Deus é a fonte da vida do homem (Trecho I)

Desde o momento em que chega a este mundo chorando, você começa a executar o seu dever. Você assume seu papel no plano e na ordenação de Deus. Você começa a jornada da vida. Não importa o seu passado, não importa a jornada à sua frente, ninguém pode escapar daquilo que o Céu orquestrou e arranjou e ninguém está no controle do próprio destino, pois apenas Ele, que governa todas as coisas, é capaz de tal obra. Desde o dia em que o homem veio ao mundo, Deus está firme em Sua obra, gerenciando este universo e direcionando as mudanças e os movimentos de todas as coisas. Como todas as coisas, o homem, silenciosa e inconscientemente, recebe de Deus a doçura do alimento, a chuva e o orvalho. Como todas as coisas, o homem vive inconscientemente sob o comando da mão de Deus. O coração e o espírito do homem são guardados na mão de Deus e toda a vida do homem é observada pelos olhos de Deus. Não importa se você acredita nisso ou não, todas e cada uma das coisas, vivas ou mortas, vão se transformar, mudar, se renovar e desaparecer de acordo com os pensamentos de Deus. É assim que Deus governa todas as coisas.

Enquanto a noite se aproxima, o homem se mantém ignorante, pois o coração do homem não pode perceber como a escuridão se aproxima ou de onde vem. À medida que a noite silenciosamente desaparece, o homem acolhe a luz do dia, porém seu coração tem ainda menos clareza ou consciência de onde veio a luz e como ela expulsou a escuridão da noite. Tais alternâncias recorrentes entre dia e noite levam o homem de um período para o outro, movendo-o pelos tempos, assegurando também que a obra de Deus e Seu plano sejam realizados durante cada período e através de todos os tempos. O homem atravessou as eras com Deus, mas não sabe que Deus governa o destino de todas as coisas e de todos os seres vivos nem como Deus orquestra e dirige todas as coisas. Isso é algo que enganou o homem desde os tempos imemoriais até o presente. As razões para isso não são que os caminhos de Deus são enganosos ou que o plano de Deus ainda está para ser cumprido, mas porque o coração e o espírito do homem estão muito distantes de Deus. Portanto, mesmo quando segue a Deus, o homem, inconscientemente, permanece a serviço de Satanás. Ninguém busca, de maneira diligente, seguir os passos ou a aparição de Deus, ninguém deseja existir sendo cuidado e guardado por Deus. Ao contrário, eles preferem a corrupção de Satanás e do mal para adaptar-se a este mundo e às regras de vida que os homens ímpios seguem. Nesse ponto, o coração e o espírito do homem são sacrificados a Satanás e tornam-se seu sustento. Além disso, o coração e o espírito humano transformam-se em um lugar no qual Satanás pode residir e em um bom parque de diversões para ele. Dessa forma, o homem, inconscientemente, perde sua compreensão acerca dos princípios de ser humano, do valor e do propósito da existência humana. As leis de Deus e a aliança entre Deus e o homem, gradualmente, desaparecem do coração do homem e ele já não busca ou presta atenção em Deus. Conforme o tempo passa, o homem não entende mais por que Deus o criou, não compreende mais as palavras que vêm da boca de Deus nem percebe tudo que é de Deus. O homem começa a resistir às leis e aos decretos de Deus. O coração e o espírito do homem ficam amortecidos… Deus perde o homem de Sua criação original e o homem perde a raiz de seu princípio. Essa é a aflição desta espécie humana. Na verdade, desde o princípio até hoje, Deus encenou uma tragédia para a espécie humana, na qual o homem é tanto o protagonista quanto a vítima, e ninguém sabe quem é o diretor dessa tragédia.

No vasto mundo, mudanças incontáveis ocorreram, inúmeras vezes. Ninguém é capaz de liderar e guiar esta espécie humana, a não ser Ele, que governa todas as coisas no universo. Não há ninguém poderoso para trabalhar e fazer os preparativos para esta humanidade, muito menos alguém que seja capaz de liderar esta espécie humana para seu destino de luz e libertação das injustiças terrenas. Deus lamenta o futuro da humanidade e sofre por sua queda. Ele fica triste com a lenta marcha da espécie humana para o declínio e para um caminho sem retorno. A humanidade partiu o coração de Deus e renunciou a Ele para buscar o maligno. Ninguém nunca pensou na direção que uma humanidade como esta poderia seguir. É precisamente por essa razão que ninguém sente a ira de Deus. Ninguém busca uma forma de agradar a Deus nem tenta se aproximar de Deus. Além disso, ninguém busca compreender a tristeza e a dor de Deus. Mesmo após ouvir a voz de Deus, o homem continua afastando-se Dele, evitando a graça e o cuidado de Deus, fugindo da verdade de Deus e preferindo vender-se para Satanás, o inimigo de Deus. E quem foi que pensou alguma vez na forma como Deus reagiria em relação a um homem impenitente que O dispensou? Ninguém sabe que os repetidos avisos e exortações de Deus são porque Ele guarda em Suas mãos um desastre sem precedentes que Ele preparou, que será insuportável para a carne e a alma do homem. Esse desastre não é meramente uma punição da carne, mas também da alma. Você deve saber disto: quando o plano de Deus é esvaziado e Seus avisos e exortações ficam sem resposta, que ira Ele desencadeará? Será como nada antes experimentado ou ouvido pela criação. E, então, digo que esse desastre é sem precedentes e nunca mais se repetirá, porque apenas uma criação e uma salvação fazem parte do plano de Deus. Essa é a primeira e a última vez. Por isso, ninguém pode compreender a gentil e fervorosa expectativa de Deus pela salvação da humanidade.

Extraído de “A Palavra manifesta em carne”

Como Deus reina sobre todas as coisas

I

Desde o seu nascer neste mundo a chorar, você começa a cumprir o seu dever. E no plano, sob a ordem de Deus, assume o seu papel, e começa a jornada da vida. Não importa o passado, nem o que estará por vir, ninguém irá escapar da direção e do plano que reserva o Céu, ninguém controlará o seu destino, pois só Deus que reina sobre tudo tem o poder de fazer.

II

Desde que o homem veio a existir, em Sua obra Deus firme está, regendo o universo, governando, dirigindo e mudando todas as coisas. Como todas as coisas, o homem, calado e sem saber, de Deus recebe o alimento, a chuva e o orvalho dos céus. Como todas as coisas, o homem, sem saber, vive sob a orquestração nas mãos de Deus. O coração e a alma de um homem estão sempre nas mãos de Deus, a vida humana sob os olhos de Deus. Mesmo que você nunca venha a nisso crer, todas as coisas, vivas ou mortas, irão mudar e se renovarão, e desaparecerão de acordo com a vontade de Deus. É assim que Deus reina sobre tudo.

de Seguir o Cordeiro e cantar cânticos novos

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado