Somente aqueles que conhecem Deus e Sua obra podem satisfazer Deus (Trecho II)

Sua crença em Deus, sua busca da verdade e até mesmo a maneira como você se comporta devem ser baseadas na realidade: tudo o que você faz deve ser prático e você não deve perseguir coisas tão ilusórias e fantasiosas. Não há valor em se comportar dessa maneira e, além disso, não tem significado para tal vida. Porque sua busca e sua vida são passadas no meio de nada mais que falsidade e engano, e você não persegue coisas que têm valor e significado, a única coisa que você ganha é um raciocínio absurdo e uma doutrina que não são verdadeiros. Tais coisas não têm relação com o significado e o valor de sua existência, e só podem levá-lo a um reino vazio. Dessa forma, toda sua vida será sem qualquer valor ou significado — e se você não buscar uma vida de significado, poderia viver cem anos e seria tudo em vão. Como isso poderia ser chamado de vida humana? Não é, realmente, a vida de um animal? Da mesma forma, se vocês tentarem seguir o caminho da crença em Deus, mas não tentarem procurar o Deus visível e em vez disso adorarem um Deus invisível e intangível, essa busca não será ainda mais inútil? No final, sua busca se tornará um monte de ruínas. Qual o benefício dessa busca para você? O maior problema com o homem é que ele só ama coisas que não pode ver ou tocar, coisas que são sumamente misteriosas e maravilhosas, e que são inimagináveis pelo homem e inatingíveis por meros mortais. Quanto mais irrealistas são essas coisas, mais elas são analisadas pelo homem, que assim mesmo as persegue alheio a tudo, e se engana de que é capaz de ganhá-las. Quanto mais irrealistas são, mais de perto o homem as examina e analisa, chegando até a inventar suas próprias ideias exaustivas sobre elas. Pelo contrário, quanto mais realistas são, mais o homem se torna desdenhoso delas; ele simplesmente torce o nariz para elas e até mesmo as despreza. Essa não é, precisamente, a atitude de vocês em relação à obra realista que faço hoje? Quanto mais realistas essas coisas são, mais preconceituosos vocês são contra elas. Vocês não poupam tempo para examiná-las, mas simplesmente as ignoram; vocês desdenham dessas exigências realistas e diretas e até mesmo abrigam muitas concepções sobre esse Deus que é tão real, e são simplesmente incapazes de aceitar Sua realidade e normalidade. Dessa forma, vocês não acreditam em meio à imprecisão? Vocês têm uma crença inabalável sobre o vago Deus de épocas passadas e nenhum interesse pelo Deus real de hoje. Isso não seria porque o Deus de ontem e o Deus de hoje pertencem a duas eras diferentes? Não seria também porque o Deus de ontem é o exaltado Deus do céu, enquanto o Deus de hoje é um homem pequeno na terra? Não seria, ainda mais, porque o Deus adorado pelo homem é aquele produzido por suas concepções, enquanto o Deus de hoje é uma carne real produzida na terra? No final das contas, não seria porque o Deus de hoje é real demais que o homem não O persegue? Pois o que o Deus de hoje pede ao homem é precisamente o que o homem não está disposto a realizar, e que o faz sentir-se envergonhado. Isso não torna as coisas difíceis para o homem? Isso não mostra suas cicatrizes? Dessa forma, muitos dos que não perseguem a realidade tornam-se inimigos do Deus encarnado e tornam-se anticristos. Esse não é um fato óbvio? No passado, quando Deus ainda não tinha Se tornado carne, você pode ter sido uma figura religiosa ou um crente devoto. Depois que Deus Se tornou carne, muitos crentes devotos tornaram-se inconscientemente o anticristo. Você sabe o que está acontecendo aqui? Na sua crença em Deus, você não se concentra na realidade ou persegue a verdade, mas fica obcecado por falsidades — essa não é a fonte mais clara de sua inimizade para com o Deus encarnado? O Deus encarnado é chamado de Cristo, então, todos aqueles que não acreditam no Deus encarnado não seriam o anticristo? E além disso, esse que você acredita e ama verdadeiramente é esse Deus na carne? É realmente esse Deus vivo que respira que é o mais realista e extraordinariamente normal? Qual é exatamente o objetivo de sua busca? Está no céu ou na terra? É uma concepção ou é a verdade? É Deus ou algum ser sobrenatural? De fato, a verdade é o mais real dos aforismos da vida e o mais alto de tais aforismos entre toda a humanidade. Porque ela é a exigência que Deus faz ao homem e é a obra realizada pessoalmente por Deus, é chamada de aforismo da vida. Não é um aforismo resumido de alguma coisa, nem uma citação famosa de uma grande personalidade; em vez disso, é a declaração para a humanidade do Mestre dos céus e da terra e de todas as coisas e não algumas palavras resumidas pelo homem, mas a vida inerente de Deus. E assim é chamado o mais alto de todos os aforismos da vida. A busca do homem de colocar a verdade em prática é o desempenho de seu dever, isto é, a busca de satisfazer a exigência de Deus. A essência desse requisito é a mais real de todas as verdades, em vez de uma doutrina vazia que não pode ser alcançada por ninguém. Se a sua busca não é senão doutrina e não contém realidade, você não está se rebelando contra a verdade? Você não é alguém que ataca a verdade? Como alguém assim poderia buscar amar a Deus? Pessoas que estão fora da realidade são aquelas que traem a verdade e são todas inerentemente rebeldes!

Extraído de “A Palavra manifesta em carne”

A verdade é o mais elevado de todos os aforismos da vida

I

A verdade é o aforismo mais real, e o mais elevado da humanidade. A verdade é o aforismo mais real, e o mais elevado da humanidade. Se chama aforismo da vida porque é aquilo que Deus pede ao homem e é obra feita pessoalmente por Ele, feita pessoalmente por Ele. Não é um ditado resumido de algo, nem uma citação famosa de alguém importante. Mas é uma declaração à humanidade do Mestre de todas as coisas no céu e na terra.

II

Praticar a verdade é cumprir o dever, e satisfazer o que Deus requer. A essência desse requerimento é a verdade mais real, e não uma doutrina inalcançável. Se chama aforismo da vida porque é aquilo que Deus pede ao homem e é obra feita pessoalmente por Ele, feita pessoalmente por Ele. Não é um ditado resumido de algo, nem uma citação famosa de alguém importante. Mas é uma declaração à humanidade do Mestre de todas as coisas no céu e na terra.

III

Não são palavras resumidas pela humanidade, mas a vida inerente a Deus, ao Próprio Deus. Não é um ditado resumido de algo, nem uma citação famosa de alguém importante. Mas é uma declaração à humanidade do Mestre de todas as coisas no céu e na terra, do Mestre de todas as coisas no céu e na terra.

de “Seguir o Cordeiro e cantar cânticos novos”

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado