Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Testemunhos da experiência do julgamento de Cristo

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

31. Uma guinada para melhor no caminho da crença em Deus

Zhuanbian Cidade de Xangai

Embora eu tenha seguido Deus por muitos anos, não tinha realizado quase progresso algum em minha entrada na vida, e isso me deixou muito ansioso. Particularmente quando ouvi a uma gravação de uma pregação sobre a entrada na vida e escutei o homem usado pelo Espírito Santo falando para irmãos e irmãs, fiquei muito ansioso ao ouvi-lo dizendo este tipo de coisa: “Vocês acreditam em Deus agora e experimentaram a doçura da busca pela verdade. Vocês começaram a entrar na trilha certa e estão repletos de fé em sua busca pela salvação”. Eu pensei: “Essas pessoas acreditam em Deus há tão pouco tempo, mas já entraram na vida e estão repletas de fé na salvação. No entanto, aqui estou eu, acreditando em Deus até agora, e ainda não obtive a verdade e o meu caráter de vida não passou por qualquer mudança, muito menos entrei na trilha certa. Dizer que alcançou a salvação é fácil, o difícil é fazer!” Pensei sobre como o alto comungou que a verdade pode solucionar todas as corrupções do homem, mas eu nunca tinha vivenciado isso. Senti até que a verdade poderia resolver a corrupção de outras pessoas, mas não a minha própria, então perdi a fé em minha busca pela verdade e salvação. Embora eu tivesse a consciência de que a minha própria condição não estava certa, não havia uma saída para isso, portanto, só me restava clamar a Deus por ajuda. Mais tarde, as palavras Dele me iluminaram, fazendo com que eu visse as razões por que eu tinha acreditado Nele por tantos anos, mas, mesmo assim, não havia progredido na vida, e por que o meu caráter não havia passado por mudança alguma. Deus também havia me posto na senda da prática e da entrada na verdade.

As palavras de Deus diz: “O crescimento na vida do homem e as mudanças em seu caráter são alcançados por meio da entrada na realidade e, além disso, por meio da entrada nas experiências detalhadas” (de ‘A diferença entre o ministério do Deus Encarnado e o dever do homem’ em “A Palavra manifesta em carne”). “Se você focar apenas no conhecimento de teorias e viver apenas em meio a cerimônias religiosas sem entrar profundamente na realidade, sem entrar na vida real, você nunca entrará na realidade, você nunca conhecerá a si mesmo, a verdade ou a Deus, e você será sempre cego e ignorante” (de ‘Discutindo a vida da igreja e a vida real’ em “A Palavra manifesta em carne”). Apenas através da iluminação das palavras de Deus compreendi que o meu caráter não tinha passado por mudanças apesar de crer Nele por muitos anos, e isso ocorreu principalmente porque, quando lia as palavras Dele, eu me concentrava apenas no sentido literal e teórico, e tinha apenas uma compreensão racional. Eu não estava me concentrando em pôr a verdade em prática nem em entrar na realidade, nem estava me concentrando em vivenciar as palavras de Deus através da experiência prática. Rememorando todos esses anos da minha crença em Deus, sem importar qual fosse o aspecto da verdade, nunca busquei ter uma compreensão mais profunda dela nem obter uma compreensão da essência da verdade, muito menos planejei entrar em uma prática detalhada, através da qual eu poderia ter obtido um aspecto da verdade. Em vez disso, pensei que fosse suficiente ter um conhecimento e compreensão teóricos. Por exemplo, na vida real sempre me esforcei para ter fama e lucro, sempre quis fazer com que os outros me ouvissem, fazer com que me respeitassem e me apoiassem. Depois de revelar essas corrupções, pensei por um instante e orei diante de Deus, reconhecendo a minha própria corrupção e sabendo que ela era uma expressão de arrogância e nada mais. O resultado foi que, não importando quantas vezes eu sentisse remorso ou confessasse meus pecados diante de Deus, eu estava condenado a repetir os mesmos erros de antes. Dentro do ambiente arranjado por Deus, através da oração e da busca, passei a saber que Deus estava usando esse ambiente para lidar com a minha corrupção. Entretanto, após chegar a essa compreensão, reconheci que todas as Suas provações e refinamentos, todo Seu tratamento e poda eram Sua salvação e Seu amor, que o coração Dele é sempre bom. Mas eu nunca prestei atenção em praticar a verdade para resolver minha própria corrupção. O desfecho foi que, embora tenha passado por dificuldades, eu não tinha passado por mudança alguma como consequência. Depois de ouvir o sermão, senti que essas comunhões eram de fato do que eu precisava, e elas me permitiram compreender a verdade que eu não havia compreendido anteriormente. Mas tudo que fiz foi apenas me lembrar do conteúdo das comunhões e, depois, não prestar atenção alguma a elas, resultando no desaparecimento rápido daquela pouca compreensão e na não obtenção de resultados.

Encarando os fatos, vi que eu não estava de todo buscando a verdade. Acreditei em Deus por muitos anos, mas nunca pus qualquer esforço para praticar a verdade nem entrar na realidade, visto que até aquele momento ainda não havia obtido a verdade nem o meu caráter havia se alterado. Essa era absolutamente a revelação do caráter justo de Deus, como dito por Ele muito tempo atrás: “Você tem de dedicar esforços a viver plenamente as palavras de Deus para que elas possam ser realizadas em sua prática. Se você tiver apenas conhecimento doutrinal, então sua fé em Deus acabará não dando em nada. Só se você também praticar e viver a palavra Dele, sua fé poderá ser considerada completa e de acordo com a vontade de Deus” (de ‘Já que crê em Deus você deve viver para a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”). Deus é justo. Ele nunca tratou ninguém injustamente e nunca deu nada ao homem de maneira arbitrária, muito menos de modo incondicional. Eu não pratico a verdade, não tenho feito qualquer esforço para viver as palavras Dele, como resultado, hoje devo colher o que plantei. Desta vez, não consegui evitar de sentir remorso extremo, arrependendo-me amargamente porque, embora eu tivesse vivenciado a obra de Deus, faltou-me a minha própria entrada, assim, hoje, eu ainda não tinha nada a demonstrar pela minha crença e não estava à altura da salvação de Deus. E, no entanto, eu não desejava continuar me degenerando desse modo, mas, em vez disso, desejava começar do zero, fazer um esforço em minha prática e implementar as palavras de Deus em mim mesmo.

Posteriormente, comecei a treinar a prática da verdade e entrada na realidade. Eu não era mais do jeito que tinha sido quando queria que os outros me ouvissem, respeitassem-me ou me apoiassem, apenas orando e confessando a Deus. Em vez disso, vim diante de Deus para buscar a verdade, procurando por Suas palavras para comer e beber que estivessem relacionadas especificamente a essa questão e aceitando o julgamento e o castigo das palavras Dele, resolvendo a minha própria corrupção desse modo. Quando pratiquei e entrei na vida assim, Deus me mostrou uma graça especial que me permitiu constatar que eu estava competindo com Deus pela posição Dele, fazendo com que as pessoas me adorassem como se eu fosse o ancestral delas, ou que me adorassem como se eu fosse Deus. Vi que eu era o Satanás maligno com uma natureza e essência completamente similares àquelas do grande dragão vermelho, e repulsa e aversão por minha própria natureza emergiram em mim de modo inconsciente. Depois, eu me equipei da verdade sobre elevar Deus, sobre ser testemunha Dele, e na realidade treinei para a entrada. Através dessa prática, vi de maneira ainda mais clara a minha feiura e repugnância, de pé no púlpito, explicando às pessoas o que era o quê. Tive maior aversão a mim mesmo e me amaldiçoei ainda mais, e me tornei disposto a renunciar à carne e praticar a verdade para satisfazer a Deus. Depois de treinar desse modo por um tempo, descobri que as expressões do meu caráter arrogante diminuíram bastante.

No passado, em relacionamentos interpessoais normais, eu sabia que tinha de praticar tolerância, paciência, usar de sabedoria, ter princípios e ser uma pessoa honesta. Mas, na realidade, nunca entrei nesses cinco aspectos. Portanto, ao conviver com meus irmãos e irmãs, com frequência crescia em mim preconceito em relação a eles por causa de alguma questão trivial ou quando eles revelavam uma corrupção, a ponto de eu não conseguir mais me relacionar bem com eles. Agora, trago a minha compreensão pretérita para a vida real para treinar e praticar. Quando ajo de maneira rude com os outros por causa de sua expressão de corrupção, oro a Deus e busco a verdade, perguntando como devo compreender essa questão com a qual me deparei, e como devo praticar e entrar em Suas palavras. Sob a orientação Dele, ocorreu-me que todos estão agora no processo de busca por uma mudança, portanto, certamente haverá expressões de corrupção, que talvez essa pessoa ainda não seja consciente da corrupção que revela, ou que talvez ela esteja dominada de modo involuntário por sua própria natureza e não esteja agindo desse jeito comigo de propósito. Exatamente o mesmo acontecia quando o meu caráter, em geral arrogante, era repugnante para os outros, embora eu mesmo não tivesse consciência disso. Tudo isso é o mal que é feito ao homem por Satanás. É Satanás que deve ser odiado, e ninguém deve formar opiniões sobre seus irmãos e irmãs. Quando pensei assim, o ressentimento e rancores que eu tinha dentro de mim desapareceram num instante, e foram substituídos pelo ódio a Satanás e compaixão e perdão por meus irmãos e irmãs, e até mesmo pela vontade de encontrar oportunidades apropriadas para ajudar os outros. Quando tentei ajudar voluntariamente outras pessoas, percebi que a minha relação com elas se tornou muito mais amigável e experimentei a felicidade que surge quando ajudamos os outros.

Ao treinar para entrar nas palavras de Deus e praticar a verdade, não apenas ganhei um pouco de experiência prática e entrada em todos os aspectos da verdade, como também vi as obras maravilhosas de Deus. Senti Sua liderança e orientação e provei a certeza, a paz e a alegria que a prática da verdade deu ao meu coração. Senti que não havia nada vazio em relação à vida, que havia uma lição a ser aprendida todos os dias, que havia novas visões e compreensões todos os dias, que eu era capaz de ver Deus me salvando diariamente, sentindo que a busca pela verdade era muito significativa, que a verdade podia de fato salvar e mudar as pessoas!

Uma vez que tive essa experiência e compreensão pessoal, senti que o meu próprio caminho de crença em Deus tinha dado uma guinada para melhor, nunca mais senti que a salvação estava além do meu alcance. Acredito que, enquanto eu trabalhar com Deus, equipando-me sempre da verdade e praticando e entrando na verdade, certamente alcançarei uma mudança em meu caráter corrompido. Acredito que a obra de Deus é capaz de salvar o homem e Suas palavras são capazes de mudar o homem: eu tenho essa fé porque eu já provei isso. De hoje em diante, desejo buscar e praticar a verdade com os meus pés plantados firmemente no chão. Desejo que Deus continue a me conduzir, para me fazer alcançar logo a mudança em meu caráter, para que eu possa viver como uma pessoa verdadeira para poder ser testemunha Dele, ser testemunha da obra de Deus para me salvar, ser testemunha do poder Dele para salvar o homem, e ser testemunha dos feitos prodigiosos de Deus!

Anterior:Um breve depoimento sobre a origem das trevas e do mal no mundo

Próximo:Toda palavra de Deus é uma expressão do Seu caráter