Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Declarações de Cristo dos últimos dias (Seleções)

Declarações de Cristo dos últimos dias (Seleções)
Declarações de Cristo dos últimos dias (Seleções)

Categorias

Declarações de Deus Todo-Poderoso
Declarações de Deus Todo-Poderoso (O caminho para conhecer a Deus)

sobre “Obra e entrada” (Parte 1)

1. Desde que as pessoas começaram a percorrer o caminho certo da vida, sempre houve várias coisas que ainda não estão claras para elas. Continuam completamente confusas a respeito da obra de Deus, e a respeito de uma grande parte da obra que devem desempenhar. Isso se deve, por um lado, ao desvio na experiência e às limitações em sua capacidade de receber; por outro, ao fato de que a obra de Deus ainda não fez com que as pessoas chegassem a esse estágio. Então, todo mundo é ambíguo em relação à maior parte das questões espirituais. Além de vocês não terem clareza a respeito daquilo em que devem entrar, são ainda mais ignorantes em relação à obra de Deus. Isso é mais do que simplesmente uma questão das suas limitações: é uma enorme falha que pertence a todos no mundo religioso. Aqui está a chave para entender por que as pessoas não conhecem Deus, e assim essa falha é um defeito comum, compartilhado por todos aqueles que O buscam. Pessoa nenhuma jamais conheceu Deus ou algum dia viu Sua verdadeira face. É por causa disso que a obra de Deus se torna tão difícil quanto mover uma montanha ou drenar o mar. Quantas pessoas sacrificaram a vida pela obra de Deus? Quantas foram expulsas por causa de Sua obra? Quantas, em nome de Sua obra, foram atormentadas até a morte? Quantas, com os olhos cheios de lágrimas de amor a Deus, morreram de maneira injusta? Quantas encontraram perseguição cruel e desumana? Que essas tragédias aconteçam, não é devido à falta de conhecimento das pessoas em relação a Deus? Como alguém que não conhece Deus ousaria se apresentar perante Ele? Como alguém que acredita em Deus, mas mesmo assim O persegue, ousaria se apresentar perante Ele? Essas inadequações não pertencem apenas àqueles que fazem parte do mundo religioso, mas são, sim, comuns tanto a vocês quanto a eles. As pessoas acreditam em Deus sem conhecê-Lo; é apenas por essa razão que elas não reverenciam Deus em seu coração e não O temem em seu coração. Há até aquelas que, com grande pompa e circunstância, realizam a obra que imaginam por conta própria dentro desta corrente e saem por aí fazendo a obra de Deus de acordo com suas próprias demandas e desejos pródigos. Muita gente age selvagemente, sem estima por Deus, mas seguindo suas próprias vontades. Essas não são corporificações perfeitas dos corações egoístas das pessoas? Não manifestam o elemento super-abundante de trapaça que as pessoas possuem?

de ‘Obra e entrada (1)’ em “A Palavra manifesta em carne”

2. As pessoas podem de fato ter inteligência suprema, mas como é que seus dons podem ocupar o lugar da obra de Deus? As pessoas podem de fato se importar com o encargo de Deus, mas não podem agir de modo excessivamente egoísta. Os feitos das pessoas são de fato divinos? Alguém pode estar positivamente certo disso? Dar testemunho de Deus, herdar Sua glória: isso é Deus fazendo uma exceção e elevando as pessoas. Como elas poderiam ser merecedoras? A obra de Deus apenas está começando, Suas palavras apenas começaram a ser proferidas. A essa altura, as pessoas se sentem bem consigo mesmas. Isso não seria simplesmente flertar com a humilhação? Elas compreendem extremamente pouco. Até mesmo o teórico mais brilhante ou o orador mais eloquente não podem descrever toda a abundância de Deus – quanto menos vocês podem? O melhor que você faz é não colocar o seu próprio valor acima dos céus, mas, sim, que se enxerguem como sendo mais inferiores que as mais baixas daquelas pessoas racionais que buscam amar a Deus. Este é o caminho pelo qual devem entrar: enxergarem-se como mais baixos do que os outros com um bom intervalo. Por que se considerarem tão altos? Por que se colocarem em estima tão alta? Na longa jornada da vida, vocês deram apenas os primeiros passos. Tudo que enxergam é o braço de Deus, não o todo de Deus. Cabe a vocês enxergar mais da obra de Deus, descobrir mais daquilo em que deveriam entrar, porque vocês mudaram muito pouco.

de ‘Obra e entrada (1)’ em “A Palavra manifesta em carne”

3. Na verdade, dentre as miríades de coisas da criação de Deus, o homem é a mais baixa. Apesar de ser o mestre de todas as coisas, o homem é só mais um entre elas que está sujeito aos truques de Satanás, o único que vira presa, de maneiras infinitas, de sua corrupção. O homem nunca teve soberania sobre si mesmo. A maior parte das pessoas vive no lugar imundo de Satanás e sofre sua zombaria; ele os provoca desta e daquela maneira, até que estejam meio vivas apenas, suportando todas as vicissitudes, todas as dificuldades no mundo humano. Depois de brincar com elas, Satanás põe fim a seu destino. E, assim, as pessoas passam a vida toda em uma confusão estonteante, sem jamais aproveitar as coisas boas que Deus preparou para elas, mas, em vez disso, sendo prejudicadas por Satanás e deixadas em frangalhos. Hoje, elas se tornaram tão enfraquecidas e apáticas que simplesmente não têm inclinação para notar a obra de Deus. Se as pessoas não têm inclinação para notar a obra de Deus, sua experiência está fadada para sempre a permanecer fragmentada e incompleta, e sua entrada será para sempre um espaço vazio.

de ‘Obra e entrada (1)’ em “A Palavra manifesta em carne”

4. Nos vários milhares de anos desde que Deus veio ao mundo, um grande número de homens com ideais elevados foi usado por Deus para desempenhar Sua obra durante um grande número de anos; mas aqueles que conhecem Sua obra são tão poucos que são quase inexistentes. Por esse motivo, números incontáveis de pessoas assumem o papel de resistir a Deus ao mesmo tempo em que assumem Sua obra, porque, em vez de a fazer, elas, na verdade, fazem obra humana em uma posição conferida por Deus. Isso pode ser chamado de obra? Como podem entrar? A humanidade tomou a graça de Deus e a enterrou. Por causa disso, ao longo de gerações passadas, aqueles que fazem Sua obra têm pouca entrada. Eles simplesmente não falam a respeito de conhecer a obra de Deus porque conhecem muito pouco da sabedoria de Deus. Pode-se dizer que, apesar de haver muitos que servem a Deus, eles não conseguiram enxergar o quanto Ele é exaltado e, por isso, todos eles se estabeleceram como Deuses para que os outros os adorassem.

de ‘Obra e entrada (1)’ em “A Palavra manifesta em carne”

5. Durante tantos anos, Deus permaneceu escondido no meio da criação; observou através de tantas primaveras e outonos detrás de uma névoa; do terceiro céu, olhou para baixo durante tantos dias e noites; caminhou por entre os homens durante tantos meses e anos. Ele se sentou acima de todos os homens, calmamente esperando ao logo de tantos invernos frios. Ele nunca Se mostrou abertamente para ninguém, nem emitiu qualquer som, partindo sem dar sinal e simplesmente retornando em silêncio. Quem pode conhecer Sua verdadeira face? Ele nem uma vez falou com o homem, nem uma vez apareceu para o homem. Quão fácil é para as pessoas fazerem a obra de Deus? Elas mal percebem que conhecê-Lo é, de todas as coisas, a mais difícil. Hoje, Deus falou ao homem, mas o homem nunca O conheceu, porque sua entrada na vida é limitada e rasa demais. Vistas de Sua perspectiva, as pessoas são totalmente ineptas para se apresentar perante Deus. Elas têm muito pouca compreensão de Deus e estão afastadas demais Dele. Além do mais, o coração com que acreditam em Deus é complicado demais, e elas simplesmente não guardam a imagem de Deus em seu coração mais profundo. Como resultado, o esforço esmerado de Deus e Sua obra, assim como pedaços de ouro enterrados na areia, não são capazes de emitir nem um lampejo de luz. Para Deus, o calibre, os motivos e as visões destas pessoas são extremamente abomináveis. Empobrecidas em sua capacidade de receber, indiferentes ao ponto da insensibilidade, degradadas e degeneradas, excessivamente servis, fracas e sem força de vontade, devem ser conduzidas como o gado e os cavalos são. Já no que diz respeito a sua entrada no espírito, ou sua entrada na obra de Deus, elas não prestam a menor atenção, não possuem nem um pingo de determinação para sofrer em nome da verdade. Não será nada fácil para que Deus faça com que esse tipo de pessoa se torne completa. Assim, é vital que vocês se dediquem a sua entrada deste ângulo: que por meio de seu trabalho e da sua entrada, vocês avancem em conhecer a obra de Deus.

de ‘Obra e entrada (1)’ em “A Palavra manifesta em carne”

6. Quando se fala de obra, o homem acredita que a obra é correr para lá e para cá para Deus, pregar em todos os lugares e gastar por Deus. Embora esta crença esteja correta, ela é unilateral demais; o que Deus pede ao homem não é apenas que se faça a jornada para lá e para cá para Deus; é mais ministério e o suprimento dentro do espírito. Muitos irmãos nunca pensaram em trabalhar para Deus, mesmo depois de tantos anos de experiência, pois a obra concebida pelo homem é incongruente com a que é pedida por Deus. Portanto, o homem não tem interesse algum na questão da obra, e essa é precisamente a razão pela qual a entrada do homem é também bastante unilateral. Todos vocês devem começar a entrar ao trabalhar para Deus, para que possam vivenciar melhor todos os seus aspectos. É nisso que vocês devem entrar. A obra não se refere a correr para lá e para cá por Deus; refere-se a se a vida do homem e o que o homem vive são para o deleite de Deus. A obra se refere ao homem utilizar a fidelidade que tem a Deus e o conhecimento que tem de Deus para testemunhar a Deus e ministrar ao homem. Esta é a responsabilidade do homem, e o que todo homem deve realizar. Em outras palavras, sua entrada é sua obra; vocês estão procurando entrar durante o curso de sua obra para Deus. Vivenciar Deus não é apenas poder comer e beber de Sua palavra; mais importante do que isso, vocês devem ser capazes de testemunhar a Deus, de servir a Deus e de ministrar para e suprir o homem. Essa é a obra e também sua entrada; é isso que todo homem deve realizar.

de ‘Obra e entrada (2)’ em “A Palavra manifesta em carne”

7. Há muitos que focam apenas em viajar para lá e para cá para Deus e em pregar em todos os lugares, mas ignoram sua experiência pessoal e negligenciam sua entrada na vida espiritual. É isso que faz com que aqueles que servem a Deus se tornem aqueles que resistem a Deus. Há tantos anos, aqueles que servem a Deus e ministram ao homem só consideram trabalhar e pregar como entrada; nenhum considerou sua própria experiência espiritual como uma entrada importante. Em vez disso, capitalizam sobre a iluminação da obra do Espírito Santo para ensinar outros. Quando pregam, estão muito sobrecarregados e recebem a obra do Espírito Santo e, por meio disso, liberam a voz do Espírito Santo. Naquele momento, aqueles que trabalham se sentem presunçosos e auto-satisfeitos, como se a obra do Espírito Santo fosse sua própria experiência espiritual; acham que todas as palavras que proferem durante aquele momento são seu próprio ser, […] Depois de ter pregado uma vez dessa maneira, você sente que sua estatura atual não é tão pequena como acreditava ser. Depois de o Espírito Santo operar de forma similar em você várias vezes, você então determina que já tem estatura e acredita erroneamente que a obra do Espírito Santo é sua própria entrada e seu próprio ser. Quando você tem esta experiência constantemente, sente-se relaxado a respeito de sua própria entrada. Você então se torna preguiçoso sem perceber, e não dá importância à sua própria entrada. Portanto, quando você ministra aos outros, deve distinguir claramente entre sua estatura e a obra do Espírito Santo. Isso facilitará sua obra e melhorará sua experiência. O homem considerar a obra do Espírito Santo como sua própria experiência é o início da degeneração do homem. Assim, qualquer que seja o dever que vocês cumprem, devem considerar sua entrada como uma lição fundamental.

de ‘Obra e entrada (2)’ em “A Palavra manifesta em carne”

8. A pessoa trabalha para cumprir a vontade de Deus, para trazer todos aqueles que são segundo o coração de Deus diante Dele, para levar o homem a Deus e para apresentar a obra do Espírito Santo e a orientação de Deus ao homem, aperfeiçoando, assim, os frutos da obra de Deus. Por este motivo, é imperativo que vocês compreendam a substância da obra. Como alguém utilizado por Deus, todos os homens são dignos de trabalhar para Deus, isto é, todos têm a oportunidade de serem utilizados pelo Espírito Santo. No entanto, há uma coisa que vocês devem perceber: quando o homem faz a obra de Deus, o homem tem a oportunidade de ser utilizado por Deus, mas o que é dito e conhecido pelo homem não é inteiramente a estatura do homem. Vocês só podem conhecer melhor suas deficiências em sua obra e receber uma iluminação maior do Espírito Santo, permitindo, assim, que obtenham entrada melhor em sua obra. Se o homem considera a orientação de Deus como a entrada do próprio homem e o que é inerente dentro do homem, não há potencial para o crescimento da estatura do homem. O Espírito Santo ilumina o homem quando ele está em um estado normal; nesses momentos, o homem frequentemente confunde a iluminação que recebe como sua própria estatura na realidade, pois o Espírito Santo ilumina de uma forma mais normal: ao fazer uso do que é inerente dentro do homem. Quando o homem trabalha e fala, ou durante a oração do homem em suas devoções espirituais, uma verdade de repente fica clara para ele. Na realidade, porém, o que o homem vê é apenas a iluminação pelo Espírito Santo (naturalmente, isto está relacionado à cooperação do homem) e não a verdadeira estatura do homem. Depois de um período de experiência em que o homem se depara com inúmeras dificuldades reais, a verdadeira estatura do homem é evidenciada sob tais circunstâncias. Somente naquele momento o homem descobre que a estatura do homem não é tão grande, e o egoísmo, as considerações pessoais e a ganância do homem emergem. Somente depois de vários ciclos dessa experiência muitos daqueles que estão despertos dentro de seus espíritos percebem que ela não era sua própria realidade no passado, mas uma iluminação momentânea do Espírito Santo, e o homem apenas recebeu a luz. Quando o Espírito Santo ilumina o homem para ele compreender a verdade, muitas vezes isso ocorre de maneira clara e distinta, sem contexto. Isto é, Ele não incorpora as dificuldades do homem nessa revelação, mas sim revela a verdade diretamente. Quando o homem encontra dificuldades na entrada, ele então incorpora a iluminação do Espírito Santo, e isso se torna a experiência real do homem. […] Portanto, quando vocês recebem a obra do Espírito Santo devem se concentrar mais em sua entrada ao mesmo tempo, vendo exatamente qual é a obra do Espírito Santo e qual é sua entrada, bem como incorporar a obra do Espírito Santo em sua entrada, de modo que vocês possam ser mais bem aperfeiçoados por Ele e permitir que a substância da obra do Espírito Santo seja trabalhada em vocês. Durante o percurso de suas experiências da obra do Espírito Santo, vocês passam a conhecer o Espírito Santo, assim como a si mesmos e, em meio aos inúmeros casos de sofrimento extremo, desenvolvem um relacionamento normal com Deus, e o relacionamento entre vocês e Deus fica mais próximo a cada dia. Depois de incontáveis instâncias de poda e refinamento, vocês desenvolvem um amor verdadeiro por Deus. É por isso que vocês devem perceber que o sofrimento, os golpes e as tribulações não são assustadores; o que é assustador é ter apenas a obra do Espírito Santo, mas não suas entradas. Quando chegar o dia em que a obra de Deus estiver concluída, vocês terão laborado por nada; embora vocês tenham vivenciado a obra de Deus, não terão conhecido o Espírito Santo ou tido suas próprias entradas. A iluminação do homem pelo Espírito Santo não é para sustentar a paixão do homem; é para abrir uma saída para a entrada do homem, bem como para permitir que o homem conheça o Espírito Santo e, a partir disso, desenvolva um coração de reverência e adoração por Deus.

de ‘Obra e entrada (2)’ em “A Palavra manifesta em carne”

9. Deus confiou muito aos humanos e também lidou com sua entrada de inúmeras maneiras. Mas como o calibre das pessoas é muito baixo, muitas das palavras de Deus não conseguiram fincar raízes. Há várias razões para esse baixo calibre, como a corrupção do pensamento e da moralidade humana e a falta de educação adequada; superstições feudais que dominaram o coração do homem; estilos de vida depravados e decadentes que albergaram muitos males nos cantos mais profundos do coração humano; uma compreensão superficial de alfabetização cultural, com quase noventa e oito por cento das pessoas sem literacia cultural e, além disso, muito poucas recebendo níveis mais altos de educação cultural, de modo que as pessoas basicamente não têm ideia do que significa Deus ou Espírito, mas sim uma imagem vaga e pouco clara de Deus adquirida a partir das superstições feudais; influências perniciosas que milhares de anos de “elevado espírito de nacionalismo” deixaram no fundo do coração humano, bem como o pensamento feudal pelo qual as pessoas são presas e acorrentadas, sem um pingo de liberdade, sem vontade de aspirar ou perseverar, sem desejo de progredir, permanecendo passivas e regressivas, entrincheiradas numa mentalidade de escravo. E assim por diante. Esses fatores objetivos deram ao ponto de vista ideológico, aos ideais, à moralidade e ao caráter da humanidade um molde indelevelmente sujo e feio. Ao que parece, os seres humanos estão vivendo em um mundo terrorista de trevas o qual ninguém busca transcender, e ninguém pensa em mudar para um mundo ideal; em vez disso, contentam-se com sua sorte na vida,[1] em passar seus dias tendo e criando filhos, esforçando-se, suando, cuidando de suas tarefas, sonhando com uma família confortável e feliz, com afeto conjugal, filhos amorosos, com alegria em seus derradeiros anos enquanto vivem pacificamente suas vidas... Por dezenas, milhares, dezenas de milhares de anos até o presente momento, as pessoas têm desperdiçado seu tempo dessa maneira, sem que ninguém crie uma vida perfeita, todas atentas apenas ao massacre mútuo nesse mundo sombrio, em busca da fama e fortuna e fazendo intrigas contra outros. Quem já buscou a vontade de Deus? Alguém já prestou atenção à a obra de Deus? Todas as partes da humanidade ocupadas pela influência das trevas há muito se tornaram a natureza humana; assim, é muito difícil realizar a obra de Deus, e as pessoas têm ainda menos coração para prestar atenção àquilo que Deus confiou a elas hoje. De qualquer forma, acredito que as pessoas não se importarão se Eu proferir essas palavras, já que estou falando sobre a história de milhares de anos. Falar de história significa discutir fatos e, além disso, escândalos que são óbvios para todos; então, por que dizer aquilo que é contrário aos fatos?

de ‘Obra e entrada (3)’ em “A Palavra manifesta em carne”

10. As atividades supersticiosas em que as pessoas se envolvem são o que Deus mais odeia, mas muitas pessoas ainda são incapazes de abandoná-las, achando que são decretadas por Deus e, até hoje, ainda não as abandonaram por completo. Coisas como os arranjos que os jovens fazem para festas de casamento e enxovais de noiva; presentes em dinheiro, banquetes e formas semelhantes de comemorar ocasiões jubilosas; fórmulas antigas que foram transmitidas de geração em geração; todas as atividades supersticiosas sem sentido realizadas em favor dos mortos e suas exéquias: essas são ainda mais detestáveis para Deus. Até mesmo o domingo (o sábado, conforme praticado pelos judeus) é detestável para Ele; e as relações sociais e interações mundanas entre homem e homem são ainda mais desprezadas e rejeitadas por Deus. Nem mesmo o Festival da Primavera e o Dia de Natal, que são conhecidos por todos, não são decretados por Deus, muito menos os brinquedos e decorações (dísticos, bolo de Ano Novo, fogos de artifício, lanternas, presentes de Natal, festas de Natal e a Sagrada Comunhão) utilizados para comemorar esses feriados festivos — não são eles ídolos nas mentes dos homens? O partir do pão no sábado, o vinho e o linho fino são ainda mais enfaticamente ídolos. Todas as datas de festivais tradicionais populares na China, como o Dia das Cabeças de Dragão, o Festival do Barco-Dragão, o Festival do Meio Outono, o Festival Laba e o Dia de Ano Novo, bem como os festivais do mundo religioso, como a Páscoa, Dia do Batismo e o Dia de Natal, todos esses festivais injustificáveis foram organizados e passados de geração em geração desde tempos antigos até hoje por muitas pessoas e são completamente incompatíveis com a raça humana que Deus criou. É a rica imaginação da humanidade e a engenhosa concepção que permitiram que fossem repassados até hoje. Eles parecem estar livres de falhas, mas, na verdade, são peças que Satanás prega na humanidade. Quanto mais um lugar está repleto de Satanás, e quanto mais obsoleto e atrasado é tal lugar, mais profundamente entrincheirados são seus costumes feudais. Essas coisas amarram as pessoas firmemente, não deixando espaço algum para movimento. Muitos dos festivais no mundo religioso parecem mostrar grande originalidade e criar uma ponte para a obra de Deus, mas, na verdade, são os laços invisíveis com os quais Satanás impede as pessoas de conhecerem a Deus – são todos estratagemas astutos de Satanás. De fato, quando um estágio da obra de Deus está concluído, Ele já destruiu as ferramentas e o estilo daquele tempo, sem deixar qualquer vestígio. No entanto, “crentes devotos” continuam a adorar esses objetos materiais tangíveis; enquanto isso, consignam o que Deus tem ao fundo de suas mentes, deixam de estudá-lo, parecendo estar cheios do amor de Deus quando, de fato, já O expulsaram de casa há muito tempo e colocaram Satanás na mesa para adorar. Retratos de Jesus, a Cruz, Maria, o Batismo de Jesus e a Última Ceia – as pessoas veneram essas coisas como o Senhor dos Céus e, ao mesmo tempo, clamam repetidamente “Deus Pai”. Isso tudo não é uma piada? Até hoje, muitos ditos e práticas similares passados de geração em geração na humanidade são odiosos para Deus; eles obstruem seriamente o caminho a seguir para Deus e, além disso, criam enormes contratempos para a entrada da humanidade. Colocando de lado a extensão à qual Satanás corrompeu a humanidade, o interior das pessoas está completamente preenchido com coisas como a lei da Testemunha Lee, as experiências de Lawrence, as pesquisas de Watchman Nee e o trabalho de Paulo. Simplesmente não há como Deus trabalhar nos seres humanos, porque eles têm individualismo, leis, regras, regulamentos, sistemas e coisas afins em demasia dentro de si; essas coisas, além das tendências supersticiosas feudais das pessoas, capturaram e devoraram a humanidade. É como se os pensamentos das pessoas fossem um filme interessante que narra um conto de fadas em cores, com seres fantásticos cavalgando nas nuvens, tão imaginativos a ponto de impressionar as pessoas, deixando as pessoas atordoadas e sem palavras.

de ‘Obra e entrada (3)’ em “A Palavra manifesta em carne”

11. A melhor maneira de mudar o caráter humano é reverter aquelas partes mais profundas do coração das pessoas que foram profundamente envenenadas, permitindo que as pessoas comecem a mudar seus pensamentos e moralidade. Antes de mais nada, as pessoas precisam ver claramente que todos esses ritos religiosos, atividades religiosas, anos e meses e festivais são odiosos para Deus. Elas devem se libertar desses laços de pensamento feudal e erradicar todos os vestígios de sua propensão profunda à superstição. Esses estão todos incluídos na entrada da humanidade. Vocês devem entender por que Deus lidera a humanidade para fora do mundo secular e, novamente, por que Ele lidera a humanidade para longe das regras e regulamentos. Esse é o portão através do qual vocês entrarão e, embora não tenha nada a ver com sua experiência espiritual, esses são os maiores obstáculos que bloqueiam sua entrada, impedindo seu conhecimento de Deus. Eles formam uma rede que envolve as pessoas. Muitas pessoas leem a Bíblia em demasia e podem até recitar numerosas passagens da Bíblia direto de suas memórias. Em sua entrada hoje, as pessoas inconscientemente utilizam a Bíblia para medir a obra de Deus, como se a base deste estágio da obra de Deus fosse a Bíblia e sua fonte fosse a Bíblia. Quando a obra de Deus está alinhada com a Bíblia, as pessoas apoiam fortemente a obra de Deus e O consideram com nova estima; quando a obra de Deus não combina com a Bíblia, as pessoas ficam tão ansiosas que suam, procurando nela a base da obra de Deus; se a obra de Deus não é mencionada na Bíblia, as pessoas ignoram Deus. Pode-se dizer que, no que diz respeito à obra de Deus de hoje, a maioria das pessoas a aceita cautelosamente, obedece a ela de forma seletiva e sentem-se indiferentes em conhecê-la; quanto às coisas do passado, elas se prendem a uma metade e abandonam a outra. Isso pode ser chamado de entrada? Ao considerar os livros de outros como tesouros e tratá-los como a chave de ouro do portão do reino, as pessoas simplesmente não demonstram interesse naquilo que Deus requer delas hoje. Sobretudo, muitos “especialistas inteligentes” seguram as palavras de Deus em sua mão esquerda e as “obras-primas” de outros na direita, como se quisessem encontrar a base das palavras de Deus nessas obras-primas a fim de provar plenamente que as palavras de Deus estão corretas e até explicam as palavras de Deus para os outros, integrando-as às obras-primas, como se estivessem trabalhando. Para falar a verdade, existem muitos “pesquisadores científicos” na humanidade que nunca deram muito valor às mais recentes conquistas científicas da atualidade, realizações científicas sem precedentes (isto é, a obra de Deus, as palavras de Deus e o caminho para a entrada na vida). Assim, as pessoas são todas “autoconfiantes”, “pregando” em toda parte com a força de sua eloquência e ostentando “o bom nome de Deus”. Enquanto isso, sua própria entrada está ameaçada e elas parecem estar tão longe das exigências de Deus como a criação está deste momento. Quão fácil é fazer a obra de Deus?

de ‘Obra e entrada (3)’ em “A Palavra manifesta em carne”

12. Parece que as pessoas já se decidiram a deixar metade de si para ontem e trazer metade para hoje, entregar metade para Satanás e apresentar metade para Deus, como se esse fosse o caminho para aliviar sua consciência e ter alguma sensação de conforto. Os mundos internos das pessoas são tão insidiosos que elas têm medo de perder não apenas o amanhã, mas também o ontem, com muito medo de ofender tanto Satanás quanto o Deus de hoje, que parece ser e, ainda, não ser. Porque as pessoas falharam em cultivar seu pensamento e moralidade apropriadamente, elas carecem muito de discernimento e simplesmente não sabem dizer se a obra de hoje é ou não de Deus. Talvez seja porque o pensamento feudal e supersticioso das pessoas é tão profundo que há muito tempo colocam a superstição e a verdade, Deus e ídolos, na mesma categoria, sem se importar em distinguir entre essas coisas, e parecem incapazes de distinguir claramente mesmo depois de quebrarem suas cabeças nesse sentido. É por isso que os seres humanos ficaram presos em suas trilhas e não avançam mais. Todos esses problemas surgem da ausência de um tipo correto de educação ideológica, o que cria grandes dificuldades para sua entrada. Assim, as pessoas nunca sentem interesse algum pela obra do Deus verdadeiro, mas aderem persistentemente ao trabalho do homem (como aqueles que consideram grandes homens), como se estivessem impressas com uma marca. Não são esses os tópicos mais recentes em que a humanidade deve entrar?

de ‘Obra e entrada (3)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Declarações de Cristo dos últimos dias (Seleções)

Sobre denominações e identidade (Parte 2) Somente aquele que experimenta a obra de Deus verdadeiramente crê em Deus A quarta declaração A quinta declaração A sexta declaração A sétima declaração A oitava declaração A nona declaração A décima declaração A décima primeira declaração A décima segunda declaração A décima terceira declaração A décima quarta declaração A décima quinta declaração A décima sexta declaração A décima sétima declaração A décima oitava declaração A décima nona declaração A vigésima declaração A vigésima primeira declaração A vigésima segunda declaração A vigésima terceira declaração A vigésima quarta declaração A vigésima quinta declaração A vigésima sexta declaração A vigésima sétima declaração A vigésima oitava declaração A vigésima nona declaração A aparição de Deus trouxe uma nova era Deus preside o destino de toda a humanidade Contemplar a aparição de Deus em Seu julgamento e Seu castigo Qual ponto de vista os crentes devem manter O homem corrupto é incapaz de representar Deus O caminho de serviço religioso deve ser proibido Você deve obedecer a Deus em sua fé Promessas para aqueles que foram aperfeiçoados Os perversos devem ser punidos Como servir em harmonia com a vontade de Deus Como conhecer a realidade Os mandamentos da nova era O Reino Milenar chegou Você deveria saber que o Deus prático é o Próprio Deus Conhecer a obra de Deus hoje A obra de Deus é tão simples quanto o homem imagina? Já que crê em Deus você deve viver para a verdade A diferença essencial entre o Deus encarnado e as pessoas usadas por Deus Crer em Deus deve focalizar a realidade, não rituais religiosos Somente aqueles que conhecem a obra de Deus hoje podem servir a Deus Aqueles que obedecem a Deus com um coração sincero certamente serão ganhos por Deus A Era do Reino é a Era da Palavra Tudo é realizado pela Palavra de Deus Apenas amando a Deus é que verdadeiramente se crê em Deus Uma breve conversa sobre “O Reino Milenar chegou” Somente aqueles que conhecem a Deus podem testemunhar Dele Como Pedro conheceu Jesus Aqueles que amam a Deus viverão para sempre em Sua luz Você se tornou vivo? Ter um caráter inalterado é ser inimigo de Deus Todos os que não conhecem a Deus são aqueles que se opõem a Ele Seleção das dez passagens da palavra de Deus sobre “Obra e entrada” (Parte 2) Seleção das dez passagens da palavra de Deus sobre “Obra e entrada” Parte 3 Seleção das dez passagens da palavra de Deus sobre “Obra eentrada” (Parte 4) Seleção das três passagens da palavra de Deus sobre “A visão da obra de Deus” (Parte 1) Seleção das três passagens da palavra de Deus sobre “A visão da obra de Deus” (Parte 2) Seleção das quatro passagens da palavra de Deus sobre “Concernente à Bíblia” (Parte 1) Seleção das quatro passagens da palavra de Deus sobre “Concernente à Bíblia” (Parte 2) Seleção das quatro passagens da palavra de Deus sobre “O mistério da encarnação” (Parte 1) Seleção das quatro passagens da palavra de Deus sobre “O mistério da encarnação” (Parte 2) Seleção das quatro passagens da palavra de Deus sobre “O mistério da encarnação” (Parte 3) Seleção das quatro passagens da palavra de Deus sobre “A verdade interior da obra de conquista” (Parte 1) Seleção das quatro passagens da palavra de Deus sobre “A verdade interior da obra de conquista” (Parte 2) As duas encarnações completam o significado da encarnação A Trindade existe? As experiências de Pedro: seu conhecimento do castigo e do julgamento (Parte 1) As experiências de Pedro: seu conhecimento do castigo e do julgamento (Parte 2) Como desempenhar sua missão futura Quando se trata de Deus, qual é o seu entendimento? O que significa ser um homem de verdade Ninguém que seja da carne pode fugir do dia da ira O Salvador já voltou sobre uma “nuvem branca” A obra de difundir o evangelho é também a obra de salvar o homem A obra na Era da Lei A verdadeira história por trás da obra na Era da Redenção Você deve saber como toda a humanidade se desenvolveu até hoje (Parte 1) Você deve saber como toda a humanidade se desenvolveu até hoje (Parte 2) Sobre denominações e identidade (Parte 1) Somente os aperfeiçoados podem viver uma vida significativa Como o homem que definiu Deus de acordo com as suas concepções pode receber as revelações de Deus? Somente aqueles que conhecem Deus e Sua obra podem satisfazer Deus A diferença entre o ministério do Deus Encarnado e o dever do homem Deus é o Senhor de toda a criação O sucesso ou o fracasso dependem da senda que o homem trilha (parte 1) O sucesso ou o fracasso dependem da senda que o homem trilha (parte 2) A obra de Deus e a obra do homem (Parte 1) Conhecer os três estágios da obra de Deus é o caminho para conhecer Deus (Parte 1) Conhecer os três estágios da obra de Deus é o caminho para conhecer Deus (Parte 2) A humanidade corrupta está mais necessitada da salvação do Deus encarnado (Parte 1) A humanidade corrupta está mais necessitada da salvação do Deus encarnado (Parte 2) A essência da carne habitada por Deus A obra de Deus e a prática do homem (Parte 1) A obra de Deus e a prática do homem (Parte 2) A substância de Cristo é obediência à vontade do Pai Celestial Restaurar a vida normal do homem e levá-lo a um destino maravilhoso (Parte 1) Restaurar a vida normal do homem e levá-lo a destino maravilhoso (Parte 2) Deus e o homem entrarão em descanso juntos (Parte 1) Deus e o homem entrarão em descanso juntos (Parte 2) Quando você contemplar o corpo espiritual de Jesus será quando Deus já terá feito novo céu e nova terra Aqueles que são incompatíveis com Cristo certamente são oponentes de Deus Muitos são chamados, mas poucos são escolhidos Você deve buscar o caminho da compatibilidade com Cristo Você é um verdadeiro crente a Deus? Cristo realiza a obra do julgamento com a verdade Deus fez algo grandioso entre os homens, você sabia? Só o Cristo dos últimos dias pode dar ao homem o caminho de vida eterna Você deveria preparar uma quantidade suficiente de boas ações por seu destino A quem você é leal? Três admoestações É muito importante entender o caráter de Deus Como conhecer o Deus na Terra Os dez decretos administrativos que devem ser obedecidos pelo povo escolhido por Deus na Era do Reino Vocês precisam considerar seus feitos Deus é a fonte da vida do homem O suspiro do Todo-Poderoso O homem só pode ser salvo em meio ao gerenciamento de Deus O ressoar dos sete trovões ─ profetizando que o evangelho do reino se expandirá por todo o universo Seleção das dez passagens da palavra de Deus

00:00
00:00

0Busca por x resultados