A verdade interna da obra de conquista (3) (Trecho II)

O propósito de conquistar você hoje é fazê-lo reconhecer que Deus é o seu Deus e o Deus do outro e, ainda mais importante, o Deus de todos que O amam e o Deus de toda a criação. Ele é o Deus dos israelitas e o Deus do povo do Egito. É o Deus dos britânicos e o Deus dos americanos. Ele não é apenas o Deus de Adão e Eva, mas também o Deus de todos os descendentes de Adão e Eva. Ele é o Deus de todas as coisas nos céus e de todas as coisas na terra. A família israelita e todas as famílias de gentios estão igualmente nas mãos de um único Deus. Não só ele operou em Israel por milhares de anos e nasceu uma vez na Judeia, como hoje Ele está descendo na China, esse lugar onde o grande dragão vermelho está deitado enrodilhado. Se nascer na Judeia faz Dele o Rei dos judeus, então descer entre todos vocês hoje não faz Dele o Deus de vocês? Ele liderou os israelitas e nasceu na Judeia e também nasceu numa terra de gentios. Não é toda a Sua obra em prol de toda a humanidade que Ele criou? Ele ama os israelitas cem vezes e detesta os gentios mil vezes? Não é essa a noção de vocês? São vocês que não reconhecem Deus; não é que Deus nunca foi seu Deus. São vocês que rejeitam Deus; não é que Deus não esteja disposto a ser o Deus de vocês. Quem, dentre os criados, não está nas mãos do Todo-Poderoso? Na conquista de vocês hoje, o objetivo não é fazê-los reconhecer que Deus não é senão seu Deus? Se vocês ainda insistem que Deus é o Deus dos israelitas somente, e ainda insistem que a casa de Davi em Israel é a origem do nascimento de Deus, e que nenhuma outra nação além de Israel está qualificada para “produzir” Deus, e menos ainda qualquer família de gentios é capaz de receber pessoalmente a obra de Jeová — se você ainda pensa dessa maneira, então isso não faz de você um cabeça-dura obstinado? Não fique sempre fixado em Israel. Deus está bem aqui, entre vocês, hoje. Também não fiquem olhando sempre para o céu. Parem de ansiar por Deus no céu! Deus veio para estar entre vocês, então como Ele pode estar no céu? Não faz muito tempo que você acredita em Deus, e no entanto tem muitas noções a respeito Dele, a ponto de não ousar, nem por um segundo, pensar que o Deus dos israelitas dignar-se-ia agraciá-los com Sua presença. Menos ainda vocês ousam pensar sobre como poderiam ver Deus fazer uma aparição pessoal, uma vez que são tão insuportavelmente imundos. Vocês também nunca pensaram sobre como Deus poderia pessoalmente descer numa terra de gentios. Ele deve descer no Monte Sinai ou no Monte das Oliveiras e aparecer aos israelitas. Não são os gentios (isto é, as pessoas fora de Israel) todos objeto de Seu asco? Como Ele poderia operar pessoalmente entre eles? Todas essas são noções profundamente enraizadas que vocês vêm desenvolvendo ao longo de muitos anos. O propósito de conquistar vocês hoje é destruir essas suas noções. Desse modo, vocês viram Deus aparecer pessoalmente entre vocês, não no Monte Sinai ou no Monte das Oliveiras, mas em meio a pessoas que Ele nunca conduziu no passado. Depois de Deus ter feito dois estágios de Sua obra em Israel, os israelitas e os gentios igualmente terminaram formando esta noção: embora seja verdade que Deus criou todas as coisas, Ele está disposto a ser o Deus somente dos israelitas, não o Deus dos gentios. Os israelitas acreditam no seguinte: Deus só pode ser nosso Deus, não o Deus de vocês, gentios, porque vocês não reverenciam Jeová; Jeová — nosso Deus — detesta vocês. Os judeus ainda acreditam nisto: o Senhor Jesus assumiu nossa imagem, a imagem do povo judeu, e é um Deus que leva a marca do povo judeu. É entre nós que Deus opera. A imagem de Deus e a nossa imagem são similares; nossa imagem é próxima da de Deus. O Senhor Jesus é o Rei de nós, judeus; os gentios não estão qualificados para receber tão grande salvação. O Senhor Jesus é a oferta pelo pecado para nós, judeus. Foi simplesmente com base nesses dois estágios da obra que os israelitas e o povo judeu formaram todas essas noções. De modo dominador, reivindicam Deus para si mesmos e não permitem que Deus seja também o Deus dos gentios. Assim, Deus se tornou um vazio no coração dos gentios. Isso é porque todos passaram a acreditar que Deus não quer ser o Deus dos gentios e que Ele só gosta dos israelitas — Seu povo eleito — e Ele gosta dos judeus, especialmente dos discípulos que O seguiram. Você não sabe que a obra que Jeová e Jesus fizeram é para a sobrevivência de toda a humanidade? Você agora reconhece que Deus é o Deus de todos vocês nascidos fora de Israel? Deus não está bem aqui, entre vocês, hoje? Isso não pode ser um sonho, pode? Vocês não aceitam essa realidade? Vocês não ousam acreditar nisso ou pensar sobre isso. Não importa como veem a questão, Deus não está bem aqui, entre vocês? Vocês ainda têm medo de acreditar nessas palavras? Deste dia em diante, não são todas as pessoas conquistadas e todos que querem ser seguidores de Deus o povo escolhido de Deus? Não são todos vocês, que hoje são seguidores, o povo escolhido fora de Israel? O seu status não é o mesmo dos israelitas? Não é isso tudo que vocês devem reconhecer? Não é esse o objetivo da obra de conquistar vocês? Uma vez que vocês podem ver Deus, então Ele será seu Deus para sempre, desde o começo e futuro adentro. Ele não os abandonará, desde que todos vocês estejam dispostos a segui-Lo e ser suas leais e obedientes criações.

Extraído de “A Palavra manifesta em carne”

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado