32. Os princípios para superar as tentações de Satanás

(1) Quando alguém é tentado por Satanás, ele deve orar rapidamente e buscar a verdade. Não responda nem faça uma escolha com pressa, para não cair em tentação;

(2) Deve-se ler muitas das palavras de Deus regularmente, compreender e dominar os meios e princípios pelos quais as tentações de Satanás são superadas. Fazer isso é de enorme benefício para superar as tentações de Satanás;

(3) É necessário ver claramente que o que está por trás da guerra no reino espiritual é a aposta de Satanás com Deus em fazer acusações contra Seu povo escolhido. Somente dando testemunho é que alguém se depara com a aprovação de Deus;

(4) É necessário ter fé inabalável de que a palavra de Deus é a verdade e que as palavras diabólicas de Satanás permanecem falácias para sempre. Só assim se pode contra-atacar Satanás com a verdade e humilhá-lo.

Palavras de Deus relevantes:

A construção do reino visa diretamente ao reino espiritual. Isto é, o estado de batalha do reino espiritual é elucidado diretamente dentre todo o Meu povo, e isso basta para mostrar que, não só dentro da igreja, mas também e ainda mais na Era do Reino, cada pessoa está constantemente em guerra. A despeito de seu corpo físico, o reino espiritual é revelado diretamente, e elas entram em contato com a vida do reino espiritual. Assim, quando vocês começam a ser fiéis, vocês devem se preparar de forma adequada para a próxima parte da Minha obra. Vocês devem dedicar todo o seu coração; só então podem satisfazer o Meu coração. Não Me importo com o que aconteceu anteriormente na igreja; hoje, ele está no reino. Em Meu plano, Satanás tem perseguido cada passo o tempo todo e, como o contraste da Minha sabedoria, sempre tem tentado encontrar maneiras e meios de interromper o Meu plano original. Mas Eu poderia sucumbir a seus esquemas ardilosos? Tudo no céu e na terra Me serve; os esquemas ardilosos de Satanás poderiam ser diferentes? Isso é precisamente onde a Minha sabedoria entrecorta; é precisamente o que há de magnífico em Meus feitos e é o princípio de operação de todo o Meu plano de gerenciamento. Durante a era da construção do reino, ainda não evito os esquemas ardilosos de Satanás, mas continuo a fazer a obra que devo. Dentre o universo e todas as coisas, escolhi os feitos de Satanás como o Meu contraste. Essa não é uma manifestação da Minha sabedoria? Não é exatamente o que há de maravilhoso na Minha obra?

Extraído de ‘Capítulo 8’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

Tudo o que Deus faz é necessário, e possui um significado extraordinário, pois tudo o que Ele faz no homem diz respeito ao Seu gerenciamento e a salvação da humanidade. Naturalmente, a obra que Deus fez em Jó não é diferente, apesar de Jó ser perfeito e reto aos olhos de Deus. Em outras palavras, independentemente do que Deus faz ou dos meios pelos quais Ele o faz, independentemente do custo, independentemente do Seu objetivo, o propósito de Suas ações não muda. Seu propósito é operar as palavras de Deus no homem, como também os requisitos e a vontade de Deus para o homem; em outras palavras, é operar no homem tudo o que Deus acredita ser positivo de acordo com Seus passos, capacitando o homem a entender o coração de Deus e compreender a essência de Deus, permitindo ao homem obedecer à soberania e aos arranjos de Deus, permitindo assim que o homem alcance o temor de Deus e evite o mal — tudo isso é um aspecto do propósito de Deus em tudo que Ele faz. O outro aspecto é que, porque Satanás é o contraste e objeto de serviço na obra de Deus, o homem é frequentemente entregue a Satanás; esse é o meio que Deus usa para permitir que as pessoas vejam nas tentações e nos ataques de Satanás a maldade, a fealdade e o desprezo de Satanás, fazendo com que as pessoas odeiem Satanás e sejam capazes de conhecer e reconhecer o que é negativo. Esse processo permite que elas gradualmente se libertem do controle de Satanás e das acusações, interferência e ataques — até que, graças às palavras de Deus, seu conhecimento e obediência a Deus, e sua fé em Deus e temor Dele triunfem sobre os ataques e as acusações de Satanás; somente então elas serão completamente libertas do império de Satanás. A libertação das pessoas significa que Satanás foi derrotado, significa que elas não são mais o alimento na boca de Satanás — em vez de engoli-las, Satanás renunciou a elas. Isso ocorre porque tais pessoas são retas, porque elas têm fé, obediência e temor a Deus, e porque elas rompem completamente com Satanás. Elas envergonham a Satanás, fazem de Satanás um covarde e derrotam completamente a Satanás. A convicção delas em seguir a Deus e obediência e temor a Deus derrotam Satanás e fazem com que Satanás desista completamente delas. Somente pessoas como essas foram verdadeiramente ganhas por Deus, e esse é o objetivo final de Deus ao salvar o homem. Se desejam ser salvos, e desejam ser completamente ganhos por Deus, então todos aqueles que seguem a Deus devem enfrentar tentações e ataques tanto grandes como pequenos da parte de Satanás. Aqueles que emergem dessas tentações e ataques são capazes de derrotar completamente Satanás são aqueles que foram salvos por Deus. Isso significa que aqueles que foram salvos para Deus são aqueles que passaram pelas provações de Deus e que foram tentados e atacados por Satanás por um número incontável de vezes. Aqueles que foram salvos para Deus entendem a vontade e os requisitos de Deus, e são capazes de concordar com a soberania e os arranjos de Deus, e não abandonam o caminho de temer a Deus e evitar o mal em meio às tentações de Satanás. Aqueles que são salvos para Deus possuem honestidade, são bondosos, diferenciam entre amor e ódio, têm senso de justiça e são racionais, e são capazes de se preocupar com Deus e valorizar tudo o que é de Deus. Tais pessoas não são amarradas, espiadas, acusadas ou abusadas por Satanás; elas estão completamente livres, elas foram completamente liberadas e libertadas. Jó era tal homem de liberdade, e esse é exatamente o significado de por que Deus o entregou a Satanás.

Extraído de ‘A obra de Deus, o caráter de Deus e o Próprio Deus II’ em “A Palavra manifesta em carne”

Quando as pessoas ainda precisam ser salvas, suas vidas são frequentemente perturbadas e até mesmo controladas por Satanás. Em outras palavras, pessoas que não foram salvas são prisioneiras de Satanás, elas não têm liberdade, elas não foram renunciadas por Satanás, elas não estão qualificadas ou têm o direito de adorar a Deus, e elas são perseguidas de perto e violentamente atacadas por Satanás. Essas pessoas não têm felicidade de que falar, não têm direito a uma existência normal de que falar e, além disso, não têm dignidade de que falar. Somente se você se levantar e lutar contra Satanás, usando sua fé em Deus e obediência e temor a Deus como armas para lutar uma batalha de vida ou morte com Satanás, de modo que você derrote completamente a Satanás e o faça se retirar e virar um covarde sempre que o vir, de modo que ele abandone completamente seus ataques e acusações contra você — somente então você será salvo e liberto. Se você está determinado a romper totalmente com Satanás, mas não está equipado com as armas que o ajudarão a derrotar Satanás, então você ainda estará em perigo; conforme o tempo passa, quando você tiver sido tão torturado por Satanás que não haja uma gota de força em você, no entanto, você ainda não for capaz de dar testemunho, ainda não se libertou completamente das acusações e ataques de Satanás contra você, então você terá pouca esperança de salvação. No final, quando a conclusão da obra de Deus for proclamada, você ainda estará nas garras de Satanás, incapaz de se libertar, e assim você nunca terá uma chance ou esperança. A implicação, então, é que tais pessoas estarão completamente no cativeiro de Satanás.

Extraído de ‘A obra de Deus, o caráter de Deus e o Próprio Deus II’ em “A Palavra manifesta em carne”

Quando Jó primeiro se submeteu a suas provações, ele foi destituído de todas as suas propriedades e de todos os seus filhos, mas ele não caiu ou disse qualquer coisa que fosse um pecado contra Deus como resultado. Ele tinha superado as tentações de Satanás, ele tinha superado seus bens materiais, seus descendentes e a provação de perder todas as suas posses terrenas, o que significa que ele foi capaz de obedecer a Deus quando Ele tirou coisas dele e ele também foi capaz de oferecer graças e louvor a Deus por causa daquilo que Deus fez. Essa foi a conduta de Jó durante a primeira tentação de Satanás, e esse também foi o testemunho de Jó durante a primeira provação de Deus. Na segunda provação, Satanás estendeu a mão para afligir Jó e, embora Jó sentisse uma dor maior do que jamais sentira antes, ainda assim seu testemunho foi suficiente para deixar as pessoas espantadas. Ele usou sua fortaleza, convicção e obediência a Deus, bem como seu temor a Deus, para mais uma vez derrotar Satanás, e sua conduta e seu testemunho foram mais uma vez aprovados e favorecidos por Deus. Durante essa tentação, Jó usou sua conduta real para proclamar a Satanás que a dor da carne não poderia alterar sua fé e obediência a Deus ou tirar sua devoção a Deus e o temor de Deus; ele não renunciaria a Deus nem renunciaria à sua própria perfeição e retidão porque enfrentava a morte. A determinação de Jó fez de Satanás um covarde, sua fé deixou Satanás tímido e trêmulo, a intensidade com que ele lutou contra Satanás durante sua batalha de vida e morte gerou em Satanás um profundo ódio e ressentimento; sua perfeição e retidão deixaram Satanás com nada mais a fazer contra ele, tal que Satanás abandonou seus ataques contra ele e desistiu de suas acusações contra Jó que ele tinha apresentado a Deus Jeová. Isso significava que Jó havia vencido o mundo, vencido a carne, vencido a Satanás e vencido a morte; ele era completa e totalmente um homem que pertencia a Deus. Durante essas duas provações, Jó permaneceu firme em seu testemunho, realmente viveu sua perfeição e retidão e ampliou o escopo de seus princípios vivos de temer a Deus e se desviar do mal. Tendo passado por essas duas provações, nasceu em Jó uma experiência mais rica, e essa experiência o tornou mais maduro e experiente, fortaleceu-o e deu-lhe maior convicção, tornando-o mais confiante na retidão e dignidade da integridade que ele manteve firme. As provações de Jó por Deus Jeová lhe deram uma profunda compreensão e um senso da preocupação de Deus peloo homem e permitiram que ele sentisse a preciosidade do amor de Deus, a partir desse ponto a consideração e amor a Deus foram acrescentados ao seu temor a Deus. As provações de Deus Jeová não apenas não afastaram Jó Dele, mas também aproximaram seu coração de Deus. Quando a dor carnal suportada por Jó atingiu seu apogeu, a preocupação que ele sentia de Deus Jeová não lhe deu escolha senão amaldiçoar o dia de seu nascimento. Tal conduta não foi planejada por muito tempo, mas uma revelação natural da consideração e amor a Deus de dentro de seu coração, foi uma revelação natural que veio de sua consideração e amor a Deus. Isto é, porque ele abominava a si mesmo e ele não estava disposto a, nem podia suportar, atormentar a Deus, assim, sua consideração e amor alcançaram o ponto de abnegação. Nesse momento, Jó elevou sua adoração e anseio por Deus de longa data e devoção a Deus ao nível de consideração e amor. Ao mesmo tempo, ele também elevou sua fé e obediência a Deus e o temor de Deus ao nível de consideração e amor. Ele não se permitia fazer nada que pudesse causar dano a Deus, ele não se permitia qualquer conduta que ferisse a Deus, e não se permitia trazer qualquer tristeza, dor ou até infelicidade a Deus por suas próprias razões. Aos olhos de Deus, embora Jó ainda fosse o mesmo Jó de antes, a fé, a obediência e o temor de Jó a Deus tinham trazido a Deus satisfação e desfrute completos. Nesse momento, Jó havia atingido a perfeição que Deus esperava que ele atingisse; ele havia se tornado alguém verdadeiramente digno de ser chamado de “perfeito e reto” aos olhos de Deus. Seus atos justos lhe permitiram vencer Satanás e permanecer firme em seu testemunho a Deus. Assim, também, seus atos justos o tornaram perfeito, permitiram que o valor de sua vida fosse elevado e transcendesse mais do que nunca, e também fizeram dele a primeira pessoa a não ser mais atacada e tentada por Satanás. Porque Jó era justo, ele foi acusado e tentado por Satanás; porque Jó era justo, foi entregue a Satanás; e porque Jó era justo, ele venceu e derrotou Satanás, e permaneceu firme em seu testemunho. Doravante, Jó tornou-se o primeiro homem que nunca mais seria entregue a Satanás, ele verdadeiramente veio perante o trono de Deus e viveu na luz, sob as bênçãos de Deus, sem a espionagem ou a ruína de Satanás… Ele havia se tornado um homem verdadeiro aos olhos de Deus; ele havia sido libertado…

Extraído de ‘A obra de Deus, o caráter de Deus e o Próprio Deus II’ em “A Palavra manifesta em carne”

Jó havia sofrido as devastações de Satanás, mas ainda assim ele não abandonou o nome de Deus Jeová. Sua esposa foi a primeira a sair e desempenhar o papel de Satanás que pode ser visto por atacar Jó. O texto original descreve-o assim: “Então sua mulher lhe disse: Ainda reténs a tua integridade? Blasfema de Deus, e morre” (Jó 2:9). Essas foram as palavras ditas por Satanás disfarçado de homem. Elas eram um ataque e uma acusação, bem como sedução, uma tentação e difamação. Tendo falhado em atacar a carne de Jó, Satanás atacou diretamente a integridade de Jó, desejando usar isso para fazer Jó desistir de sua integridade, renunciar a Deus e não continuar vivendo. Assim também Satanás desejou usar tais palavras para tentar Jó: se Jó abandonasse o nome de Jeová, então ele não precisaria suportar tal tormento; ele poderia libertar-se do tormento da carne. Diante do conselho de sua esposa, Jó a repreendeu dizendo: “Como fala qualquer doida, assim falas tu; receberemos de Deus o bem, e não receberemos o mal?” (Jó 2:10). Jó conhecia essas palavras há muito tempo, mas naquele momento a verdade do conhecimento de Jó sobre elas era provada.

Quando sua esposa o aconselhou a amaldiçoar a Deus e a morrer, seu significado era: “Seu Deus o trata assim, então porque não amaldiçoá-Lo? O que você está fazendo ainda vivo? Seu Deus é tão injusto com você, mas ainda assim você diz ‘bendito seja o nome de Jeová’. Como Ele pôde trazer desastre sobre você quando você bendiz o nome Dele? Apresse-se, abandone o nome de Deus e não O siga mais. Então seus problemas acabarão”. Nesse momento, foi produzido o testemunho que Deus desejava ver em Jó. Nenhuma pessoa comum pôde dar tal testemunho, nem o lemos em nenhuma das histórias da Bíblia — mas Deus já tinha visto isso muito antes de Jó falar essas palavras. Deus simplesmente desejou usar essa oportunidade para permitir que Jó provasse a todos que Deus estava certo. Confrontado com o conselho de sua esposa, Jó não apenas não desistiu de sua integridade, nem renunciou a Deus, mas também disse a sua esposa: “Receberemos de Deus o bem, e não receberemos o mal?” Essas palavras têm grande peso? Aqui, há apenas um fato capaz de provar o peso dessas palavras. O peso dessas palavras é que elas são aprovadas por Deus em Seu coração, são o que foi desejado por Deus, elas são o que Deus queria ouvir e elas são o resultado que Deus ansiava ver; essas palavras também são o âmago do testemunho de Jó. Nisso, o temor a Deus, a perfeição, a retidão de Jó e seu desviar-se do mal foram provados. A preciosidade de Jó estava em como, quando ele foi tentado, e mesmo quando todo o seu corpo estava coberto de tumores malignos, quando ele suportou o maior tormento, e quando sua esposa e parentes o aconselharam, ele ainda proferiu tais palavras. Para dizer de outra maneira, em seu coração ele acreditava que, não importando as tentações, ou por mais dolorosos que as tribulações ou tormentos fossem, mesmo que a morte viesse sobre ele, ele não renunciaria a Deus ou desprezaria o caminho de temer a Deus e evitar mal. Você vê, então, que Deus ocupou o lugar mais importante em seu coração, e que havia apenas Deus em seu coração. É por isso que lemos tais descrições dele nas Escrituras como: Em tudo isso não pecou Jó com os seus lábios. Ele não apenas não pecou com seus lábios, mas em seu coração não se queixou de Deus. Ele não disse palavras ofensivas sobre Deus, nem pecou contra Deus. Não somente sua boca bendisse o nome de Deus, mas também bendisse em seu coração o nome de Deus; sua boca e coração eram como um só. Esse foi o verdadeiro Jó visto por Deus, e essa foi a razão pela qual Deus apreciou Jó.

Extraído de ‘A obra de Deus, o caráter de Deus e o Próprio Deus II’ em “A Palavra manifesta em carne”

A fé, a obediência e o testemunho de Jó para vencer Satanás têm sido uma fonte de grande ajuda e encorajamento para as pessoas. Em Jó, elas veem a esperança de sua própria salvação e veem que, pela fé, obediência e temor a Deus, é inteiramente possível derrotar Satanás e prevalecer sobre Satanás. Elas veem que, desde que concordem com a soberania e arranjos de Deus e desde que e possuam a determinação e fé de não abandonar a Deus depois de terem perdido tudo, então elas podem envergonhar e derrotar Satanás, e veem que precisam somente possuir a determinação e perseverança para permanecer firmes em seu testemunho — mesmo que isso signifique perder a vida — para que Satanás seja intimidado e bata rapidamente em retirada. O testemunho de Jó é uma advertência às gerações posteriores, e essa advertência diz-lhes que, se não derrotarem a Satanás, nunca poderão livrar-se das acusações e da interferência de Satanás, nem poderão escapar do abuso e dos ataques de Satanás. O testemunho de Jó esclareceu as gerações posteriores. Esse esclarecimento ensina às pessoas que, somente se elas forem perfeitas e corretas, serão capazes de temer a Deus e se desviar do mal; ensina-lhes que, somente se eles temerem a Deus e se desviarem do mal, elas poderão dar testemunho forte e retumbante de Deus; somente se derem um testemunho forte e retumbante de Deus, nunca poderão ser controlados por Satanás e viver sob a orientação e proteção de Deus — somente então terão sido verdadeiramente salvas. A personalidade de Jó e a busca de sua vida devem ser imitadas por todos que buscam a salvação. Aquilo que ele viveu durante toda sua vida e sua conduta durante suas provações é um tesouro precioso para todos aqueles que buscam o caminho de temer a Deus e evitar o mal.

Extraído de ‘A obra de Deus, o caráter de Deus e o Próprio Deus II’ em “A Palavra manifesta em carne”

Pedro foi fiel a Mim por muitos anos e, mesmo assim, nunca resmungou nem teve qualquer queixa, nem mesmo Jó foi igual a ele, e, ao longo das eras, os santos ficaram todos muito aquém de Pedro. Ele não só buscou Me conhecer, como também chegou a Me conhecer durante um tempo em que Satanás estava executando seus esquemas ardilosos. Isso levou Pedro a Me servir por muitos anos, sempre alinhado com Minha vontade e, por essa razão, ele nunca foi explorado por Satanás. Pedro extraiu lições da fé de Jó, mas também percebeu claramente as deficiências de Jó. Embora fosse de grande fé, ele carecia de conhecimento das questões do reino espiritual e, assim, disse muitas palavras que não correspondiam à realidade; isso mostra que o conhecimento de Jó era superficial e incapaz de aperfeiçoamento. Por isso, Pedro sempre se concentrou em ganhar um sentido do espírito e sempre prestou atenção em observar a dinâmica do reino espiritual. Como resultado, ele não só foi capaz de verificar algo dos Meus desejos, como também teve um módico de conhecimento dos esquemas ardilosos de Satanás. Por causa disso, seu conhecimento de Mim veio a ser maior que o de qualquer outra pessoa ao longo das eras.

A partir da experiência de Pedro, não é difícil ver que, se os humanos desejam Me conhecer, eles devem se concentrar em dar consideração cuidadosa no seu espírito. Eu não peço que você “dedique” certa medida a Mim externamente; essa é uma preocupação secundária. Se você não Me conhecer, então toda fé, todo amor e toda lealdade dos quais você fala são apenas ilusões; são conversa fiada, e você certamente se tornará alguém que se gaba grandemente diante de Mim, mas não conhece a si mesmo. Como tal, mais uma vez você será enredado por Satanás e incapaz de se libertar; você se tornará um filho da perdição e um objeto de destruição. No entanto, se você for frio e negligente com as Minhas palavras, então, sem dúvida, você se oporá a Mim. Isso é fato e você faria bem em olhar pelo portão do reino espiritual para ver os muitos e variados espíritos que foram castigados por Mim. Quais deles, quando confrontados com Minhas palavras, não foram passivos, negligentes e intolerantes? Quais não foram cínicos em relação às Minhas palavras? Qual deles não tentou encontrar erros em Minhas palavras? Qual deles não usou as Minhas palavras como “armas de defesa” para se “proteger”? Eles não usaram o conteúdo das Minhas palavras como maneira para me conhecer, mas simplesmente como brinquedos para se divertir. Eles não resistiram diretamente a Mim ao fazer isso? Quem são as Minhas palavras? Quem é o Meu Espírito? Tenho feito tais perguntas a vocês tantas vezes, mesmo assim, alguma vez vocês tiveram percepções mais elevadas e claras sobre elas? Alguma vez vocês realmente as experimentaram? Lembro vocês mais uma vez: se não conhecerem as Minhas palavras, nem as aceitarem, nem as colocarem em prática, então vocês inevitavelmente se tornarão objetos do Meu castigo! Vocês certamente se tornarão vítimas de Satanás!

Extraído de ‘Capítulo 8’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

Quando Deus disse: “o estado de batalha do reino espiritual é elucidado diretamente dentre todo o Meu povo”, Ele quis dizer que, quando as pessoas embarcam na trilha certa e começam a conhecer a Deus, não só cada pessoa é tentada internamente por Satanás, mas ela pode ser tentada por Satanás na própria igreja. No entanto, essa é a senda que todos devem seguir, então ninguém precisa ficar alarmado. A tentação de Satanás pode vir de várias formas. Alguém pode negligenciar ou abandonar o que Deus diz e pode dizer coisas negativas para refrear a positividade de outras pessoas; no entanto, tal pessoa geralmente não atrairá outros para o seu lado. É difícil discernir isso. A razão principal é esta: Tal pessoa ainda pode ser proativa ao participar de reuniões, mas é confusa em relação a visões. Se a igreja não se proteger contra ela, então a igreja inteira poderia ser influenciada por sua negatividade a responder tepidamente a Deus e, dessa forma, não prestar atenção nas palavras de Deus — e isso significaria cair direto na tentação de Satanás. Tal pessoa pode não se rebelar contra Deus diretamente, mas, por não poder compreender as palavras de Deus e por não conhecer a Deus, ela pode até chegar a reclamar ou ter um coração cheio de ressentimento. Ela pode dizer que Deus a abandonou e que, por isso, é incapaz de receber esclarecimento e iluminação. Ela pode querer partir, mas está um pouco temerosa, e ela poderia dizer que a obra de Deus não vem de Deus, mas é a obra de espíritos malignos.

Por que Deus menciona Pedro com tanta frequência? E por que Ele diz que Jó nem chegou perto de se equiparar a ele? Dizer isso não só faz com que as pessoas prestem atenção aos feitos de Pedro, como também faz com que deixem de lado todos os exemplos que têm no coração, pois nem o exemplo de Jó — que tinha a maior fé — bastará. Só dessa maneira pode-se alcançar um resultado melhor, em que as pessoas são capazes de deixar tudo de lado num esforço de imitar Pedro e, ao fazê-lo, avançar um passo em seu conhecimento de Deus. Deus mostra às pessoas a senda de prática que Pedro tomou para conhecer a Deus, e o objetivo de fazê-lo é dar um ponto de referência para as pessoas. Deus então prediz uma das maneiras pelas quais Satanás tentará os humanos quando Ele diz: “No entanto, se você for frio e negligente com as Minhas palavras, então, sem dúvida, você se oporá a Mim. Isso é fato”. Nessas palavras, Deus prediz os esquemas ardilosos que Satanás tentará usar; elas servem como alerta. Não é possível que todos sejam indiferentes às palavras de Deus, mesmo assim, algumas pessoas serão levadas cativas por essa tentação. Portanto, no fim, Deus reitera com ênfase: “se não conhecerem as Minhas palavras, nem as aceitarem, nem as colocarem em prática, então vocês inevitavelmente se tornarão objetos do Meu castigo! Vocês certamente se tornarão vítimas de Satanás!”. Esse é o conselho de Deus para a humanidade — mas no fim, como Deus predisse, uma parte das pessoas inevitavelmente cairá vítima de Satanás.

Extraído de ‘Capítulo 8’ das Interpretações dos mistérios das palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

Mateus 4:8-11 Novamente o Diabo O levou a um monte muito alto; e mostrou-Lhe todos os reinos do mundo, e a glória deles; e disse-Lhe: Tudo isto Te darei, se, prostrado, me adorares. Então disse-lhe Jesus: Vai-te, Satanás; porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a Ele servirás. Então o Diabo O deixou; e eis que vieram os anjos e O serviram.

O diabo Satanás, tendo falhado nas duas manobras anteriores, tentou mais outra: ele mostrou todos os reinos do mundo e sua glória ao Senhor Jesus e pediu que Ele o adorasse. O que você pode ver sobre as verdadeiras características do diabo a partir dessa situação? O diabo Satanás não é absolutamente descarado? (Sim.) Como ele é descarado? Todas as coisas foram criadas por Deus, no entanto, Satanás inverteu tudo e mostrou todas as coisas para Deus, dizendo: “Olha para a riqueza e a glória de todos esses reinos. Se me adorares, eu Te darei tudo isso”. Isso não é uma inversão completa dos papéis? Satanás não é descarado? Deus fez todas as coisas, mas Ele fez todas as coisas para o Seu próprio prazer? Deus deu tudo à humanidade, mas Satanás quis tomar tudo isso e, depois de se apoderar de tudo, ele disse a Deus: “Adora-me! Adora-me e eu Te darei tudo isso”. Essa é a face feia de Satanás; ele é absolutamente descarado! Satanás nem mesmo conhece o sentido da palavra “vergonha”. Isso é apenas outro exemplo de sua maldade. Ele nem sabe o que é vergonha. Satanás sabe claramente que Deus criou todas as coisas e que Ele gerencia e tem domínio sobre todas as coisas. Todas as coisas pertencem não ao homem e muito menos a Satanás, mas a Deus, mesmo assim, o diabo Satanás despudoradamente disse que daria todas as coisas para Deus. Isso não é outro exemplo de Satanás uma vez mais agir de modo absurdo e descarado? Isso faz com que Deus odeie Satanás ainda mais, não é? Contudo, não importava o que Satanás tentasse, o Senhor Jesus se deixou enganar? O que disse o Senhor Jesus? (“Ao Senhor teu Deus adorarás e só a Ele servirás.”) Essas palavras têm algum sentido prático? (Sim.) Que tipo de sentido prático? Vemos a maldade e o descaramento de Satanás em sua fala. Assim, se o homem adorasse a Satanás, qual seria o resultado? Ele obteria a riqueza e a glória de todos os reinos? (Não.) O que ele obteria? A humanidade se tornaria tão descarada e risível quanto Satanás? (Sim.) Ela, então, não seria diferente de Satanás. Por essa razão, o Senhor Jesus disse estas palavras, que são importantes para todo e qualquer ser humano: “Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a Ele servirás”. Isso significa que, se você servir a outro que não seja o Senhor, que não seja o Próprio Deus, se adorar o diabo Satanás, você chafurdará na mesma imundície que Satanás. Então você compartilharia o descaramento de Satanás e sua maldade e, exatamente como Satanás, você tentaria Deus e atacaria Deus. Qual seria, então, o resultado para você? Você seria desprezado por Deus, derrubado por Deus e destruído por Deus. Após tentar o Senhor Jesus várias vezes sem sucesso, Satanás tentou de novo? Satanás não tentou de novo e, então, foi embora. O que isso prova? Isso prova que a natureza maligna de Satanás, que sua malícia, absurdidade e despropósito não são dignos nem mesmo de serem mencionados na face de Deus. O Senhor Jesus derrotou Satanás com apenas três sentenças, e depois Satanás fugiu com o rabo entre as pernas, demasiado envergonhado para mostrar sua face e nunca mais voltou a tentar o Senhor Jesus. Já que o Senhor Jesus tinha derrotado essa tentação de Satanás, Ele pôde agora continuar facilmente a obra que tinha para realizar e as tarefas que estavam diante Dele. Isso tudo que o Senhor Jesus fez e disse nessa situação teria qualquer sentido prático para cada um dos seres humanos se fosse aplicado nos dias atuais? (Sim.) Que tipo de sentido prático? Derrotar Satanás é coisa fácil de fazer? As pessoas devem ter um entendimento claro da natureza maligna de Satanás? As pessoas devem ter um entendimento preciso das tentações de Satanás? (Sim.) Quando você experimenta as tentações de Satanás em sua própria vida, se fosse capaz de enxergar a natureza maligna de Satanás, você não seria capaz de derrotá-lo? Se você conhecesse a absurdez e o despropósito de Satanás, você ainda ficaria do lado de Satanás e atacaria Deus? Se você entendesse como a malícia e o descaramento de Satanás estão sendo revelados através de você — se você reconhecesse e entendesse claramente essas coisas — você ainda atacaria e tentaria Deus desse modo? (Não, não faríamos isso.) O que vocês fariam? (Nós nos rebelaríamos contra Satanás e o abandonaríamos.) Isso é coisa fácil de fazer? Não é fácil. Para fazer isso, as pessoas devem orar com frequência, elas devem se colocar com frequência diante de Deus e examinar a si mesmas. E devem permitir que a disciplina de Deus e Seu julgamento e castigo venham sobre elas. Só desse modo as pessoas se desembaraçarão gradualmente da enganação e do controle de Satanás.

Extraído de ‘O Próprio Deus, o Único V’ em “A Palavra manifesta em carne”

Na terra, espíritos malignos de todos os tipos estão para sempre à espreita de um lugar para descansar e incessantemente em busca de cadáveres humanos que possam ser consumidos. Meu povo! Vocês devem permanecer dentro do Meu cuidado e proteção. Nunca sejam dissolutos! Nunca se comportem de maneira imprudente! Vocês deveriam oferecer sua lealdade em Minha casa, e só com lealdade você pode armar um contra-ataque à astúcia do diabo. Sob nenhuma circunstância você deve se comportar como no passado, fazendo uma coisa na Minha frente e outra pelas Minhas costas; se você agir desse, então já não há redenção para você. Já não expressei palavras mais que suficientes como essas? É precisamente por causa da velha natureza incorrigível da humanidade que tenho tido de fazer repetidos lembretes às pessoas. Não se aborreçam! Tudo que digo é para garantir o destino de vocês! O que Satanás precisa é exatamente de um lugar podre e imundo; quanto mais desesperadamente irredimíveis e quanto mais dissolutos vocês forem, recusando-se a se submeter a restrições, mais aqueles espíritos impuros se beneficiarão de qualquer oportunidade para se infiltrar em vocês. Se vocês chegaram a esse ponto, então sua lealdade não passará de tagarelice, sem nenhuma realidade sequer em si, e os espíritos impuros devorarão sua determinação e a transformarão em desobediência e em ardis de Satanás para serem usados para interromper a Minha obra. A partir desse ponto, vocês poderão ser golpeados por Mim a qualquer momento. Ninguém entende a gravidade dessa situação; todas as pessoas simplesmente fazem ouvidos moucos para o que ouvem e não são nem um pouco cautelosas. Não Me lembro do que foi feito no passado. Você ainda espera mesmo que Eu seja leniente para com você, “esquecendo” mais uma vez? Embora a humanidade tenha se oposto a Mim, não tomarei isso contra ela, pois ela é de estatura pequena demais, e por isso não lhe fiz exigências elevadas demais. Tudo que exijo é que ela não seja dissoluta e se submeta a restrições. Certamente atender a essa condição não está além da capacidade de vocês, está?

Extraído de ‘Capítulo 10’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

Em cada passo da obra que Deus faz no interior das pessoas, externamente ela parece consistir em interações entre pessoas, como se nascida de arranjos humanos ou de interferência humana. Mas nos bastidores, cada passo da obra e tudo o que acontece é uma aposta feita por Satanás diante de Deus e requer que as pessoas permaneçam firmes em seu testemunho a Deus. Veja quando Jó foi provado, por exemplo: nos bastidores, Satanás estava fazendo uma aposta com Deus, e o que aconteceu a Jó foram os feitos dos homens e a interferência dos homens. Por trás de cada passo da obra que Deus faz em vocês está a aposta de Satanás com Deus — por trás disso tudo há uma batalha. Por exemplo, se você tem preconceitos em relação a seus irmãos e irmãs, haverá palavras que você quer dizer — palavras que acha que podem desagradar a Deus — mas se você não as disser, você sentirá um incômodo por dentro e, neste momento, começará uma batalha dentro de você: “Falo ou não?” Essa é a batalha. Assim, em tudo que você encontra há uma batalha, e quando há uma batalha dentro de você, graças à sua cooperação e seu sofrimento reais, Deus opera no seu interior. Finalmente, você consegue colocar o assunto de lado dentro de você, e a raiva é naturalmente extinta. Tal é o efeito da sua cooperação com Deus. Tudo o que as pessoas fazem exige que elas paguem certo preço em seus esforços. Sem adversidade real, elas não podem satisfazer a Deus; elas nem chegam perto de satisfazer a Deus e estão apenas cuspindo lemas vazios! Esses lemas vazios podem satisfazer a Deus? Quando Deus e Satanás lutam no reino espiritual, como você deve satisfazer a Deus e como você deve permanecer firme em seu testemunho a Ele? Você deve saber que tudo que acontece com você é uma grande provação e é o momento em que Deus precisa que você dê testemunho. Embora possam parecer irrelevantes por fora, quando essas coisas acontecem, elas mostram se você ama a Deus ou não. Se você O ama, será capaz de permanecer firme em seu testemunho a Ele, e se você não coloca o amor a Ele em prática, isso mostra que você é alguém que não coloca a verdade em prática, que está sem a verdade e sem vida, e que é palha! Tudo o que acontece com as pessoas acontece quando Deus precisa que elas permaneçam firmes em seu testemunho Dele. Mesmo que nada muito grande esteja acontecendo com você atualmente e você não dê um grande testemunho, cada detalhe de sua vida diária é uma questão de testemunho a Deus. Se você pode ganhar a admiração de seus irmãos e irmãs, de seus familiares e de todos ao seu redor; se, um dia, os incrédulos vierem e admirarem tudo o que você fizer e virem que tudo o que Deus faz é maravilhoso, então você terá dado testemunho. Embora você não tenha percepção e seu calibre seja baixo, por meio do aperfeiçoamento de Deus em você, você é capaz de satisfazê-Lo e de estar atento à Sua vontade, mostrando aos outros que grande obra Ele tem feito em pessoas dos mais baixos calibres. Quando as pessoas vêm a conhecer a Deus e se tornam vencedoras diante de Satanás, leais a Deus em grande medida, então, ninguém tem mais força de caráter do que esse grupo de pessoas, e esse é o maior testemunho. Embora você seja incapaz de fazer um grande trabalho, você é capaz de satisfazer a Deus. Outros não conseguem deixar de lado suas noções, mas você consegue; outros não conseguem dar testemunho de Deus durante suas experiências reais, mas você consegue usar sua estatura real e suas ações para retribuir o amor de Deus e dar um testemunho retumbante Dele. Apenas isso conta como amar realmente a Deus. Se você é incapaz disso, então você não dá testemunho entre seus familiares, entre seus irmãos e irmãs nem perante as pessoas do mundo. Se você não conseguir dar testemunho diante de Satanás, Satanás rirá de você, o tratará como uma piada, como um brinquedo, fará você de bobo com frequência e levará você à loucura. No futuro, grandes provações poderão afligir você — mas hoje, se você amar a Deus com um coração verdadeiro e não se importar com o tamanho das provações à frente, independentemente do que acontecer com você, você conseguirá permanecer firme em seu testemunho, conseguirá satisfazer a Deus; seu coração será consolado e você não terá medo, não importa quão grande seja a provação que encontrar no futuro. Vocês não conseguem ver o que acontecerá no futuro; vocês só podem satisfazer a Deus nas circunstâncias de hoje. Vocês são incapazes de fazer qualquer grande trabalho e devem se concentrar em satisfazer a Deus experimentando Suas palavras na vida real e dando um testemunho forte e retumbante que envergonhe a Satanás. Embora sua carne permaneça insatisfeita e tenha sofrido, você terá satisfeito a Deus e envergonhado a Satanás. Se você sempre praticar dessa maneira, Deus abrirá uma senda diante de você. Quando, um dia, uma grande provação vier, outros cairão, mas você ainda conseguirá se manter firme: por causa do preço que pagou, Deus o protegerá para que você permaneça firme e não caia. Se, geralmente, você consegue praticar a verdade e satisfazer a Deus com um coração que verdadeiramente O ama, então Deus certamente o protegerá durante as provações futuras. Embora você seja tolo, de baixa estatura e de calibre pequeno, Deus não o discriminará. Depende se suas intenções estão certas. Hoje, você consegue satisfazer a Deus: está atento ao mais ínfimo detalhe, satisfaz a Deus em todas as coisas, tem um coração que ama verdadeiramente a Deus, dá seu verdadeiro coração a Deus e, embora haja algumas coisas que você não consegue entender, vem diante de Deus para retificar suas intenções e buscar a vontade de Deus e faz tudo o que é necessário para satisfazer a Deus. Talvez seus irmãos e irmãs abandonarão você, mas seu coração estará satisfazendo a Deus e você não cobiçará os prazeres da carne. Se você sempre praticar dessa maneira, estará protegido quando grandes provações vierem.

Extraído de ‘Apenas amando a Deus é que verdadeiramente se crê em Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Quais tipos de provações vocês são capazes de suportar agora? Vocês ousam dizer que já têm fundamento? Conseguem permanecer firmes quando enfrentam um teste? Conseguem ser vitoriosos, por exemplo, em testes de ambiente, testes de status ou reputação, testes conjugais ou testes financeiros? Quantos níveis de testes existem? Em qual nível vocês conseguem ser vitoriosos? Talvez você não tenha medo quando ouve que alguém foi preso por causa de sua fé, e talvez não tenha medo quando vê alguém preso e torturado cruelmente, mas quando você mesmo é preso, quando você enfrenta pessoalmente esse tipo de ambiente, você consegue permanecer firme? Isso não é um teste grande? Por exemplo, você conhece alguém com humanidade decente e fé entusiasmada em Deus que desistiu de seu lar e de sua profissão para cumprir seu dever e que sofreu muito. Um dia, ele foi preso repentinamente e condenado por causa de sua fé, e, mais tarde, você ficou sabendo que ele foi espancado até a morte. Isso é um teste para você? Como você se sentiria no meio de um teste desses? Como passaria por ele? Você buscaria a verdade diante desse evento? Como você busca a verdade para garantir que consiga permanecer firme durante esse teste, entender as intenções de Deus e obter a verdade por meio desse teste? Você já refletiu sobre essas coisas? É fácil ser vitorioso num teste desse tipo? Como você passa por esse tipo de evento especial, que contraria as convenções comuns? Como você pode garantir que não tem nenhum tipo de noção sobre a obra de Deus, que não tem queixas contra Ele, de modo que consiga passar por esse tipo de teste sem dificuldade? Isso não é algo com que você deveria estar equipado para a busca da verdade? (Sim.) Então, em que nível de estatura vocês se encontram agora? Em qual nível de teste vocês são capazes de ser vitoriosos? Você sabe disso, com clareza, no coração? Vocês devem ter clareza sobre seu nível de estatura e com quais verdades se equiparam. Devem saber em quais testes vocês conseguem ser vitoriosos e quais provações podem aceitar. Você deve saber quais verdades deve ter e quais verdades deve buscar para enfrentar certas provações a fim de ser uma pessoa que satisfaz a Deus. Você deve estar bem ciente dessas coisas. Quando você é confrontado com algumas questões que são rotina, que as pessoas encontram com frequência, que se conformam de modo relativamente forte às noções e imaginações do homem, você pode ser vitorioso sobre elas. Mas se você encontra algum evento que não se conforma às suas noções e imaginações, como, então, você passa por isso? Como você deve se equipar com a verdade para esse evento, e com quais tipos de verdades você deve se equipar a fim de passar por isso sem dificuldades? Isso não é algo que deve ser buscado? Quais são alguns dos testes comuns que vocês experimentam? Cargo, reputação, relações com o sexo oposto — basicamente, são esses os comuns. Para esses testes experimentados normalmente, com a sua estatura atual, em quais desses testes vocês conseguem se dominar e ser capazes de cumprir bem o seu dever sem fazer algo que viole a verdade, sem fazer algo que cause interrupção e perturbação, sem fazer algo que resista ou desobedeça a Deus ou fira o coração de Deus? Uma parte disso é que você deve ficar introspectivo com frequência, examinar a si mesmo e ver se existe algo em suas ações que resiste a Deus, se você considera a vontade de Deus e coloca a verdade em prática. Esse é o aspecto de exame e inspeção. Além disso, você deve buscar a verdade com frequência e ver se suas ações estão de acordo com a verdade, as intenções de Deus e as exigências de Deus. Esse é o aspecto ativo. Você deve alcançar ambos os aspectos: deve alcançar entrada a partir dos aspectos ativo e passivo. Dessa forma, a pessoa consegue cumprir bem o seu dever.

Extraído de ‘Dê seu real coração a Deus e você poderá obter a verdade’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Durante a obra da provisão permanente e apoio ao homem de Deus, Ele conta a totalidade de Sua vontade e exigências para o homem, e mostra Seus feitos, caráter e o que Ele tem e é para o homem. O objetivo é equipar o homem com estatura e permitir que o homem ganhe várias verdades de Deus enquanto O segue — verdades que são as armas dadas ao homem por Deus para combater Satanás. Equipado dessa forma, o homem deve encarar as provas de Deus. Deus tem muitos meios e caminhos para provar o homem, mas cada um deles requer a “cooperação” do inimigo de Deus: Satanás. Isto é, tendo dado ao homem as armas com as quais batalhar contra Satanás, Deus entrega o homem a Satanás e permite que Satanás “teste” a estatura do homem. Se o homem conseguir escapar das formações de batalha de Satanás, se ele puder escapar do cerco de Satanás e ainda viver, então o homem terá passado no teste. Mas se o homem não conseguir sair das formações de batalha de Satanás e se submeter a Satanás, então ele não terá passado no teste. Qualquer que seja o aspecto do homem que Deus examina, os critérios para Seu exame são se o homem permanece firme ou não em seu testemunho quando atacado por Satanás, e se ele abandonou a Deus e se rendeu e se submeteu a Satanás enquanto estava enlaçado por Satanás. Pode-se dizer que se o homem pode ou não ser salvo depende de se ele pode vencer e derrotar Satanás, e se ele pode ou não ganhar a liberdade depende de se ele é capaz de erguer, sozinho, as armas que lhe são dadas por Deus para vencer o cativeiro de Satanás, fazendo Satanás abandonar completamente a esperança e deixá-lo em paz. Se Satanás abandona a esperança e renuncia a alguém, isso significa que Satanás nunca mais tentará tirar essa pessoa de Deus, nunca mais acusará e interferirá nessa pessoa, nunca mais torturá-la ou atacá-la sem motivo; somente alguém assim terá verdadeiramente sido ganho por Deus. Esse é todo o processo pelo qual Deus ganha pessoas.

Extraído de ‘A obra de Deus, o caráter de Deus e o Próprio Deus II’ em “A Palavra manifesta em carne”

Anterior: 31. Os princípios para passar por perseguição e tribulação

Próximo: 33. Os princípios para renunciar ao grande dragão vermelho

Durante desastres, além de rezar, a coisa mais crítica para nós é encontrar a maneira de sermos protegidos. Junte-se ao nosso grupo de estudo gratuitamente.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro