108. Os princípios para distinguir entre humanidade normal e um caráter corrupto

(1) Determinem se alguém é consciencioso e sensato em palavras e ações; se segue princípios em suas interações com os outros; se é capaz de ter tolerância e paciência, tratando os outros com justiça;

(2) Determinem se alguém ama as coisas positivas, bem como a verdade; se procura a verdade quando surge um problema; se anseia pela luz e trilha a senda correta na vida;

(3) Determinem se, quando confrontado com o julgamento e castigo ou ao ser podado e tratado, alguém consegue aceitá-los da parte de Deus; se consegue aceitar e se submeter à verdade e vir a se conhecer por meio da autorreflexão;

(4) Determinem se alguém, ao cumprir seu dever, fala a verdade e age de forma prática, como uma pessoa honesta, ou se é descuidado e superficial, calculista e fraudulento, numa tentativa de iludir Deus.

Palavras de Deus relevantes:

A fonte de oposição e de rebeldia do homem contra Deus é a sua corrupção por Satanás. Porque ele foi corrompido por Satanás, a consciência do homem se tornou entorpecida, ele é imoral, seus pensamentos são degenerados e ele tem uma perspectiva mental subdesenvolvida. Antes de ser corrompido por Satanás, o homem naturalmente seguia a Deus e obedecia às Suas palavras depois de ouvi-las. Ele tinha naturalmente bom senso, boa consciência e humanidade normal. Depois de corrompido por Satanás, seu sentido original, sua consciência e sua humanidade ficaram embotados e foram comprometidos por Satanás. Assim, o homem perdeu a obediência e o amor para com Deus. O sentido do homem tornou-se aberrante, seu caráter tornou-se o mesmo que o de um animal, sua rebeldia para com Deus é cada vez mais frequente e grave. No entanto, o homem ainda não sabe nem reconhece isso e apenas se opõe e se rebela cegamente. A revelação do caráter do homem é a expressão de seu sentido, percepção e consciência e, como o seu sentido e percepção estão deteriorados e sua consciência se tornou extremamente entorpecida, seu caráter se rebela contra Deus. Se o sentido do homem e a sua percepção não podem mudar, então as mudanças de caráter estão fora de cogitação, assim como aceitar a vontade de Deus. Se o sentido do homem está deteriorado, então ele não pode servir a Deus e não está apto a ser usado por Deus. O “sentido normal” se refere a obedecer e ser fiel a Deus, a ansiar por Deus, a ser absoluto para com Deus, e a ter uma consciência voltada para Deus. Refere-se a ser de uma só mente e coração para com Deus, a não se opor a Deus deliberadamente. Os que têm um sentido aberrante não são assim. Como foi corrompido por Satanás, o homem engendrou concepções sobre Deus e não tem tido nenhuma lealdade nem o menor anseio por Deus, muito menos uma consciência voltada para Deus. Deliberadamente, o homem se opõe a Deus e O julga; além disso, lança injúrias contra Ele pelas costas. O homem claramente sabe que Ele é Deus e, ainda assim, O julga pelas costas, sem nenhuma intenção de obedecer e só faz pedidos e exigências cegas a Deus. Essas pessoas, que têm um sentido aberrante, são incapazes de reconhecer o próprio comportamento desprezível ou de se lamentar por sua rebeldia. Se as pessoas são capazes de se conhecer, então elas recuperaram um pouco de seu sentido; quanto mais as pessoas se rebelam contra Deus sem conhecerem a si mesmas, mais deteriorado é o sentido delas.

Extraído de ‘Ter um caráter inalterado é estar em inimizade contra Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Quando uma pessoa tem boa humanidade, um coração verdadeiro, consciência e razão, essas não são coisas vazias ou vagas que não podem ser vistas nem tocadas; ao contrário, são coisas que podem ser descobertas em qualquer lugar no dia a dia; todas elas são coisas da realidade. Digamos que uma pessoa é maravilhosa e perfeita: você não consegue ver, tocar nem mesmo imaginar o que significa ser perfeito ou maravilhoso. Mas se você diz que uma pessoa é egoísta, você pode ver os atos dessa pessoa — e ela corresponde à descrição? Se alguém é descrito como honesto, com um coração verdadeiro, você pode ver seu comportamento? Se dizem que alguém é enganoso, corrompido e baixo, você pode ver tais coisas? Mesmo que feche seus olhos, você pode sentir se a humanidade de uma pessoa é inferior ou superior por meio daquilo que ela diz e de como age. Não é assim? Portanto, “humanidade boa ou ruim” não é uma expressão vazia. Descrições tais como egoísta e baixo, corrompido e enganoso, ou arrogante e hipócrita são coisas que você pode compreender na vida quando tem contato com uma pessoa; esses são os elementos negativos da humanidade. Então, os elementos positivos de humanidade que as pessoas devem possuir — tais como honestidade e amor pela verdade — podem ser percebidos no dia a dia? Você consegue, então, ver e distinguir se uma pessoa possui o esclarecimento do Espírito Santo, se pode obter a orientação de Deus e se o Espírito Santo opera ou não dentro dela? Como isso pode ser discernido? Você pode provar a qualidade da humanidade de uma pessoa segundo aquilo que ela vive e a essência de suas ações. Quando tem contato com uma pessoa, o que você observa primeiro? Como você pode distinguir se ela é um amante da verdade, se consegue aceitá-la e se pode obtê-la? Analise primeiro a qualidade da humanidade dela. Se a boca de uma pessoa está cheia de palavras doces, mas ela não faz nada real — quando chega a hora de fazer algo real, ela só pensa em si mesma e nunca nos outros —, que tipo de humanidade é essa? (Egoísmo e baixeza. Ela não tem humanidade.) É fácil para uma pessoa sem humanidade ganhar a verdade? É difícil. Assim que enfrenta um período de sofrimento ou precisa pagar um preço, ela pensa: “Vão vocês primeiro sofrer e pagar um preço, e quando os resultados tiverem sido alcançados, eu me juntarei a vocês”. Que tipo de humanidade é essa? Esses comportamentos são conhecidos coletivamente como “não possuir humanidade”. Todos têm um caráter corrupto, mas ao enfrentar um problema, a consciência de algumas pessoas entra em jogo e elas se sentem repreendidas, e então não se comportam desse jeito. Embora não digam conscientemente: “Estou buscando a verdade e devo ser uma pessoa boa”, elas começam a ter consciência ativa, e pensam consigo: “Não posso me comportar desse jeito; devo ser digno da graça e seleção de Deus”. Então, essa pessoa está colocando a verdade em prática quando sua consciência funciona assim? Embora talvez não esteja colocando a verdade em prática, ela ainda está na senda de colocar a verdade em prática e portanto, para ela, é fácil ganhar a verdade. Esse é o fundamento mais básico para uma pessoa obter a verdade. Ao encontrar um problema, algumas pessoas avançam, enquanto outras recuam. Ao deparar com um perigo, algumas só querem fugir e se esconder, enquanto outras correm proteger os outros. Quando confrontadas com um evento, algumas pessoas toleram e cedem, enquanto outras lutam e competem. É assim que você pode ver a qualidade da humanidade de uma pessoa. Não existem diferenças em humanidade?

Muitas pessoas tomaram decisões e fizeram juramentos firmes diante de Deus, entregando a Ele toda a sua vida e se despendendo por Ele sem pedir nada em troca. No entanto, pessoas com humanidade ruim sempre estão disputando e lutando, sem jamais recuar ou se conter e sem jamais agir de acordo com a consciência. É fácil, para uma pessoa como essa, ganhar a verdade? É fácil, para ela, ser aperfeiçoada por Deus? (Não.) Para qual tipo de pessoa é fácil ser aperfeiçoado por Deus e obter a verdade? (Para as pessoas com humanidade boa.) Tem que haver um padrão para se ter boa humanidade. Não envolve tomar a senda da moderação, não aderir a princípios, se esforçar para não ofender ninguém, bajular em todo lugar para onde for, ser tranquilo e astuto com todos a quem encontrar e fazer com que todos se sintam bem. Esse não é o padrão. Então, qual é o padrão? Ele inclui tratar Deus, outras pessoas e eventos com um coração verdadeiro, ser capaz de assumir responsabilidade e fazer tudo isso de uma forma que seja evidente para todos verem e sentirem. Além disso, Deus sonda o coração das pessoas e as conhece, cada uma delas. Algumas pessoas sempre se gabam de possuir boa humanidade, alegando nunca terem feito nada de mau, roubado bens de outros ou cobiçado coisas de outras pessoas. Elas até chegam ao ponto de permitir que outros se beneficiem à sua própria custa quando há litígio por interesses, preferindo sofrer perda, e nunca dizem nada de mau sobre ninguém só para que todos os demais pensem que elas são boas pessoas. Contudo, ao cumprirem seus deveres na casa de Deus, elas são astutas e evasivas, sempre tramando para si mesmas. Elas nunca pensam nos interesses da casa de Deus, nunca tratam como urgentes as coisas que Deus trata como urgentes, nem pensam como Deus pensa e nunca conseguem colocar de lado seus próprios interesses com o intuito de cumprir seus deveres. Elas nunca renunciam aos seus próprios interesses. Até quando veem malfeitores cometendo o mal, elas não os expõem; elas não têm quaisquer princípios. Esse não é um exemplo de boa humanidade. Não dê atenção ao que tal pessoa diz; você deve ver o que ela vive, o que revela, qual é sua atitude quando cumpre seus deveres e também qual é seu estado interior e o que ela ama. Se seu amor por sua própria fama e fortuna excede sua lealdade a Deus, se seu amor por sua própria fama e fortuna excede os interesses de Deus, ou se seu amor por sua própria fama e fortuna excede a consideração que demonstra por Deus, então ela não é uma pessoa com humanidade. Seu comportamento pode ser visto pelos outros e por Deus; portanto, é muito difícil que tal pessoa ganhe a verdade.

Extraído de ‘Dê seu real coração a Deus e você poderá obter a verdade’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

A fonte da revelação do caráter corrupto do homem nada mais é do que sua consciência entorpecida, sua natureza maliciosa e seu sentido deteriorado. Se a consciência e o sentido do homem forem capazes de voltar ao normal, então ele se tornará apto para uso diante de Deus. É simplesmente porque a consciência do homem tem sempre estado entorpecida, porque seu sentido nunca foi são e está cada vez mais embotado, que o homem se revolta contra Deus cada vez mais, a ponto de ter até pregado Jesus na cruz e recusado a entrada do Deus encarnado nos últimos dias em sua casa, e condena a carne de Deus e considera a carne de Deus desprezível. Se o homem tivesse só um pouco de humanidade, não seria tão cruel em seu tratamento da carne do Deus encarnado; se tivesse apenas um pouco de razão, não trataria de forma tão maldosa a carne do Deus encarnado; se tivesse apenas um pouco de consciência, não seria tão “grato” ao Deus encarnado dessa maneira. O homem vive na era do Deus que Se tornou carne e, no entanto, é incapaz de agradecer a Deus por lhe dar uma oportunidade tão boa. Em vez disso, ele amaldiçoa a vinda de Deus ou ignora completamente o fato da encarnação de Deus, parecendo ser contra ela e estar farto dela. Independentemente de como o homem trata a vinda de Deus, Ele, em suma, sempre levou Sua obra adiante pacientemente — mesmo que o homem não tenha sido nem minimamente receptivo em relação a Ele, e cegamente Lhe faça pedidos. O caráter do homem se tornou extremamente maldoso, seu sentido se tornou extremamente embotado, sua consciência tem sido completamente pisoteada pelo maligno e há muito deixou de ser a consciência original do homem. O homem não só é ingrato em relação ao Deus encarnado por toda a vida e toda a graça que Ele concede à humanidade, como ainda ficou ressentido com Deus por ter-lhe dado a verdade. É por não ter o menor interesse pela verdade que o homem tem ressentimento por Deus. Não só o homem é incapaz de entregar sua vida ao Deus encarnado, como ainda tenta extrair favores Dele e alega um interesse que é inúmeras vezes maior do que aquele que tem dedicado a Deus. As pessoas com tal consciência e sentido pensam que isso não é grande coisa; e ainda acreditam que despenderam tanto em prol de Deus e que Deus lhes deu tão pouco. Há pessoas que, tendo Me dado uma tigela com água, estendem as mãos e exigem que Eu lhes pague por duas tigelas de leite, ou que, tendo Me dado um quarto por uma noite, exigem que Eu pague aluguel por várias noites. Com tal humanidade, com tal consciência, como vocês ainda podem desejar ganhar vida? Que miseráveis desprezíveis vocês são! É por causa dessa humanidade e dessa consciência do homem que o Deus encarnado perambula pela terra sem lugar para um abrigo. Aqueles que verdadeiramente possuem consciência e humanidade deveriam adorar e servir ao Deus encarnado de todo o coração, não por causa de quanta obra Ele fez, mas adorá-Lo e servi-Lo mesmo se Ele não fosse realizar obra alguma. Isso é o que deveria ser feito por aqueles que têm um sentido são; esse é o dever do homem. A maioria das pessoas chega até a falar de condições em seu serviço a Deus: elas não se importam se Ele é Deus ou homem, e só falam das próprias condições e só buscam satisfazer os próprios desejos. Quando vocês cozinham para Mim, exigem uma taxa de serviço; quando correm para Mim, pedem honorários de corrida; quando trabalham para Mim, exigem pagamento pelo trabalho; quando lavam Minhas roupas, cobram pelo serviço; quando suprem as necessidades da igreja, exigem o ressarcimento; quando discursam, cobram honorários de orador; quando distribuem livros, exigem taxas de distribuição e quando escrevem, cobram honorários de escritor. Alguns com quem lidei até exigem de Mim recompensa, enquanto aqueles que foram mandados de volta para casa exigem reparação pelos danos causados ao seu nome. Os que não são casados exigem um dote ou uma indenização pela juventude perdida; os que matam uma galinha exigem pagamento de açougueiro, os que fritam comida exigem taxa de serviço pela fritura e os que fazem sopa também exigem pagamento por isso… Essa é a humanidade elevada e poderosa que vocês têm; esses são os atos ditados por sua consciência tépida. Onde está o seu sentido? Onde está a sua humanidade?

Extraído de ‘Ter um caráter inalterado é estar em inimizade contra Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Quais aspectos inclui a humanidade normal? Percepção, senso, consciência e caráter. Se você puder atingir normalidade em cada um desses aspectos, sua humanidade estará à altura. Você deveria ter a semelhança de um ser humano normal, deveria parecer um crente em Deus. Você não precisa atingir demais ou se envolver em diplomacia; você só precisa ser um ser humano normal, com o senso de uma pessoa normal, ser capaz de enxergar as coisas e, pelo menos, se parecer como um ser humano normal. Isso será suficiente. Tudo o que se exige de você hoje está dentro de suas capacidades; isso não é um caso de tentar obrigar um pato a subir num poleiro. Nenhuma palavra inútil ou obra inútil será realizada em você. Toda a feiura expressa ou revelada em sua vida deve ser descartada. Vocês foram corrompidos por Satanás e transbordam do veneno de Satanás. Tudo o que é pedido de você é que você se livre desse caráter satânico corrompido. Você não é obrigado a se tornar alguma figura de alto nível, ou uma pessoa famosa ou grande. Não há sentido nisso. A obra que é feita em vocês leva em conta o que lhes é inerente. O que Eu peço das pessoas está definido dentro de limites. Se vocês praticassem da maneira e no tom com que os intelectuais falam, isso não bastaria; vocês não seriam capazes de fazê-lo. Dado o calibre de vocês, vocês deveriam ao menos ser capazes de falar com sabedoria e tato e explicar as coisas de modo claro e compreensível. Isso é tudo o que é preciso para cumprir as exigências. Se, no mínimo, vocês ganharem percepção e senso, isso bastará. O mais importante agora é livrar-se do seu caráter satânico corrompido. Você deve se livrar da feiura que se manifesta em você. Como poderá falar sobre senso e percepção supremos, se você não se livrar disso? Muitas pessoas, quando veem que a era mudou, ainda carecem de qualquer humildade ou paciência, e podem muito bem também não ter mais amor ou decoro de santos. Como são absurdas tais pessoas! Elas não têm nem mesmo um pingo de humanidade normal? Elas têm algum testemunho para dar? Elas estão totalmente sem percepção ou senso. É claro, alguns aspectos da prática das pessoas que estão desviadas e erradas precisam ser corrigidos; sua vida espiritual rígida do passado e sua aparência entorpecida e imbecil, por exemplo — tudo isso tem de ser mudado. Mudar não significa permitir que você se torne dissoluto ou se entregue à carne, falando o que quiser. Você não deve falar vagamente. Ter a fala e o comportamento de um ser humano normal significa falar de modo coerente, dizer “sim” quando quiser dizer “sim” e dizer “não” quando quiser dizer “não”. Atenha-se aos fatos e fale de maneira apropriada. Não engane, não minta. Os limites que uma pessoa normal pode atingir quanto à mudança de caráter devem ser compreendidos. Caso contrário, você não será capaz de entrar na realidade.

Extraído de ‘Elevar o calibre é para o bem de receber a salvação de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

No caráter das pessoas normais não há desonestidade ou engano, elas têm um relacionamento normal entre si, não ficam sozinhas e sua vida não é medíocre, nem decadente. Assim, também, Deus é exaltado entre todos. Suas palavras permeiam os homens, as pessoas vivem em paz umas com as outras; e, sob o cuidado e a proteção de Deus, a terra é repleta de harmonia, sem a interferência de Satanás, e a glória de Deus possui a maior importância entre os homens. Tais pessoas são como anjos: puras, vibrantes, nunca reclamando de Deus e devotando todos os seus esforços unicamente à glória de Deus na terra.

Extraído de ‘Capítulo 16’ das Interpretações dos mistérios das palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

Vocês devem saber que Deus gosta de pessoas honestas. Deus tem a essência da fidelidade, então Sua palavra é sempre digna de confiança; além disso, Suas ações são irrepreensíveis e inquestionáveis. É por isso que Deus gosta daqueles que são absolutamente honestos com Ele. Ser honesto significa entregar seu coração a Deus, ser genuíno com Ele em todas as coisas, ser aberto com Ele em todas as coisas, nunca esconder os fatos, nunca tentar enganar quem está acima e abaixo de você e não fazer as coisas apenas para conseguir o favor de Deus. Resumindo, ser honesto é ser puro em suas ações e palavras e não enganar nem a Deus nem aos homens. O que digo é muito simples, mas, para vocês, é duplamente árduo. Muitos prefeririam ser condenados ao inferno a falar e agir com honestidade. Não é de admirar que Eu tenha outro tratamento reservado para aqueles que são desonestos. É claro, Eu entendo bem como é difícil para vocês ser honestos. Porque vocês todos são tão astutos, tão hábeis em medir as pessoas com o próprio critério mesquinho, isso faz da Minha obra muito mais simples. E já que cada um de vocês guarda segredos em seu peito, pois bem, Eu os enviarei, um por um, ao desastre para serem “disciplinados” pelo fogo, de modo que depois vocês possam se tornar totalmente comprometidos em crer nas Minhas palavras. Por fim, Eu arrancarei de sua boca as palavras “Deus é um Deus fiel”, ao que vocês baterão no peito e lamentarão: “Desonesto é o coração do homem!” Qual será o seu estado de espírito nesse momento? Imagino que vocês não serão tão triunfantes como são agora. E menos ainda serão “profundos e obstrusos” como são agora. Na presença de Deus, alguns são impecáveis e fazem um esforço especial para serem “bem-comportados”, mas mostram as presas e brandem as garras na presença do Espírito. Vocês considerariam tais pessoas como pertencentes às fileiras dos honestos? Se você for hipócrita, uma pessoa hábil em “relações interpessoais”, então digo que você é definitivamente uma pessoa que brinca com Deus. Se suas palavras forem repletas de desculpas e justificativas sem valor, então digo que você detesta colocar a verdade em prática. Se você tiver muitas confidências que reluta em compartilhar, se estiver muito indisposto a desnudar seus segredos — suas dificuldades — diante dos outros de forma a buscar o caminho da luz, então digo que você é alguém que não alcançará a salvação facilmente e que não emergirá facilmente das trevas. Se buscar o caminho da verdade o agrada, então você é alguém que habita sempre na luz. Se você fica muito contente em ser um servidor na casa de Deus, trabalhando diligente e conscienciosamente no anonimato, sempre dando e nunca tirando, então digo que você é um santo leal, porque não busca recompensa e está simplesmente sendo honesto. Se você estiver disposto a ser sincero, se estiver disposto a despender tudo de si, se for capaz de sacrificar sua vida por Deus e ser firme em seu testemunho, se você for honesto a ponto de somente saber satisfazer a Deus sem considerar a si mesmo ou tomar para si mesmo, então digo que tais são pessoas nutridas na luz e que viverão para sempre no reino.

Extraído de ‘Três admoestações’ em “A Palavra manifesta em carne”

Vocês sempre desejam ver Cristo, mas exorto-os a não se manterem em tão elevada estima; qualquer um pode ver Cristo, mas Eu digo que ninguém está apto a ver Cristo. Porque a natureza do homem está até a borda de mal, arrogância e rebeldia, no momento em que vir Cristo, sua natureza irá destruir você e condená-lo à morte. Sua associação com um irmão (ou uma irmã) pode não demonstrar muito sobre você, mas não é tão simples quando você se associa com Cristo. A qualquer momento, suas noções podem criar raiz, sua arrogância começar a brotar e sua rebeldia a produzir figos. Como você, com tal humanidade, pode estar apto a se associar com Cristo? Você é de fato capaz de tratá-Lo como Deus a cada momento de cada dia? Você terá verdadeiramente a realidade da submissão a Deus? Vocês adoram o Deus grandioso dentro de seu coração como Jeová, mas consideram o Cristo visível como um homem. O seu sentido é inferior demais e a sua humanidade demasiadamente degradada! Vocês são incapazes de considerar Cristo sempre como Deus; só ocasionalmente, quando do agrado de vocês, se agarram a Ele e O adoram como Deus. É por isso que Eu digo que vocês não são crentes em Deus, mas um bando de cúmplices daqueles que lutam contra Cristo. Até os homens que mostram bondade aos outros são recompensados, mas Cristo, que fez tal obra entre vocês, não recebeu nem o amor do homem, nem sua recompensa e submissão. Isso não é algo desolador?

Extraído de ‘Aqueles que são incompatíveis com Cristo certamente são oponentes de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Alguns podem acreditar que, se a associação com Deus é tão perigosa, então seria mais sábio manter Deus a distância. O que pessoas assim podem ganhar? Elas conseguem ser leais a Deus? Seguramente, a associação com Deus é muito difícil — mas é porque o homem é corrupto, não porque Deus seja incapaz de associar-Se com ele. Seria melhor que vocês dedicassem mais esforços à verdade do conhecimento próprio. Por que vocês não encontraram favor com Deus? Por que para Ele o caráter de vocês é abominável? Por que o discurso de vocês desperta Sua aversão? Assim que demonstram um pouco de lealdade, vocês cantam os próprios louvores e exigem uma recompensa por uma pequena contribuição; vocês menosprezam os outros enquanto mostram uma módica obediência, e se tornam desdenhosos de Deus ao realizarem alguma tarefa insignificante. Por terem recebido a Deus, vocês pedem dinheiro, dons e elogios. Seu coração dói quando você doa uma moeda ou duas; e quando doa dez, você almeja bênçãos e ser tratado com distinção. Uma humanidade como a de vocês é positivamente ofensiva de se falar ou ouvir falar. Existe alguma coisa louvável em suas palavras e ações? Aqueles que cumprem o seu dever e aqueles que não o cumprem; aqueles que lideram e aqueles que seguem; aqueles que recebem Deus e aqueles que não O recebem; aqueles que doam e aqueles que não doam; aqueles que pregam e aqueles que recebem a palavra, e assim por diante: todos esses homens louvam a si mesmos. Vocês não acham isso ridículo? Sabendo muito bem que acreditam em Deus, vocês, no entanto, não podem ser compatíveis com Deus. Sabendo muito bem que estão totalmente sem mérito, vocês insistem em se vangloriar mesmo assim. Vocês não percebem que sua sensatez se deteriorou a ponto de não terem mais autocontrole? Com tal sensatez, como podem estar aptos para a associação com Deus? Nessa conjuntura, vocês não temem por si mesmos? O caráter de vocês já se deteriorou a ponto de serem incapazes de compatibilidade com Deus. Sendo assim, a fé de vocês não é ridícula? A fé de vocês não é absurda? Como você vai lidar com seu futuro? Como você vai escolher qual senda tomar?

Extraído de ‘Aqueles que são incompatíveis com Cristo certamente são oponentes de Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Porque os judeus da era do Antigo Testamento supunham que Deus era um ídolo de forma fixa que eles guardavam em seus corações, como se Deus só pudesse ser chamado de Messias, e só Aquele que era chamado de Messias pudesse ser Deus, e porque a humanidade servia e adorava a Deus como se Ele fosse uma estátua de argila (sem vida), eles pregaram o Jesus daquele tempo na cruz, sentenciando-O à morte — o inocente Jesus foi assim condenado à morte. Deus era inocente de qualquer ofensa, mas o homem se recusou a poupá-Lo e insistiu em sentenciá-Lo à morte, e assim Jesus foi crucificado. O homem sempre acredita que Deus é imutável e O define com base em um único livro, a Bíblia, como se o homem tivesse um entendimento perfeito da gestão de Deus, como se o homem tivesse tudo que Deus faz na palma da mão. As pessoas são ridículas ao extremo, arrogantes ao extremo, e todas têm uma queda pelo exagero. Independentemente de quão grande seja o seu conhecimento de Deus, ainda digo que você não conhece Deus, que você é alguém que se opõe a Deus ao extremo, que você condena Deus, porque você é totalmente incapaz de obedecer à obra de Deus e de andar na senda de ser aperfeiçoado por Deus. Por que Deus nunca está satisfeito com as ações do homem? Porque o homem não conhece Deus, porque tem noções demais, e porque seu conhecimento de Deus não condiz com a realidade, mas, ao contrário, repete monotonamente o mesmo tema sem variação e usa a mesma abordagem para toda situação. Assim, tendo vindo à terra hoje, mais uma vez Deus foi pregado na cruz pelo homem. Humanidade cruel! A conivência e a intriga, o saque e a apropriação um do outro, a disputa por fama e fortuna, o massacre mútuo — quando isso acabará? A despeito das centenas de milhares de palavras que Deus falou, ninguém caiu em si. As pessoas agem para o bem de sua família, filhos e filhas, em prol da carreira, de perspectivas futuras, posição, vanglória e dinheiro, por causa de comida, roupas e pela carne — existe alguém cujas ações são verdadeiramente pelo bem de Deus? Mesmo entre aqueles que agem pelo bem de Deus, há poucos que conhecem Deus. Quantas pessoas não agem a partir dos próprios interesses? Quantos não oprimem e marginalizam outros a fim de proteger a própria posição? Assim, Deus foi forçosamente sentenciado à morte inúmeras vezes, e incontáveis juízes bárbaros condenaram Deus e mais uma vez O pregaram na cruz. Quantos podem ser chamados de justos porque agem verdadeiramente pelo bem de Deus?

Extraído de ‘Os perversos certamente serão punidos’ em “A Palavra manifesta em carne”

As pessoas não fazem grandes exigências a si mesmas, mas fazem grandes exigências a Deus. Elas Lhe pedem que lhes mostre uma bondade especial, e seja paciente e tolerante para com elas, que as trate com carinho, que lhes proveja, e até sorria para elas, seja tolerante para com elas, que lhes faça concessões e cuide delas de várias maneiras. Elas esperam que Ele não seja rígido com elas de modo algum ou faça algo que de levemente as chatearia, e só ficam satisfeitas se Ele as bajular todos os dias. Os humanos são tão carentes de senso! Eles não têm clareza sobre o que devem fazer, o que devem realizar, que pontos de vista devem ter, em que posição devem estar para servir a Deus, e em que posição é adequado que sejam colocados. As pessoas com um pouco de status têm um conceito muito elevado de si mesmas, entretanto, aqueles que não têm status também têm um conceito bastante elevado de si mesmos. Os humanos nunca se conhecem. Vocês devem atingir um ponto na sua crença em Deus no qual, apesar de como Ele lhes fale, de quão rigoroso Ele seja com vocês e de quanto Ele possa ignorá-los, você possa continuar a acreditar sem reclamar e continuar a cumprir seu dever como habitualmente. Então você será uma pessoa madura e experiente e realmente terá alguma estatura e um pouco do senso de uma pessoa normal. Você não fará exigências a Deus, não mais terá desejos extravagantes nem fará mais pedidos aos outros ou a Deus com base em coisas de que gosta ou não. Isso mostrará que, até certo ponto, vocês possuem a semelhança de um ser humano. Atualmente, vocês fazem exigências além da conta, e elas são demasiadamente excessivas. Ter intenções demais prova que você não está na posição correta; sua posição é elevada demais, e você tem se visto como exageradamente honorável, como se não estivesse muito abaixo de Deus, em posição. Portanto, é difícil lidar com você, e essa é precisamente a natureza de Satanás.

Extraído de ‘Pessoas que fazem exigências constantes a Deus são as menos razoáveis’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Dentro dos caracteres corruptos da humanidade, há uma questão prática da qual vocês não estão cientes; é um problema extremamente sério e ele é comum à humanidade de cada pessoa. Essa é a maior fraqueza da humanidade e é, também, um elemento da natureza-essência humana que é a mais difícil de desvendar e mudar. As próprias pessoas são objetos da criação. Objetos da criação podem alcançar onipotência? Podem alcançar perfeição e impecabilidade? Podem alcançar proficiência em tudo, vir a entender tudo e realizar tudo? Não podem. No entanto, há uma fraqueza nos humanos. Assim que aprendem uma habilidade ou profissão, as pessoas sentem que são capazes, que são pessoas com status e valor, e que são profissionais. Não importa quão “capazes” se achem, todas elas querem maquiar sua aparência, disfarçando-se como figuras altivas, e parecer perfeitas e impecáveis, sem um único defeito; aos olhos dos outros, querem ser vistas como grandes, poderosas, totalmente capazes, capazes de realizar qualquer coisa. Sentem que, se buscassem a ajuda de outros numa questão, elas pareceriam incapazes, fracas e inferiores e que as pessoas as menosprezariam. Por essa razão, sempre querem manter uma fachada. Algumas pessoas, quando lhes pedem que façam alguma coisa, dizem que sabem como fazer, quando, na verdade, não sabem. Mais tarde, em segredo, pesquisam o assunto e tentam aprender a fazer, mas depois de estudá-lo por diversos dias, ainda não o compreendem; não fazem a menor ideia. Quando lhes perguntam como estão dando conta, elas mantêm o fingimento para não revelar seus defeitos e suas fraquezas, dizendo, em vez disso, que logo terminarão. Que tipo de caráter é esse? Tais pessoas são tão arrogantes, perderam todo o senso! Elas não querem ser pessoas comuns, pessoas normais nem meros mortais. Só querem ser sobre-humanas ou alguém com habilidades ou poderes especiais. Esse é um problema tão grande! No que diz respeito à fraqueza, deficiência, ignorância, tolice ou falta de entendimento da humanidade normal, elas as embrulharão, maquiarão, não permitirão que outras pessoas as vejam e então continuarão a se disfarçar. Existem algumas que, quando lhes perguntam se entenderam algo, responderão que sim, mas quando você pede que expliquem, elas não conseguem. Depois que outra pessoa explicou, elas então alegam que estiveram prestes a dizer a mesma coisa, mas que não conseguiram se manifestar a tempo. Elas fazem de tudo para se disfarçar e tentar manter as aparências. A cabeça de tais pessoas está sempre nas nuvens, não está? Não estão sonhando? Elas não sabem quem elas mesmas são, tampouco sabem como viver a humanidade normal. Jamais agiram como seres humanos práticos. Em sua conduta, se escolherem esse tipo de senda — sempre com a cabeça nas nuvens em vez de estar com os pés no chão, sempre querendo voar — as pessoas estão fadadas a se deparar com problemas. A senda na vida que você escolhe não é correta. Para ser honesto com você, se você fizer isso, então, não importando como você crê em Deus, você não entenderá a verdade e também não será capaz de obter a verdade, porque seu ponto de partida está errado. Você deve aprender a andar no chão e a andar continuamente, um passo por vez. Se você consegue andar, ande; não tente aprender a correr. Se você consegue andar um passo por vez, não tente dar dois passos ao mesmo tempo. Você deve se conduzir com os pés firmes no chão. Não tente ser sobre-humano, grande ou altivo.

Extraído de ‘Os cinco estados necessários para estar na trilha certa em sua fé’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Sempre que alguém revela um caráter corrupto ou pensamentos e ideias corruptas, não é pouca coisa. Se você não buscar a verdade para resolvê-los, será impossível purificar essas corrupções. Se, por outro lado, conseguir buscar a verdade racionalmente, você discernirá facilmente a causa principal do seu erro e resolverá o problema das suas expressões de corrupção. À medida que você se tornar mais capaz de recuar para dentro do seu espírito para esperar e buscar, mais fácil será encontrar passagens relevantes das palavras de Deus para discernir a essência do problema. Ao fazê-lo, você revelará cada vez menos sua corrupção, e sua racionalidade se tornará mais normal — e quanto mais normal for a racionalidade de uma pessoa, mais ela age dentro dos limites, deixando de falar ou agir com base em suas noções e imaginações. O que significa “agir dentro dos limites”? Significa agir de uma maneira que esteja de acordo com os padrões da humanidade normal, com sua consciência, com os padrões das exigências de Deus e com as verdades-princípio. Se assim que é incitado a agir você não pensa profundamente, e apenas acena e diz: “Faça desse jeito mesmo. Vai ficar tudo bem!”, você está agindo com o bom senso da humanidade normal? Existe uma expressão de humanidade normal nisso? Estas são expressões que a humanidade normal deveria não ter. Portanto, não importa qual problema o acometa, você deve primeiro se acalmar e contemplá-lo, vir para diante de Deus, retirar-se para dentro do seu espírito e se aquietar — buscar primeiro de Deus como esse assunto deve ser tratado e como deve ser discutido. Isso requer muito tempo? Não, não requer. A humanidade normal contém essas coisas racionais, e as pessoas são capazes de se restringir e alcançá-las; consegui-lo depende de elas estarem dispostas a praticar dessa forma. Se você deseja sempre se exibir, sempre se elevar, desfilar, tornar-se um ídolo no coração dos outros e estabelecer sua imagem ali, você sempre agirá apressadamente; nunca será capaz de vir para diante de Deus ou retirar-se para dentro do seu espírito. Se você sempre quer fazer as coisas do seu jeito, e se, tendo feito isso, sempre pensa que fez algo de grande importância ou realizou algum grande empreendimento, e que é muito talentoso e diferente das pessoas comuns, isso significa que você não está trilhando a senda correta. Seu coração deve se aquietar em todos os momentos, e, quando deparar com um problema, você não pode ficar irritado, ser teimoso ou agir apressadamente. Não seja pretensioso nem falso; aprenda a se aquietar e agir sensatamente. Essas são as maneiras em que a humanidade normal deve se manifestar.

Extraído de ‘A senda para resolver um caráter corrupto’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Algumas pessoas são muito informais em seu método de contato com o sexo oposto. Elas acham que não é nada de mais, contanto que nada aconteça, ceder a pensamentos lascivos ou revelar alguma paixão iníqua. Alguém com humanidade normal deveria ter tais pensamentos? Isso é sinal de humanidade normal? Quando você tiver idade suficiente para se casar e entrar em contato com o sexo oposto, e desejar se apaixonar, faça-o normalmente, e ninguém interferirá. Mas algumas pessoas não querem se apaixonar — elas flertam por alguns dias com alguém que chama a sua atenção, e tão logo alguém lhes agrada, começam a se exibir para o objeto de seu desejo. E como elas se exibem? Uma sobrancelha erguida, uma piscadela ou mudança no tom de voz ao falar, ou então elas se movem de certa maneira ou começam a fazer comentários engraçados para se fazerem notar; isso é se exibir. Quando uma pessoa que não é normalmente assim exibiu essas características reveladoras, você pode ter certeza de que há alguns membros do sexo oposto por perto que chamaram a sua atenção. Quem são essas pessoas? Pode-se dizer que elas são incontidas ou que não mantêm limites claros entre homens e mulheres, mas não exibiram nenhum comportamento deplorável. Alguns podem dizer que elas estão simplesmente sendo frívolas. Em outras palavras, elas se conduzem de uma maneira indigna; pessoas frívolas não entendem a necessidade do respeito próprio. Algumas pessoas exibem essas características na vida diária, mas o desempenho de seus deveres não é afetado nem a conclusão de sua obra; então isso é mesmo um problema? Alguns dizem: “Contanto que isso não impeça a sua busca da verdade, há necessidade de se falar sobre isso?”. A que isso está relacionado? Ao pudor e à dignidade da humanidade da pessoa. À humanidade de uma pessoa não podem faltar pudor e dignidade, e sem eles a sua humanidade não pode ser normal. Algumas pessoas são confiáveis e sérias e responsáveis em tudo o que fazem. Trabalham duro e são de bom caráter, mas simplesmente não levam esse aspecto de sua vida a sério. Quando você flerta com um membro do sexo oposto, isso é construtivo ou destrutivo? E se a pessoa com quem você flerta se apaixonar por você? Você pode dizer: “Não era isso que eu queria”; bem, se você flerta com uma pessoa mesmo quando não é isso que você quer, você não está brincando com os sentimentos dela? Você está prejudicando a pessoa e agindo sem moral! As pessoas que fazem isso são de humanidade muito baixa. Além disso, se você não pretende prosseguir com esse relacionamento e não é sério a respeito dele, e no entanto ergue as sobrancelhas e pisca para o sexo oposto e se exibe com diversão e humor, fazendo tudo para mostrar que tem estilo, que é um cavalheiro bonito, exibindo sua boa aparência — se você se exibe assim, o que na verdade está fazendo? (Seduzindo as pessoas.) Esse tipo de comportamento sedutor é uma coisa nobre ou feia? (É uma coisa feia.) É aí que não há mais dignidade alguma.

Extraído de ‘Eles gostariam que os outros obedecessem apenas a eles, não à verdade nem a Deus (parte 2)’ em “Expondo os anticristos”

Sua fé é muito bonita; vocês dizem que estão dispostos a despender sua vida inteira em nome da Minha obra e que estão dispostos a sacrificar sua vida por ela, mas o caráter de vocês não mudou muito. Simplesmente falam de maneira arrogante, a despeito do fato de seu comportamento real ser muito desgraçado. É como se a língua e os lábios das pessoas estivessem no céu, mas suas pernas, caminhando na terra, e como resultado suas palavras, ações e reputação estão ainda em farrapos e ruínas. A reputação de vocês foi destruída, suas maneiras são depravadas, seu modo de falar é vil, e a vida de vocês é desprezível; até a totalidade da humanidade de vocês afundou na baixa vilania. Vocês são tacanhos em relação aos outros e regateiam em cada pequena coisa. Vocês brigam por reputação e status próprios, a ponto até de estarem dispostos a descer no inferno e no lago de fogo. Suas palavras e ações atuais são suficientes para Eu determinar que vocês são pecadores. Suas atitudes em relação à Minha obra são o bastante para Eu determinar que vocês são injustos, e todos os seus caracteres são suficientes para apontar que são almas imundas que estão cheias de abominações. Suas manifestações e o que revelam são adequados para dizer que vocês são pessoas que beberam à saciedade do sangue de espíritos imundos. Quando a entrada no reino é mencionada, vocês não revelam seus sentimentos. Vocês acreditam que o caminho em que estão agora é suficiente para cruzarem a porta para o Meu reino dos céus? Vocês creem que podem obter entrada na terra santa da Minha obra e Minhas palavras, sem suas palavras e ações serem testadas primeiro por Mim? Quem pode enganar Meus olhos? Como seus comportamentos e conversas desprezíveis e vis poderiam escapar da Minha vista? Suas vidas foram determinadas por Mim a serem vidas de beber o sangue e comer a carne daqueles espíritos imundos, porque vocês os imitam diante de Mim todos os dias. Perante Mim, seu comportamento tem sido particularmente mau, então como Eu não poderia achá-los nojentos? Suas palavras contêm as impurezas dos espíritos imundos: vocês enganam, dissimulam e bajulam exatamente como aqueles que se envolvem em feitiçaria e como aqueles que são traiçoeiros e bebem o sangue dos injustos. Todas as expressões do homem são extremamente injustas, então como as pessoas todas podem ser postas na terra santa onde estão os justos? Você acha que esse seu comportamento desprezível pode distingui-lo como sendo santo comparado aos injustos? Sua língua viperina acabará por arruinar essa sua carne que causa destruição e executa abominações, e aquelas suas mãos que estão cobertas com o sangue de espíritos imundos também acabarão por puxar sua alma para o inferno. Por que, então, você não se lança nesta chance para limpar suas mãos cobertas de imundície? E por que não tira vantagem desta oportunidade para cortar essa sua língua que fala palavras injustas? Será que você está disposto a sofrer nas chamas do inferno por causa de suas mãos, sua língua e seus lábios? Eu vigio o coração de todos com ambos os olhos, porque, muito antes de criar a humanidade, Eu tinha segurado seus corações em Minhas mãos. Há muito tempo Eu entendi claramente o coração das pessoas, então como seus pensamentos poderiam escapar da Minha vista? Como poderia não ser tarde demais para elas escaparem de ser queimadas pelo Meu Espírito?

Extraído de ‘Vocês todos são tão baixos em personalidade!’ em “A Palavra manifesta em carne”

Anterior: 107. Os princípios para distinguir entre praticar a verdade e comportar-se bem

Próximo: 109. Os princípios para distinguir entre seguir a Deus e seguir humanos

Durante desastres, além de rezar, a coisa mais crítica para nós é encontrar a maneira de sermos protegidos. Junte-se ao nosso grupo de estudo gratuitamente.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro