Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

O significado real de rebelião contra Deus

3

Zhang Jun Cidade de Shenyang, Província de Liaoning

No passado, eu acreditava que “rebelião contra Deus” significava trair a Deus, deixar a igreja ou abandonar a sua função. Eu pensava que tais comportamentos constituíam a rebelião. Portanto, sempre que ouvia sobre pessoas que se envolviam em tais comportamentos, eu me recordava que não devia me rebelar contra Deus como elas fizeram. Além disso, eu era cauteloso em relação aos meus trabalhos e acatava todas as tarefas designadas a mim pela igreja. Eu não recuava das minhas funções quando era corrigido e podado nem me afastava da igreja quando era provado, independentemente da dificuldade. Assim, eu acreditava que nunca tinha me rebelado contra Deus. Eu sentia que já havia adquirido um certo patamar e tinha confiança de que seguiria Deus até o fim e, finalmente, alcançaria a salvação.

Certo dia, durante um cultivo espiritual, li o seguinte no sermão: “Existem muitos tipos diferentes de rebelião contra Deus. Um tipo de rebelião é voltar-se contra a vontade Dele ou voltar-se contra as palavras Dele; outro tipo é ter um caráter arrogante, a ausência de Deus no coração, e assim vangloriar-se e ser hostil com Deus – esta é a rebelião de ser desobediente e desafiador a Deus; tem outro tipo também, que é a rebelião de trair ou renunciar a Deus. […] Os comportamentos rebeldes dos quais falamos com frequência na comunhão se referem principalmente aos dois primeiros tipos. Isto ocorre porque aqueles que traem ou renunciam a Deus não estão no âmbito de salvação de Deus, e os comportamentos rebeldes mencionados nas palavras de Deus também são dos dois primeiros tipos. O terceiro tipo não é mencionado. Não devemos compreender ou interpretar erroneamente as intenções de Deus, crendo que apenas trair ou renunciar a Ele pode ser chamado de rebelião contra Deus, como se agir contra a palavra Dele ou ter um caráter arrogante não fossem um tipo de rebelião. Esta é uma compreensão tão unilateral! Então, o que é de fato rebelião? Como as pessoas podem reconhecê-la? De acordo com a palavra de Deus, todas as coisas que são incompatíveis com Deus são Suas inimigas, e todas as coisas que vão contra as palavras de Deus são rebelar-se contra as palavras Dele. Rebelar-se contra as palavras de Deus é rebelar-se contra Deus, e agir como inimigo Dele também é rebelar-se contra Ele. Parece que estes dois princípios não estão alinhados com os conceitos humanos, mas isso é precisamente a essência do problema” (de “A comunhão do alto”). Após ler a comunhão, compreendi que rebelar-se contra Deus não era apenas trai-Lo, deixar a igreja ou abandonar as suas funções. Em vez disso, violar a vontade de Deus ou a Sua palavra, e opor-se a Ele, também são formas de rebelião. Sob a orientação do Espírito Santo, comecei a refletir sobre as minhas ações. Deus quer que busquemos a verdade e mudemos o nosso caráter enquanto cumprimos as nossas funções. Entretanto, eu me concentrei em cumprir a minha função e em obter um status mais alto dentro da igreja. Deus pede que desempenhemos as nossas funções com lealdade, que sigamos a Sua vontade quando nos deparamos com dificuldades e que renunciemos à carne para praticar a verdade. Entretanto, sempre busco o caminho que requer o menor esforço ao cumprir os meus deveres, enganando Deus com a minha indolência. Preocupo-me apenas com a minha carne em tempos de sofrimento, reclamando das dificuldades e negligenciando a minha função. Até já pensei em desistir totalmente como um meio de escapar das minhas funções. Deus exige lealdade absoluta e devoção completa. Na presença de Deus, os meus pensamentos se ocupam com frequência da minha família e parentes. Deus pede que aprendamos as lições em todas as coisas e entremos na realidade da palavra Dele para que possamos ser aperfeiçoados por Ele. Quando encontro pessoas ou questões desfavoráveis, vacilo diante do pensamento de que todas as coisas são parte do plano de Deus e me encontro constantemente pendendo entre o certo e o errado. Deus pede que entremos na verdade e aceitemos a salvação de Deus em várias situações e provações de sofrimento que Ele organizou para nós. Quando me deparo com uma correção, poda, dificuldade ou fracasso, entendo mal e culpo a Deus. Eu me desespero ao pensar na estrada adiante, perco a confiança em Deus e até penso em abandonar a igreja. Deus pede que sejamos sérios, práticos e eficazes em nossas vidas espirituais. Entretanto, muitas vezes sigo as regulamentações e procedimentos, e pratico rituais religiosos. Deus pede que O exaltemos e O testemunhemos em nossa obra e tragamos as pessoas diante Dele. Contudo, eu exalto e testemunho a mim mesmo, trazendo os outros diante de mim para que me admirem e me sigam. Deus pede que usemos a verdade para solucionar os nossos problemas. Eu me gabo e falo de letras e doutrinas, limito os outros com regras, soluciono problemas de acordo com os meios do homem e reprimo os outros com o meu status. Deus pede que nós realizemos estritamente as nossas tarefas de acordo com o planejamento da obra. Com frequência, realizo a minha função com base em minhas próprias intenções, fazendo coisas do modo que penso ser apropriado… Todas estas ações não violam a vontade e a palavra de Deus, e se opõem a Deus? Estas ações não constituem uma rebelião contra Deus?

Neste momento, não consigo deixar de sentir uma sensação de terror. Acontece que, sem saber, rebelei-me contra Deus em todas as minhas ações enquanto acreditava incorretamente que rebelião significava trair a igreja, deixar a igreja ou abandonar suas funções. Vergonhosamente, pensei que a minha estatura me eximia de rebelar-me contra Deus. Tenho sido um estranho para mim mesmo, e a minha compreensão da palavra de Deus é simplória e rasa. A palavra de Deus diz: “Deus tem revelado a natureza e a substância do homem, mas o homem entende que seu jeito de fazer as coisas e seu jeito de falar são falhos e defectivos; portanto, é uma tarefa extenuante para as pessoas colocar a verdade em prática. As pessoas pensam que seus erros são meramente manifestações momentâneas, que são revelados de modo descuidado, em vez de serem revelações da natureza delas” (de ‘Entendendo a natureza e colocando a verdade em prática’ em “Registros das falas de Cristo”). “A natureza do homem é sua vida, é um princípio do qual ele depende para sobreviver e é incapaz de mudar isso. Assim como a natureza da traição – se você pode fazer algo para trair um parente ou amigo, isso prova que faz parte da sua vida e da natureza com que você nasceu. Isso é algo que ninguém pode negar” (de ‘Um problema muito sério: traição (1)’ em “A Palavra manifesta em carne”). Isto é uma verdade inegável. Não sou exatamente o tipo de pessoa que cria confusão por questões superficiais sem uma clara compreensão da minha natureza? Os comportamentos das pessoas são dominados por sua natureza e o caráter delas é uma manifestação de sua natureza. Se a rebelião está codificada na natureza humana, então o homem inevitavelmente se rebelará encontra Deus. Não é uma questão de ser cauteloso. No entanto, não tenho me preocupado em reconhecer a minha natureza. Em vez disso, contento-me em manter algumas práticas externas, que me impedem de buscar a verdade e mudar o meu caráter, mesmo tendo seguido Deus há muitos anos. Tenho vivido constantemente com uma natureza rebelde. Se eu continuar a fazer isso, dado um ambiente propício, serei dominado inevitavelmente por minha natureza, trairei e abandonarei a igreja. Esse é um caminho perigoso de fato!

Ó Deus, dou graças a Ti por me mostrar a verdade em relação às minhas crenças errôneas sobre a rebelião contra Ti. Tu me permitiste compreender que renunciar e violar a Tua palavra são formas de rebelião, e me mostrou que estou sempre correndo risco de me rebelar contra Ti, de trair e abandonar-Te. Deste dia em diante, estou disposto a me concentrar na Tua palavra e concentrar os meus esforços em refletir sobre seu real significado, para que eu compreenda de fato a essência da verdade e me permita entrar na vida e praticar a verdade de modo preciso. Vou me esforçar para sustentar a Tua palavra em todas as circunstâncias e corrigir a minha rebeldia.

Conteúdo Relacionado