15. Os princípios para fazer juramentos a Deus

(1) É necessário entender que o escrutínio do homem por Deus se estende até seu coração mais íntimo. Tudo está sujeito ao Seu escrutínio. Os únicos juramentos e votos significativos a Deus são aqueles feitos com a intenção de satisfazê-Lo;

(2) Quando se faz juramentos e votos a Deus, é indispensável ter um coração que O teme e se submete a Ele; com um coração assim, a pessoa é motivada a se inclinar para a justiça e a permanecer firme em seu testemunho;

(3) Os juramentos e votos a Deus são feitos em função da entrada na vida. Nunca se pode explorar Deus fazendo juramentos falsos para alcançar os próprios fins;

(4) Tendo feito um juramento ou voto a Deus, é necessário mantê-lo e esforçar-se para honrá-lo. Não fazer isso é negligência de responsabilidade; é uma mentira destinada a explorar e enganar a Deus.

Palavras de Deus relevantes:

Visto que você já fez resoluções para Me servir, Eu não o deixarei ir. Eu sou um Deus ciumento e sou um Deus que tem ciúme da humanidade. Visto que você já colocou suas palavras sobre o altar, Eu não tolerarei sua fuga diante dos Meus olhos, nem tolerarei seu serviço a dois senhores. Você pensou que poderia ter um segundo amor depois de ter colocado suas palavras sobre o Meu altar e diante dos Meus olhos? Como Eu poderia permitir que as pessoas Me fizessem de tolo de tal maneira? Você pensou que poderia casualmente fazer votos e juramentos a Mim com sua língua? Como você poderia jurar pelo Meu trono, o trono Meu que sou o Altíssimo? Você pensou que seus juramentos já tinham morrido? Deixem-Me lhes dizer: embora sua carne possa morrer, seus juramentos não podem. No fim, os condenarei com base em seus juramentos. No entanto, vocês acreditam que podem lidar Comigo ao colocar suas palavras diante de Mim e que o coração de vocês pode servir a espíritos imundos e espíritos malignos. Como Minha ira poderia tolerar aquelas pessoas semelhantes a cães e porcos que Me enganam? Tenho de cumprir Meus decretos administrativos e arrancar de volta das mãos dos espíritos imundos todos aqueles “piedosos” conservadores que têm fé em Mim para que possam Me “atender” de um modo disciplinado, ser Meus bois, ser Meus cavalos, e estar à mercê do Meu abate. Farei com que você retome sua determinação anterior e Me sirva mais uma vez. Eu não tolerarei qualquer criação que Me engane. Você pensou que poderia licenciosamente só fazer pedidos e mentir diante de Mim? Pensou que Eu não tinha ouvido nem visto suas palavras e ações? Como suas palavras e ações poderiam não ter passado pela Minha vista? Como Eu poderia permitir que as pessoas Me iludam assim?

Extraído de ‘Vocês todos são tão baixos em personalidade!’ em “A Palavra manifesta em carne”

Quem entre vocês tomou resoluções diante de Mim e não as descartou em seguida? Quem tomou resoluções de longo prazo diante de Mim em vez de frequentemente concentrar sua mente em coisas? Os humanos sempre tomam resoluções diante de Mim em tempos de calmaria e então as descartam todas em tempos de adversidade; então, mais tarde, tornam a pegar sua resolução e a colocam diante de Mim. Eu sou tão desrespeitável que aceitaria casualmente esse lixo que a humanidade pegou da pilha de lixo? Poucos humanos se mantêm firmes às suas resoluções, poucos são castos e poucos oferecem coisas que são as mais preciosas para eles em sacrifício a Mim. Todos vocês não são iguais? Se vocês forem incapazes de manter seus deveres como membros do Meu povo no reino, então vocês serão detestados e rejeitados por Mim!

Extraído de ‘Capítulo 14’ das Palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

Não existe nada que Deus despreze mais do que as orações da cerimônia religiosa. Orações a Deus só são aceitas quando são sinceras. Se você não tiver nada sincero a dizer, fique calado; não fale sempre palavras falsas e cegamente faça juramentos diante de Deus, tentando enganá-Lo, falando sobre o quanto você O ama, sobre o quanto deseja ser leal a Ele. Se você é incapaz de alcançar seus desejos, se carece dessa determinação e estatura, não ore, sob quaisquer circunstâncias, dessa forma diante de Deus. Isso é ridículo. Ridicularizar significa zombar de alguém, brincar com ele. Quando as pessoas oram diante de Deus com esse tipo de caráter, então, no mínimo, isso é enganação. No pior dos casos, se você fizer isso com frequência, você tem um caráter totalmente desprezível. Se Deus fosse condenar você, isso seria chamado de blasfêmia! As pessoas não têm reverência para com Deus, não sabem como reverenciar a Deus, nem como amá-Lo e satisfazê-Lo. Se a verdade não for clara para elas ou se seu caráter for corrupto, Deus deixará passar. No entanto, elas trazem tal caráter para diante de Deus e tratam Deus como os incrédulos tratam outras pessoas. Além do mais, elas se ajoelham solenemente diante Dele em oração, usando essas palavras para tentar e enganar a Deus, e quando terminam, elas não só não sentem nenhuma reprovação própria, mas também não têm nenhum senso da seriedade de suas ações. Sendo esse o caso, Deus está com elas? Alguém que carece totalmente da presença de Deus pode ser esclarecido e iluminado? Pode ser iluminado com a verdade? (Não, não pode.) Então, está encrencado.

Extraído de ‘Apenas conhecendo a si mesmo você pode buscar a verdade’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Você precisa colocar seu coração diante de Deus em todos os momentos, quando ora, quando conversa e tem comunhão com seus irmãos e irmãs e quando realiza o seu dever e trata dos seus afazeres. Quando você cumpre a sua função, Deus está com você, e, contanto que sua intenção seja correta e seja para a obra da casa de Deus, Ele aceitará tudo que você fizer; você deveria se dedicar sinceramente a cumprir a sua função. Quando você ora, se tiver amor a Deus em seu coração e buscar o cuidado, a proteção e o escrutínio de Deus, se essas coisas forem a sua intenção, suas orações serão eficazes. Por exemplo, quando orar em reuniões, se você abrir seu coração e orar a Deus e Lhe disser o que está em seu coração sem falar falsidades, então suas orações certamente serão eficazes. Se você ama a Deus com seriedade em seu coração, então faça um juramento a Deus: “Deus, que estás nos céus e na terra e em meio a todas as coisas, eu juro a Ti: que o Teu Espírito examine tudo que eu faço, me proteja e cuide de mim em todos os momentos e torne possível que tudo que eu faça esteja em Tua presença. Se um dia meu coração deixar de Te amar ou se Te trair alguma vez, então me castiga e me amaldiçoa severamente. Não me perdoes, nem neste mundo nem no próximo!”. Você se atreve a fazer tal juramento? Se não, isso mostra que você é tímido e que ainda ama a si mesmo. Vocês têm essa determinação? Se essa for verdadeiramente a sua resolução, você deveria fazer esse juramento. Se você tiver a determinação de fazer tal juramento, então Deus cumprirá a sua determinação. Quando você faz um juramento a Deus, Ele escuta. Deus determina se você é pecador ou justo pela medida da sua oração e da sua prática. Esse é, agora, o processo de aperfeiçoar vocês, e, se você verdadeiramente tiver fé em ser aperfeiçoado, então trará tudo que faz para diante de Deus e aceitará o Seu escrutínio; se você fizer algo escancaradamente rebelde ou se trair a Deus, então Ele trará o seu juramento à fruição, e, assim, seja lá o que acontecer com você, seja perdição, seja castigo, isso será culpa sua. Você fez o juramento, então deve honrá-lo. Se você fizer um juramento, mas não o honrar, você sofrerá a perdição. Já que o juramento era seu, Deus trará o seu juramento à fruição. Alguns ficam com medo depois de orar e lamentam: “Está tudo acabado! Minha chance de ser devasso se foi; minha chance de fazer coisas más se foi; minha chance de me entregar aos meus desejos mundanos se foi!”. Essas pessoas ainda amam a mundanidade e o pecado e certamente sofrerão a perdição.

Extraído de ‘Deus aperfeiçoa aqueles que são segundo o Seu coração’ em “A Palavra manifesta em carne”

Digamos que alguém escreva um juramento prometendo cuidar bem das ofertas feitas a Deus: o que alguém com senso e humanidade escreveria? Com que tipo de tom e formulações deveriam escrever a fim de permanecer em sua posição apropriada e expressar sua atitude? Essa não é uma questão simples — as pessoas com discernimento conseguem entender. Considere pessoas anormais: Satanás, anticristos, pessoas furonas — elas têm um certo tom em seu discurso. A primeira coisa que Fulano diz, por exemplo, é: “Se eu, Fulano, cobiçasse um centavo das ofertas feitas a Deus, posso ser amaldiçoado e ter uma morte terrível — atropelado por um carro ao sair pela porta…” Que tipo de tom é esse? Começa com a palavra “eu”. É muito imoderado; o ímpeto por trás de seu tom e estilo fica evidente no texto. Este não é um juramento imoderado? O que é um juramento como este? É isso que é conhecido como ser falso, como ser hipócrita. Um juramento tão arrogante — que motivo existe para ser arrogante? Você está fazendo um juramento a Deus; uma pessoa normal seria contida, se manteria em sua posição apropriada e falaria suas palavras mais íntimas a Deus. Ela não seria pomposa nem altiva. Qual é o caráter de pessoas que são tão arrogantes até mesmo quando fazem um juramento? E o juramento delas é verdadeiro ou falso? Isso é difícil de dizer. O que elas querem dizer é: “Você não acredita em mim? Você tem medo de que eu esteja tentando tirar vantagem da casa de Deus, medo de que eu roubarei as ofertas feitas a Deus? Você me usa, mas não confia em mim e até me faz prestar um juramento. Bem, vou fazer um juramento — observe-me!” Que atitude é essa? É isso que significa ser arrogante, inescrupuloso; elas se atrevem a zombar de Deus e fazem um juramento para disfarçar suas más intenções. Isso é reverenciar a Deus? Não há a menor devoção nisso. Tais pessoas são Satanás e anticristos; os anticristos dizem tais coisas. Que caráter é esse que faz tal fanfarronice ao fazer um juramento? Tais pessoas podem ser salvas? Vocês já se depararam com tais pessoas? Vocês não conseguem discernir os comportamentos, derramamentos ou caracteres de tais pessoas, conseguem? Alguns de vocês pensam que essas pessoas são lúcidas e honestas, que entendem as coisas espirituais e são fiéis a Deus. Isso não é falta de discernimento? Quando você não encontra nenhuma falha no comportamento e caráter vis que se evidenciam no significado literal e nas palavras de seu juramento, isso não significa que você entende muito pouco da verdade? Parece que tudo que vocês entendem é doutrina. Quanto mais detalhado e prático algo é, menos vocês conseguem discerni-lo pelo que é; quanto mais doutrinal algo é, melhor você o expressa, entoando sua porção de slogans vazios. Vocês já escreveram um juramento do tipo? (Sim.) Em essência, não há diferença. Fazer um juramento não é como correr para a batalha, pronto para sofrer a morte de um herói; juramentos não exigem esse tipo de espírito de luta. Pense com cuidado ao fazer um juramento a Deus: você deve entender por que o está escrevendo, para quem está jurando e fazendo essa garantia. Deus quer uma certa atitude das pessoas, não um espírito de luta. Seu espírito de luta é arrogância e fanfarronice; é uma manifestação do caráter arrogante e satânico. Não é devoção e não é o que deve ser manifestado por um ser criado, muito menos reflete o status de um ser criado.

Extraído de ‘Eles se exaltam e dão testemunho de si mesmos’ em “Expondo os anticristos”

Anterior: 14. Os princípios para aceitar o escrutínio de Deus

Próximo: 16. Os princípios para exaltar Deus como grandioso

Durante desastres, além de rezar, a coisa mais crítica para nós é encontrar a maneira de sermos protegidos. Junte-se ao nosso grupo de estudo gratuitamente.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro