O melhor presente que Deus me deu

30 de Julho de 2019

Yixin Cidade de Shijiazhuang, Província de Hebei

Antes, eu escutava com frequência o que meus irmãos e irmãs diziam: “Tudo o que Deus faz é para o melhor. É tudo de que as pessoas precisam”. Eu admitia e concordava, mas não tinha nenhum entendimento através da minha própria experiência. Mais tarde, obtive um pouco de entendimento disso através do ambiente que Deus criou para mim.

Em meu coração, eu tinha um profundo desejo por status. Eu estava sempre esperando que o líder prestasse atenção em mim e que meus irmãos e irmãs me admirassem, mas a realidade nunca foi como eu esperava. Por muitos anos, não importando quem fosse a minha parceira para cumprir minhas funções, eu era sempre a “assistente”. Não importava o que estivesse ocorrendo, o líder sempre debatia com a minha parceira e arranjava para que ela tomasse conta das coisas. Parecia que, aos olhos do líder, eu era uma pessoa insignificante e sem importância. Isso realmente me desorientava. Eu pensava: “Eu cumpro os mesmos tipos de funções, não sou pior que os outros. Por que sou sempre a ‘assistente’? Por que estou sempre subordinada a alguém?” Eu experimentava bastante sofrimento de refinamento porque meus desejos nunca podiam ser satisfeitos, e vivia constantemente em meio à minha incompreensão de Deus. Eu não conseguia escapar disso. Um dia, o líder pediu para que a minha parceira preparasse alguns textos, mas não pediu a minha ajuda. Aquilo atingiu um nervo exposto em mim. Mesmo sabendo que não devia me deixar levar por coisas insignificantes, eu simplesmente não conseguia deixar isso passar, e mais uma vez me afundei no sofrimento. Pensei: por que esse tipo de situação sempre acontece comigo? Por que essas situações nunca são como eu gostaria? Por que Deus faz coisas como essa? Eu realmente não conseguia compreender.

Mais tarde, quando eu estava comendo e bebendo da palavra de Deus, li as seguintes palavras Dele: “A corrupção na natureza delas deve ser resolvida por meio de provações. Em quaisquer aspectos que você não esteja purificado, esses são os aspectos nos quais você deve ser refinado — esse é o arranjo de Deus. Deus cria um ambiente para você, forçando-o a ser refinado ali para que você possa conhecer a sua própria corrupção. No fim, você chega a um ponto no qual preferiria morrer e desistir de seus esquemas e desejos, e se submeter à soberania e ao arranjo de Deus. Portanto, para qualquer um que não tenha vários anos de refinamento e se não tenha suportado uma certa quantidade de sofrimento, ele não será capaz de se livrar do cativeiro da corrupção da carne em seus pensamentos e em seu coração. Em quaisquer aspectos que você ainda esteja sujeito ao cativeiro de Satanás, em quaisquer aspectos que você ainda tenha desejos próprios e exigências próprias — esses são os aspectos nos quais você deve sofrer. Só por meio do sofrimento as pessoas podem aprender as lições, ganhar a verdade e entender a vontade de Deus” (de ‘Como satisfazer a Deus em meio a provações’ em “Registros das falas de Cristo”). Senti uma onda de calor em meu coração vindo das palavras de Deus, como se Ele estivesse presente ali comigo, iluminando-me, dizendo-me por que Ele estava fazendo as coisas desse modo, qual era o Seu objetivo e permitindo-me entender as Suas boas intenções. Com aquela iluminação de Deus, eu não pude deixar de relembrar os acontecimentos e ver com um novo olhar o ambiente que Ele criou para mim. Percebi, então, que Deus era quem melhor me conhecia. Ele conhecia os aspectos nos quais Satanás exercia mais influência em mim, e tinha a clareza que a pior dessas influências era no campo do status. Deus não conseguia suportar ver-me vivendo constantemente sob o império de Satanás, e corrompida, oprimida, torturada e espezinhada por Satanás. Então, Deus direcionou a minha natureza e, de acordo com minhas necessidades, purificou-me de modo contínuo onde eu estava mais profundamente corrompida por Satanás. Essas revelações, castigos, refinamentos — tudo isso era a salvação do amor de Deus por mim. Mas, por tantos anos, eu nunca tinha entendido as boas intenções de Deus. Eu não estava disposta a aceitar a obra de “privação” de Deus em mim. É por isso que eu não compreendia a benevolência Dele e sempre senti que Ele era rigoroso comigo, que Ele me reprimia e não permitia que eu mostrasse quem eu realmente era. Quando penso nisso agora, se eu, uma pessoa que via o status como a própria vida, realmente tivesse feito tudo do meu modo em todos os domínios, meus desejos internos teriam crescido cada vez mais e, no final, eu estaria arruinada. Foi então que compreendi a árdua obra que Deus havia feito em mim durante muitos anos; e percebi que o ambiente que Deus criou para mim foi para me salvar. Esse é um amor que não pode ser expressado em palavras. Meu coração foi tocado pelo amor sincero de Deus e toda a minha incompreensão sobre Deus desapareceu do meu coração. Com alegria, eu estava disposta a ser obediente no ambiente criado por Deus para mim.

Foi somente através dessa experiência que reconheci de verdade que Deus cria ambientes para provar e refinar o homem. Há um profundo significado e grande amor nisso! A verdade é que, para mim, quando essas situações que não estavam de acordo com as minhas concepções aconteciam, elas eram exatamente o que eu precisava na vida. Era um meio essencial de Deus para me fazer reconhecê-Lo e obedecê-Lo para me salvar. Assim como uma mãe entende de fato a saúde de seus próprios filhos — o que cada filho necessita, que alimentos precisam para suplementar a nutrição — uma mãe entende isso bem. Hoje em dia, Deus faz exatamente a mesma coisa na vida das pessoas. Ele cria um ambiente para as pessoas e tudo que Ele faz na vida delas é baseado nas necessidades delas. E Ele faz o que for mais benéfico na vida delas, e serve para que elas obtenham a verdade, sejam obedientes a Ele e libertem-se da influência de Satanás. Se as pessoas puderem ser obedientes no ambiente que Deus lhes criou, elas podem obter a verdade, ganhar vida. Se as pessoas dessem rédeas livres a seus próprios temperamentos e preferências e quisessem que Deus os satisfizessem, então não somente elas não ganhariam nada, mas também indignariam Deus, e, no fim, conseguiriam apenas se ferir e arruinar a si mesmas. Isso é porque o que as pessoas querem não é o apropriado para elas, e é ainda menos benéfico para a salvação de Deus e para a perfeição delas. Somente o que Deus dá é o melhor, e é somente disso que as pessoas precisam. Foi naquele momento que finalmente tive um entendimento prático do que Deus disse: “A senda de hoje acompanha o julgamento e a maldição, mas todos vocês deveriam saber que o que Eu tenho concedido a você, seja julgamento ou castigo, são todos os melhores presentes que posso dar a você, e todas elas são coisas que você precisa com urgência” (de ‘Seu caráter é tão vil!’ em “A Palavra manifesta em carne”).

Eu agradeço a iluminação de Deus, que me permitiu conhecer e entender Sua obra em mim, e ver que, quanto menos disposta eu estou a aceitar alguma coisa, mais eu necessito dela e mais devo aceitá-la. Somente assim poderei obter o que Deus está me ofertando. Também me dei conta que a essência de Deus é boa, e tudo que Ele faz pelos homens é puro amor. É tudo de mais benéfico para a vida das pessoas. É o sustento mais necessário na vida das pessoas e o melhor presente dado aos homens por Deus. De hoje em diante, estou disposta a me entregar inteiramente nas mãos de Deus, obedecer e aceitar toda obra que Ele realizar em mim. Estou disposta a buscar conhecer a verdade, obter a verdade, e alcançar uma rápida mudança de caráter dentro do ambiente que Deus cria para mim.

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

Eu vi minha verdadeira estatura claramente

Graças a Deus. Através desta experiência, eu pude ver minha verdadeira estatura claramente, retornando dos desvios em minha compreensão. Isso me fez perceber que minha compreensão da verdade iluminada pelo Espírito Santo não significava que eu possuía a realidade desse aspecto da verdade.

O que está por trás das mentiras

Cada vez que eu via as palavras de Deus nos chamando para sermos pessoas honestas e falarmos com precisão, pensava: “Não tenho problema algum em falar com precisão. Não é só chamar uma espada de espada e dizer as coisas como elas são? Não é fácil? O que mais me aborrece nesse mundo são pessoas que gostam de enfeitar o palavreado”.

Deixar uma resposta