35. Os princípios para possuir a verdadeira fé

(1) A verdadeira fé vem de experimentar e entender as palavras de Deus e é construída sobre o fundamento de entendimento da verdade e conhecimento da obra de Deus;

(2) É necessário ser diligente na leitura das palavras de Deus; aceitar o julgamento e a punição de Deus e se submeter a Ele, bem como ser podado e tratado por Ele; e conhecer Seu caráter justo;

(3) É necessário cumprir seu dever atribuído; ser capaz de aceitar e praticar a verdade e se tornar uma pessoa honesta; e vir a se submeter a tudo o que Deus arranje;

(4) Em todos os assuntos, ore e busque a verdade, comungue genuinamente com Deus e seja capaz de entender a verdade, vendo as ações de Deus e que Sua palavra realiza tudo.

Palavras de Deus relevantes:

Quando Moisés feriu a rocha, e a água concedida por Jeová jorrou, foi por causa de sua fé. Quando Davi tocava lira em louvor a Mim, Jeová — com o coração cheio de alegria —, era por causa de sua fé. Quando Jó perdeu seu rebanho que cobria as montanhas e suas riquezas incalculáveis, quando seu corpo ficou coberto de furúnculos dolorosos, foi por causa de sua fé. Quando ele pôde ouvir a Minha voz, de Jeová, e ver a Minha glória, de Jeová, foi por causa de sua fé. O fato de que Pedro pôde seguir Jesus Cristo deveu-se à sua fé. Que ele pôde ser pregado na cruz por Minha causa e dar um testemunho glorioso também se deveu à sua fé. Quando João viu a imagem gloriosa do Filho do homem, foi por causa de sua fé. Quando teve a visão dos últimos dias, foi ainda mais por causa de sua fé. A razão pela qual as multidões das assim chamadas nações gentias obtiveram a Minha revelação, e vieram a saber que Eu voltei na carne para realizar a Minha obra entre os homens, também foi por causa de sua fé. Todos os que são golpeados pelas Minhas palavras duras e ainda assim são levados ao consolo por elas e são salvos — eles não o fizeram por causa de sua fé? As pessoas têm recebido muito por causa de sua fé, e isso nem sempre é uma bênção. Elas podem não receber o tipo de felicidade e alegria que Davi sentiu, ou ter a água concedida por Jeová como Moisés teve. Por exemplo, Jó foi abençoado por Jeová por causa de sua fé, mas também sofreu um desastre. Quer você seja abençoado ou sofra um desastre, ambos são eventos abençoados. Sem fé, você não seria capaz de receber essa obra de conquista, muito menos de ver hoje os feitos de Jeová exibidos diante de seus olhos. Você não seria capaz de ver, muito menos seria capaz de receber. Esses flagelos, essas calamidades e todos os julgamentos — se eles não lhe acontecessem, você seria capaz de, hoje, ver os feitos de Jeová? Hoje, é a fé que permite que você seja conquistado, e é ser conquistado que lhe permite crer em cada feito de Jeová. É só por causa da fé que você recebe tal castigo e julgamento. Através desse castigo e julgamento, você é conquistado e aperfeiçoado. Sem o tipo de castigo e julgamento que você está recebendo hoje, sua fé seria em vão, porque você não conheceria Deus; não importa o quanto você acreditou Nele, sua fé continuaria sendo apenas uma expressão vazia não fundamentada na realidade. É só após receber essa obra de conquista, obra que o torna completamente obediente, que sua fé se torna verdadeira e confiável e que seu coração se volta para Deus. Mesmo se você sofrer grande julgamento e maldição por causa dessa palavra, “fé”, não obstante você tem fé verdadeira e recebe a coisa mais verdadeira, mais real e mais preciosa. Isso é porque só no decurso do julgamento é que você enxerga o destino final das criações de Deus; é nesse julgamento que você enxerga o que é a amabilidade do Criador; é em tal obra de conquista que você contempla o braço de Deus; é nessa conquista que você chega ao entendimento pleno da vida humana; é nessa conquista que você ganha a senda certa da vida humana e passa a entender o verdadeiro significado de “homem”; é só nessa conquista que você enxerga o caráter justo do Todo-Poderoso e Seu semblante belo e glorioso; é nessa obra de conquista que você aprende a origem do homem e entende toda a “história imortal” da humanidade; é nessa conquista que você passa a compreender os ancestrais da humanidade e a origem da corrupção da humanidade; é nessa conquista que você recebe alegria e conforto, assim como intermináveis castigo, disciplina e palavras de reprovação do Criador para a humanidade que Ele criou; é nessa obra de conquista que você recebe bênçãos, assim como as calamidades que são devidas ao homem… Isso não é tudo por causa da sua pouquíssima fé? E a sua fé não cresceu depois que você ganhou essas coisas? Você não ganhou um montante formidável?

Extraído de ‘A verdade interna da obra de conquista (1)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Fé e amor máximos são exigidos de nós neste estágio da obra. Podemos tropeçar ao menor descuido, pois este estágio da obra é diferente de todos os anteriores: o que Deus está aperfeiçoando é a fé da humanidade, que é invisível e intangível. O que Deus faz é converter palavras em fé, em amor e vida. As pessoas devem chegar a um ponto em que tenham suportado centenas de refinamentos e tenham fé maior que a de Jó. Elas devem suportar um sofrimento incrível e todos os tipos de tortura sem jamais abandonar a Deus. Quando são obedientes até a morte e têm grande fé em Deus, então este estágio da obra de Deus está completo.

Extraído de ‘A senda… (8)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Enquanto passam por provações, é normal que as pessoas estejam fracas ou tenham negatividade dentro delas, que lhes falte clareza quanto à vontade de Deus ou quanto à senda para a prática. Mas, em todo caso, você deve ter fé na obra de Deus e não negar Deus, assim como Jó. Embora Jó fosse fraco e amaldiçoasse o dia em que nasceu, ele não negou que todas as coisas da vida humana foram concedidas por Jeová, nem que Jeová também é Aquele que tira todas elas. Não importa quanto fosse testado, ele manteve essa fé. Na sua experiência, não importa que tipo de refinamento você passe por meio das palavras de Deus, o que Ele exige da humanidade, em resumo, é sua fé e seu amor por Ele. O que Ele aperfeiçoa ao operar assim é a fé, o amor e as aspirações das pessoas. Deus faz a obra da perfeição nas pessoas, e elas não podem vê-la, não podem senti-la; em tais circunstâncias, sua fé é exigida. A fé das pessoas é exigida quando algo não pode ser visto a olho nu, e sua fé é exigida quando você não consegue abrir mão de suas próprias noções. Quando você não tem clareza a respeito da obra de Deus, o que é exigido de você é ter fé e assumir uma posição firme e dar testemunho. Quando Jó chegou a esse ponto, Deus lhe apareceu e falou com ele. Quer dizer, é somente de dentro de sua fé que você será capaz de ver Deus e, quando você tiver fé, Deus o aperfeiçoará. Sem fé, Ele não pode fazer isso. Deus lhe concederá o que for que você espera ganhar. Se você não tem fé, não pode ser aperfeiçoado e será incapaz de ver as ações de Deus e menos ainda Sua onipotência. Quando você tem fé de que verá Suas ações em sua experiência prática, então Deus aparecerá a você e o iluminará e guiará a partir de seu interior. Sem essa fé, Deus será incapaz de fazer isso. Se você perdeu a esperança em Deus, como será capaz de experimentar Sua obra? Portanto, somente quando você tiver fé e não abrigar dúvidas a respeito de Deus, somente quando você tiver verdadeira fé Nele, não importa o que Ele faça, Deus o esclarecerá e iluminará por meio de suas experiências, e somente então você será capaz de ver Suas ações. Todas essas coisas são alcançadas através da fé. A fé vem somente por meio do refinamento e na ausência de refinamento, a fé não pode se desenvolver. A que se refere esta palavra, “fé”? A fé é a crença genuína e o coração sincero que os humanos deveriam possuir quando não podem ver nem tocar algo, quando a obra de Deus não está alinhada com as noções humanas, quando está além do alcance humano. Essa é a fé da qual Eu falo. As pessoas necessitam de fé durante períodos de dificuldade e refinamento, e a fé é algo que é seguido pelo refinamento; refinamento e fé não podem ser separados. Não importa como Deus opera e independentemente do tipo de ambiente em que você está, você é capaz de buscar a vida e de buscar a verdade, de buscar o conhecimento da obra de Deus e de ter um entendimento das Suas ações, e você é capaz de agir de acordo com a verdade. Fazer isso é o que é ter fé verdadeira, e fazer isso demonstra que você não perdeu a fé em Deus. Você só pode ter a fé verdadeira em Deus se for capaz de persistir em buscar a verdade por meio do refinamento, se você for capaz de verdadeiramente amar a Deus e não desenvolver dúvidas sobre Ele, se, não importa o que Ele faça, você ainda praticar a verdade para satisfazê-Lo, e se for capaz de buscar nas profundezas Sua vontade e de estar atento à Sua vontade. No passado, quando Deus disse que você reinaria como um rei, você O amou; quando Ele Se mostrou abertamente a você, você O buscou. Mas agora Deus está escondido, você não consegue vê-Lo, e os problemas vieram sobre você — então agora você perde a esperança em Deus? Assim, o tempo todo você deve buscar a vida e buscar satisfazer a vontade de Deus. Isso é chamado de fé genuína e isso é o tipo mais verdadeiro e belo de amor.

Extraído de ‘Aqueles que hão de ser aperfeiçoados devem passar pelo refinamento’ em “A Palavra manifesta em carne”

No passado, as pessoas todas vinham diante de Deus para tomar suas resoluções e diziam: “Mesmo que ninguém mais ame Deus; eu devo amá-Lo”. Mas agora, o refinamento vem sobre você e, já que isso não se alinha com suas noções, você perde a fé em Deus. Isso é amor genuíno? Você leu muitas vezes os feitos de Jó — você se esqueceu deles? O verdadeiro amor só pode tomar forma de dentro da fé. Você desenvolve o verdadeiro amor por Deus através dos refinamentos a que se submete, e é por meio de sua fé que você é capaz de estar atento à vontade de Deus em suas experiências práticas, e também é por meio da fé que você abandona a própria carne e busca a vida; isso é o que as pessoas deveriam fazer. Se fizer isso, então você será capaz de ver as ações de Deus, mas, se lhe faltar fé, então você será incapaz de ver as ações de Deus ou de experimentar Sua obra. Se você quer ser usado e aperfeiçoado por Deus, então você deve possuir tudo: a disposição para sofrer, fé, perseverança, obediência e a capacidade de experimentar a obra de Deus, compreender Sua vontade e estar atento à Sua tristeza, e assim por diante. Aperfeiçoar uma pessoa não é fácil, e cada um dos refinamentos que você experimenta requer sua fé e seu amor. Se você quer ser aperfeiçoado por Deus, não basta simplesmente correr adiante na senda, nem é suficiente meramente se despender por Deus. Você deve possuir muitas coisas para ser capaz de se tornar alguém aperfeiçoado por Deus. Quando encarar sofrimentos, você deve ser capaz de deixar de lado qualquer preocupação com a carne e de não fazer reclamações contra Deus. Quando Deus Se esconde de você, você deve ser capaz de ter a fé para segui-Lo e de manter seu antigo amor sem permitir que fraqueje ou se dissipe. Não importa o que Deus faça, você deve se submeter ao Seu desígnio e estar preparado para amaldiçoar a própria carne em vez de fazer reclamações contra Ele. Quando encarar provações, você deve satisfazer a Deus, embora você possa chorar amargamente ou se sentir relutante em se separar de algum objeto amado. Somente isso é amor e fé verdadeiros. Não importa qual seja sua real estatura, você deve primeiro possuir tanto a disposição para sofrer dificuldades como a verdadeira fé, e também deve ter a disposição para abandonar a carne. Você deve estar disposto a suportar dificuldades pessoais e a sofrer perdas em seus interesses pessoais a fim de satisfazer a vontade de Deus. Você também deve ser capaz de sentir remorso de si mesmo no seu coração: no passado você não foi capaz de satisfazer a Deus e, agora, você pode se arrepender. Você não deve estar carente de nenhuma dessas coisas — é por meio dessas coisas que Deus aperfeiçoará você. Se você não pode satisfazer esses critérios, então você não pode ser aperfeiçoado.

Extraído de ‘Aqueles que hão de ser aperfeiçoados devem passar pelo refinamento’ em “A Palavra manifesta em carne”

Jó nunca tinha visto Deus, mas ele foi capaz de permanecer fiel à sua fé, que nenhuma outra pessoa foi capaz de fazer. Por que outras pessoas não puderam fazer isso? Porque Deus não falou com Jó nem apareceu a ele, e se ele não tivesse realmente crido, ele não poderia ter continuado nem poderia ter se apegado ao caminho de temer a Deus e evitar o mal. Não é verdade? Como você se sente quando lê Jó dizendo essas palavras? Você acha que a perfeição e retidão de Jó e sua justiça diante de Deus são verdadeiras e não um exagero da parte de Deus? Embora Deus tenha tratado Jó da mesma forma que às outras pessoas e não aparecesse nem falasse com ele, Jó ainda mantinha firme sua integridade, ainda acreditava na soberania de Deus e, além disso, frequentemente oferecia holocaustos e orava diante de Deus como um resultado de seu temor de ofender a Deus. Na capacidade de Jó de temer a Deus sem ter visto a Deus, vemos o quanto ele amava coisas positivas e quão firme e real era sua fé. Ele não negou a existência de Deus porque Deus estava escondido dele, nem perdeu sua fé e abandonou a Deus porque nunca O havia visto. Em vez disso, em meio à obra oculta de Deus de governar todas as coisas, ele percebeu a existência de Deus e sentiu a soberania e o poder de Deus. Ele não desistiu de ser justo porque Deus estava oculto, nem abandonou o caminho de temer a Deus e se desviar do mal porque Deus nunca lhe aparecera. Jó nunca pedira que Deus lhe aparecesse abertamente para provar Sua existência, pois já havia contemplado a soberania de Deus entre todas as coisas e acreditava ter ganhado as bênçãos e graças que os outros não haviam ganhado. Embora Deus permanecesse oculto para ele, a fé de Jó em Deus nunca foi abalada. Assim, ele colheu o que ninguém mais tinha: a aprovação de Deus e a bênção de Deus.

Extraído de ‘A obra de Deus, o caráter de Deus e o Próprio Deus II’ em “A Palavra manifesta em carne”

Deus Todo-Poderoso, o Cabeça de todas as coisas, exerce Seu poder real do Seu trono. Ele governa o universo e todas as coisas, e Ele está no ato de nos guiar por toda a terra. A cada momento, devemos estar próximos Dele e comparecer diante Dele em silêncio, sem jamais perder um único momento e com lições a aprender a cada momento. Tudo, desde o ambiente à nossa volta até às pessoas, assuntos e coisas, existem todos pela permissão do Seu trono. De forma alguma, permita que queixas surjam em seu coração, caso contrário Deus não lhe concederá a Sua graça. Quando ocorre uma doença, isso se deve ao amor de Deus, e certamente Suas bondosas intenções estão abrigadas nela. Embora seu corpo possa passar por um pouco de sofrimento, não se entregue a nenhuma ideia de Satanás. Louve a Deus em meio à enfermidade e desfrute de Deus em meio ao seu louvor. Não desanime diante da enfermidade, continue buscando de novo e de novo e nunca desista, e Deus iluminará você com Sua luz. Como era a fé de Jó? Deus Todo-Poderoso é um médico onipotente! Permanecer em enfermidade é estar doente, mas permanecer no espírito é estar bem. Enquanto você ainda tiver um sopro de vida, Deus não o deixará morrer.

Temos dentro de nós a vida ressurreta de Cristo. Inegavelmente, carecemos de fé na presença de Deus: que Deus ponha a verdadeira fé dentro de nós. Doce é, de fato, a palavra de Deus! A palavra de Deus é um remédio poderoso! Ele envergonha os demônios e Satanás! Compreender a palavra de Deus nos dá apoio. Sua palavra age rapidamente para salvar nosso coração! Ela dissipa todas as coisas e faz com que tudo fique em paz. A fé é como uma ponte de um tronco só: aqueles que se agarram abjetamente à vida terão dificuldade para cruzá-la, mas aqueles que estão prontos para se sacrificar podem atravessá-la de pé firme e sem preocupação. Se o homem abriga pensamentos tímidos e temerosos, isso é porque Satanás o enganou, temendo que cruzemos a ponte da fé para entrar em Deus. Satanás está tentando de todas as maneiras possíveis enviar-nos seus pensamentos. A cada momento, devemos orar para que Deus nos ilumine com a Sua luz, a cada momento, devemos confiar em Deus para expurgar o veneno de Satanás de dentro de nós, praticar dentro de nosso espírito a cada momento para aproximar-nos de Deus e deixar Deus ter o domínio sobre todo o nosso ser.

de ‘Capítulo 6’ das Declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”

O que se manifesta naqueles com fé verdadeira em Deus? Eles acreditam em Suas palavras e são capazes de viver a realidade de Suas palavras em sua vida. Acreditam na existência e na soberania de Deus, e não só acreditam nessas coisas como também são capazes de obedecer a essa lei em seu dia a dia, e buscar, obedecer e aguardar a soberania e as orquestrações de Deus constantemente. Eles não vão em frente e fazem as coisas do seu jeito, não estão determinados a conseguir o que eles mesmos querem e não questionam a existência e a soberania de Deus nem se queixam e interpretam Deus errado assim que seus desejos não são cumpridos por Deus. Quando as verdades ou as palavras de Deus em que você acredita e reconhece se tornam sua realidade e guiam seus pensamentos, suas ideias, sua vida e a direção de toda a senda de sua vida, então você se torna capaz de fé verdadeira em Deus. Somente quando você possuir fé verdadeira, nascida de crença e obediência verdadeira, sua fé será fé verdadeira em Deus! É assim que as pessoas adquirem fé verdadeira.

Extraído de ‘Só sendo verdadeiramente obediente pode-se ter fé verdadeira’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

As pessoas que experimentaram e se submeteram às palavras de Deus apreciam aquilo a que cada uma delas se refere, como Deus opera nas pessoas e como Suas palavras são cumpridas e se tornam realidade. Essas pessoas passaram a apreciar os detalhes de tais coisas pela experiência prática. Elas sabem como Deus governa o homem e o guia; sabem até coisas detalhadas, como o modo com que Deus disciplina as pessoas em uma dada questão; como, na vida real, Deus provê o que elas deveriam entender a cada dia; e como Ele as guia, em todas as coisas, para experimentar Suas palavras e obter entendimento da verdade e conhecimento de Deus. Elas podem falar desses processos detalhados. Não têm doutrina elevada nem palavras bonitas, mas tudo que dizem é real e está de acordo com a verdade. Ou seja, as palavras que elas falam são aprendidas com a experiência, vivenciadas na realidade e na vida, e tudo que dizem é real, prático e tem base; não é baseado em imaginações vazias. Quando se pergunta a essas pessoas precisamente onde está ou quem é Deus, embora talvez não sejam capazes de lhe dar uma descrição particularmente detalhada, elas usarão a linguagem da experiência para lhe dizer por que Deus é a verdade e por que Deus é o caminho. Elas usarão fatos e suas experiências pessoais para lhe dizer qual é a essência de Deus e onde Ele está, e usarão sua experiência prática para dar testemunho das ações de Deus; para testificar que Deus é a verdade, o caminho e a vida; e para testificar como Deus governa o destino do homem e como guia as pessoas em sua vida diária, conduzindo-as para passar com segurança por dificuldades em todas as questões. Isso não é bastante autêntico? Essas pessoas não têm fé em Deus? Sobre qual fundamento sua fé é construída? Elas viram com seus olhos, ouviram com seus ouvidos, encontraram com suas pessoas e experimentaram com seus corpos o que é ser movido por Deus e Sua orientação, e mesmo Sua reprovação e disciplina. Da mesma forma, também experimentaram a soberania e a orquestração de Deus. Experimentaram como Deus usa Suas palavras para encorajar, exortar, confortar e guiar as pessoas quando estão fracas. Experimentaram como Deus disciplina as pessoas e como as julga e castiga quando são rebeldes contra Ele, e quais de Suas palavras elas ouviram e quais experimentaram. Também vivenciaram como, quando recai uma questão sobre uma pessoa, que fica perplexa e perdida, sem saber o que fazer, ela vai diante de Deus para orar e buscar, e que tipo de iluminação Ele lhes dá, e que tipo de orientação e apoio, para levá-las a uma compreensão dos princípios da prática em tal questão. Essas não são as coisas mais preciosas que as pessoas ganham ao experimentar a obra de Deus? Com essas coisas, você terá verdadeira fé em Deus e, com verdadeira fé, vai realmente acreditar Nele.

Extraído da comunhão de Deus

No momento, vocês estão muito entusiasmados quanto a realizar seu dever, mas o entusiasmo significa necessariamente que vocês têm fé? A fé verdadeira é um de seus componentes? Há estados nisso que são impulsivos, uma acesso fugaz de entusiasmo? O que um coração de fé mais teme? O que ele mais teme é o advento da realidade; o que ele mais teme é o refinamento. Então, que tipo de refinamento pode demonstrar que a pessoa tem fé verdadeira? O que você deve possuir que pode mostrar a Deus a sua fé verdadeira e capacitá-lo a confiar nessa fé para viver perante Deus, obedecer-Lhe e segui-Lo? O que você deve possuir para ser capaz de se submeter às orquestrações de Deus, de tal modo que elas não sejam dificuldades para você, não importa o que Ele faça e não importa que tipo de dificuldades, tribulações ou aflições lhe sobrevenham — mesmo aquelas que dizem respeito a seu destino e perspectivas — e para provar que você possui fé verdadeira? Isto é, quando Deus o testa, quando o coloca em um ambiente, quando o prova e refina, quando toma coisas de você, e quando o que Ele faz contraria as suas noções, quais são as coisas que você pode viver e possuir para provar que sua fé é verdadeira e que você possui fé verdadeira? No mínimo, você deve entender que todos os assuntos e coisas e o destino do homem são controlados por Deus, com Sua mão, que em tudo isso estão Suas orquestrações e seus arranjos, e que não cabe ao homem decidir nem cabe a ele calcular ou planejar. Entenda essas coisas antes de mais nada. Esse é um aspecto da manifestação da fé verdadeira em uma pessoa. Que outras coisas e verdades você deve possuir para provar que tem fé verdadeira? (Ter visto a mão de Deus ao passar por provações e refinamento; ter visto que tudo o que Deus faz é bom e é tudo com o propósito de nos mudar e purificar. Isso tudo é salvação.) Essa é uma parte. No que diz respeito às pessoas, tudo o que Deus faz é para purificá-las e salvá-las, e isso tudo contém verdade e as beneficia. Então, você já experimentou essas coisas? No momento, você simplesmente sabe sobre elas, ou você já experimentou parte delas? A medida de sua experiência é a medida da fé que você possui. A porção de julgamento, castigo, provas e refinamento que você experimentou gera uma porção correspondente de fé em você. A fé vem da experiência. Ela é alcançada por meio do entendimento da verdade e surge de conhecer a Deus; ela não vem de estudar teologia. Se o que sai da sua boca é o que você ouviu de outras pessoas, isso não é necessariamente sua experiência real ou sua fé verdadeira. Você tem que experimentar essas coisas pessoalmente; você mesmo deve ganhá-las, constatando que “Isso é feito por Deus. Tal é a soberania de Deus, e tais são as orquestrações e arranjos de Deus”. Somente isso é sua estatura real e a fonte da sua fé verdadeira. Se suas experiências não atingiram esse nível — se tudo o que você faz é ouvir os outros e achar que as palavras deles estão certas e são a verdade, e você aceita tudo que ouve, apenas acolhe mesmo não tendo visto nem tendo passado por essas coisas — então essa não é sua fé verdadeira. Essa pode bem ser a fé verdadeira de outras pessoas, mas não é a sua. Quão longe vocês foram até o momento? Vocês são capazes de pregar e são capazes de usar essas palavras e corrigir doutrinas para apoiar e ajudar os outros, e prover para eles — mas, ao prover para eles, você já pensou se essas coisas são capazes de prover para você? Quando, um dia, encontrar essas mesmas dificuldades — as mesmas provações que Jó encontrou, por exemplo —, você será capaz de escolher o caminho de temer a Deus e evitar o mal, como Jó fez? (Nós não o faríamos.) No momento, vocês são incapazes, e isso é um problema. Apenas crer em Deus sem experimentar Sua obra não basta; não pode gerar fé verdadeira.

Extraído de ‘O que se deve possuir para alcançar fé verdadeira’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Se não têm confiança alguma, não é fácil para as pessoas continuar seguindo essa senda. Todas agora podem ver que a obra de Deus não se conforma nem um pouco com as noções das pessoas. Deus fez tanta obra e falou tantas palavras que estão completamente desalinhadas das noções humanas. Assim, as pessoas precisam ter a confiança e a força de vontade para serem capazes de manter o que já viram e que já ganharam com suas experiências. Não importa o que Deus faça nas pessoas, elas precisam conservar o que elas mesmas possuem, ser sinceras diante de Deus e permanecer devotadas a Ele até o fim. Esse é o dever da humanidade. As pessoas precisam conservar aquilo que deveriam fazer. A crença em Deus exige obediência a Ele e experiência de Sua obra. Deus já fez tanta obra — pode-se dizer que para as pessoas é tudo aperfeiçoamento, refinamento e, mais ainda, castigo. Não houve uma única etapa sequer da obra de Deus que estivesse alinhada às noções humanas; o que as pessoas têm desfrutado são as palavras austeras de Deus. Quando Deus vem, as pessoas deveriam desfrutar Sua majestade e Sua ira. No entanto, não importa quão austeras Suas palavras possam ser, Ele vem para salvar e aperfeiçoar a humanidade. Como criaturas, as pessoas deveriam cumprir os deveres que devem cumprir e ser testemunhas de Deus em meio ao refinamento. Em cada provação elas deveriam conservar o testemunho que deveriam dar e fazer isso tão retumbantemente pela causa de Deus. Uma pessoa que faz isso é uma vencedora. Não importa como Deus o refina, você permanece cheio de confiança e nunca perde a confiança Nele. Você faz o que o homem deveria fazer. É isso que Deus exige do homem, e o coração do homem deveria ser capaz de retornar completamente para Ele e voltar-se para Ele em todo momento passado. Esse é um vencedor. Aqueles a quem Deus Se refere como “vencedores” são os que ainda são capazes de ser testemunha e manter sua confiança e devoção a Deus quando estiverem sob a influência de Satanás e enquanto estiverem sendo sitiados por Satanás, isto é, quando se encontrarem em meio às forças das trevas. Se você ainda for capaz de guardar um coração puro perante Deus e manter o seu amor genuíno a Deus, não importa o quê, então você está sendo testemunha diante de Deus, é isso a que Deus Se refere como sendo um “vencedor”.

Extraído de ‘Você deveria manter sua devoção a Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Anterior: 34. Os princípios para livrar-se da influência de Satanás

Próximo: 36. Os princípios para seguir a Cristo

Durante desastres, além de rezar, a coisa mais crítica para nós é encontrar a maneira de sermos protegidos. Junte-se ao nosso grupo de estudo gratuitamente.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro