalhando não sabem como comungar sobre a verdade, muito menos sabem dar atenção à obra de Deus. Elas não se importam com Ele, estão sempre tentando ser sua própria lei e são capazes de cometer todos os tipos de atrocidades para perturbar e destruir a ordem normal da igreja.

7. Pessoas em que espíritos malignos estão trabalhando inexplicavelmente se fazem passar por outra pessoa, alegando ser o espírito de alguém ou que foi enviada por alguém e que as pessoas deviam ouvi-la.

8. Pessoas em que espíritos malignos estão trabalhando não costumam ter senso normal. Elas não conseguem entendem nenhuma verdade; não possuem absolutamente nenhuma capacidade de entendimento nem são esclarecidas pelo Espírito Santo e seus pensamentos são caóticos. Ao entender coisas, essas pessoas são excepcionalmente absurdas.

9. Pessoas em que espíritos malignos estão trabalhando se concentram especialmente em dar sermões em outros enquanto trabalham. Tudo que fazem e dizem pretende atacar, amarrar e corromper outras pessoas, e elas chegam até a quebrar a determinação das pessoas e fazer com que se tornem negativas, ao ponto de não conseguirem se reerguer; somente então dão sossego. Todas as suas ações são giram em torno de causar perturbações e interrupções e de cometer todos os tipos de ultrajes. Elas são diabos, pura e simplesmente, que prejudicam, devoram e brincam com outros, e assim que conseguem impor sua vontade, ficam felizes. Esse é o objetivo primário do trabalho dos espíritos malignos.

1o. Pessoas em que espíritos malignos estão trabalhando vivem uma vida completamente anormal. Há um brilho agourento em seus olhos, e as palavras que professam são extremamente tenebrosas, como se um demônio tivesse descido para o mundo. Não há ordem no dia a dia desse tipo de pessoa, elas são bestas não domesticadas. São extremamente repulsivas e hediondas para outros. É exatamente assim que pessoas amarrada por demônios se expressam.

Esses são os principais meios em que o trabalho de espíritos malignos se manifesta. Qualquer pessoa que manifesta qualquer uma dessas expressões é certamente uma pessoa em que espíritos malignos estão trabalhando. Para ser mais exato, todos que manifestam qualquer uma das expressões mencionadas acima, não importa qual seja, são pessoas em que espíritos malignos estão trabalhando. Uma pessoa em que espíritos malignos estão trabalhando frequentemente odeia e deliberadamente se afasta de pessoas nas quais o Espírito Santo está operando e que podem comungar sobre a verdade. Muitas vezes, quanto melhor alguém é, mais ela quer atacar e condená-lo. Quanto mais tolo alguém é, mais ela tenta bajular e lisonjeá-lo e deseja especialmente estabelecer contato com ele. Quando espíritos malignos trabalham, eles sempre confundem preto e branco, retratando o positivo como negativo e o negativo como positivo. É precisamente assim que espíritos malignos agem.

Extraído de “Arranjos de trabalho”

A maioria das pessoas consegue identificar o trabalho de espíritos malignos quando é sobrenatural, mas tem dificuldades de fazê-lo quando não é. Isso exige que as pessoas se equipem com a verdade e que usem a verdade para identificar a miríade de falácias nascidas de espíritos malignos; então é fácil identificar o rosto verdadeiro do trabalho de espíritos malignos. Na verdade, todas as falácias e heresias têm sua origem em espíritos malignos, e todos os reis demônios de Satanás são as encarnações de espíritos malignos. Mas suas palavras e ações são sobrenaturais? De modo algum; externamente, algumas pessoas até aparentam ser altamente racionais — que é precisamente o que torna Satanás tão astuto. Assim, o princípio mais fundamental para a identificação é o uso das palavras de Deus e da verdade para avaliar todos os argumentos teóricos. Tudo que não se conforma à verdade é heresia e falácia, e tudo isso tem sua origem em espíritos malignos. Todos os que enganam pessoas e interferem na obra de Deus são espíritos malignos; todos os falsos cristos e anticristos são espíritos malignos; e todos os que não testificam do Deus verdadeiro, que não exaltam o Deus verdadeiro, que não adoram o Deus verdadeiro, que não obedecem ao Deus verdadeiro e, em vez disso, testificam que são Deus ou querem se tornar Deus — todos eles são espíritos malignos, independentemente de quão grande sejam os sinais e maravilhas que realizam. O povo escolhido de Deus deveria entender que realizar sinais e maravilhas não é um poder verdadeiro; somente ser capaz de expressar a verdade e usar palavras para aperfeiçoar pessoas e realizar tudo é poder verdadeiro. E assim, todos os que se fixam em sinais e maravilhas e buscam o trabalho sobrenatural de espíritos são absurdos e não possuem a verdade. Todos aqueles que são incapazes de aceitar a verdade e, invariavelmente, aceitam espíritos malignos capazes de realizar sinais e maravilhas e cujo trabalho é sobrenatural — todas essas pessoas são espíritos malignos; todos aqueles cujo coração transborda de todo tipo de falácias e heresias — todos eles são espíritos malignos; todos aqueles que, invariavelmente, acatam todo tipo de heresias e falácias, mas são incapazes de aceitar a verdade — todos eles são espíritos malignos; todos aqueles que são eternamente incapazes do puro entendimento das palavras de Deus, que eternamente pervertem as palavras de Deus e adotam falácias — todos eles são inquestionavelmente espíritos malignos; e todos aqueles que são especialmente absurdos e ridículos são espíritos malignos. Isso é absoluto. Na verdade, todos têm um passado, todos têm um espírito dentro deles que dirige o que eles dizem e fazem — isso está fora de questão. O espírito de Satanás estava na antiga serpente e está no grande dragão vermelho também; e espíritos malignos estão dentro de todos os reis demônios que se opõem a Deus. Assim que são comparados com a palavra da verdade de Deus, suas cores verdadeiras são expostas. O entendimento de algumas pessoas é especialmente absurdo, como o é também sua perspectiva sobre as coisas. Você pode alegar que o espírito delas não tem problema? Algumas pessoas são especialmente parciais em relação a várias heresias e falácias e não aceitam a verdade. Você pode alegar que o espírito delas não tem problema? Algumas pessoas se fixam e amam especialmente a busca de coisas sobrenaturais. Invariavelmente, alegam que o trabalho sobrenatural de espíritos malignos é a obra do Espírito Santo e nem voltam atrás quando são enganadas. Você pode dizer que o espírito delas não tem problema? Algumas pessoas aceitaram o caminho verdadeiro por vários anos, ouviram muitos sermões e comunicações e são capazes de recitar muitas letras e doutrinas, mas são incapazes de realmente entender a essência da verdade, e não há a menor mudança em seu caráter de vida. Você pode alegar que o espírito delas não tem problema? Na verdade, a obra do Espírito Santo está ausente de tais pessoas, e elas carecem de qualquer meio de entender a verdade e entrar na realidade. Disso não há dúvida. Como, exatamente, os vários trabalhos de espíritos malignos podem ser identificados? De suma importância é identificar a essência das pessoas, pois somente quando você consegue identificar sua essência, você é capaz de dizer de que tipo de trabalho de espírito elas são. Se as pessoas são especialmente malignas, insidiosas e venenosas, elas inquestionavelmente carecem de um espírito humano; se elas têm um espírito, ele é maligno. Se as pessoas aceitam e adotam consistentemente todos os tipos de falácias, há inquestionavelmente algum espírito absurdo — e maligno — dentro delas. O entendimento daqueles que possuem a obra do Espírito Santo é relativamente puro, sua humanidade é relativamente imaculada e honesta, assim, o conhecimento que comunicam é relativamente puro e benéfico para as pessoas. Somente tais pessoas são os escolhidos de Deus e amadas pelos escolhidos de Deus e aquelas com as quais as pessoas estão dispostas a se envolver e com as quais conseguem ser de um só coração e de uma só mente. Se as pessoas são especialmente enganosas, insidiosas e venenosas, então elas de forma alguma possuem a obra do Espírito Santo, pois Deus não salva aqueles que são malignos. Os predestinados e escolhidos por Deus são pessoas que amam e buscam a verdade. Mesmo que sejam servidores, eles são inquestionavelmente de humanidade relativamente boa; somente pessoas de humanidade relativamente boa são fiéis no cumprimento de seu dever e conscienciosos e sensatos em suas interações com outros. Nas igrejas, somente quando aqueles que amam a verdade se reúnem a obra do Espírito Santo e a verdadeira vida da igreja estão ali. Se as palavras e comunhões das pessoas são particularmente absurdas, se carecem de entendimento puro, independentemente de quantos sermões e comunicações ouçam, e não mostram nenhum sinal de progresso e sua humanidade é especialmente ignóbil, especialmente ruim, e elas não mudaram nem um pouco e são detestadas e desprezadas pelos outros, então não há dúvida de que elas serão eliminadas pelo Espírito Santo. Não há benefício em viver e interagir com tais pessoas; elas só terão um impacto ruim sobre você e o perturbarão. Pode-se dizer que a humanidade de todos que não amam a verdade é relativamente enganosa, venenosa, egoísta e ignóbil; acreditam em Deus apenas para serem abençoados e nunca souberam estar atentos à vontade de Deus e retribuir o amor de Deus e satisfazer a Deus; carecem de qualquer consciência ou razão. É improvável que tais pessoas ganhem a obra do Espírito Santo. Deveria ser claro ao povo escolhido de Deus que de todos aqueles que carecem da obra do Espírito Santo a maioria sofre a interferência do trabalho de espíritos malignos. Pessoas que passaram muito tempo sem a obra do Espírito Santo são altamente perigosas e devem ser evitadas. Se as pessoas são abandonadas pelo Espírito Santo, todos os tipos de espíritos malignos aproveitam a oportunidade para entrar nelas, momento em que as condições dessas pessoas se tornam cada vez mais desesperadas, a ponto de voltarem para seus velhos caminhos, e até se tornarem iguais aos incrédulos. Esse é o diabo Satanás se mostrando. Claramente, ser capaz de identificar tipos diferentes de pessoas é de suma importância. Só quando consegue identificar pessoas, você consegue identificar espíritos. Se não conseguir identificar pessoas, você certamente será incapaz de identificar os vários trabalhos de espíritos malignos.

Extraído de “Arranjos de trabalho”

Anterior: 3. Como se pode obter a obra do Espírito Santo?

Próximo: 5. Quais são as principais diferenças entre a obra do Espírito Santo e o trabalho dos espíritos malignos?

Quando ocorre um desastre, como nós, cristãos, devemos enfrentá-lo? Fique à vontade para nos contatar via WhatsApp, podemos explorar e encontrar caminhos juntos.
Conecte-se conosco no Messenger
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

1. O que é conhecer a Deus e se um entendimento de conhecimento bíblico e teoria teológica se qualifica como conhecimento de Deus

O que significa conhecer a Deus? Significa que o homem conhece a alegria, a raiva, a tristeza e a felicidade de Deus; isso é conhecer a Deus. Você diz que viu Deus, mas não entende a alegria, a raiva, a tristeza e a felicidade de Deus, não entende Seu caráter, nem entende Sua justiça. Você não tem entendimento da Sua misericórdia, não sabe do que Ele gosta e o que detesta. Isso não é conhecimento de Deus. Portanto, algumas pessoas são capazes de seguir Deus, mas não necessariamente acreditam em Deus.

3. O nome de Deus pode mudar, mas Sua essência nunca muda

Há quem diga que Deus é imutável. Isso está correto, mas tem a ver com a imutabilidade do caráter de Deus e Sua substância. Mudanças em Seu nome e obra não provam que Sua substância mudou; em outras palavras, Deus sempre será Deus, e isso nunca mudará.[…] Assim, as palavras “Deus é sempre novo e nunca velho” referem-se à Sua obra, e as palavras “Deus é imutável” ao que Deus tem e é inerentemente. Independentemente disso, você não pode fazer a obra de seis mil anos depender de um único ponto, ou circunscrevê-la com palavras mortas. Tal é a estupidez do homem. Deus não é tão simples como o homem imagina, e Sua obra não pode permanecer em uma só era. Jeová, por exemplo, não pode sempre significar o nome de Deus; Deus também pode fazer Sua obra sob o nome de Jesus. Esse é um sinal de que a obra de Deus está sempre progredindo adiante.

2. Se o testemunho de uma pessoa é verdadeiro se ela acredita em Deus somente para desfrutar de Sua graça

Vocês não devem se contentar simplesmente com desfrutar da graça de Deus. Esse modo de pensar é muito vulgar. Mesmo que você leia a palavra de Deus diariamente, ore todos os dias e seu espírito sinta uma paz e um prazer singular, ainda assim, no fim, você não consegue falar de conhecimento algum de Deus e de Sua obra ou que não tem tido experiência com ela e, não importa o quanto você comeu e bebeu da palavra de Deus, se você simplesmente sente paz e prazer em seu espírito e que a palavra de Deus tem uma doçura incomparável, como se você não pudesse desfrutá-la o bastante, porém você não tem uma experiência verdadeira com a palavra de Deus e nem da existência real dessa palavra, então o que você pode receber desse tipo de fé em Deus? Se você não é capaz de viver a essência da palavra de Deus, seu comer e beber das palavras de Deus e suas orações se referem totalmente à religião. Esse tipo de homem não pode ser aperfeiçoado e tampouco ser ganho por Deus.

4. As diferenças essenciais entre Deus encarnado e aqueles que são usados por Deus

A obra de julgamento é a própria obra de Deus, portanto ela deve ser naturalmente realizada pelo Próprio Deus; não pode ser realizada pelo homem em Seu lugar. Como o julgamento é a conquista da raça humana por meio da verdade, é inquestionável que Deus ainda apareça como imagem encarnada para realizar essa obra entre os homens. Isto é, nos últimos dias, Cristo irá usar a verdade para ensinar os homens do mundo todo e revelar todas as verdades a eles. Essa é a obra de julgamento de Deus.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro