O significado de salvar os descendentes de Moabe (Parte dois)

É melhor você aprender a se conhecer um pouco. Não se considere de modo tão elevado e não sonhe em ir para o céu — simplesmente busque, de maneira submissa, ser conquistado na terra. Não pense naqueles sonhos não realistas que não existem! Se alguém disser algo como o seguinte, estas são as palavras de uma pessoa com resolução e determinação: “Apesar de eu ser um descendente de Moabe, estou disposto a me esforçar por Deus. Darei as costas ao meu velho ancestral! Ele me gerou e pisou sobre mim e tenho vivido nas trevas até agora. Hoje, Deus me livrou e finalmente eu vi o sol celestial. Por ser exposto por Deus, finalmente vi que sou um descendente de Moabe. Antes, eu estava de venda e não sabia que Deus tinha feito tanta obra, pois fui cegado por aquele velho Satanás. Eu darei as costas a ele e vou humilhá-lo completamente!”. Então, vocês têm tal resolução? A despeito do fato de que cada um de vocês pareça um humano, vocês desmoronam mais rapidamente que qualquer um e são mais sensíveis a esse assunto. Assim que é mencionado que vocês são descendentes de Moabe, sua boca se torce em amuo. Esse não é o caráter de um porco? Vocês são inúteis. Sacrificariam sua vida por causa de fama e fortuna! Você pode não desejar ser um descendente de Moabe, mas não é isso que você é? Estou dizendo hoje que você é e você precisa reconhecer isso. Eu não falo em oposição ao fato. Algumas pessoas são negativas por causa disso, mas o que há para ser negativo? Você não é também um filho do grande dragão vermelho? É injusto dizer que você é um descendente de Moabe? Dê uma olhada no que você está vivendo, dentro e fora. Da sua cabeça a seus pés, não há nada louvável. Licenciosidade, imundície, cegueira, resistência, rebelião — isso tudo não faz parte do seu caráter? Você vive sempre em uma terra de licenciosidade e não deixa o mal desfeito. Você acha que é maravilhosamente santo. Veja as coisas que você fez e ainda assim está satisfeito consigo mesmo. O que você fez que seja digno de elogio? Você é como as bestas. Você não tem humanidade! Anda com animais e vive em meio a ideias licenciosas e malignas. De quanto vocês, pessoas, carecem? Concorda que vocês são filhos do grande dragão vermelho e que estão dispostos a fazer serviço, mas, mais tarde, quando é dito que é o descendente de Moabe, você se torna negativo. Essa não é a verdade? É como ter nascido da sua mãe e do seu pai — não importa o quanto eles sejam terríveis, você ainda nasceu deles. Mesmo que encontre uma mãe adotiva e saia de casa, você ainda não é filho dos seus pais originais? Esse fato pode ser mudado? Eu o rotulei como um descendente de Moabe sem razão? Algumas pessoas dizem: “Tu não poderias me chamar de qualquer outra coisa?”. Eu digo: “E se Eu a chamar de contraste?”. Elas não estão dispostas a ser contrastes também. Então, estão dispostas a ser o quê? Contrastes, servidores — não é isso que vocês são? O que mais você escolheria? Você não é uma pessoa nascida no país do grande dragão vermelho? Não importa quanto você diga que é um filho de Davi, isso não está de acordo com os fatos. Isso é algo que você escolhe por si mesmo? Você pode escolher para si qualquer nome bonito de que goste? Os filhos do grande dragão vermelho que foram mencionados não são vocês, pessoas corruptas? E os servidores —também não são vocês, pessoas corruptas? As amostras e os modelos de ter sido conquistados que foram mencionados — também não são vocês, pessoas? A senda de ser aperfeiçoado não é falada para vocês? Os que são castigados e julgados são vocês, pessoas; os que mais tarde serão aperfeiçoados não são alguns dentre vocês? Esse título ainda importa? Vocês são tão insensatos; não conseguem nem ver com clareza uma coisa tão trivial? Você não sabe quem é descendente de quem, mas está claro para Mim e Eu estou lhes dizendo. Ser capaz de reconhecer isso hoje é bom. Não se sinta sempre tão inferior. Quanto mais você for negativo e recuar, mais isso prova que você é a prole de Satanás. Há alguns que dizem, quando você os faz ouvir hinos: “Os descendentes de Moabe podem ouvir hinos? Não ouvirei; não estou qualificado!”. Se você os faz cantar, eles dizem: “Se os descendentes de Moabe cantam, Deus está disposto a ouvir? Deus me detesta. Sou muito envergonhado para ir diante de Deus e não consigo dar testemunho Dele. Simplesmente não cantarei, para que Deus não fique irritado quando ouvir”. Não é um jeito negativo de lidar com isso? Como um ser criado, você nasceu em uma terra de licenciosidade e é um filho do grande dragão vermelho, um descendente de Moabe; você deveria dar as costas ao seu velho ancestral e dar as costas ao velho Satanás. Só quem faz isso é alguém que verdadeiramente quer Deus.

No começo, quando Eu lhes dei a posição de povo de Deus, vocês pularam para cima e para baixo, com alegria maior que a de quaisquer outros. Mas assim que Eu disse que são os descendentes de Moabe, como vocês ficaram? Todos desmoronaram! Onde está a sua estatura? Seu conceito de posição é forte demais! A maioria das pessoas não consegue se levantar. Alguns vão fazer negócios e alguns vão trabalhar. No momento em que digo que são os descendentes de Moabe, todos vocês querem fugir. É esse o testemunho que vocês dão de Deus, sobre o qual alardeiam o dia inteiro? Satanás ficará convencido dessa forma? Isso não é uma marca de vergonha? Qual é a utilidade de ter vocês? Todos vocês são lixo! Que tipo de sofrimento vocês suportaram que se sentem tão ofendidos? Acham que tendo torturado vocês até certo ponto, Deus ficará feliz, como se Ele viesse pretendendo condená-los e, após condenar e destruir vocês, a Sua obra estará feita. Foi isso que Eu disse? Não pensam assim por causa da cegueira de vocês? É vocês que não se esforçam para fazer o bem ou Eu é que condeno vocês por padrão? Eu nunca fiz isso — isso é algo que vocês mesmos inventaram. Nunca foi assim que operei, de modo algum, nem tenho essa intenção. Se realmente quisesse destruí-los, Eu precisaria passar por tal adversidade? Se realmente quisesse destruí-los, Eu precisaria falar com vocês tão seriamente? Meu desejo é este: quando Eu tiver salvado vocês é quando poderei descansar. Quanto mais humilde for, mais a pessoa será o objeto da Minha salvação. Quanto mais proativamente vocês forem capazes de entrar, mais feliz Eu serei. Quanto mais vocês desmoronam, mais Eu fico angustiado. Vocês querem sempre se empertigar e assumir o trono — Eu lhes digo que não é essa a senda de salvar vocês da imundície. Uma fantasia de sentar-se no trono não pode aperfeiçoá-los; não é realista. Eu digo que você é um descendente de Moabe e você fica infeliz. Você diz: “Se Tu me fazes ir ao poço do abismo, eu não darei testemunho de Ti nem sofrerei por Ti”. Fazer isso não estaria em oposição a Mim? Beneficiaria você fazer isso? Eu lhe dei tanta graça — você esqueceu? Vocês rejeitaram e humilharam o coração de Deus, que é como o de uma mãe amorosa; quais serão as consequências para vocês? Eu não o obrigarei, se você não der testemunho de Mim — mas você deveria saber que será alvo de destruição no fim. Se não puder ganhar testemunho de você, Eu o ganharei de outras pessoas. Isso não importa para Mim, mas no fim você se arrependerá e, nesse momento, já terá caído há muito nas trevas. Então, quem será capaz de salvá-lo? Não pense que a obra não pode ser feita sem você — ter você não é ter muito e faltar você não é faltar muito. Não se considere com muita honra. Se você estiver indisposto a Me seguir, isso vai mostrar que você é rebelde e que não há nada desejável em você. Se você for um bom conversador, não é simplesmente porque se equipou com as palavras que Eu trouxe através da Minha obra? O que em você é louvável? Não deixe a sua imaginação fazer você perder o controle! Se não puder ganhar glória de vocês, descendentes de Moabe, Eu selecionarei um segundo e um terceiro grupo de descendentes de Moabe para a Minha obra até Eu ganhar glória. Se você estiver indisposto a dar testemunho de Mim, então saia! Eu não o obrigarei! Não pense que serei incapaz de dar um passo sem vocês. Encontrar objetos adequados para a Minha obra nesta terra da China não requer esforço. Nada mais pode ser encontrado nesta terra — pessoas imundas e corruptas sem dúvida estão por toda parte e a Minha obra pode ser feita em qualquer lugar. Não seja tão orgulhoso! Não importa o quanto seja orgulhoso, você ainda não é um filho nascido da fornicação? Veja o seu valor — que outra escolha você tem? Simplesmente lhe permitir viver é uma elevação enorme, então a respeito do que você ainda poderia ser arrogante? Não fosse a Minha obra finalizar a era, você não teria caído há muito tempo em meio aos desastres naturais e os causados pelo homem? Você ainda consegue viver tão confortavelmente? Você ainda discute constantemente sobre esse assunto. Desde que Eu disse que é um descendente de Moabe, você ficou amuado o tempo todo. Você não se educa, não lê as palavras de Deus e não consegue suportar o olhar desta ou daquela pessoa. Quando vê outras pessoas se tornando educadas, você as interrompe e diz coisas desencorajadoras. Que descaramento! Você diz: “Que educação os descendentes de Moabe poderiam ter? Não me darei ao trabalho”. Isso não é algo que uma besta diria? Você conta mesmo como um humano? Eu disse tanto, mas isso não conseguiu nada em você. Eu fiz toda essa obra em vão? Eu disse todas essas palavras em vão? Até um cão balançaria o rabo; tal pessoa nem é tão boa quanto um cão! Você é digno de ser chamado de humano? Quando Eu falo dos descendentes de Moabe, algumas pessoas deliberadamente se rebaixam. Vestem-se de modo diferente de antes e ficam tão desgrenhadas que não parecem humanas, e então resmungam: “Sou um descendente de Moabe. Não sou bom. É sonhar acordado pensar em ganhar quaisquer bênçãos. Os descendentes de Moabe podem ser aperfeiçoados?”. Assim que falo dos descendentes de Moabe, a maioria das pessoas não tem mais esperança; elas dizem: “Deus diz que somos os descendentes de Moabe — o que significa isso? Veja o tom que Ele adotou — é irrevogável! Não há amor em Suas palavras. Não somos alvos de destruição?”. Você se esqueceu do que foi dito antes? A expressão “descendentes de Moabe” é a única coisa que você lembra agora? Na verdade, muitas palavras são destinadas a alcançar um efeito, mas também revelam a verdade dos fatos. A maioria das pessoas não acredita nisso. Você não está disposto a sofrer assim por Mim. Você tem medo da morte e quer sempre escapar. Se você quiser ir, Eu não vou compeli-lo a ficar, mas preciso lhe dizer isto claramente: não viva uma vida inteira em vão e não esqueça as coisas que Eu lhe disse no passado. Como um ser criado, você deveria desempenhar o dever de um ser criado. Não aja contra a sua consciência; o que você deveria fazer é se dedicar ao Senhor da criação. Os descendentes de Moabe também são seres criados, só que eles são contrastes e são amaldiçoados. Não importa o que aconteça, você ainda é um ser criado. Você não está distante se disser: “Mesmo sendo um descendente de Moabe, desfrutei tanto da graça de Deus que preciso ter um pouco de consciência. Simplesmente o reconhecerei, mas não vou me concentrar nisso. Mesmo se eu sofrer nessa corrente, sofrerei até o fim, e se sou um descendente de Moabe, então que seja. Ainda seguirei até o fim!”. Você precisa seguir até o fim. Se fugir, verdadeiramente você não terá perspectivas — terá pisado na estrada da destruição.

É bom fazer vocês entenderem sua origem e fazer vocês entenderem a verdade factual beneficia a obra. Sem fazer isso, o resultado desejado não seria alcançado. Essa é uma parte da obra de conquista e é um passo necessário na obra. Isso é fato. Essa obra é destinada a despertar o espírito das pessoas, despertar seu senso de consciência e lhes permitir ganhar essa grande salvação. Se tiverem consciência, elas devem agradecer a Deus ainda mais quando virem que são de posição baixa. Elas devem segurar Suas palavras nas mãos, agarrar-se firmemente à graça que Ele lhes tem dado e até chorar amargamente e dizer: “A nossa posição é baixa e não ganhamos nada neste mundo. Ninguém nos admira, pessoas humildes. Somos perseguidos no ambiente dos nossos lares, nossos maridos nos rejeitam, nossas esposas nos insultam, nossos filhos nos desprezam e, quando somos velhos, nossas noras nos tratam mal. Temos sofrido de verdade, e não tem sido pouco, e o fato de agora desfrutarmos do grande amor de Deus é tamanha felicidade! Se Deus não tivesse nos salvado, como poderíamos ver claramente o sofrimento humano? Não estaríamos ainda nos degenerando nesse pecado? Essa não é a nossa elevação por Deus? Eu sou um dos mais humildes dentre as pessoas e Deus me elevou tão alto. Mesmo se eu estiver destruído, ainda devo retribuir Seu amor. Deus nos tem em alta estima e Ele fala conosco, pessoas tão humildes, cara a cara. Ele toma minha mão para me instruir. Com Sua boca, Ele me alimenta. Ele vive comigo e sofre comigo. Mesmo que me castigue — o que posso dizer? Ser castigado não é também ser elevado por Deus? Eu sou castigado, mesmo assim posso ver a Sua justiça. Não posso ser sem consciência — devo retribuir o amor de Deus. Não posso mais me rebelar contra Deus”. A posição de Deus e o Seu status não são os mesmos das pessoas — Seu sofrimento é o mesmo e Sua comida e roupas são as mesmas, mas todas as pessoas O respeitam e essa é a única diferença. Tudo o mais que Ele desfruta não é o mesmo que o homem? Portanto, o que lhes dá o direito de pedir para Deus tratá-lo de certa maneira? Deus tem aguentado tamanho sofrimento e feito tamanha obra, e vocês — mais baixos que as formigas, mais baixos que os insetos — foram elevados a tão alto hoje. Se você não puder retribuir o amor de Deus, onde está a sua consciência? Algumas pessoas dizem de coração: “Toda vez que penso em abandonar Deus, meus olhos se enchem de lágrimas e minha consciência fica com remorso. Estou em dívida com Deus. Não posso fazer isso. Não posso tratá-Lo assim. Se eu fosse morrer e morrendo desse glória à Sua obra, eu estaria mais que contente. Caso contrário, mesmo que eu viva, não sentirei paz”. Ouça essas palavras — elas descrevem o dever que um ser criado deveria cumprir. Se sempre tiver essa visão dentro dela, a pessoa se sentirá com clareza e paz interior; terá certeza dessas coisas. Você dirá: “Deus não está me ferindo, e Ele não está rindo de mim deliberadamente nem me humilhando. Embora Ele fale um tanto duro e isso atinja o meu coração, é para o meu bem. Embora fale duro assim, Ele ainda está me salvando e Ele ainda leva em consideração as minhas fraquezas. Ele não está usando os fatos para me punir. Creio que Deus é a salvação”. Se verdadeiramente tiver essa visão, é improvável que você fuja. Sua consciência não o deixará ir e sua condenação lhe dirá que não deveria tratar Deus dessa maneira. Você pensa em toda a graça que ganhou. Você ouviu tantas das Minhas palavras — poderia tê-las ouvido em vão? Não importa quem fuja, você não pode. Outras pessoas não creem, mas você precisa. Outras pessoas abandonam Deus, mas você precisa defender Deus e dar testemunho Dele. Outros difamam Deus, mas você não pode. Não importa quão rude Deus seja com você, você ainda precisa fazer o certo por Ele. Você deveria retribuir Seu amor e precisa ter consciência, porque Deus é inocente. Ele já sofreu uma grande humilhação por vir do céu à terra para operar entre a humanidade. Ele é santo, sem a menor imundície. Ao vir a uma terra de imundície, quanta humilhação Ele aguentou? Ele opera em vocês para o bem de vocês. Se você tratá-Lo sem consciência, seria melhor morrer uma morte prematura!

No presente, a maioria das pessoas carece de visão nesse aspecto; elas não conseguem, de modo algum, sondar essa obra e não sabem o que Deus pretende alcançar com ela no fim. Especialmente os confusos — é como se tivessem entrado em um labirinto e se perdessem depois de algumas voltas. Se você lhes explicar detalhadamente o objetivo do plano de gestão de Deus, eles não ficarão confusos. Muitas pessoas não conseguem sondar isso e acreditam que a obra de Deus é torturar as pessoas. Elas não entendem a sabedoria e magnificência da Sua obra e não entendem que a Sua obra é revelar o Seu grande poder e, mais que isso, é salvar a humanidade. Elas não veem tudo isso; veem apenas se têm quaisquer perspectivas, se serão capazes de entrar no céu. Elas dizem: “A obra de Deus é sempre tão tortuosa; seria bom deixar-nos ver a Tua sabedoria diretamente. Tu não deverias nos torturar dessa maneira. Somos muito carentes em calibre e não entendemos a Tua vontade. Seria ótimo se Tu falasses e agisses diretamente. Tu queres que adivinhemos, mas não conseguimos. Seria ótimo se Tu Te apressasses e nos permitisses ver a Tua glória. Qual é a necessidade de fazer as coisas de uma maneira tão tortuosa?”. O que mais falta a vocês agora é consciência. Ter mais consciência. Abram bem os olhos para ver quem está realmente fazendo os passos dessa obra. Não tirem conclusões precipitadas. Agora, na melhor das hipóteses, você entendeu alguma coisa do aspecto superficial do caminho da vida que deveria experimentar. Ainda há muita verdade para você experimentar e, quando chegar o dia em que possa entendê-la completamente, você não falará mais de tal maneira, nem reclamará. Nem será tão apressado para definir as coisas. Você dirá: “Deus é tão sábio, Deus é tão santo, Deus é tão poderoso!”.

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp