116. Os princípios para identificar as várias pessoas malignas

(1) Pessoas malignas têm um ódio especial pela verdade. Elas nunca a aceitam nem aceitam o julgamento e o castigo de Deus e, menos ainda, aceitam ser podadas e tratadas;

(2) Pessoas malignas não conseguem ser sensatas. Elas são hábeis em inverter o certo e o errado e distorcer os fatos, elas atacam e atingem os outros e empregam todos os meios para alcançar seus fins;

(3) Pessoas malignas não têm a menor consciência ou senso, não importa quanto mal façam ou até que ponto incapacitem os outros, elas são completamente sem consciência, como animais de sangue frio;

(4) Nenhuma pessoa maligna lê as palavras de Deus nem compartilha a verdade. Ela se concentra apenas em status, reputação e ganho pessoal, apenas fala por causa de seu próprio status, reputação e ganho.

Palavras de Deus relevantes:

Na nação do grande dragão vermelho, tenho realizado um estágio da obra insondabilidade aos seres humanos, levando-os a oscilar com o vento, depois do que muitos calmamente se afastam com o sopro do vento. Verdadeiramente, essa é a “eira” que estou prestes a limpar; é o que Eu anseio e é também o Meu plano, pois muitos ímpios têm se infiltrado enquanto estou trabalhando, mas não tenho pressa para afastá-los. Pelo contrário, Eu os dispersarei quando for a hora certa. Somente então é que serei a fonte da vida, permitindo que aqueles que verdadeiramente Me amam recebam de Mim o fruto da figueira e a fragrância do lírio. Na terra onde Satanás permanece, a terra de pó, não resta ouro puro, apenas areia, e assim, experimentado essas circunstâncias, Eu realizo esse estágio da obra. Você deve saber que o que Eu ganho é ouro puro, refinado, não areia. Como podem os ímpios permanecer em Minha casa? Como posso permitir que raposas sejam parasitas em Meu paraíso? Eu emprego todos os métodos possíveis para expulsar essas coisas. Antes de Minha vontade ser revelada, ninguém está ciente do que Eu estou prestes a fazer. Aproveitando a oportunidade, Eu afasto esses ímpios, e eles são forçados a sair da Minha presença. Isso é o que Eu faço para os ímpios, mas ainda haverá um dia para que eles façam serviço para Mim.

Extraído de ‘O ressoar dos sete trovões: profetizando que o evangelho do reino se expandirá por todo o universo’ em “A Palavra manifesta em carne”

Agora, o mais cedo possível, Eu desejo formar um grupo de pessoas que sejam segundo o Meu coração, um grupo de pessoas que sejam capazes de mostrar consideração pelos Meus fardos. Contudo, Eu não posso Me abster de limpar e purificar a Minha igreja; a igreja é o Meu coração. Eu desprezo todas as pessoas más que impedem vocês de comer e beber da Minha palavra. Isso porque há algumas outras pessoas que não Me querem verdadeiramente. Essas pessoas estão cheias de engano, não se aproximam de Mim com seu coração verdadeiro; elas são más e são pessoas que obstruem a realização da Minha vontade; elas não são pessoas que colocam a verdade em prática. Essas pessoas são cheias de hipocrisia e arrogância, são desenfreadamente ambiciosas, amam ser condescendentes e, embora as palavras que falam sejam agradáveis de ouvir, em secreto elas não praticam a verdade. Essas pessoas más serão todas cortadas e varridas; elas definharão em meio a desastre.

Extraído de ‘Capítulo 24’ das Declarações de Cristo no princípio em “A Palavra manifesta em carne”

Aqueles entre os irmãos e irmãs que estão sempre dando vazão à sua negatividade são lacaios de Satanás e perturbam a igreja. Tais pessoas devem um dia ser expulsas e eliminadas. Se, em sua fé em Deus, as pessoas não tiverem um coração de reverência a Deus, se não tiverem um coração de obediência a Deus, então não só serão incapazes de fazer qualquer obra para Ele, mas, ao contrário, se tornarão aquelas que perturbam Sua obra e que O desafiam. Crer em Deus, mas não Lhe obedecer nem O reverenciar, e, em vez disso, resistir a Ele, é a maior desgraça para um crente. Se os crentes são tão casuais e irrestritos em sua fala e conduta como são os incrédulos, então eles são ainda mais malignos que os incrédulos; são demônios arquetípicos. Aqueles que dão vazão à sua conversa venenosa e maliciosa dentro da igreja, aqueles que espalham rumores, fomentam a desarmonia e formam grupos entre os irmãos e irmãs — eles deveriam ter sido expulsos da igreja. Mas porque agora é uma era diferente da obra de Deus, essas pessoas estão limitadas, pois enfrentam certa eliminação. Todos que foram corrompidos por Satanás têm caráter corrupto. Alguns não têm nada além de caráter corrupto, enquanto outros são diferentes: eles não só têm caráter satânico corrupto, mas sua natureza é também extremamente maliciosa. Não só suas palavras e ações revelam seu caráter satânico corrupto; essas pessoas são, além disso, o genuíno diabo Satanás. Seu comportamento interrompe e perturba a obra de Deus, prejudica a entrada na vida de irmãos e irmãs e danifica a vida normal da igreja. Mais cedo ou mais tarde, esses lobos em pele de cordeiro precisam ser removidos; uma atitude impiedosa, uma atitude de rejeição, deveria ser adotada para com esses lacaios de Satanás. Só isso é ficar do lado de Deus, e aqueles que deixam de fazê-lo estão chafurdando na lama com Satanás. Pessoas que genuinamente creem em Deus sempre O têm em seu coração e sempre levam dentro de si um coração reverente a Deus, um coração que ama Deus. Aqueles que creem em Deus deveriam fazer as coisas de modo prudente e cauteloso e tudo que fazem deveria ser de acordo com as exigências de Deus e capaz de satisfazer Seu coração. Eles não deveriam ser teimosos, fazendo o que bem lhes agrada; isso não convém à santa decência. As pessoas não precisam correr de maneira descontrolada, agitando a bandeira de Deus por toda parte enquanto se gabam e trapaceiam em todo lugar; esse é o tipo de conduta mais rebelde. As famílias têm suas regras, e as nações têm suas leis — e não é assim mais ainda na casa de Deus? Os padrões não são ainda mais rigorosos? Não há ainda mais decretos administrativos? As pessoas são livres para fazer o que quiserem, mas os decretos administrativos de Deus não podem ser alterados à vontade. Deus é um Deus que não tolera ofensa dos humanos; Ele é um Deus que mata as pessoas. As pessoas realmente ainda não sabem disso?

Extraído de ‘Um alerta para aqueles que não praticam a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Os iníquos amam coisas más, cruéis e maliciosas; amam todas essas coisas relacionadas a coisas negativas. À menção de coisas positivas — quando são informados de que algo é benéfico para as pessoas, que aquilo vem de Deus — eles não gostam daquilo que ouvem e perdem o interesse. Sendo assim, não há como possam ser salvos. Não importa quão bem-articulada seja a verdade, quão verdadeiro seja esse caminho, seu interesse não pode ser despertado — mas à menção de comer, beber, se divertir, se prostituir, jogar, roubar, assaltar, eles se animam. Esse é um caráter vicioso e maligno, não há bondade em seu coração, e assim são incapazes de amar coisas positivas. Como, em seu coração, eles veem coisas positivas? Com desprezo. Eles as menosprezam e zombam delas. À menção de ser honesto, eles pensam consigo mesmos: “Pessoas honestas não fazem nada além de sofrer. Não serei honesto. Você é tolo por ser honesto, veja só quão árduo é cumprir o seu dever. Você nunca pensou em se permitir uma saída, nunca considerou a sua saúde. Quem cuidará de você quando estiver esgotado? Não posso permitir que fique esgotado”. Alguns dizem: “Precisamos garantir uma saída para nós; não podemos ficar labutando cegamente com o suor do nosso rosto. Devemos preparar uma saída, então poderemos simplesmente fazer um esforço simbólico”. Falar sobre suas opiniões os deixa felizes, mas qualquer menção de obediência absoluta, de despender-se fielmente e cumprir seu dever, os repugna, eles sentem aversão a isso, e isso cai em ouvidos surdos. Essas pessoas não são perversas? Não há nada além de malícia em seu coração. À menção da verdade e de praticar a verdade, se seus interesses são violados, elas se tornam adversas, não querem ouvir: “O dia todo você fica falando sobre a verdade, sobre os princípios da prática e sobre ser honesto. Consigo colocar comida na mesa sendo honesto? Consigo ganhar dinheiro sendo honesto? Posso lucrar com a mentira”. Que lógica é essa? Essa é a “lógica do bandido de estrada”. Esse caráter não é perverso? O coração dessas pessoas é bondoso? (Não.) Essas pessoas não podem ganhar a verdade. Assim, existe um objetivo no pouco que dedicam, despendem e abandonam. Pensaram em tudo: dedicarão uma parte e, em troca, receberão dez partes. Apenas isso lhes parece valer a pena. Que tipo de caráter é esse? É maldade e perversidade.

Extraído de ‘Apenas conhecendo a si mesmo você pode buscar a verdade’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Um aspecto importante do caráter dos perversos é a malevolência. Em relação às exortações ou lembretes bem-intencionados de alguém, ou até mesmo naquelas ocasiões em que as pessoas apontam alguns de seus defeitos, a atitude dos perversos não é de gratidão, de aceitação humilde, mas de hostilidade e ódio — pode até provocar vingança. Existem pessoas que lidam com um anticristo dizendo: “Você se exibia de modo consistente enquanto cumpriu seu dever durante esse período e fez do cumprimento de seu dever um caos total. Você é digno de ficar diante de Deus? Quando esteve cumprindo seu dever, você se comportou irresponsavelmente e se recusou a agir de acordo com os princípios. Por que você não buscou a verdade? Por que não agiu de acordo com os princípios? Por que ignorou os irmãos e irmãs quando comungaram com você? Por que continuou a fazer o que lhe agradava?”. Existem vários “porquês”, essas palavras supremamente corriqueiras, palavras que expõem sua essência, que os irritam. Então pensam consigo: “Por quê? Não existe um ‘porquê’ — eu faço o que eu quiser! Quem é você para lidar comigo?”. Embora não digam essas coisas em voz alta, uma ira vingativa e hostil surge em seu coração. E essa ira provoca o quê? “O que lhe dá o direito de lidar comigo? Com base em que você diz que eu agi irresponsavelmente? E se eu me comportar de modo irresponsável, o que você pode fazer a respeito? Em toda a minha vida, ninguém jamais ousou me dizer tais coisas! Só eu tenho o direito de dizer essas coisas a outras pessoas — os outros não têm o direito de dizê-las a mim. Ainda não nasceu a pessoa capaz de me ensinar uma lição, que seja digna de me ensinar uma lição! Mas você ousa tentar passar um sermão em mim?” Dessa forma, surge inimizade. E uma vez que aparece a inimizade, dado o caráter malévolo dos anticristos, eles se contentarão em deixar que isso acabe aqui? Claro que não. Em seguida, eles começarão a pensar: “Essa pessoa que lidou comigo detém algum poder na igreja? Se eu me vingar dela, alguém a defenderá? Se eu tentar vingar-me dela, a igreja me punirá por isso? Já entendi — não me vingarei diretamente dela, farei algo totalmente às escondidas, descobrirei como ela se chama, seu endereço, quem mora com ela. Eu preciso me vingar dela, não posso simplesmente deixar isso passar. Como poderia tolerar esse tipo de mau trato? Não acredito em Deus a fim de ser maltratado, de ser importunado por quem bem entender — vim para ser abençoado, para entrar no reino dos céus. As pessoas vivem pela reputação e devem ter a coragem de lutar por sua dignidade; se você me importunar, se você me tratar como lixo, garantirei que você sofra as consequências. Vejamos quem de nós dois é mais durão, quem consegue vencer o outro!”. Algumas simples palavras de verdade e honestidade enfurecerão o anticristo, produzirão tanta inimizade, tanto ressentimento, e o levarão a fazer um esforço extraordinário para se vingar daquela pessoa. É claro que ele não escolhe somente um tipo de pessoa para se vingar; está disposto a odiar qualquer um que seja uma ameaça para ele, que consiga enxergar através dele, que entenda a verdade e seja capaz de expor sua essência e consiga tratar e podá-lo, que tenha a integridade de apresentar os fatos e seja capaz de expô-lo como aquilo que realmente é. Há até aqueles que dizem: “Qualquer um que lide comigo, eu o tratarei com dureza. Qualquer um que lide comigo e me pode, que me roube de minha parte das bênçãos e faça com que eu seja expulso da casa de Deus, eu jamais o deixarei em paz. É assim que sou no mundo secular: ninguém ousa causar problemas para mim, a pessoa que ouse me importunar ainda não nasceu!”. Esse é o tipo de insulto que eles emitem quando encaram poda e tratamento. Quando insultam, não é para intimidar os outros ou para reclamar, a fim de proteger a si mesmos — é o que realmente pretendem fazer. E então existem certos líderes e trabalhadores que, quando encontram pessoas como essas, não ousam abordá-las ou provocá-las; em vez disso, mantêm essas pessoas sempre sob sua proteção, com o resultado de que essas pessoas se tornam fixas em seus modos, persistem em causar interrupção e perturbação na igreja e acabam controlando os irmãos e irmãs. É assim que acontecem os desastres. Pode-se até chegar ao ponto em que alguns anticristos, pelo fato de suas táticas terem sido expostas e denunciadas pelos irmãos e irmãs, se vingam deles quando descobrem, entregando-os ao grande dragão vermelho, ao governo. Isso não é malevolência? (Sim.) Portanto, é evidentemente errado considerar os anticristos e os malfeitores como irmãos e irmãs. Se você carece de discernimento e rega e nutre anticristos e malfeitores como seus irmãos e irmãs, promovendo-os, usando-os em posições importantes e até atribuindo-lhes tarefas importantes, como se fossem irmãos e irmãs que buscam a verdade, você está causando um grande mal em sua liderança, você participa da maldade dos anticristos e deve ser eliminado.

Extraído de ‘Eles só cumprem seu dever para se distinguir e alimentar seus próprios interesses e ambições; eles nunca levam em consideração os interesses da casa de Deus e até traem esses interesses em troca de glória pessoal (VIII)’ em “Expondo os anticristos”

Tal é a extensão da maldade de algumas pessoas que elas têm o maior ódio contra os outros, seu relacionamento com eles não é nada senão aversão, não os selecionam nem mesmo para trabalhos da assembleia; ainda assim, encontram chances para se atacarem, serem agressivos uns com os outros, e fazem de tudo para perturbar os irmãos e irmãs — caso em que o princípio dita que tais pessoas sejam expurgadas da igreja. Tais pessoas são malignas? Como evidencia a extensão de sua hostilidade para com os outros, ninguém pode insultá-las, ninguém pode machucar nem feri-las, você não pode prejudicá-las nem um pouco, caso contrário elas se vingam de você e jamais recuam. Não há paciência, nem tolerância, nem aceitação em sua humanidade. Em que princípio se baseia seu comportamento? “Prefiro ofender todos debaixo do céu a ser ofendido por um deles.” Ninguém está autorizado a insultá-los. Essa é a lógica dos perversos? Tal é a lógica dos perversos: ninguém está autorizado a insultá-los. Você não pode feri-los nem um pouco, caso contrário se torna inimigo deles, e eles nunca o deixarão em paz, nunca recuarão — são assim as pessoas perversas. Sob tais circunstâncias, o indivíduo perverso deve ser removido o mais rápido e prontamente possível, antes que crie uma perturbação séria. Não esperem que eles comecem a fazer coisas na igreja, não esperem que causem interrupção entre os irmãos e irmãs.

Uma vez que alguém decidiu ser perverso, existe algum sentido em comungar com ele? Dar-lhe uma chance é inútil; dar oportunidades aos perversos contraria os princípios. E por que contraria os princípios? Dada a sua essência, eles jamais se arrependerão; a palavra “arrependimento” não existe em seu vocabulário. Não importa como você comungue com eles, eles não deixarão de lado suas tendências, ideias e interesses — não conseguem deixar nada de lado. Quando se apegam a algo, ninguém consegue convencê-los a soltar. Mais cedo ou mais tarde, eles se vingarão de todos que se tornaram objeto de seu ódio. Tais pessoas podem se arrepender? Elas são incapazes de arrependimento, portanto não é tolice ver claramente que elas são malignas e, mesmo assim, dar-lhes uma chance?

Extraído de ‘Identificando falsos líderes (14)’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Como os anticristos e os perversos se relacionam? Em geral riem e brincam, se bajulam e caem nas graças uns dos outros. Os perversos arrebanham-se onde quer que os anticristos estejam; sempre estão juntos, como moscas seguindo o fedor. Nenhuma obra séria é feita quando estão em companhia uns dos outros; simplesmente fofocam sobre quem falou mal de quem ou quem criticou severamente os líderes, ou, se virem pessoas que os desagradem, pensarão em como expulsá-las. Tudo do que falam é como dificultar a vida dos outros. Discutem também como se posicionar contra o alto, como saber com antecedência se alguém planeja denunciar um problema com eles e o que fazer a esse respeito assim que realmente o saibam. Esses são os assuntos sobre os quais esse bando de perversos fala. Quando estão juntos, eles nunca comungam sobre quais irmãos e irmãs podem estar fracos ou negativos, carecer de convicção ao cumprir seus deveres ou ter sido enganados por causa de algo, e nunca comungam sobre como ajudar e apoiar melhor aqueles irmãos e irmãs, nem comungam sobre em que áreas a igreja poderia ser melhor nem sobre maneiras e métodos de resolver esses problemas. Eles não falam sobre tais assuntos. Só fofocam sobre quem está infeliz com eles, quem é uma ameaça ao status deles, quem vai relatar um problema com eles e quem está em contato com o alto. Após discutir algo, os anticristos então vão e colocam esse algo em ação nas igrejas, e sua intromissão as vira de cabeça para baixo. Então, todos entram em pânico, e os irmãos e irmãs por fim começam a suspeitar e a ter ciúmes uns dos outros, destruindo e expondo uns aos outros — atingindo dessa maneira os objetivos dos anticristos. É assim que os anticristos conduzem as igrejas. Se os perversos fazem o que eles dizem, os anticristos os protegem. Se os perversos não fazem o que dizem, então os perversos são os primeiros a serem enfrentados. Se aqueles perversos seguirem os anticristos e puderem ser recrutados e atraídos, então os anticristos os transformarão em cúmplices e informantes para realizar maus atos para eles. Introduzirão aqueles perversos entre os outros irmãos e irmãs para descobrir quem falou mal deles pelas costas, quem tem queixas sobre eles, quem tem algumas percepções das palavras de Deus e quer exercer discernimento sobre eles e sobre certas coisas que poderiam expô-los por aquilo que realmente são, quem abaixo deles planeja denunciá-los e quem frequentemente deseja estar em contato com o alto. Ficam especificamente atentos a essas coisas e então, quando estão todos juntos, discutem contramedidas, deliberando sobre quem podem expulsar a cada dia e depois fazendo-o parecer oficial ao submetê-lo à votação. Essas são as coisas que os anticristos fazem; é assim que conduzem as igrejas. Em locais com anticristos e perversos, uma atmosfera túrbida permeia as igrejas. Isso se chama o diabo estar no comando. Pode surgir algo bom quando o diabo está no comando? Só pode trazer calamidade sobre os escolhidos de Deus.

Extraído de ‘Eles confundem, atraem, ameaçam e controlam as pessoas’ em “Expondo os anticristos”

Toda igreja tem pessoas que lhe causam problemas ou se intrometem na obra de Deus. Todas essas pessoas são Satanases que se infiltram disfarçados na casa de Deus. Tais pessoas são boas em atuar: vêm diante de Mim com grande reverência, curvando-se e se coçando, vivendo como cães sarnentos, dedicando o seu “tudo” para alcançar os próprios objetivos — mas, na frente dos irmãos e irmãs, mostram seu lado feio. Quando veem pessoas que praticam a verdade, elas as atacam e as empurram para o lado; quando veem pessoas mais formidáveis que elas mesmas, as lisonjeiam e as bajulam. Elas agem sem controle na igreja. Pode-se dizer que tais “valentões locais”, tais “cães de colo”, existem na maioria das igrejas. Eles andam juntos por aí sorrateiramente, enviando piscadelas e sinais secretos uns aos outros, e nenhum deles pratica a verdade. O que tem mais veneno é o “demônio principal”, e o que tem mais prestígio os lidera, portando sua bandeira erguida. Essas pessoas promovem desordem na igreja, espalhando sua negatividade, dando vazão à morte, agindo como lhes apraz, dizendo o que bem entendem, e ninguém ousa pará-las. Elas transbordam do caráter de Satanás. Mal causam uma perturbação, e logo um ar de morte entra na igreja. Aqueles dentro da igreja que praticam a verdade são expulsos, incapazes de dar tudo de si, enquanto lá dentro aqueles que perturbam a igreja e espalham morte correm em desordem — e, além disso, a maioria das pessoas os segue. Tais igrejas são governadas por Satanás, pura e simplesmente; o diabo é o seu rei. Se não se levantarem e rejeitarem os demônios principais, os congregados, também, irão à ruína, mais cedo ou mais tarde. De agora em diante, medidas precisam ser tomadas contra tais igrejas. Se aqueles que são capazes de praticar um pouco da verdade não buscarem, então essa igreja será eliminada. Se uma igreja não tiver ninguém que esteja disposto a praticar a verdade e ninguém que possa ser testemunha de Deus, então essa igreja deveria ser completamente isolada e suas conexões com outras igrejas precisam ser rompidas. Isso é chamado de “enterrar a morte”; é isso que significa expulsar Satanás. Se uma igreja tiver diversos valentões e eles forem seguidos por “pequenas moscas” que carecem inteiramente de discernimento, e se os congregados, mesmo depois de terem visto a verdade, ainda forem incapazes de rejeitar as amarras e a manipulação desses valentões, então todos aqueles tolos serão eliminados no fim. Essas pequenas moscas poderiam não ter feito nada terrível, mas são ainda mais enganosas, ainda mais escorregadias e evasivas, e todos os que forem assim serão eliminados. Nem um permanecerá! Aqueles que pertencem a Satanás serão devolvidos a Satanás, enquanto aqueles que pertencem a Deus certamente irão em busca da verdade; isso é decidido pela natureza deles. Que todos aqueles que seguem Satanás pereçam! Nenhuma piedade será mostrada a tais pessoas. Que todos os que buscam a verdade sejam providos e possam ter prazer na palavra de Deus para o contentamento de seu coração. Deus é justo; Ele não mostraria favoritismo a ninguém. Se você for um diabo, então será incapaz de praticar a verdade; se você for alguém que busca a verdade, então é certo que não será levado cativo por Satanás. Isso está além de qualquer dúvida.

Extraído de ‘Um alerta para aqueles que não praticam a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Pessoas que não se esforçam para progredir sempre desejam que os outros sejam tão negativos e indolentes quanto elas. Aquelas que não praticam a verdade têm inveja das que praticam e sempre tentam enganar aqueles que estão confusos e carecem de discernimento. As coisas a que essas pessoas dão vazão podem fazer com que você se degenere, escorregue para baixo, desenvolva um estado anormal e fique cheio de trevas. Elas fazem você se tornar distante de Deus e apreciar a carne e se entregar. Pessoas que não amam a verdade e que são sempre superficiais para com Deus não têm autoconsciência, e o caráter de tais pessoas seduz os outros a cometer pecados e a desafiar Deus. Elas não praticam a verdade, nem permitem que os outros a pratiquem. Elas apreciam o pecado e não abominam a si mesmas. Elas não se conhecem e impedem os outros de se conhecer; também impedem os outros de desejar a verdade. Aqueles que elas enganam não conseguem ver a luz. Eles caem na escuridão, não se conhecem, não têm clareza da verdade e se tornam cada vez mais distantes de Deus. Elas não praticam a verdade e impedem os outros de praticar a verdade, trazendo todos aqueles tolos diante de si. Em vez de dizer que creem em Deus, seria melhor dizer que elas creem em seus ancestrais, ou que aquilo em que creem são os ídolos em seu coração. Para aquelas pessoas que alegam seguir a Deus, seria melhor abrir os olhos e dar uma boa olhada para ver exatamente em quem elas creem: é realmente em Deus que você crê ou é em Satanás? Se você sabe que aquilo em que crê não é Deus, mas seus ídolos, então seria melhor se você não alegasse ser um crente. Se você realmente não sabe em quem crê, então, novamente, seria melhor se você não alegasse ser um crente. Dizer isso seria blasfêmia! Ninguém o está obrigando a crer em Deus. Não digam que vocês creem em Mim; já tive o suficiente dessa conversa e não desejo ouvi-la de novo, porque aquilo em que vocês creem é nos ídolos em seu coração e nos valentões entre vocês. Aqueles que balançam a cabeça quando ouvem a verdade, que forçam um riso quando ouvem falar de morte, são todos as crias de Satanás e são aqueles que serão eliminados. Muitos na igreja não têm discernimento. Quando algo enganoso ocorre, eles inesperadamente ficam do lado de Satanás; até se ofendem ao serem chamados de lacaios de Satanás. Embora as pessoas possam dizer que eles não têm discernimento, eles sempre ficam do lado sem a verdade, nunca ficam do lado da verdade no momento crítico, nunca se levantam e argumentam em prol da verdade. Eles carecem verdadeiramente de discernimento? Por que eles inesperadamente tomam o lado de Satanás? Por que nunca dizem uma palavra que seja justa e razoável para apoiar a verdade? Essa situação surgiu genuinamente como resultado de sua confusão momentânea? Quanto menos discernimento as pessoas têm, menos são capazes de ficar do lado da verdade. O que isso mostra? Não mostra que as pessoas sem discernimento amam o mal? Não mostra que elas são a cria leal de Satanás? Por que é que elas são sempre capazes de ficar do lado de Satanás e falar a língua dele? Cada palavra e ato delas, as expressões em seu rosto, todos são suficientes para provar que elas não são um tipo de amante da verdade; antes, são pessoas que detestam a verdade. O fato de que podem ficar do lado de Satanás é suficiente para provar que Satanás realmente ama esses diabos mesquinhos que passam a vida lutando pela causa de Satanás. Todos esses fatos não são perfeitamente claros? Se você é mesmo uma pessoa que ama a verdade, por que, então, não tem consideração por aqueles que praticam a verdade e por que você segue imediatamente aqueles que não praticam a verdade ao mínimo olhar deles? Que tipo de problema é esse? Não Me importa se você tem discernimento ou não. Eu não Me importo com quão alto seja o preço que você pagou. Eu não Me importo com quão grandes sejam suas forças, e não Me importa se você é um valentão ou um líder que carrega uma bandeira. Se as suas forças são grandes, isso só se deve à ajuda da força de Satanás. Se o seu prestígio é alto, isso é meramente porque há gente demais ao seu redor que não pratica a verdade. Se você não foi expulso, isso é porque agora não é o tempo da obra de expulsar; antes, é o tempo da obra de eliminação. Não há pressa em expulsar você agora. Eu simplesmente estou esperando pelo dia em que o punirei após você ter sido eliminado. Qualquer um que não praticar a verdade será eliminado!

Extraído de ‘Um alerta para aqueles que não praticam a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”

As pessoas que genuinamente creem em Deus são as que estão dispostas a colocar a palavra de Deus em prática e estão dispostas a praticar a verdade. As pessoas que são verdadeiramente capazes de ficar firmes em seu testemunho de Deus são também as que estão dispostas a colocar Sua palavra em prática e podem genuinamente ficar do lado da verdade. Todas as pessoas que recorrem a truques e injustiça carecem da verdade e todas trazem vergonha a Deus. Aquelas que causam disputas na igreja são lacaias de Satanás, elas são a personificação de Satanás. Tais pessoas são maliciosas demais. Aquelas que não têm discernimento e são incapazes de ficar do lado da verdade, todas elas abrigam más intenções e mancham a verdade. Mais que isso, elas são as representantes arquetípicas de Satanás. Não podem ser redimidas e naturalmente serão eliminadas. A família de Deus não permite permanecer aquelas que não praticam a verdade, nem permite permanecer aquelas que deliberadamente desmantelam a igreja. No entanto, agora não é o tempo de fazer a obra de expulsão; tais pessoas simplesmente serão expostas e eliminadas no fim. Mais nenhuma obra inútil deve ser despendida nessas pessoas; aquelas que pertencem a Satanás não podem ficar do lado da verdade, enquanto aquelas que buscam a verdade podem. As pessoas que não praticam a verdade são indignas de ouvir o caminho da verdade e indignas de dar testemunho da verdade. A verdade simplesmente não é para seus ouvidos; antes, é dirigida àquelas que a praticam. Antes que o fim de cada pessoa seja revelado, aquelas que perturbam a igreja e interrompem a obra de Deus primeiramente serão postas de lado por ora, para serem tratadas mais tarde. Uma vez que a obra estiver completa, cada uma dessas pessoas será exposta e depois elas serão eliminadas. Por ora, enquanto a verdade está sendo provida, elas serão ignoradas. Quando toda a verdade for revelada à humanidade, essas pessoas devem ser eliminadas; esse será o momento em que todas as pessoas serão classificadas segundo a sua espécie. As trapaças mesquinhas daquelas sem discernimento levarão à sua destruição nas mãos dos perversos, elas serão atraídas por eles, para nunca mais voltar. E tal tratamento é o que elas merecem, porque não amam a verdade, porque são incapazes de ficar do lado da verdade, porque seguem pessoas malignas e ficam do lado das pessoas malignas, porque estão em conluio com as pessoas malignas e desafiam Deus. Elas sabem perfeitamente bem que o que aquelas pessoas malignas irradiam é maldade; mesmo assim, endurecem seu coração e dão as costas à verdade para segui-las. Essas pessoas que não praticam a verdade, mas que fazem coisas destrutivas e abomináveis, não estão todas cometendo o mal? Embora haja entre elas aqueles que se intitulam reis e outros que as seguem, não é a mesma essa sua natureza que desafia a Deus? Que desculpa podem ter para alegar que Deus não os salva? Que desculpa podem ter para alegar que Deus não é justo? Não é a própria maldade deles que os está destruindo? Não é a própria rebeldia que os está arrastando para o inferno? As pessoas que praticam a verdade serão, no fim, salvas e aperfeiçoadas por causa da verdade. Aqueles que não praticam a verdade trarão, no fim, a destruição sobre si mesmos por causa da verdade. Esses são os fins que esperam aqueles que praticam a verdade e aqueles que não a praticam. Eu aconselho aqueles que não estão planejando praticar a verdade a deixar a igreja o mais cedo possível para evitar que cometam ainda mais pecados. Quando chegar a hora, será tarde demais até para o arrependimento. Em particular, aqueles que formam grupos e criam cisões, e aqueles valentões dentro da igreja precisam sair ainda antes. Tais pessoas, que têm a natureza de lobos malvados, são incapazes de mudar. Seria melhor que saíssem da igreja na primeira oportunidade, para nunca mais perturbar a vida normal dos irmãos e irmãs e com isso evitar a punição de Deus. Aqueles de vocês que os acompanharam fariam bem em aproveitar essa oportunidade para refletir sobre si mesmos. Você sairá da igreja com os maus ou permanecerá e seguirá obedientemente? Você precisa avaliar essa questão com cuidado. Eu lhes dou mais uma oportunidade de escolher e espero a resposta de vocês.

Extraído de ‘Um alerta para aqueles que não praticam a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Anterior: 115. Os princípios para identificar incrédulos

Próximo: 117. Os princípios para identificar falsos líderes e obreiros

Durante desastres, além de rezar, a coisa mais crítica para nós é encontrar a maneira de sermos protegidos. Junte-se ao nosso grupo de estudo gratuitamente.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro