O Salvador já voltou sobre uma “nuvem branca” (Trecho II)

“Jeová” é o nome que usei durante Minha obra em Israel, e significa o Deus dos israelitas (o povo escolhido de Deus) que pode se apiedar do homem, amaldiçoar o homem e guiar a vida do homem. Significa o Deus que possui grande poder e é cheio de sabedoria. “Jesus” é Emanuel, e significa a oferta pelo pecado que é repleta de amor, repleta de compaixão e redime o homem. Ele fez a obra da Era da Graça, e representa a Era da Graça, e pode representar apenas uma parte do plano de gestão. Isto é, somente Jeová é o Deus do povo escolhido de Israel, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, o Deus de Jacó, o Deus de Moisés e o Deus de todo o povo de Israel. Assim, na atualidade, todos os israelitas exceto os da tribo de Judá adoram a Jeová. Eles fazem sacrifícios a Ele no altar e O servem usando vestes sacerdotais no templo. O que eles esperam é a reaparição de Jeová. Somente Jesus é o Redentor da humanidade. Ele é a oferta pelo pecado que redimiu a humanidade do pecado. Ou seja, o nome de Jesus veio da Era da Graça, e existiu por causa da obra da redenção na Era da Graça. O nome de Jesus existiu para permitir que as pessoas da Era da Graça renasçam e sejam salvas, e é um nome específico para a redenção de toda a humanidade. Assim, o nome de Jesus representa a obra da redenção e denota a Era da Graça. O nome Jeová é um nome específico para o povo de Israel que viveu sob a lei. Em cada era e cada estágio da obra, Meu nome não é infundado, mas tem um significado representativo: Cada nome representa uma era. “Jeová” representa a Era da Lei, e é o título honorífico para o Deus adorado pelo povo de Israel. “Jesus” representa a Era da Graça, e é o nome do Deus de todos aqueles que foram redimidos durante a Era da Graça. Se o homem ainda deseja a volta de Jesus, o Salvador, durante os últimos dias, e ainda espera que Ele chegue, com a mesma imagem que Ele tinha na Judeia, então todo o plano de gestão de seis mil anos pararia na Era da Redenção, e não poderia prosseguir. Os últimos dias, além disso, jamais chegariam e a era jamais se encerraria. Isto se dá porque Jesus, o Salvador, é somente para a redenção e a salvação da humanidade. Assumi o nome de Jesus para todos os pecadores da Era da Graça, e não é o nome pelo qual porei fim a toda humanidade. Embora todos, Jeová, Jesus, e o Messias representem Meu Espírito, tais nomes apenas denotam as diferentes eras de Meu plano de gestão, e não Me representam em Minha totalidade. Os nomes pelos quais as pessoas da terra Me chamam não podem articular Meu caráter todo e tudo o que sou. Eles são simplesmente nomes distintos pelos quais sou chamado durante diferentes eras. Assim, quando a era final, a era dos últimos dias, chegar, Meu nome irá mudar novamente. Não serei chamado de Jeová, nem de Jesus, e menos ainda de Messias, mas serei chamado de Deus, o próprio Deus forte e todo-poderoso, e sob tal nome porei fim a toda a era. Já fui conhecido como Jeová. Também já fui chamado de Messias, e as pessoas uma vez Me chamaram de Jesus, o Salvador, porque elas Me amavam e respeitavam. Mas hoje não sou o Jeová ou o Jesus que as pessoas conheceram nos tempos passados; sou o Deus que voltou nos últimos dias, o Deus que irá colocar fim a esta era. Sou o Próprio Deus que Se ergue nos confins da terra, repleto de todo o Meu caráter e pleno de autoridade, honra e glória. As pessoas nunca se envolvem Comigo, nunca Me conhecem e sempre têm ignorado Meu caráter. Desde a criação do mundo até hoje, ninguém tem Me visto. Este é o Deus que aparece ao homem durante os últimos dias, mas que está oculto entre os homens. Ele reside entre os homens, verdadeiro e real, como o sol que arde e o fogo que flameja, cheio de poder e transbordante de autoridade. Não há uma única pessoa ou coisa que não vá ser julgada por Minhas palavras, e nem uma única pessoa ou coisa que não irá ser purificada pelo fogo ardente. Por fim, todas as nações serão abençoadas por causa de Minhas palavras, e também esmagadas por causa de Minhas palavras. Assim, todas as pessoas durante os últimos dias irão ver que Eu sou o Salvador que voltou, Eu sou o Deus Todo-Poderoso que conquista toda a humanidade, e uma vez Eu fui a oferta pelo pecado para o homem, mas nos últimos dias, Eu também Me torno as chamas do sol que queima todas as coisas, bem como o Sol da justiça que revela todas as coisas. Tal é a Minha obra dos últimos dias. Eu assumi este nome e possuo deste caráter para que todas as pessoas possam ver que Eu sou um Deus justo, e sou o sol que arde e o fogo que flameja. Assim é para que todos possam Me adorar, o único Deus verdadeiro, e assim é para que possam ver Minha verdadeira face: Não sou apenas o Deus dos israelitas e não sou apenas o Redentor; Eu sou o Deus de todas as criaturas no céu, na terra e no mar.

Extraído de “A Palavra manifesta em carne”

O significado do nome de Deus

I

Em todas as eras, em cada etapa de Sua obra, pesa o nome de Deus, não soa vazio. Cada um de Seus nomes reflete uma era. Jeová, Jesus e o Messias representam o Espírito de Deus. Mas só representam as eras de Sua gestão, não Sua totalidade. Os nomes com que as pessoas O chamam não expressam todo o Seu caráter, não expressam tudo o que Ele é. São só os nomes de Deus em diferentes eras. E quando chegar a era final – os últimos dias, mudará de novo o nome de Deus, mudará de novo o nome de Deus. Não será Jeová nem Jesus, não será o Messias. Será o poderoso, Deus Todo-Poderoso. E com esse nome Ele acabará a era, acabará a era.

II

Deus já foi Jeová. Já foi também o Messias. Por amor e respeito, O chamaram também de Jesus, o Salvador. Hoje Ele não é Jeová nem Jesus, que as pessoas conheceram no passado. Ele é o Deus de volta nos últimos dias, que acabará esta era. Repleto de todo Seu caráter, cheio de autoridade, honra e glória, Ele é o Deus, o Próprio Deus, que Se eleva aos confins da terra, que Se eleva aos confins da terra. E quando chegar a era final – os últimos dias, mudará de novo o nome de Deus, mudará de novo o nome de Deus. Não será Jeová nem Jesus, não será o Messias. Será o poderoso, Deus Todo-Poderoso. E com esse nome Ele acabará a era, acabará a era.

III

No final, as nações do mundo serão benditas pelas palavras de Deus, e por elas também serão quebrantadas. As pessoas dos últimos dias verão que o Deus Salvador retornou. É o poderoso, Deus Todo-Poderoso que conquista a humanidade. As pessoas verão que Ele já foi a oferenda pelo pecado do homem. Mas nos últimos dias, Ele é o fogo do Sol, que tudo queima. Ele é o Sol de justiça que tudo revela. Essa é a obra de Deus nos últimos dias. E quando chegar a era final – os últimos dias, mudará de novo o nome de Deus, mudará de novo o nome de Deus. Não será Jeová nem Jesus, não será o Messias. Será o poderoso, Deus Todo-Poderoso. E com esse nome Ele acabará a era, acabará a era.

de Seguir o Cordeiro e cantar cânticos novos

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado