Como vencer as tentações de Satanás (parte 2)

23 de Julho de 2019

Por Geng Xin

Apesar de, quando fui tentado dessa vez, ter entendido a vontade de Deus e de não ter sido pego pelo esquema enganoso de Satanás, Satanás ainda não tinha acabado comigo. Não demorou, e Satanás começou a me atacar novamente.

Certo dia, eu desenvolvi um quadro de febre alta súbito e inexplicável, e minha temperatura chegou a 39,2 graus. Rapidamente, encontrei uma enfermeira e pedi uma injeção para combater a minha febre, mas, após baixar por pouco tempo, a febre voltou, e tive que colocar uma toalha fria na testa mesmo em dias tão frios. Passei dois dias nesse estado, mesmo assim, a febre não baixou. Sem opções, fui até o hospital para uma consulta. Recebi os resultados no terceiro dia, e o médico disse que eu podia ter contraído um vírus que estava atacando meu cérebro, e ele me disse que eu devia ser internado para me submeter a um procedimento que confirmaria minha condição. Quando o médico disse isso, senti muito medo e não pude evitar de me lembrar de quando eu tinha sido internado num hospital cinco anos antes. Na época, eu tinha visto dois oficiais da receita que tinham tido a mesma condição que eu parecia ter, e seu tratamento tinha lhes custado 70 ou 80 mil yuans. No fim, um deles morreu, e o outro sobreviveu com uma deficiência mental. Como é muito difícil que os medicamentos comuns ultrapassem a barreira hematoencefálica e matem os vírus ali, se eu realmente tivesse contraído um vírus cerebral e o tratamento não funcionasse, no melhor dos casos, eu sobreviveria com uma deficiência mental; no pior dos casos, poderia ser que eu morresse. Pensando assim, comecei a entrar em pânico e pensei: “Se eu me internar para o tratamento, terei que gastar todo o dinheiro que economizei ao longo de muitos anos, como então serei capaz de viver no futuro? Eu posso acabar sem um tostão e, mesmo assim, morrer, e isso seria o fim para a minha família. Ó Deus, o que devo fazer? O que devo fazer?” E assim eu disse ao médico que eu precisava refletir sobre isso antes de decidir se me internaria ou não.

Quando voltei para casa, eu me deitei na cama para descansar. Minha esposa queria que eu me levantasse e tomasse uma sopa de mingau de arroz e, quando me sentei, tudo ficou escuro, perdi toda a força no meu corpo e caí de volta na cama como uma pilha de lama. Meu coração estava batendo num ritmo incrível, e eu me senti atordoado, confuso e tonto, senti também alguma náusea e dor, como se eu estivesse prestes a morrer. Clamei em meu coração: “Ó Deus! Estou prestes a morrer?” Mas, por causa da minha experiência anterior, eu sabia que isso era mais uma das tentações de Satanás, e assim orei continuamente a Deus, pedindo que Ele me protegesse para que eu não reclamasse de Deus por causa daquilo que estava acontecendo comigo.

Naquela tarde, os irmãos Li e Zhang vieram me ver. Perguntaram sobre minha condição e o que eu pensava sobre estar doente. Deitado em minha cama, eu respondi com voz fraca: “Deus é todo-poderoso. Minha doença está em Suas mãos, mas não posso impedir de me sentir fraco no coração. Estou com muita dor. Se minha febre continuar por mais alguns dias e Satanás me matar, o que acontecerá?” O irmão Li me ouviu e disse: “Irmão, a palavra de Deus diz: ‘Começando hoje, Eu permitirei que todas as pessoas comecem a Me conhecer — o único Deus verdadeiro, que criou tudo, que veio para o meio dos humanos e foi rejeitado e caluniado por eles, que controla e arranja tudo em sua totalidade; o Rei que está no controle do reino, o Próprio Deus que gerencia o cosmo; e, mais ainda; o Deus que controla a vida e a morte dos humanos e que segura a chave do Hades’ (‘Capítulo 72’ das declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”). ‘A fé é como uma ponte de um tronco só: aqueles que se agarram abjetamente à vida terão dificuldade para cruzá-la, mas aqueles que estão prontos para se sacrificar podem atravessá-la de pé firme e sem preocupação. Se o homem abriga pensamentos tímidos e temerosos, isso é porque Satanás o enganou, temendo que cruzemos a ponte da fé para entrar em Deus’ (‘Capítulo 6’ das declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”). Temos medo de sermos mortos por Satanás porque não conhecemos a onipotência e a soberania de Deus e porque Satanás está explorando nossas fraquezas. Irmão, Deus criou o céu e a terra e todas as coisas que neles há, e Ele controla todas as coisas. A vida e a morte da humanidade também estão em Suas mãos, e não importa a selvageria do comportamento de Satanás, ele continua sob a soberania de Deus. Satanás não pode exceder a autoridade de Deus, e, assim, se Deus não permitisse que Satanás coloque a nossa vida em perigo, Satanás não ousaria desobedecer à ordem de Deus. Tome Jó como exemplo, quando ele enfrentou tamanha tentação. Ele perdeu sua propriedade e seus filhos; seu corpo inteiro, desde a cabeça até as solas dos seus pés, ficou coberto de feridas dolorosas, e ele estava em extrema dor. Mas Jó acreditava que as posses de sua família, como também sua vida e morte, estavam todas nas mãos de Deus, e Satanás não poderia tirá-las sem a permissão de Deus. Por isso, Jó foi capaz de enfrentar tudo com calma, submeter-se aos arranjos de Deus e, através de sua fé, foi capaz de derrotar a tentação de Satanás. No fim, Satanás esgotou os seus recursos e não ousou tentar Jó novamente. Irmão, sua doença atual é mais um dos esquemas enganosos de Satanás. Devemos confiar em nossa fé para atravessar situações como esta, pois apenas assim podemos dar testemunho de Deus”. A comunicação do irmão Li encheu meu coração de luz, e pensei: “Sim, eu acabei de dizer que Deus é todo-poderoso, e quando eu acreditava no Senhor, eu disse aos irmãos e irmãs na igreja que Deus guarda as chaves para a vida no além e que Ele controla nossa vida e morte. Agora, porém, a enfermidade me acometeu, e eu ainda estou preocupado que Satanás me matará. Eu realmente não tenho uma compreensão verdadeira da soberania de Deus”. Naquele momento, não pude evitar de me sentir um pouco envergonhado.

Então, o irmão Zhang pediu que eu lesse uma passagem das palavras de Deus: “Quando as pessoas têm algum entendimento de Deus, elas podem sofrer de boa vontade por Ele e viver para Ele. Contudo, Satanás ainda está no controle sobre as fraquezas dentro delas e ainda pode fazê-las sofrer. Espíritos malignos ainda podem trabalhar nas pessoas, interferindo nelas e levando-as a um estado mental confuso, a perder os sentidos, a se sentir desconfortáveis e a ficar perturbadas em todos os sentidos. Há coisas da mente ou da alma nas pessoas que ainda podem ser controladas e manipuladas por Satanás. É por isso que você adoece e fica perturbado, e é possível que você cometa suicídio e, por vezes, sinta também que o mundo está desolado ou que a vida não tem sentido. Em outras palavras, esses sofrimentos humanos ainda estão sob o comando de Satanás; eles constituem uma das fraquezas fatais do homem” (‘O significado de Deus provar do sofrimento mundano’ em “Registros das falas de Cristo”).

Enquanto contemplava essas palavras de Deus, um entendimento claro inundou meu coração. Satanás sabia que minha fraqueza fatal é meu medo da morte, por isso, ele estava usando a doença para me perturbar e me levar a viver num estado de dor e inquietação com meus pensamentos dispersos e em desordem para que, inconscientemente, eu perdesse minha fé em Deus — Satanás é tão desprezível!

Depois, o irmão Zhang comunicou, dizendo: “As palavras de Deus revelam a dinâmica da guerra que está sendo travada no mundo espiritual para que possamos ver claramente a verdade factual de como Satanás nos corrompe e prejudica e como Satanás é maligno e desprezível. Ele pode se aproveitar das nossas fraquezas fatais a qualquer momento para nos perturbar, para levar-nos a perder nosso relacionamento normal com Deus e até para nos levar a rejeitar e trair a Deus. Ele realmente não descansará antes de ter arrastado todos nós para o inferno. Ao mesmo tempo, isso nos permite reconhecer a nossa própria rebeldia e nossos defeitos, e com todo tipo de caracteres corrompidos que ainda não foram purificados, Satanás tem oportunidades para explorá-los para a sua própria vantagem. Mas devemos entender também que a boa vontade de Deus está por trás de Ele permitir que Satanás nos tente e perturbe, pois é através disso que Deus deseja revelar Sua onipotência e sabedoria, Seu poder e autoridade, para que possamos vir a ter um entendimento verdadeiro de Deus e para que a fé verdadeira possa surgir dentro de nós para Deus. Enquanto cooperarmos ativamente com Deus, usarmos as palavras de Deus como nossas armas na guerra contra Satanás e sempre permanecermos fiéis e devotos a Deus, seremos capazes de dar testemunho e envergonhar Satanás”.

Após entender todas essas coisas, eu disse outra oração a Deus: “Ó Deus Todo-Poderoso! Apesar de crer em Deus, minhas experiências me mostram que minha fé é muito pequena e que não entendo verdadeiramente a Tua onipotência e soberania. Hoje, Tuas palavras abriram os olhos do meu espírito e me permitiram enxergar os esquemas enganosos de Satanás e ver que Satanás está sempre por perto, procurando oportunidades para nos devorar e tentando usar todos os tipos de pessoas, eventos e coisas para perturbar e destruir meu relacionamento normal Contigo. Ó Deus! Eu Te agradeço por Tua proteção e orientação. A partir de agora, não importa como Satanás tente me assediar ou atacar, eu jamais me renderei a ele. Eu envergonharei Satanás e estou determinado a Te seguir”.

Então aconteceu algo inesperado. Quando me dispus a sacrificar tudo para dar testemunho de Deus e envergonhar Satanás, aconteceu um milagre. Na manhã do dia seguinte, levantei da cama e descobri que minha febre tinha baixado milagrosamente, minha cabeça não doía mais, e meu corpo não sentia mais qualquer desconforto. No entanto, minha esposa ainda estava preocupada e me instruiu a fazer outra consulta no hospital. Após me examinar, o médico disse que não havia mais qualquer possibilidade de eu estar com um vírus cerebral e que minha condição não era séria. Ele apenas me instruiu a descansar e disse que eu ficaria bem. Quando ouvi isso, fiquei dando graças e louvando a Deus em meu coração.

Eu pensei em como, desde que eu tinha começado a crer em Deus, as tentações tinham me acometido uma após a outra, e eu nunca tinha entendido a vontade de Deus e sempre tinha caído num estado de negatividade e fraqueza; tinham sido a iluminação e orientação das palavras de Deus e as comunicações e o apoio no momento certo dos meus irmãos da igreja que finalmente me permitiram permanecer firme em meio ao assédio e às tentações de Satanás. Além disso, ao experimentar essas situações, minha visão errada de que crer em Deus só para obter bênçãos foi corrigida, e agora eu tinha a visão correta da crença em Deus. Através das minhas experiências, vim a apreciar a importância das palavras de Deus e vi que apenas a verdade pode derrotar Satanás e que conseguimos enxergar os esquemas enganosos de Satanás apenas se vivermos segundo a verdade. Como afirma a palavra de Deus: “Sem a verdade, você é como flocos de neve flutuando; mas com a verdade, você pode ser feliz e livre, e ninguém pode atacá-lo. Não importa quão forte seja uma teoria, ela não pode vencer a verdade. Com a verdade, o próprio mundo pode ser abalado e montanhas e mares movidos, ao passo que a ausência dela pode fazer com que os fortes muros de uma cidade sejam reduzidos a escombros pelas larvas. Isso é um fato óbvio” (‘Quando compreender a verdade, você deve colocá-la em prática’ em “A Palavra manifesta em carne”). A partir de hoje, desejo me armar com mais verdades e cumprir o meu dever para retribuir o amor de Deus.

Anterior: Uma batalha
Quando ocorre um desastre, como nós, cristãos, devemos enfrentá-lo? Fique à vontade para nos contatar via WhatsApp, podemos explorar e encontrar caminhos juntos.
Conecte-se conosco no Messenger
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

A tempestade do divórcio debelada

No dia seguinte, durante o café da manhã, meu marido ainda tinha o mesmo ar severo e não falava comigo, mas como eu tinha a orientação das palavras de Deus, não estava tão preocupada ou assustada quanto no dia anterior. Eu disse a ele calmamente: “Eu acredito em Deus e nunca fiz nada para decepcionar esta família. Se você quer fazer isso, o motivo é a sua vontade de ser degenerado, e não a minha fé em Deus”.