O julgamento de Deus é para purificar e salvar ou para condenar e aniquilar?

25 de Novembro de 2021

Enquanto desastres se espalham pelo planeta inteiro, crentes no Senhor esperam a vinda do Senhor Jesus numa nuvem para levá-los para o céu para encontrá-Lo e escapar dos desastres. No entanto, ainda não viram o Senhor Jesus descer numa nuvem, em vez disso, a Relâmpago do Oriente está dando testemunho de que Ele retornou como Deus Todo-Poderoso encarnado, expressando verdades para fazer a obra de julgamento dos últimos dias para purificar e salvar o homem. Isso surpreende muitas pessoas. Pensam: “O Senhor deve primeiro levar os crentes para o céu. É importante salvar-nos primeiro dos desastres. Por que Deus expressaria verdades para fazer a obra de julgamento nos últimos dias? Os pecados de todos nós foram perdoados e fomos considerados justos por Deus, que necessidade existe para o julgamento de Deus?”. A maioria acredita que, nos últimos dias, o julgamento de Deus visará aos incrédulos, que julgamento é condenação e destruição, e aqueles cujos pecados foram perdoados não precisam ser julgados. Então, o julgamento da humanidade por Deus é para purificar e salvar ou para condenar e aniquilar? Vamos conversar sobre isso hoje.

Mas antes de nos aprofundarmos nisso, vamos falar sobre se existe uma base bíblica para o julgamento de Deus nos últimos dias. Na verdade, ele é mencionado em muitas profecias na Bíblia e, principalmente, nas profecias da própria boca do Senhor: “Quem Me rejeita, e não recebe as Minhas palavras, já tem quem o julgue; a palavra que tenho pregado, essa o julgará no último dia” (João 12:48). “Porque o Pai a ninguém julga, mas deu ao Filho todo o julgamento. […] e deu-Lhe autoridade para julgar, porque é o Filho do homem” (João 5:22, 27). “Ainda tenho muito que vos dizer; mas vós não o podeis suportar agora. Quando vier, porém, Aquele, o Espírito da verdade, Ele vos guiará a toda a verdade” (João 16:12-13). “Santifica-os na verdade, a Tua palavra é a verdade” (João 17:17). E Apocalipse também diz: “E vi outro anjo voando pelo meio do céu, e tinha um evangelho eterno para proclamar aos que habitam sobre a terra e a toda nação, e tribo, e língua, e povo, dizendo com grande voz: Temei a Deus, e dai-Lhe glória; porque é chegada a hora do Seu juízo” (Apocalipse 14:6-7). Isso é muito claro, não é? O Senhor retorna na carne como o Filho do homem, expressando verdades para fazer a obra de julgamento nos últimos dias. Não há dúvida quanto a isso. Essas profecias mencionam “a palavra que tenho pregado, essa o julgará no último dia” e “Ele vos guiará a toda a verdade”, assim, as pessoas podem ver que Deus usa a verdade para julgar e purificar o homem nos últimos dias, para nos guiar a todas as verdades, permitindo que o homem escape do pecado e seja salvo por Deus. 1 Pedro 4:17 diz: “Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus”. Isso significa que, nos últimos dias, Deus faz Sua obra de julgamento, a começar por Sua casa, que ela começará com aqueles que aceitaram o julgamento de Deus nos últimos dias. Esse é o significado de julgamento a começar pela casa de Deus. Todos que aceitam Deus Todo-Poderoso devem aceitar o julgamento das palavras de Deus e só podem entrar em Seu reino após serem purificados. Aqueles que alegam aceitar Deus Todo-Poderoso, mas não são purificados por meio do julgamento acabarão sendo eliminados e destruídos nos desastres. Os incrédulos serão tratados por meio dos desastres, pois aqueles que recusam o julgamento de Deus jamais podem ser purificados nem alcançar salvação. Serão condenados e então destruídos. Isso nos mostra que a obra de julgamento de Deus nos últimos dias é para salvar o homem na maior medida possível. Sejam eles crentes no Senhor ou não, contanto que aceitem o julgamento de Deus Todo-Poderoso e sejam purificados, eles são aqueles que Deus salva plenamente. Todos que recusam a obra de julgamento de Deus Todo-Poderoso serão condenados e eliminados e só podem cair nos desastres. Olhando para o desfecho da obra de julgamento de Deus, seria correto igualá-lo com condenação e aniquilação. Isso seria um grande erro. A obra de Deus para levar os crentes para o reino é feito pela salvação plena por meio de julgamento e purificação. Isso não é incrivelmente significativo? Por que então tantas pessoas não enxergam isso? Se o julgamento de Deus fosse para condenar e punir as pessoas, qual seria o significado dessa obra? Deus poderia trazer os desastres diretamente e aniquilar as pessoas. Por que se dar ao trabalho extra? Muitas pessoas ouvem da obra de julgamento de Deus Todo-Poderoso e não a investigam, mas a julgam e condenam diretamente. Isso não é arrogante? Todos os crentes no Senhor adoram a Bíblia e baseiam tudo nela. Por que não conseguem ver que a obra de julgamento de Deus nos últimos dias está completamente alinhada com ela? Há tantas profecias bíblicas sobre Deus fazendo a obra de julgamento nos últimos dias. Por que eles não percebem essas profecias? Você pode analisar isso de todos os lados, qualquer um que não reconhece a obra de Deus dos últimos dias é cego e tolo e não entende a Bíblia. Todos eles são arrogantes e insensatos. Não aceitaram a obra de Deus dos últimos dias e já perderam sua chance de serem arrebatados antes dos desastres. Isso cumpre a profecia do Senhor Jesus: “Porque a todo o que tem, dar-se-lhe-á, e terá em abundância; mas ao que não tem, até aquilo que tem ser-lhe-á tirado. E lançai o servo inútil nas trevas exteriores; ali haverá choro e ranger de dentes” (Mateus 25:29-30).

Por que os crentes devem passar pelo julgamento e castigo de Deus? Esse é outro mistério que a maioria não entende, vejamos então o que Deus Todo-Poderoso diz sobre isso: Deus Todo-Poderoso diz: “Embora tenha feito muita obra entre os homens, Jesus apenas completou a redenção de toda a humanidade e tornou-Se oferta pelo pecado do homem; Ele não livrou o homem de todo o seu caráter corrupto. Salvar o homem plenamente da influência de Satanás não exigiu apenas que Jesus Se tornasse a oferta pelo pecado e carregasse os pecados do homem, mas também exigiu que Deus fizesse uma obra maior ainda para livrar o homem completamente de seu caráter satanicamente corrompido. E assim, agora que o homem teve seus pecados perdoados, Deus voltou para a carne para guiar o homem até a nova era e começou a obra de castigo e julgamento. Esta obra tem trazido o homem a um reino superior. Todo aquele que se submete ao Seu domínio há de desfrutar de uma verdade maior e de receber bênçãos maiores. Eles hão de viver verdadeiramente na luz e de ganhar a verdade, o caminho e a vida” (‘Prefácio’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Antes de o homem ser redimido, muitos dos venenos de Satanás já estavam plantados dentro dele e, depois de milhares de anos de ser corrompido por Satanás, o homem já tem dentro de si uma natureza estabelecida que resiste a Deus. Portanto, quando o homem foi redimido, isso não é nada mais do que um caso de redenção, na qual o homem é comprado por um alto preço, mas a natureza venenosa dentro dele não foi eliminada. O homem que é contaminado assim deve sofrer uma mudança antes de ser digno de servir a Deus. Por meio dessa obra de julgamento e castigo, o homem conhecerá por completo a essência imunda e corrupta dentro de si mesmo, e ele poderá mudar completamente e se tornar limpo. Só assim o homem pode se tornar digno de retornar diante do trono de Deus. Toda a obra feita neste dia é para que o homem possa ser limpo e mudado; através do julgamento e castigo pela palavra, bem como por meio do refinamento, o homem pode remover sua corrupção e ser purificado. Em vez de considerar este estágio da obra como sendo o da salvação, seria mais apropriado dizer que é a obra de purificação. Na verdade, este estágio é o da conquista, assim como o segundo estágio na obra da salvação. É através do julgamento e castigo pela palavra que o homem chega a ser ganho por Deus; e é através do uso da palavra para refinar, julgar e revelar, que todas as impurezas, noções, motivos e aspirações individuais dentro do coração do homem são reveladas por completo. Embora o homem possa ter sido redimido e perdoado de seus pecados, isso só pode ser considerado como Deus não Se lembrar das transgressões do homem e não tratar o homem de acordo com as suas transgressões. No entanto, quando o homem, que vive num corpo de carne, não foi liberto do pecado, ele só pode continuar pecando, revelando infinitamente o caráter satânico corrupto. Essa é a vida que o homem leva, um ciclo interminável de pecar e ser perdoado. A maioria da humanidade peca de dia apenas para confessar à noite. Desse modo, embora a oferta pelo pecado seja para sempre efetiva para o homem, ela não será capaz de salvar o homem do pecado. Apenas metade da obra da salvação já foi concluída, pois o homem ainda tem caráter corrupto. […] correndo mais fundo que o pecado, ela é algo plantado por Satanás e profundamente enraizado no homem. Não é fácil para o homem tomar consciência de seus pecados; ele não tem como reconhecer sua própria natureza profundamente enraizada e deve confiar no julgamento pela palavra para alcançar esse resultado. Só assim o homem pode ser mudado paulatinamente desse ponto em diante” (‘O mistério da encarnação (4)’ em “A Palavra manifesta em carne”).

As palavras de Deus Todo-Poderoso são claras. Na Era da Graça, o Senhor Jesus fez a obra de redenção, completando apenas a primeira metade de Sua obra de salvação. Fé no Senhor significa que os pecados das pessoas foram perdoados e que elas não serão condenadas sob a lei e que podem vir para diante do Senhor para orar e comungar com Ele, para desfrutar de Sua graça e bênçãos. Foi isso que a obra de redenção alcançou. Mas mesmo com o perdão de seus pecados, as pessoas continuam mentindo e pecando, com lutas por ganho pessoa, inveja e rivalidades, julgando e cheios de ódio. Querem praticar as palavras do Senhor, mas não conseguem. Vivem num ciclo vicioso de pecar, confessar e pecar de novo, Incapazes de escapar dele. Isso mostra que, embora o Senhor tenha perdoado os pecados do homem, nossa natureza pecaminosa permanece em nós. Essa é nosso caráter e natureza satânicos que nos levam ao pecado. Se a raiz do pecado não for resolvida, não importa quantas vezes os pecados de uma pessoa sejam perdoados, ela nunca escapará do pecado e se tornará santa. Ela só consegue pecar e resistir a Deus. Pense nos fariseus. Eles adoravam a Deus no templo e estavam sempre fazendo sacrifícios, mas não aceitaram o Senhor Jesus quando Ele apareceu e operou. Resistiram e O condenaram loucamente e até O crucificaram, cometendo um pecado abominável. O que isso nos mostra? Com uma natureza satânica, não importa quantas ofertas alguém faça pelo perdão, ele continua cometendo o mal. Deus Todo-Poderoso apareceu e expressou milhões de palavras da verdade, fazendo a obra de julgamento, a começar pela casa de Deus. Ele formou um grupo de vencedores antes dos desastres, mostrando o poder e a autoridade de Deus e abalando o mundo inteiro. Tantas pessoas religiosas não buscam nem investigam, mas se agarram às suas noções, fazendo de tudo para condenar, resistir e blasfemar contra a nova obra de Deus, só querendo crucificar Cristo, que expressa a verdade mais uma vez. Isso mostra que, embora os pecados do homem tenham sido perdoados, por causa de sua natureza satânica, Ele ainda resiste a Deus e O vê como inimigo, como incompatível. O caráter justo e santo de Deus não tolera ofensa, então Ele levaria alguém para o Seu reino que foi absolvido, mas que continua pecando e resistindo a Ele? De forma alguma. É como disse o Senhor Jesus: “Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é escravo do pecado. Ora, o escravo não fica para sempre na casa; o filho fica para sempre” (João 8:34-35). “Sereis pois santos, porque Eu sou santo” (Levítico 11:45). E a Bíblia diz também: “Sem santificação, ninguém verá o Senhor” (Hebreus 12:14). “Porque se voluntariamente continuarmos no pecado, depois de termos recebido o pleno conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados” (Hebreus 10:26). O caráter justo e santo de Deus é inviolável. Aqueles que resistem a Deus serão punidos e destruídos, e jamais poderão entrar no reino de Deus. É por isso que, quando o Senhor Jesus prometeu voltar nos últimos dias, não era para nos levar para o céu e não era para condenar e destruir os incrédulos diretamente com os desastres. Era para expressar a verdade e fazer a obra de julgamento para o caráter e a natureza satânicos do homem, para primeiro salvar o homem do mal e das forças de Satanás, para que nos voltássemos para Deus e fôssemos ganhos por Ele, para então sermos levados para o Seu reino. Então a obra de salvação de Deus estará completa. Se o julgamento de Deus fosse apenas para condenar e destruir a humanidade, como imaginam as pessoas, então quem sobraria da humanidade corrupta? Não acabariam todos aniquilados por Deus por pecarem e se oporem a Ele? Se esse fosse o caso, o plano de Deus para a salvação do homem não daria em nada? É por isso que Deus encarnou de novo nos últimos dias de acordo com Seu plano para salvar a humanidade. Deus Todo-Poderoso se escondeu humildemente entre os homens e expressou tantas verdades, fazendo a obra de julgamento a começar pela casa de Deus para purificar e salvar todos aqueles que aceitam o julgamento de Deus nos últimos dias. É para que possamos escapar do mal e ser purificados, tornando-nos dignos de sermos levados para o reino de Deus. A obra de julgamento de Deus nos últimos dias não é, de forma alguma, para condenar ou destruir as pessoas, mas para purificar e salvá-las. É importante entender a vontade de Deus. A obra de julgamento de Deus dos últimos dias para a salvação do homem é Seu passo mais importante, e aceitar o julgamento de Deus Todo-Poderoso é o único jeito de escapar da corrupção, de ser purificado e salvo dos desastres.

Alguém talvez pergunte: Coimo Deus Todo-Poderoso purifica e salva o homem por meio de sua obra de julgamento? Encontramos as respostas nas palavras de Deus Todo-Poderoso: Deus Todo-Poderoso diz: “Cristo dos últimos dias usa uma variedade de verdades para ensinar o homem, expor a substância do homem e dissecar suas palavras e ações. Essas palavras abrangem várias verdades: o dever do homem, como o homem deveria obedecer a Deus, como o homem deveria ser leal a Deus, como o homem deve viver a humanidade normal, bem como a sabedoria e o caráter de Deus e assim por diante. Essas palavras são todas dirigidas à substância do homem e ao seu caráter corrupto. Em especial, essas palavras que expõem como o homem desdenha de Deus são faladas em relação a como o homem é a corporificação de Satanás e uma força inimiga contra Deus. Ao realizar Sua obra de julgamento, Deus não torna clara a natureza do homem simplesmente com algumas palavras; Ele também expõe, trata e poda a longo prazo. Todos esses métodos diferentes de exposição, tratamento e poda não podem ser substituídos por palavras comuns, mas pela verdade que o homem absolutamente não possui. Apenas métodos desse tipo podem ser chamados de julgamento; só por meio de julgamento desse tipo é que o homem pode ser subjugado e completamente convencido em relação a Deus e, além disso, ganhar verdadeiro conhecimento de Deus. O que a obra de julgamento produz é o entendimento do homem da verdadeira face de Deus e da verdade sobre a própria rebelião. A obra de julgamento permite que o homem ganhe bastante entendimento da vontade de Deus, do propósito da obra de Deus e dos mistérios que lhe são incompreensíveis. Também permite que o homem reconheça e conheça sua essência corrupta e as raízes de sua corrupção, bem como descubra a fealdade do homem. Esses efeitos são todos produzidos pela obra de julgamento, pois a essência dessa obra é, de fato, a obra de revelar a verdade, o caminho e a vida de Deus a todos aqueles que têm fé Nele. Essa obra é a obra de julgamento realizada por Deus” (‘Cristo realiza a obra do julgamento com a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Por quais meios o aperfeiçoamento do homem por Deus é realizado? É realizado por meio de Seu caráter justo. O caráter de Deus consiste principalmente em justiça, ira, majestade, julgamento e maldição, e Ele aperfeiçoa o homem principalmente por meio do Seu julgamento. Algumas pessoas não entendem e perguntam por que Deus só é capaz de aperfeiçoar homem por meio do julgamento e da maldição. Dizem: ‘Se Deus amaldiçoasse o homem, ele não morreria? Se Deus julgasse o homem, ele não estaria condenado? Como, então, ele ainda pode ser aperfeiçoado?’ Tais são as palavras das pessoas que não conhecem a obra de Deus. O que Deus amaldiçoa é a desobediência do homem e o que Ele julga são os pecados do homem. Embora Ele fale dura e implacavelmente, Ele revela tudo o que está dentro do homem, revelando por meio dessas palavras severas o que é substancial dentro do homem, mas, por meio de tal julgamento, Ele proporciona ao homem um profundo conhecimento da substância da carne e, assim, o homem se submete diante de Deus” (‘Somente experimentando provações dolorosas é que você pode conhecer a amabilidade de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Deus veio operar na terra para salvar a humanidade corruptanão há falsidade nisso; não fosse assim, Ele certamente não teria vindo fazer Sua obra em pessoa. No passado, Seu meio de salvação foi mostrar extremo amor e compaixão, tanto que Ele deu tudo de Si a Satanás em troca da humanidade inteira. O presente em nada se parece com o passado: a salvação concedida a vocês hoje ocorre no tempo dos últimos dias, durante a classificação de todos conforme a espécie; o meio de sua salvação não é amor nem compaixão, mas castigo e julgamento a fim de que o homem possa ser salvo de forma mais completa. Assim, tudo o que vocês recebem é castigo, julgamento e golpes implacáveis, mas saibam disto: nesses golpes impiedosos não há a mais ligeira punição. Não importa quão duras sejam as Minhas palavras, o que recai sobre vocês são apenas algumas palavras que lhes podem parecer sumamente cruéis, e não importa quão enraivecido Eu fique, o que chove sobre vocês ainda são palavras de ensinamento, e Eu não tenho intenção de feri-los nem de causar-lhes a morte. Tudo isso não é um fato? Saibam que, hoje, quer se trate de julgamento justo ou de refinamento e castigo implacáveis, tudo é para o bem da salvação. Independentemente de hoje haver ou não a classificação de todos conforme a espécie ou a exposição das categorias do homem, todas as declarações e a obra de Deus são para salvar aqueles que realmente amam a Deus. O julgamento justo visa purificar o homem, o refinamento implacável visa limpar o homem, palavras duras ou castigos visam purificar e são para o bem da salvação” (‘Vocês deveriam pôr de lado as bênçãos do status e entender a vontade de Deus de trazer a salvação ao homem’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Depois de ler as palavras de Deus, não entendemos melhor como Deus executa Sua obra de julgamento? Muitos não entendem a obra de Deus, então, quando veem as palavras julgamento e castigo, pensam na condenação e punição de Deus. Isso não poderia estar mais errado. Sob a lei, julgamento era apenas restringir o comportamento por meio de punição, mas não lidava com a natureza pecaminosa das pessoas. Mas o julgamento de Deus é principalmente expressar a verdade para julgar e revelar nosso caráter e natureza satânicos interiores, e então usar todas as maneiras, como tratamento, disciplina e testes para nos expor. É para que vejamos a nossa essência corrupta, a realidade da nossa corrupção, então nos odiamos, renunciamos à carne, praticamos a verdade e nos arrependemos. As palavras de Deus Todo-Poderoso revelam as manifestações do caráter satânico do homem, nossos motivos baixos, as adulterações corruptas e pontos de vista ridículos. Confrontados com as palavras de julgamento de Deus, vemos que só temos fome de bênçãos em nossa fé sem qualquer sinceridade para com Deus. Sacrificamos um pouquinho, pagamos um precinho e achamos que merecemos a graça de Deus e a entrada no reino. Mas, confrontados com provações, culpamos Deus e discutimos com Ele e nem queremos mais trabalhar para Ele. Não somos obedientes a Ele. Carecemos da realidade da verdade, só falamos sobre doutrinas para nos exibir e ganhar admiração. Estamos sempre protegendo nossa reputação e status e nos recusamos a concordar com outros, mesmo quando sabemos que suas opiniões estão alinhadas com a verdade. Somos arrogantes, teimosos e carecemos de qualquer humanidade e razão. Por meio do julgamento das palavras de Deus, vemos o quanto Satanás nos corrompeu, que somos arrogantes, astutos e malignos e que somos manifestações vivas do diabo. Não temos onde nos esconder e sentimos vergonha. Cheios de remorso, oramos e nos amaldiçoamos e queremos parar de viver em nossa corrupção satânica. Também experimentamos a justiça e santidade de Deus, que Deus examinará e exporá qualquer corrupção que possamos ter, que Seu caráter é inviolável e que certamente seremos punidos se não nos arrependermos e mudarmos, Então desenvolvemos reverência por Deus. Depois de sermos julgados, castigados, podados, tratados, testados e refinados muitas vezes, nossos caracteres corruptos são purificados e transformados. Tornamo-nos mais humildes, mais sensatos em palavra e ação. Aceitamos e nos submetemos a qualquer coisa que concorde com a verdade, não importa de onde venha, e temos muito menos adulterações em nosso dever. Com ou sem as bênçãos de Deus, e qualquer que seja nosso desfecho e destino, ficamos felizes em nos submeter a Deus e cumprir o dever de um ser criado. Por meio do julgamento de Deus Todo-Poderoso, podemos finalmente ser libertos do pecado, viver uma semelhança humana e ganhar liberdade verdadeira. O julgamento e castigo de Deus realmente são Seu maior amor e salvação para a humanidade! Sem isso, jamais conheceríamos a nós mesmos, jamais seríamos capazes de ver a verdade da nossa corrupção. Continuaríamos vivendo em nossos sonhos, pensando que temos direito ao reino porque nossos pecados foram perdoados, Esperando que o Senhor nos arrebate para desfrutar de Suas bênçãos. Isso é muito ignorante e descarado. Experimentamos de verdade que o julgamento e castigo de Deus Todo-Poderoso são o único jeito de nos livrar da corrupção, ser purificados e entrar no reino. Você poderia dizer que o julgamento de Deus Todo-Poderoso é nossa única senda para sermos libertos do pecado, sermos salvos por Deus e então entrarmos no reino. É como diz a palavra de Deus Todo-Poderoso: “Se o homem desejar ser purificado em sua vida e obter mudanças em seu caráter, se desejar viver uma vida com sentido e cumprir seu dever como criatura, ele precisará aceitar o castigo e o julgamento de Deus e não poderá permitir que a disciplina de Deus e os golpes de Deus se afastem dele, para que ele possa se livrar da manipulação e influência de Satanás e viver na luz de Deus. Saiba que o castigo e o julgamento de Deus são a luz, a luz da salvação do homem, e que não há maior bênção, graça ou proteção para ele” (‘As experiências de Pedro: seu conhecimento de castigo e julgamento’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Três décadas atrás, Deus Todo-Poderoso iniciou a obra de julgamento dos últimos dias. Muitos dos escolhidos de Deus estão passando por isso, sendo libertos da corrupção e purificados, e um grupo de vencedores foi formado antes dos desastres. Eles têm um testemunho lindo de escapar do pecado e de serem salvos, como derrotar Satanás por meio de perseguição e adversidade, arrepender-se por meio do julgamento e castigo das palavras de Deus, praticar a verdade e tornar-se honesto, submeter-se a Deus por meio de provações e refinamentos e mais. Esses testemunhos foram transformados em vídeos, que estão disponíveis on-line, dando testemunho para o mundo da obra de Deus dos últimos dias, para que todos abram os olhos e se convençam plenamente. Cada vez mais pessoas de cada país e denominação, que amam a verdade, reconhecem a voz de Deus nas palavras de Deus Todo-Poderoso e estão vindo para diante do trono de Deus. O evangelho do reino tem viajado pelo mundo e está prestes a se realizar de modo espetacular. É evidente que o julgamento de Deus dos últimos dias, a começar pela Sua casa, está se cumprindo. Os desastres já estão ocorrendo, e qualquer um que abre os olhos pode ver que os grandes desastres já começaram. Aqueles que aceitarem o julgamento de Deus Todo-Poderoso e cuja corrupção é purificada serão protegidos nos desastres e entrarão no reino de Deus. Aqueles que só pensam em bênçãos e em entrar no reino sem aceitar a verdade e o julgamento e a purificação de Deus são o joio, os incrédulos expostos pela obra de Deus dos últimos dias. Deus já os condenou, e eles descerão para o inferno e serão punidos quando os desastres vierem. Isso cumpre as palavras de Deus Todo-Poderoso: “Quando virem Jesus descer dos céus sobre uma nuvem branca com seus próprios olhos, isso será a aparição pública do Sol da justiça. Talvez esses sejam tempos de grande empolgação para você, mas você deve saber que o tempo em que você testemunhar Jesus descendo dos céus é também o tempo em que você descerá ao inferno para ser punido. Esse será o tempo do fim do plano de gestão de Deus e será quando Deus recompensará os bons e punirá os perversos. Pois o juízo de Deus terá terminado antes que o homem veja sinais, quando houver apenas a expressão da verdade. Aqueles que aceitarem a verdade e não buscarem sinais, e assim foram purificados, terão regressado diante do trono de Deus e entrado no abraço do Criador. Somente aqueles que persistirem crendo que ‘o Jesus que não vem sobre uma nuvem branca é um falso cristo’ estarão sujeitos à punição eterna, pois eles somente creem no Jesus que mostra sinais, mas não reconhecem o Jesus que proclama o rigoroso juízo e libera o verdadeiro caminho e vida. E assim, só pode ser que Jesus lide com eles quando Ele voltar abertamente sobre uma nuvem branca. Eles são obstinados demais, confiantes demais em si mesmos, arrogantes demais. Como tais degenerados poderiam ser recompensados por Jesus?” (‘Quando você contemplar o corpo espiritual de Jesus, Deus terá feito novo céu e nova terra’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Aqueles que forem capazes de permanecer firmes durante a obra de julgamento e castigo de Deus durante os últimos diasquer dizer, durante a obra final de purificaçãoserão aqueles que entrarão no descanso final juntamente com Deus; como tais, todos aqueles que entrarão no descanso terão se libertado da influência de Satanás e terão sido obtidos por Deus depois de terem sido submetidos à Sua obra final de purificação. Esses humanos que terão sido finalmente obtidos por Deus entrarão no descanso final. O propósito essencial da obra de castigo e julgamento de Deus é purificar a humanidade e prepará-la para seu descanso final; sem tal purificação, ninguém da humanidade poderia ser classificado em categorias diferentes de acordo com sua espécie nem de entrar no descanso. Essa obra é a única senda da humanidade para entrar no descanso. Somente a obra de purificação de Deus purificará os humanos de sua injustiça, e somente Sua obra de castigo e julgamento trará à luz aqueles elementos desobedientes da humanidade, separando, dessa maneira, os que podem ser salvos dos que não podem ser salvos, os que permanecerão dos que não permanecerão. Quando findar essa obra, aquelas pessoas que receberem a permissão de permanecer serão todas purificadas e entrarão em um estado de humanidade mais elevado, no qual desfrutarão de uma segunda vida humana mais maravilhosa sobre a terra; em outras palavras, elas iniciarão seu dia do descanso humano e coexistirão com Deus. Depois que aqueles que não tiverem a permissão de permanecer tiverem sido castigados e julgados, suas cores verdadeiras serão totalmente expostas, depois disso, todos eles serão destruídos e, como Satanás, não terão mais permissão para sobreviver na terra. A humanidade do futuro não incluirá mais ninguém desse tipo de pessoas; tais pessoas não são aptas a entrar na terra do último descanso nem são aptas a se unir no dia do descanso que Deus e a humanidade compartilharão, pois elas são o alvo da punição e são pessoas perversas e, injustas. […] Todo o propósito por trás da obra final de Deus de punir o mal e recompensar o bem é inteiramente para purificar completamente todos os humanos, para que Ele possa levar uma humanidade puramente santa ao descanso eterno. Esse estágio de Sua obra é o mais crucial de todos; é o estágio final de toda a Sua obra de gerenciamento” (‘Deus e o homem entrarão em descanso juntos’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Todos os dias temos 24 horas e 1440 minutos. Você está disposto a dedicar 10 minutos para estudar o caminho de Deus? Você está convidado a se juntar ao nosso grupo de estudo.

Conteúdo relacionado

Entre em contato conosco pelo WhatsApp