24. Os princípios para buscar a verdade

(1) Quando alguém encontra dificuldades nas palavras de Deus, ele deve orar a Deus e buscar a verdade. Além disso, deve contemplar as palavras de Deus com frequência e se concentrar em buscar uma resposta em Suas palavras;

(2) Não se deve aceitar cegamente as palavras de qualquer pessoa, mas, em vez disso, exercer discernimento, confrontando-as com as palavras de Deus. Somente aquilo que tem base nas palavras de Deus está de acordo com a verdade;

(3) Além de ler as palavras de Deus, concentre-se em ouvir os sermões e a comunhão da casa de Deus. Somente aquilo que vem do esclarecimento e da iluminação do Espírito Santo está de acordo com a verdade;

(4) Compreender a doutrina não é compreender a verdade. A verdade é vida; é realidade e, mais do que isso, é princípio. Somente o que é confirmado pela experiência está de acordo com a verdade.

Palavras de Deus relevantes:

Se quiser crescer na vida, você deve buscar a verdade em tudo. Não importa o que esteja fazendo, você deve buscar como se comportar a fim de estar alinhado com a verdade e descobrir quais manchas existem dentro de você que a violam; você deve ter um entendimento claro dessas coisas. Não importa o que esteja fazendo, você deve considerar se isso tem valor ou não. Você pode fazer coisas que têm significado, mas não deve fazer coisas que não têm significado. Quanto às coisas que você poderia ou não fazer, se puder abandoná-las, então deveria abandoná-las. Caso contrário, se você fizer essas coisas por algum tempo e, mais tarde, descobrir que deveria dispensá-las, então tome uma decisão rápida e as abandone rapidamente. Esse é o princípio que você deveria seguir em tudo que fizer. Algumas pessoas levantam esta pergunta: por que buscar a verdade e colocá-la em prática é tão difícil (como se estivesse remando um barco contra a correnteza e retrocedesse se parasse de remar)? Por que é, de fato, muito mais fácil fazer coisas más ou que não têm sentido — tão fácil quanto levar um barco correnteza abaixo? Por que é assim? É porque a natureza humana é trair a Deus. A natureza de Satanás assumiu um papel dominante nos humanos, e essa é uma força reacionária. Humanos com uma natureza que trai a Deus são, é claro, muito suscetíveis a fazer coisas que traem a Deus, e ações positivas são naturalmente difíceis para que eles as realizem. Isso é decidido inteiramente pela natureza-essência da humanidade. Uma vez que você realmente entende a verdade e começa a amá-la dentro de si mesmo, você terá força para fazer as coisas que se conformam à verdade. Então isso se torna normal, fácil e agradável, e você sente que fazer qualquer coisa negativa exigiria muito esforço. Isso é porque a verdade assumiu um papel dominante em seu coração. Se você realmente entende a verdade sobre a vida humana e sobre que tipo de pessoa ser — como ser alguém transparente, direto e honesto, alguém que dá testemunho de Deus e O serve — então você jamais voltará a ser capaz de cometer atos malignos que O desafiam e jamais desempenhará o papel de um falso líder, de um falso obreiro ou de um anticristo. Mesmo que Satanás o engane ou uma pessoa maligna o encoraje, você não o fará; não importa quem tente coagi-lo, mesmo assim não agirá desse modo. Se as pessoas ganharem a verdade e a verdade se tornar sua vida, elas se tornarão capazes de detestar o mal e de sentir um nojo interno das coisas negativas. Seria difícil para elas cometer o mal, pois seu caráter de vida mudou e elas foram aperfeiçoadas por Deus.

Extraído de ‘Somente buscando a verdade pode-se alcançar uma mudança no caráter’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Agora mesmo, Deus faz a obra de julgamento dos últimos dias e expressou muitas palavras. Na senda da fé em Deus, encontramos muitas coisas relacionadas à verdade. Se não buscamos a verdade, então não há senda, portanto devemos ter conhecimento da verdade, e quando lemos as palavras de Deus, devemos combiná-las em realidade. Todas as palavras de Deus são a verdade e devem ser pessoalmente experimentadas. Desde o momento em que as pessoas nascem até quando se tornam adultas, começam a trabalhar, formam uma família e estabelecem uma carreira, ao longo de sua vida inteira — incluindo as pessoas, eventos e coisas que encontram e tudo o mais que acontece com elas — nada existe que chegue perto da verdade, muito menos de qualquer coisa que percebam por meio da verdade. Como tal, toda e qualquer pessoa é um estranho para a verdade. E é precisamente porque todos nós carecemos da verdade que, a partir de hoje, devemos buscar a verdade; isso é imperativo. Se você ainda tem que perceber que, quando acredita em Deus, você deve buscar a verdade e que somente a verdade pode mudá-lo, aperfeiçoá-lo, salvá-lo e verdadeiramente trazê-lo para diante de Deus, então a verdade não pode ter nenhum interesse para você, e você é, portanto, incapaz de buscá-la. Algumas pessoas dizem: “É suficiente que, em minha fé em Deus, eu não hesite em comer e beber as palavras de Deus, levar a vida da igreja, cumprir meu dever e pregar o evangelho — então, por que eu também preciso buscar a verdade? Normalmente, eu nunca cometo um pecado, nem resisto a Deus, nem sou um anticristo. Eu evito os maus. Só preciso de algumas regras simples para me orientar e me ajudar, só isso; não preciso buscar nenhuma verdade obscura”. Essa é a maneira certa de olhar as coisas? (Não.) Por que não? (Porque as pessoas só podem ser salvas por Deus quando tiverem ganho a verdade.) Agora mesmo, existem algumas pessoas que possuem uma vaga consciência de quão importante a verdade é para sua salvação, e isso é uma coisa boa. No entanto, se essa consciência pode se enraizar depende de como você subsequentemente busca a verdade. Buscar a verdade é muito importante. Por exemplo, quando é negativo e fraco, você pode se tornar forte sem o apoio e a provisão da verdade? Você é capaz de superar sua fraqueza? Você é capaz de perceber por que tem sido negativo e fraco? Definitivamente não. Quando você é descuidado e superficial ao cumprir seu dever, você consegue consertar esse aspecto de sua corrupção sem buscar a verdade? Você é capaz de ser leal a Deus? As pessoas podem conhecer a si próprias e lidar com seu caráter corrupto se não buscarem a verdade? Não. Quando as pessoas constantemente têm noções sobre Deus e estão sempre O comparando com suas próprias noções e imaginações, tais coisas podem ser resolvidas sem a verdade? Não podem. Em muito do que encontramos — incluindo questões em nossa vida cotidiana — se não possuímos a verdade, se não buscamos a verdade e, além disso, se não entendemos a verdade e se somos ignorantes em relação ao que Deus diz a respeito de tais coisas e de Sua vontade, então como abordaremos o que acontece conosco? Aqueles que são um pouco melhores podem tentar encontrar uma solução usando palavras, frases e regras com as quais estão familiarizados ou usando métodos humanos, mas estes podem tomar o lugar da verdade na resolução de seus problemas? Se não buscamos a verdade, pode-se dizer que nada em nossa vida tem algum princípio e que também não temos uma senda para praticar, muito menos algum objetivo ou direção. Se for esse o caso, então tudo o que fazemos se opõe a Deus e O trai. Portanto, Ele então não odeia e não amaldiçoa tudo que fazemos? Nossas ações não serão julgadas e castigadas por Ele? Portanto, é provável que antes de entender genuinamente a verdade, cada pessoa encontrará um pouco do julgamento, do castigo, da correção e da disciplina de Deus — o propósito de tudo isso é fazer as pessoas ganharem a verdade.

Extraído de ‘A importância de buscar a verdade e a senda de buscá-la’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

É importante buscar a verdade. Se você buscar a verdade, o que ganhará será certamente verdade; se você não buscar a verdade, mas sempre falar de justificativas humanas, o que você ganhará no fim é um entendimento errado de Deus. Essas são as duas sendas. Constantemente, você chama atenção para suas justificativas, dizendo: “Eu realizei trabalho e não fiz mal algum, e não me importo por Você não ter me elogiado ou me dado uma recompensa, mas Você me trata duramente e me julga e me refina. Onde está o amor de Deus? Por que não o vi? Todos dizem que Deus ama as pessoas, como, então, Ele ama todas as outras, exceto a mim?”. Todos os seus ressentimentos vêm à tona. Uma pessoa nesse tipo de estado pode ganhar a verdade? (Não.) Um problema surgiu no relacionamento do homem com Deus, e, sempre que surge um problema, o homem não dá meia-volta, tampouco abre mão de seus pensamentos e perspectivas errôneos, de suas falácias ou de seus modos preconceituosos de pensar, mas, em vez disso, insiste em se opor a Deus. Isso só pode resultar em seu abandono por Deus e em seu abandono de Deus. Você está cheio de ressentimento de Deus; você nega Sua soberania e a condena, você não está disposto a se submeter aos Seus arranjos. O que é ainda mais sério, você nega que Deus está certo, que Ele é a verdade — essa é a consequência. Se, porém, você buscar a verdade, você não só verificará que o Deus em que você acredita é a verdade, o caminho, a vida e o amor, mas confirmará também que aquilo que Deus faz é certo, que Ele está certo em refinar as pessoas. Porque o homem tem um caráter corrupto e todos os seus atos e comportamentos e tudo que ele revela são hostis a Deus, ele não é digno do amor de Deus. No entanto, Deus ainda tem tanto cuidado e preocupação para com o homem e arranja um ambiente para o homem para prová-lo e refiná-lo pessoalmente, capacitando-o a passar por uma mudança; Ele permite que o homem, por meio desse ambiente, seja equipado com a verdade e ganhe a verdade. Deus ama tanto o homem, com um amor que é tão real, e Deus não é nada além de fiel. Você sentirá isso. Se Deus não fizesse essas coisas, ninguém poderia dizer quanto o homem teria caído! O homem tenta administrar o próprio status, a própria fama e a fortuna e, no fim, após ter feito todas essas coisas, ele convence os outros a ficarem do seu lado e os traz para diante de si — isso não é oposição a Deus? É insuportável imaginar as consequências de continuar dessa forma! Deus faz um trabalho excelente, impedindo tudo isso a tempo! Embora o que Deus faz exponha e julgue o homem, isso também o salva. Isso é amor real. Quando você perceber isso pessoalmente, você não terá ganho esse aspecto da verdade? Quando uma pessoa percebeu isso pessoalmente e alcançou esse entendimento e quando ela entendeu essas verdades, ela ainda se ressente de Deus? Não — o ressentimento se foi e, com devoção total, tendo se convencido completamente, ela se submete aos arranjos e às orquestrações de Deus. Da próxima vez em que enfrentar tal situação, ela perceberá que tudo que Deus faz é correto, e o que o homem faz é certamente errado, e que o homem é rebelde, mas não possui a verdade. Rapidamente, ela aceitará a submissão. Aqueles que conseguem alcançar isso passam por muitas rodadas de refinamento para chegar a esse ponto.

Extraído de ‘A parte mais importante de crer em Deus é colocar a verdade em prática’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

A compreensão que vocês têm da verdade está integrada no próprio estado de vocês? Na vida real, você precisa pensar primeiro em quais verdades se relacionam com as pessoas, eventos e coisas que você já encontrou; é entre essas verdades que você pode encontrar a vontade de Deus e conectar aquilo que você encontrou com a vontade Dele. Se você não sabe quais aspectos da verdade se relacionam com as coisas que você encontrou, mas, em vez disso, vai diretamente buscar a vontade de Deus, isso é uma abordagem cega que não pode alcançar resultados. Se você quer buscar a verdade e entender a vontade de Deus, deve primeiro examinar que tipo de coisas lhe aconteceram, a que aspectos da verdade se relacionam, e procurar a verdade específica na palavra de Deus que se relaciona ao que você experimentou. Você então procurará a senda da prática que é correta para você naquela verdade; dessa forma, você poderá ganhar uma compreensão indireta da vontade de Deus. Buscar e praticar a verdade não é aplicar mecanicamente uma doutrina ou seguir uma fórmula. A verdade não é uma fórmula nem é uma lei. Ela não está morta — ela é a própria vida, é uma coisa viva, é a regra que um ser criado deve seguir na vida e a regra que um humano deve ter na vida. Isso é algo que você deve compreender o máximo possível por meio da experiência. Não importa a qual estágio você já chegou em sua experiência, você é inseparável da palavra de Deus ou da verdade, e o que você entende do caráter de Deus e o que você sabe daquilo que Deus tem e é, tudo isso está expresso nas palavras de Deus; elas estão inextricavelmente ligadas à verdade. O caráter de Deus e aquilo que Ele tem e é são, em si mesmos, a verdade; a verdade é uma manifestação autêntica do caráter de Deus e daquilo que Ele tem e é. Isso torna concreto aquilo que Ele tem e é e faz uma declaração clara sobre aquilo que Ele tem e é; diz a você mais diretamente o que Deus gosta, o que Ele não gosta, o que Ele quer que você faça e o que Ele não permite que você faça, quais pessoas Ele despreza e em quais pessoas Ele Se deleita. Por trás das verdades que Deus expressa, as pessoas podem ver Seu prazer, raiva, tristeza e felicidade, bem como a Sua essência — essa é a revelação do Seu caráter. Além de saber o que Deus tem e é e compreender Seu caráter a partir da Sua palavra, o mais importante é a necessidade de alcançar esse entendimento por meio da experiência prática. Se uma pessoa se retira da vida real a fim de conhecer a Deus, ela não conseguirá alcançar isso. Mesmo que haja pessoas capazes de ganhar alguma compreensão da palavra de Deus, sua compreensão é limitada a teorias e palavras, e então surge uma disparidade com o que o Próprio Deus realmente é.

Extraído de ‘A obra de Deus, o caráter de Deus e o Próprio Deus III’ em “A Palavra manifesta em carne”

Se você quer colocar a verdade em prática e se quer entendê-la, primeiro precisa entender a essência das dificuldades que enfrenta e as coisas que acontecem ao seu redor, quais são os problemas ligados a essas questões, bem como a qual aspecto da verdade elas estão relacionadas. Você deve buscar essas coisas e, depois, você deve buscar a verdade com base em suas dificuldades reais. Dessa forma, à medida que você gradualmente ganhar experiência, poderá ver a mão de Deus em tudo o que acontece com você, assim como o que Ele deseja fazer e os resultados que Ele deseja alcançar em você. Talvez você nunca sinta que qualquer coisa que acontece com você está relacionada à crença em Deus e à verdade, e simplesmente diga a si mesmo: “Eu tenho minha própria maneira de lidar com isso; não preciso da verdade ou das palavras de Deus. Quando eu participar de reuniões, ou quando ler as palavras de Deus, ou quando cumprir meu dever, eu me confrontarei com a verdade e com as palavras de Deus”. Se as coisas cotidianas que acontecem em sua vida — coisas que têm a ver com família, trabalho, casamento e seu futuro — se você sentir que essas várias coisas não têm nada a ver com a verdade e você as resolver usando métodos humanos, se esta for a forma como você experimenta, então você nunca ganhará a verdade; você nunca entenderá exatamente o que Deus deseja fazer em você ou os resultados que Ele deseja alcançar. Buscar a verdade é um processo longo. Existe um lado simples nisso, e existe também um lado complexo. Simplificando, devemos buscar a verdade, praticar e experimentar as palavras de Deus em tudo que acontece ao nosso redor. Quando você começar a fazer isso, verá cada vez mais quanta verdade deve ganhar e buscar em sua crença em Deus, e essa verdade é tão real e a verdade é vida. Não é fato que apenas aqueles que servem a Deus e os líderes da igreja devam fazer tudo de acordo com a verdade, enquanto os seguidores comuns não devam; se assim fosse, não haveria grande significado nas palavras expressas por Deus. Vocês agora têm uma senda para buscar a verdade? Qual é a primeira coisa que deve ser abordada ao buscar a verdade? Antes de tudo, você deve gastar mais tempo comendo e bebendo as palavras de Deus e ouvindo comunicações. Quando você encontrar um problema, ore e busque mais. Quando vocês tiverem se equipado com mais verdades e tiverem alcançado entrada na vida e possuírem estatura, vocês serão capazes de fazer algo real, empreender um pequeno trabalho e, assim, serão capazes de passar por algumas provações e tentações. Nesse momento, vocês sentirão que realmente entenderam e ganharam algumas verdades e perceberão que as palavras faladas por Deus são aquilo de que as pessoas precisam, bem como o que deveriam ganhar, e que essa é a única verdade no mundo que pode dar vida às pessoas.

Extraído de ‘A importância de buscar a verdade e a senda de buscá-la’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Não importa o que faça, primeiro você deve entender por que você está fazendo isso, qual é a intenção que o direciona a fazer essa coisa, qual é o significado de você fazê-la, qual é a natureza da questão e se aquilo que está fazendo é uma coisa positiva ou negativa. Você deve ter um entendimento claro de todas essas questões; isso é muito necessário para ser capaz de agir com princípio. Se você estiver fazendo algo para cumprir o seu dever, então deverá ponderar: como devo fazer isso? Como devo cumprir bem o meu dever para que não o faça apenas superficialmente? Você deve se aproximar de Deus nessa questão. Aproximar-se de Deus significa buscar a verdade nessa questão, buscar o caminho para praticar, buscar a vontade de Deus e buscar como satisfazer a Deus. Essa é a maneira de você se aproximar de Deus em tudo que faz. Não envolve realizar uma cerimônia religiosa ou uma ação externa. É feito com o propósito de praticar de acordo com a verdade após buscar a vontade de Deus. Se você sempre diz “Graças a Deus”, quando não fez nada, mas então, quando está fazendo alguma coisa, você continua a fazê-la do jeito que quer, então esse tipo de agradecimento é apenas uma ação externa. Ao cumprir seu dever ou trabalhar em algo, você deve sempre pensar: como devo cumprir esse dever? Qual é a vontade de Deus? É para você se aproximar de Deus através do que faz; e, assim o fazendo, buscar os princípios e a verdade por trás das suas ações, bem como a vontade de Deus, e não se desviar de Deus em nada que fizer. Só uma pessoa assim acredita verdadeiramente em Deus. Hoje em dia, toda vez que deparam com coisas, seja qual for a situação atual, as pessoas pensam que podem fazer isso e aquilo, portanto não têm Deus no coração, e o fazem de acordo com as próprias vontades. Quer seu curso de ação seja adequado ou não, ou quer esteja de acordo com a verdade ou não, as pessoas simplesmente vão em frente obstinadas e agem segundo as intenções pessoais. Pode parecer que Deus está em seu coração, mas, quando elas fazem coisas, Deus não está em seu coração. Algumas pessoas dizem: “Não consigo me aproximar de Deus nas coisas que faço. No passado, eu estava acostumada a realizar cerimônias religiosas e tentei me aproximar de Deus, mas foi inútil. Não consegui me aproximar Dele”. Tais pessoas não têm Deus no coração; só têm a si mesmas no coração e simplesmente não podem pôr a verdade em prática em qualquer coisa que façam. Não agir de acordo com a verdade significa fazer as coisas segundo a própria vontade, e fazer as coisas segundo a própria vontade significa abandonar Deus; ou seja, elas não têm Deus no coração. As ideias humanas geralmente parecem boas e certas para as pessoas, parecem como se não violassem muito a verdade. As pessoas acham que fazer as coisas de tal maneira seria pôr a verdade em prática; acham que fazer as coisas dessa maneira seria submeter-se a Deus. Na verdade, elas não estão verdadeiramente buscando a Deus ou orando a Deus por isso, e elas não estão se esforçando para fazê-lo bem, em concordância com as exigências de Deus, a fim de satisfazer a Sua vontade. Elas não possuem esse estado verdadeiro, nem têm tal desejo. Esse é o maior engano que as pessoas cometem em sua prática. Você acredita em Deus, mas não mantém Deus em seu coração. Como isso não é pecado? Você não está se enganando? Que espécie de efeitos você pode colher se continuar acreditando desse modo? Além disso, como o significado de acreditar pode ser manifestado?

Quando você fez uma determinada coisa, Deus ficou muito insatisfeito. Quando você estava prestes a fazer aquela coisa, você orou a Ele? Alguma vez se perguntou: “Como essa questão seria vista por Deus se fosse levada para diante Dele? Ele ficaria feliz ou Se irritaria se soubesse dela? Ele a detestaria?” Você não buscou isso, buscou? Mesmo se outros o tivessem lembrado, mesmo assim você teria pensado que o assunto não era importante e que não contrariava nenhum princípio e não era um pecado. Como resultado, essa coisa que você fez ofendeu o caráter de Deus e provocou Nele grande ira, até ao ponto de Ele desdenhar você. Se você tivesse buscado e examinado e visto a questão com clareza antes de agir, você não estaria confiante em relação a ela? Embora as pessoas às vezes não estejam num estado bom, se solenemente levarem tudo que estão planejando fazer para diante de Deus para investigar e buscar, elas deixarão de cometer quaisquer erros sérios. Quando praticam a verdade, as pessoas têm dificuldades de evitar erros, mas se você sabe como fazer as coisas de acordo com a verdade quando você as faz, mas não as executa de acordo com a verdade, então o problema é que você não tem amor pela verdade. O caráter de uma pessoa sem amor pela verdade não será mudado. Se você não consegue compreender corretamente a vontade de Deus e não sabe como praticar, então você deveria se comunicar com outros. Se ninguém sente que consegue ver a questão claramente, então você deve executar a solução mais razoável. No entanto, se, no fim, você descobre que, ao executá-la dessa forma, você cometeu um leve erro, você deve corrigi-lo rapidamente, e então Deus não contará esse erro como um pecado. Já que você teve as intenções certas ao colocar essa questão em prática e esteve praticando de acordo com a verdade e simplesmente não a viu claramente, e suas ações resultaram em alguns erros, isso era uma circunstância atenuante. No entanto, hoje em dia, muitas pessoas confiam meramente em suas próprias mãos para trabalhar e em sua própria mente para fazer isso e aquilo e raramente dão qualquer consideração a estas perguntas: essa maneira de praticar se conforma à vontade de Deus? Deus ficaria feliz se eu o fizesse dessa maneira? Deus confiaria em mim se eu o fizesse dessa maneira? Eu estaria colocando a verdade em prática se eu o fizesse dessa maneira? Se Deus soubesse dessa questão, Ele seria capaz de dizer: “Você fez isso de modo correto e adequado. Continue assim”? Você é capaz de examinar cuidadosamente cada questão que encontra? Você pode ser sério e meticuloso com cada uma delas? Ou você é capaz de ponderar se Deus despreza a maneira como você está fazendo isso, como todos os outros se sentem em relação aos seus métodos e se você está fazendo isso com base em sua própria vontade ou para satisfazer seus próprios desejos? Você precisa refletir mais sobre isso e buscar mais, e seus erros diminuirão cada vez mais. Fazer as coisas dessa maneira provará que você é uma pessoa que busca a verdade genuinamente e que você é alguém que reverencia a Deus, pois está fazendo as coisas de acordo com a direção que a verdade exige.

Extraído de ‘Buscar a vontade de Deus é para o bem da prática da verdade’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Para fazer bem qualquer coisa, é necessário buscar a verdade-princípio. A pessoa deveria pensar resolutamente em como fazer bem alguma coisa enquanto a está fazendo, e é necessário se aquietar para orar e buscar diante de Deus. Antes de fazer alguma coisa, é necessário ter comunhão com os outros, e, se não há com quem ter comunhão, a pessoa deve contemplar a questão sozinha, e buscar e orar pelo caminho pelo qual fazer bem essa coisa. É isso que significa se aquietar diante de Deus. Você não precisa pensar em nada para ficar quieto diante de Deus; você deve agir e contemplar ao mesmo tempo, buscando o caminho apropriado para lidar com essa questão com uma atitude de busca e espera no coração. Se você não tem a menor ideia com relação à questão, encontre alguém para quem perguntar. Com qual atitude você deveria perguntar? Você deveria, na verdade, estar buscando e esperando, observando para ver como Deus opera. O Espírito Santo não esclarece nem guia você como se estivesse acendendo uma luz que de repente o ilumina por dentro. Deus invariavelmente usa uma pessoa ou um evento para conduzir você à compreensão. Existem muitos caminhos para a busca além de se ajoelhar solenemente para orar e ficar lá por horas; fazer isso atrasa todos os outros assuntos. Às vezes, a pessoa pode ponderar sobre uma questão enquanto caminha; às vezes, quando surge um problema, a pessoa pode se apressar para ter comunhão sobre ele em grupo; às vezes, a pessoa pode buscar o alto; às vezes, pode ler por si mesma as palavras de Deus; às vezes, quando um assunto é urgente, pode ir às pressas até a cena para compreender a realidade da situação, e então lidar com ela de início segundo princípios que ela atualmente entende, enquanto ora e busca no coração. É assim que vocês devem fazer as coisas — esse é o caminho hábil! Não vai adiantar ficar nervoso quando acontecer alguma coisa. Vocês devem aprender diversos caminhos de busca: quando estiverem ocupados com deveres, busquem segundo quão ocupados vocês estão; quando tiverem tempo, busquem e esperem segundo as circunstâncias de ter tempo. Existem caminhos diferentes. Se houver tempo suficiente para esperar, então esperem um pouco. Não se pode ter pressa nas questões importantes; as consequências de cometer um erro por pressa seriam impensáveis. Para alcançar os melhores resultados, a pessoa deve esperar, observar o que acontece em seguida, ou então você será conduzido por uma pessoa que tem conhecimento da situação. Todos esses são caminhos para a busca. Deus não usa apenas um método para esclarecer as pessoas; e não é somente com Suas palavras que ele esclarece você, nem faz sempre com que todos ao seu redor lhe deem orientação. Como Deus esclarece você sobre questões que estão fora da sua especialidade, coisas com que você nunca deparou antes? Ele usa certas pessoas, aquelas que entendem o tipo de assunto em questão. Você se apressa para encontrá-las, obtém algumas indicações delas, então faz as coisas segundo princípios, e Deus o guiará enquanto você as faz. Entretanto, você deve entender um pouco das habilidades profissionais ou da especialidade em questão, e ter certo conceito dela; é sobre essa fundação que Deus o esclarecerá quanto ao que deveria fazer.

Extraído da comunhão de Deus

Você deve buscar a vontade de Deus em todas as coisas e deve buscar a verdade em todas as coisas. Por exemplo: como você busca a verdade em questões tais como comida e vestimenta e assuntos pessoais? Existem verdades a serem buscadas nessas coisas? Alguns dizem: “Não importa o que aconteça, é bom comer bem e vestir-se bem. Comer ou se vestir mal fará com que a pessoa saia perdendo”. Há alguma verdade nessa visão? É vital comer bem e se vestir bem na vida? Absolutamente não. Dito em outros termos, se alguém é genuinamente capaz de conhecer Deus e de possuir a verdade, então, em tudo que essa pessoa faz, ela dá testemunho de Deus e satisfaz a Deus. Não importa quão horrivelmente tal pessoa coma ou se vista, ainda assim há valor no seu viver e ela pode ganhar a aprovação de Deus — não é essa a coisa mais significativa? Qualquer que seja o tipo de roupa que uma pessoa vista, isso de forma alguma é de importância primária; vestir roupas bonitas não garante que você será abençoado. Você ainda será amaldiçoada se tomar a senda errada, enquanto uma pessoa que vestir roupas desgastadas, mas que ganhou a verdade será abençoada por Deus apesar disso. Portanto, há verdade a ser buscada no modo como você deveria ver as questões de comida e roupa, e há ainda mais verdade a ser buscada no modo como você deveria tratar o cumprimento de seu dever. O modo como você vê as comissões de Deus é um assunto muito sério! Se você não consegue completar o que Deus lhe confiou, então não está apto para viver em Sua presença e deveria ser punido. É ordenado pelo Céu e reconhecido pela terra que os humanos devem completar quaisquer comissões que Deus lhes confia; essa é a sua responsabilidade suprema, e é tão importante quanto a sua própria vida. Se você não leva a sério as comissões de Deus, então está traindo a Ele da maneira mais grave; nisso você é mais lamentável que Judas e você deveria ser amaldiçoado. As pessoas devem ganhar um entendimento completo de como ver o que Deus lhes confia e, no mínimo, devem compreender que as comissões que Ele confia à humanidade são exaltações e favores especiais de Deus; são as coisas mais gloriosas. Tudo o mais pode ser abandonado; mesmo que alguém deva sacrificar sua própria vida, ainda precisa cumprir a comissão de Deus. Não há verdade a ser buscada aqui? Alcançar uma mudança em seu caráter está intimamente vinculado a buscar a verdade! Se você entender a verdade referente a por que as pessoas vivem e a como você deveria ver a vida, a sua visão da vida não será mudada? Ainda mais, há verdade a ser buscada aqui. Que verdades há em amar a Deus? Por que os humanos devem amá-Lo? Qual é o significado de amá-Lo? Se uma pessoa tiver um entendimento claro da verdade de amar a Deus e puder amá-Lo nas profundezas — mesmo que essa pessoa tenha um pouco de amor por Deus em seu coração — então ela tem uma vida genuína e está entre os mais abençoados. Aqueles que buscam a verdade em todas as coisas são os que progridem mais rapidamente na vida e podem alcançar uma transformação do caráter. São precisamente aqueles que buscam a verdade os que Deus ama. Se uma pessoa confiar em noções e doutrinas ou em obedecer a regras em todas as coisas, ela não progredirá; ela jamais ganhará a verdade e cedo ou tarde será eliminada — e esse tipo de pessoa é o que Deus mais despreza.

Extraído de ‘Como conhecer a natureza do homem’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Se as ações de um crente estão fora de contato com a verdade, então ele é o mesmo que um descrente. Esse é o tipo de pessoa que não tem Deus em seu coração e que abandona Deus, e tal pessoa é como um trabalhador contratado na família de Deus que faz alguns trabalhos avulsos para seu patrão, recebe uma pequena compensação e então vai embora. Essa simplesmente não é uma pessoa que crê em Deus. Anteriormente, houve uma menção do que você pode fazer para ganhar a aprovação de Deus. A aprovação de Deus é a primeira coisa em que você deveria pensar e pela qual trabalhar; deveria ser o princípio e o escopo da sua prática. A razão pela qual você deve determinar se o que está fazendo se alinha com a verdade é que, se estiver alinhado com a verdade, então certamente se conforma à vontade de Deus. Não é que você devesse avaliar se a questão está certa ou errada, ou se concorda com o gosto dos demais, ou se está alinhada com os seus desejos próprios; antes, você deveria determinar se está de acordo com a verdade e se beneficia ou não a obra e os interesses da igreja. Se você der consideração a essas coisas, então estará cada vez mais alinhado com a vontade de Deus quando fizer as coisas. Se não considerar esses aspectos e simplesmente confiar em sua vontade própria quando fizer as coisas, então é certeza que você vai fazê-las incorretamente, porque a vontade do homem não é a verdade e, claro, é incompatível com Deus. Se você deseja ser aprovado por Deus, então precisa praticar de acordo com a verdade, e não de acordo com as suas vontades próprias. Algumas pessoas se evolvem em certas questões particulares em nome de cumprir seus deveres. Seus irmãos e irmãs então veem isso como inapropriado e as reprovam por isso, mas essas pessoas não aceitam a censura. Elas acham que, porque era uma questão pessoal que não envolvia a obra, as finanças ou as pessoas da igreja, não conta, portanto, como uma violação do escopo da verdade e Deus não deveria interferir nessa questão. Algumas coisas poderiam lhe parecer questões particulares que não envolvem qualquer princípio ou verdade. No entanto, vendo a coisa que fez, você estava sendo muito egoísta, já que não deu consideração ao trabalho da família de Deus nem a como o que você fez a afetaria; você esteve considerando apenas o seu benefício próprio. Isso já envolve a propriedade dos santos, bem como questões relacionadas à humanidade de uma pessoa. Embora o que você esteve fazendo não envolvesse os interesses da igreja, nem envolvesse a verdade, dedicar-se a uma questão particular enquanto alega estar realizando seu dever não está alinhado com a verdade. Independentemente do que você está fazendo, de quão grande ou pequena uma questão seja e de se você está fazendo isso para cumprir seu dever na família de Deus ou por motivos seus particulares, você precisa considerar se o que está fazendo se conforma à vontade de Deus, bem como se isso é algo que uma pessoa com humanidade deveria fazer. Se busca a verdade desse jeito em todas as coisas que faz, então você é uma pessoa que verdadeiramente crê em Deus. Se tratar com devoção cada questão e cada verdade dessa maneira, você será capaz de alcançar mudanças em seu caráter. Algumas pessoas acham que, quando estão fazendo algo pessoal, simplesmente podem ignorar a verdade, fazê-lo como quiserem e fazê-lo de qualquer modo que as torne felizes, de qualquer maneira que lhes seja vantajosa. Elas não dão a mínima consideração a como isso poderia afetar a família de Deus, nem consideram se o que estão fazendo condiz ou não com o decoro sagrado. Por fim, uma vez que tenham terminado com o assunto, elas se obscurecem por dentro e se sentem incomodadas, embora não saibam por quê. Essa retribuição não é merecida? Se faz coisas que não são aprovadas por Deus, então você ofendeu a Deus. Se alguém não ama a verdade e frequentemente faz coisas com base na própria vontade, então elas ofenderão a Deus frequentemente. Geralmente tais pessoas não são aprovadas por Deus no que fazem e, se não se arrependerem, a punição não estará muito distante.

Extraído de ‘Buscar a vontade de Deus é para o bem da prática da verdade’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Anterior: 23. Os princípios para buscar a compreensão da vontade de Deus

Próximo: 25. Os princípios para praticar a verdade

Durante desastres, além de rezar, a coisa mais crítica para nós é encontrar a maneira de sermos protegidos. Junte-se ao nosso grupo de estudo gratuitamente.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro