O Próprio Deus, o Único IX (Trecho III)

Quando Deus criou todas as coisas, Ele usou todo tipo de método e forma para equilibrá-las, para equilibrar as condições de vida para as montanhas e os lagos, para equilibrar as condições de vida das plantas e todo tipo de animais, pássaros, insetos — o Seu objetivo era permitir que todo tipo de ser vivo viva e se multiplique dentro das leis que Ele havia estabelecido. Nenhum ser pode ficar à margem dessas leis e elas não podem ser violadas. Somente dentro desse tipo de ambiente básico os humanos podem sobreviver e se multiplicar de forma segura, geração após geração. Se qualquer criatura viva ultrapassasse a quantidade ou o âmbito estabelecidos por Deus, ou se ela excedesse a taxa de crescimento, frequência ou número sob Seu governo, o ambiente para a sobrevivência da humanidade sofreria variados graus de destruição. E ao mesmo tempo, a sobrevivência da humanidade seria ameaçada. Se um tipo de criatura viva for grande demais em número, ela irá roubar o alimento das pessoas, destruir as fontes de água das pessoas e arruinar seu território. Assim, a reprodução ou o estado de sobrevivência da humanidade seria imediatamente impactado. Por exemplo, a água é muito importante para todas as coisas. Se houver demasiados ratos, formigas, gafanhotos, sapos e outros animais de todo tipo, eles beberão mais água. À medida que o volume de água que eles bebem aumentar, dentro desse âmbito fixo de fontes de água potável e áreas aquosas, a água potável e as fontes de água das pessoas serão reduzidas e elas carecerão de água. Se a água potável das pessoas for destruída, contaminada ou dizimada porque todos os tipos de animais aumentaram em número, sob esse tipo de ambiente severo de sobrevivência, a sobrevivência da humanidade será seriamente ameaçada. Se houver um tipo ou vários tipos de seres vivos que excedam seu número apropriado, o ar, a temperatura, a umidade e até o conteúdo do ar dentro do espaço de sobrevivência da humanidade serão envenenados e destruídos em variados graus. Semelhantemente, sob essas circunstâncias, a sobrevivência e o destino humanos ainda estarão sujeitos à ameaça desse tipo de ambiente. Então, se as pessoas perderem esses equilíbrios, o ar que elas respiram será arruinado, a água que bebem será contaminada e a temperatura que elas exigem também mudará, será impactada em diferentes graus. Se isso acontecer, os ambientes nativos para a sobrevivência da humanidade serão sujeitos a enormes impactos e desafios. Sob esse tipo de circunstância em que os ambientes de sobrevivência básicos dos humanos foram destruídos, quais seriam o destino e as perspectivas da humanidade? Esse é um problema muito sério! Porque Deus sabe o que todas as coisas são para a humanidade, o papel de cada tipo de coisa que Ele criou, que tipo de impacto que ela tem sobre as pessoas e quão grande é o benefício que ela traz à humanidade — no coração de Deus há um plano para tudo isso e Ele gerencia cada um dos aspectos de todas as coisas que Ele criou, então para os humanos, cada uma das coisas que Ele faz é muito importante — é tudo absolutamente necessário. Então, quando você vir alguns fenômenos ecológicos entre todas as coisas, ou algumas leis naturais entre todas as coisas, você não mais ficará incerto da necessidade de cada uma das coisas que foi criada por Deus. Você não mais usará palavras ignorantes para fazer juízo arbitrário dos arranjos divinos de todas as coisas e de Suas várias maneiras de prover para a humanidade. Você também não tirará conclusões arbitrárias sobre as leis de Deus para todas as coisas que Ele criou.

Extraído de “A Palavra manifesta em carne”

Quando o desastre vem, como nós cristãos devemos lidar com ele? Convidamos você a participar da nossa reunião online, onde podemos explorar juntos e encontrar o caminho.
Contate-nos
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado