109. Os princípios para distinguir entre seguir a Deus e seguir humanos

(1) Afirmem que Cristo é a verdade, o caminho e a vida e busquem a verdade em todos os assuntos. Só assim se pode chegar a seguir a Deus em vez de seguir humanos;

(2) Compreendam a diferença entre a obra de Deus e o trabalho do homem e sejam capazes de enxergar a essência do homem. Só assim se consegue arrancar pela raiz o problema de levantar os olhos para outros humanos;

(3) É arranjo de Deus e Seu decreto administrativo que a pessoa deve se submeter à rega e pastoreio do homem usado pelo Espírito Santo. Isso não é o mesmo que levantar os olhos para um humano ou segui-lo;

(4) Compreendam a verdade da encarnação, conheçam a essência divina de Cristo e vejam as ações de Deus na carne. Só assim é possível se submeter ao Deus prático e adorá-Lo.

Palavras de Deus relevantes:

De suma importância ao seguir a Deus é que tudo esteja de acordo com as palavras de Deus hoje: quer você busque a entrada na vida ou o cumprimento da vontade de Deus, tudo deve estar centrado em torno das palavras de Deus hoje. Se aquilo que você comunga e busca não está centrado em torno das atuais palavras de Deus, você é um estranho às palavras de Deus e totalmente privado da obra do Espírito Santo. O que Deus quer são pessoas que sigam Seus passos. Não importa quão maravilhoso e puro seja aquilo que você compreendeu antes, Deus não o quer, e se você não for capaz de pôr tais coisas de lado, elas serão um enorme obstáculo para a sua entrada no futuro. Todos aqueles que são capazes de seguir a luz atual do Espírito Santo são abençoados. As pessoas de eras passadas também seguiram os passos de Deus, mas não puderam seguir até hoje; essa é a bênção das pessoas dos últimos dias. Aquelas que podem acompanhar a obra atual do Espírito Santo e são capazes de seguir os passos de Deus, de modo que seguem Deus para onde quer que Ele as conduza — essas são pessoas abençoadas por Deus. Aquelas que não seguem a obra atual do Espírito Santo não entraram na obra das palavras de Deus e, não importa quanto trabalhem nem quão grande seja seu sofrimento, nem quanto corram por aí, nada disso significa qualquer coisa para Deus, e Ele não as elogiará. Hoje, todos aqueles que seguem as palavras atuais de Deus estão na corrente do Espírito Santo; os que são estranhos às palavras atuais de Deus estão fora da corrente do Espírito Santo, e tais pessoas não são elogiadas por Deus.

Extraído de ‘Conheça a mais nova obra de Deus e siga os Seus passos’ em “A Palavra manifesta em carne”

Nas palavras “aquele que seguir Deus até o fim receberá a salvação” o significado de “seguir” é perseverar em meio à tribulação. Hoje, muitos acreditam que seguir Deus é fácil, mas quando a obra de Deus estiver perto do fim, você saberá o verdadeiro significado de “seguir”. Só porque você ainda é capaz de seguir Deus hoje depois de ser conquistado, não significa que você seja um daqueles que serão aperfeiçoados. Os que são incapazes de suportar as provações, que são incapazes de serem vitoriosos em meio à tribulação, no fim, serão incapazes de perseverar e assim serão incapazes de seguir Deus até o fim. Os que realmente seguem Deus são capazes de suportar o teste de Sua obra, enquanto os que não seguem Deus verdadeiramente são incapazes de suportar qualquer provação de Deus. Cedo ou tarde eles serão expulsos, enquanto os vitoriosos permanecerão no reino. Se o homem realmente busca Deus ou não é determinado pelo teste de Sua obra, isto é, pelas provações de Deus, e não tem nada a ver com a decisão do próprio homem. Deus não rejeita uma pessoa por capricho; tudo o que Ele faz pode convencer completamente o homem. Ele não realiza nada que seja invisível ao homem ou qualquer obra que não possa convencer o homem. Se a crença do homem é verdadeira ou não é algo comprovado pelos fatos e não pode ser decidido pelo homem.

Extraído de ‘A obra de Deus e a prática do homem’ em “A Palavra manifesta em carne”

Você sabe o que significa seguir a Deus? Sem visões, que senda você seguiria? Na obra de hoje, se você não tiver visões, você não será capaz, de modo algum, de ser completado. Em quem você acredita? Por que você acredita Nele? Por que você O segue? Você vê a sua fé como um tipo de jogo? Você está tratando a sua vida como uma espécie de brinquedo? O Deus de hoje é a maior visão. Quanto Dele você conhece? Quanto Dele você já viu? Tendo visto o Deus de hoje, o fundamento da sua crença em Deus é sólido? Você acha que alcançará a salvação enquanto seguir dessa maneira confusa? Você acha que pode pescar em águas turvas? É tão simples assim? Quantas noções a respeito das palavras que Deus declara hoje você pôs de lado? Você tem uma visão do Deus de hoje? Onde a sua compreensão sobre o Deus de hoje repousa? Você sempre acredita que pode obtê-Lo[a] só por segui-Lo, ou simplesmente por vê-Lo, e que ninguém será capaz de se livrar de você. Não assuma que seguir a Deus é uma questão tão fácil. A chave é que você deve conhecê-Lo, deve conhecer a Sua obra, e deve ter a vontade de suportar dificuldades pelo bem Dele, de sacrificar a sua vida por Ele, e de ser aperfeiçoado por Ele. Essa é a visão que você deveria ter. Não será aceitável que seus pensamentos estejam sempre inclinados a desfrutar da graça. Não suponha que Deus está aqui apenas para o desfrute das pessoas ou apenas para conceder-lhes graça. Você estaria errado! Se alguém não pode arriscar a vida para segui-Lo, se alguém não pode abandonar todas as posses mundanas para segui-Lo, então essa pessoa certamente não será capaz de continuar a segui-Lo até o fim! Você deve ter visões como seu fundamento. Se um infortúnio lhe sobrevier um dia, o que você deve fazer? Você ainda seria capaz de segui-Lo? Não diga levianamente se você seria capaz de seguir até o fim. Seria melhor você primeiro abrir bem os olhos para ver exatamente que tempo é este agora. Embora no momento vocês possam ser como pilares do templo, virá um tempo em que todos os pilares assim serão roídos pelos vermes, fazendo com que o templo desabe, pois, no presente, existem tantas visões das quais vocês carecem. Vocês só prestam atenção nos seus próprios mundos pequenos, e vocês não sabem qual é a maneira mais confiável e apropriada de buscar. Vocês não dão atenção à visão da obra de hoje, nem mantêm essas coisas em seu coração. Vocês já consideraram que, um dia, o seu Deus irá colocá-los em um lugar nada familiar? Vocês conseguem imaginar o que seria de vocês um dia, quando Eu pudesse arrancar tudo de vocês? Sua energia naquele dia seria como é agora? Sua fé reapareceria? Ao seguir a Deus, vocês devem conhecer essa visão maior que é “Deus”: essa é a questão mais importante. Também não assumam que, por romper com os homens mundanos para se tornarem santificados, que vocês estarão necessariamente na família de Deus. Nestes dias, é o Próprio Deus que está operando em meio à criação; é Ele quem veio entre as pessoas para fazer a Sua própria obra — não para realizar campanhas. Entre vocês, nem sequer um punhado de pessoas é capaz de saber que a obra de hoje é a obra do Deus no céu que Se tornou carne. Isso não é questão de transformar vocês em pessoas excepcionais de talento; isso é para ajudar vocês a conhecer o significado da vida humana, a conhecer o destino dos seres humanos e a conhecer a Deus e a Sua totalidade. Você deveria saber que você é um objeto da criação nas mãos do Criador. O que você deveria compreender, o que deveria fazer, e como deveria seguir a Deus — não são essas as verdades que você deve compreender? Não são essas as visões que deveria ver?

Extraído de ‘Vocês devem entender a obra — não sigam confusamente!’ em “A Palavra manifesta em carne”

O que, exatamente, é crença em Deus? Crença em religião equivale a crença em Deus? Quando as pessoas creem em religião, elas seguem a Satanás. Somente quando elas creem em Deus é que seguem a Deus, e somente aqueles que seguem Cristo realmente creem em Deus. Alguém que nunca aceite as palavras de Deus como sua vida é uma pessoa que crê em Deus? É inútil, não importa quantos anos ela tenhacrido em Deus. Alguém que sempre se empenha em ritual religioso em sua fé, mas não pratica a verdade não é um crente em Deus, e Deus não o reconhece. Com base em que Deus reconhece você? Seu reconhecimento é baseado em se você age ou não segundo Suas exigências em todos os assuntos. Seu reconhecimento é medido de acordo com as palavras Dele, não baseado em quantas mudanças há em seu comportamento exterior ou em quanto tempo você passa correndo para lá e para cá por Ele, mas na senda que você trilha e se você busca ou não a verdade. Há muitos que dizem crer em Deus e falam palavras de louvor a Deus — mas, em seu coração, eles não amam as palavras ditas por Deus nem estão interessados na verdade. Em seu coração, eles creem sempre que somente se viverem pelas filosofias de Satanás e várias doutrinas do mundo exterior serão normais e capazes de se proteger, que somente viver assim trará valor à sua vida neste mundo. Essas são pessoas que creem em Deus e O seguem? Todos os ditos famoso de personalidades grandes e renomadas soam especialmente filosóficos e são especialmente capazes de enganar as pessoas. Se você os trata como a verdade e os segue como máximas, mas quando se trata das palavras de Deus, das palavras mais comuns de Deus, que exigem que você seja uma pessoa honesta, que você permaneça escrupulosamente em seu próprio posto atribuído e cumprindo o dever de um ser criado e que permaneça firme — você é incapaz de praticá-las e você não as trata como a verdade, então você não é um seguidor de Deus. Você pode dizer que tem praticado Suas palavras, mas e se Deus exigir de você a verdade e perguntar: “O que você tem praticado? Quem falou aquelas palavras que você pratica? Qual é a base dos princípios aos quais você adere?” Se essa base não se constitui das palavras de Deus, então são as palavras de Satanás; o que você vive é as palavras de Satanás, porém você ainda diz que pratica a verdade e que satisfaz a Deus, isso não é blasfêmia contra Ele? Deus diz que as pessoas devem ser honestas, porém, há aquelas que não ponderam o que inclui ser honesto, como devem praticar honestidade, ou quais das coisas que vivem e revelam não são honestas e quais são. Elas não contemplam a essência da verdade nas palavras de Deus, mas encontram um livro de descrentes e, ao lê-lo, dizem: “Estas são palavras boas — melhores até do que as de Deus. ‘Pessoas honestas sempre prevalecem’ — isso não é o mesmo que Deus disse? Isso é a verdade também!” Então, elas seguem essas palavras. O que elas vivem quando seguem essas palavras? Elas são capazes de viver a verdade-realidade? Há muitas dessas pessoas? Elas ganham um pouco de conhecimento, leem alguns livros e ganham um pouquinho de insight; elas ouvem algum adágio famoso ou ditado popular e os tratam como a verdade. Elas agem de acordo com essas palavras e as aplicam a seus deveres e a sua vida de crença em Deus e até pensam que isso O satisfaz. Isso não é truque? Isso não é trapaça? É blasfêmia! Há muito disso nas pessoas. Elas seguem doutrinas populares que soam agradáveis e parecem corretas como se fossem a verdade. Elas colocam as palavras de Deus de lado e não prestam atenção a elas, e, não importa quantas vezes as leiam, elas não as levam a sério nem as tratam como a verdade. Uma pessoa que aja assim é alguém que crê em Deus? Ela segue a Deus? Tal pessoa crê em religião; ela segue a Satanás! Em seu coração, ela pensa que há filosofia nas palavras ditas por Satanás, que essas palavras têm significado profundo, que elas têm autoridade, são dizeres sábios e, não importa o que mais possa abandonar, ela nunca poderia pôr tais palavras de lado. Fazê-lo, para ela, seria como perder a vida ou como se lhe arrancassem o coração. Que tipo de pessoa é essa? Essa é uma pessoa que segue a Satanás.

Extraído de ‘A crença na religião nunca levará à salvação’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Quando elas não têm problemas, quando tudo está indo bem, a maioria das pessoas sente que Deus é poderoso, justo e amável. Quando Deus as testa, lida com elas, castiga e disciplina, quando Ele pede a elas que ponham de lado seus próprios interesses, que deem as costas para a carne e pratiquem a verdade, quando Deus opera nelas e orquestra e reina sobre o destino e a vida delas, elas se tornam rebeldes e criam afastamento entre si mesmas e Deus; criam conflito e um abismo entre elas e Deus. Em tais momentos, no coração delas, Deus não é nem um pouco amável; Ele de forma alguma é poderoso, pois o que Ele faz não cumpre os desejos delas. Deus as entristece; Ele as chateia; Ele lhes traz dor e sofrimento; Ele faz com que se sintam perturbadas. Elas, portanto, de modo algum se submetem a Deus, rebelando-se, em vez disso, contra Ele e O evitando. Elas estão praticando a verdade ao fazer isso? Elas estão seguindo o caminho de Deus? Elas seguem a Deus? Não. Então, não importa quão numerosas sejam suas noções e imaginações sobre a obra de Deus, e não importa como você agiu anteriormente de acordo com sua própria vontade e se rebelou contra Deus, se você realmente buscar a verdade e aceitar o julgamento e o castigo das palavras de Deus, e aceitar ser podado e tratado pelas palavras de Deus; se, em tudo o que Ele orquestra, você é capaz de seguir o caminho de Deus, de obedecer às palavras de Deus, de buscar a Sua vontade, de colocar em prática Suas palavras e Sua vontade, se for capaz de buscar se submeter e conseguir pôr de lado toda a sua própria vontade, desejos, considerações, motivações e antagonismo a Deus — só então você estará seguindo a Deus! Você diz que segue a Deus, mas tudo o que faz é de acordo com sua própria vontade. Em tudo o que faz, você tem seus próprios objetivos, seus próprios planos; você não deixa nas mãos de Deus. Deus ainda é seu Deus, então? Se Deus não é seu Deus, então quando você diz que segue a Deus, essas não são palavras vazias? Tais palavras não são uma tentativa de iludir as pessoas? Você diz que segue a Deus, mas todas as suas ações e comportamentos, sua perspectiva da vida, seus valores e todas as atitudes e princípios pelos quais você aborda e lida com as questões vêm de Satanás — você lida com tudo isso inteiramente de acordo com os princípios e a lógica de Satanás. Então, você segue a Deus?

[…] A maneira mais simples de descrever crença em Deus é confiar que existe um Deus e, sobre esse fundamento, segui-Lo, obedecer-Lhe, aceitar Seu domínio, orquestrações e arranjos, atentando para Suas palavras, vivendo de acordo com Suas palavras, fazendo tudo de acordo com Suas palavras, sendo um verdadeiro ser criado e temendo-O e evitando o mal; somente isso é crença verdadeira em Deus. Isso é o que significa seguir a Deus. Você diz que segue a Deus, mas, em seu coração, não aceita as palavras de Deus e não aceita Seu domínio, orquestrações e arranjos. Se você sempre tiver noções do que Deus faz e sempre entender errado o que Ele faz e reclamar disso; se você sempre estiver insatisfeito e sempre medir e abordar o que Ele faz usando suas próprias noções e imaginações; se você sempre tiver seus próprios entendimentos — isso causará problema. Você não está experimentando a obra de Deus, e você não tem como segui-Lo verdadeiramente. Isso não é crença em Deus.

Extraído de ‘A crença na religião nunca levará à salvação’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Basta olhar para os líderes de cada denominação — são todos arrogantes e hipócritas, e suas interpretações da Bíblia carecem de contexto e são guiadas por sua imaginação. Eles todos se fiam em seus dons e em sua erudição para realizar seu trabalho. Se fossem incapazes de pregar qualquer coisa, as pessoas os seguiriam? Afinal de contas, eles possuem certo conhecimento e conseguem pregar sobre alguma doutrina ou sabem como conquistar as pessoas e como usar alguns artifícios. Eles usam isso para trazer as pessoas para diante de si mesmos e enganá-las. Nominalmente, essas pessoas acreditam em Deus, mas, na realidade, seguem seus líderes. Quando encontram alguém pregando o caminho verdadeiro, algumas dizem: “Temos que consultar nosso líder sobre a nossa fé”. Um humano é o mediador de sua fé em Deus; isso não é um problema? Então, no que esses líderes se transformaram? Será que não se tornaram fariseus, falsos pastores, anticristos e pedras de tropeço para que as pessoas aceitem o caminho verdadeiro? Tais pessoas são da mesma laia de Paulo. […]

Anteriormente, os crentes em Deus podem ter seguido uma pessoa ou podem não ter satisfeito a vontade de Deus; neste estágio final, eles terão de vir para diante de Deus. Se o seu fundamento é sua experiência deste estágio da obra, mas você continua a seguir uma pessoa, então você é imperdoável e terá o mesmo fim que teve Paulo.

Extraído de ‘Somente buscar a verdade é verdadeiramente crer em Deus’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Algumas pessoas não se regozijam com a verdade, muito menos com o julgamento. Em vez disso, regozijam-se com poder e riquezas; tais pessoas são chamadas de caçadores de poder. Elas buscam somente aquelas denominações no mundo que têm influência, e somente aqueles pastores e professores que vêm de seminários. Apesar de terem aceitado o caminho da verdade, elas só creem pela metade; são incapazes de entregar todo o coração e toda a mente, sua boca fala de se despender por Deus, mas seus olhos estão focados nos grandes pastores e professores, e nem sequer consideram olhar para Cristo uma segunda vez. O coração delas está fixado em fama, fortuna e glória. Elas acham que está fora de questão que um homem assim tão pequeno seria capaz de conquistar tantos, que alguém tão desinteressante seria capaz de aperfeiçoar as pessoas. Elas acham que está fora de questão que esses simplórios em meio à poeira e aos montes de esterco sejam as pessoas escolhidas por Deus. Acreditam que, se tais pessoas fossem o objeto da salvação de Deus, então o céu e a terra virariam de cabeça para baixo e todos os homens ririam até não poder mais. Acreditam que, se Deus escolhesse tais simplórios para serem aperfeiçoados, então esses grandes homens se transformariam no Próprio Deus. Sua perspectiva é maculada por descrença; além de descrentes, são apenas feras absurdas. Pois só valorizam posição, prestígio e poder, e estimam apenas grandes grupos e denominações. Não têm consideração alguma por aqueles que são conduzidos por Cristo; são simplesmente traidores que deram as costas para Cristo, para a verdade e para a vida.

O que você admira não é a humildade de Cristo, mas aqueles falsos pastores de posição proeminente. Você não ama a amorosidade ou a sabedoria de Cristo, mas aqueles libertinos que se chafurdam na imundície do mundo. Você ri da dor de Cristo, que não tem lugar para deitar a cabeça, mas admira aqueles cadáveres que caçam oferendas e vivem em devassidão. Você não está disposto a sofrer ao lado de Cristo, mas se lança contente nos braços daqueles anticristos imprudentes, apesar de eles apenas lhe fornecerem carne, palavras e controle. Agora mesmo seu coração ainda se volta para eles, para a reputação deles, para o status deles e para a influência deles. E, no entanto, você continua a manter uma atitude na qual acha a obra de Cristo dura de engolir e não está disposto a aceitá-la. É por isso que Eu digo que você não tem a fé para reconhecer Cristo. A razão por que você O seguiu até hoje foi só porque você não teve outra opção. Uma série de imagens altivas está sempre em destaque em seu coração; você não consegue esquecer cada palavra e feito deles, nem suas palavras e mãos influentes. Eles são, no seu coração, para sempre supremos e para sempre heróis. Mas isso não vale para o Cristo de hoje. Ele é para sempre insignificante no seu coração, e para sempre indigno de reverência. Porque Ele é comum demais, tem muito pouca influência e está longe de ser elevado.

De qualquer modo, Eu digo que todos aqueles que não valorizam a verdade são descrentes e traidores da verdade. Tais homens nunca receberão a aprovação de Cristo. Você identificou agora quanta descrença existe dentro de você, e quanta traição de Cristo? Eu o exorto assim: já que escolheu o caminho da verdade, então você deveria se dedicar de todo o coração; não seja ambivalente nem irresoluto. Você deveria compreender que Deus não pertence ao mundo ou a qualquer pessoa em particular, mas a todos aqueles que acreditam Nele verdadeiramente, todos aqueles que O adoram e todos aqueles que são devotos e fiéis a Ele.

Extraído de ‘Você é um verdadeiro crente em Deus?’ em “A Palavra manifesta em carne”

Há algumas pessoas que são enganadas com frequência por aquelas que, exteriormente, parecem espirituais, nobres, superiores e grandiosas. Quanto a essas pessoas que podem falar com eloquência sobre letras e doutrinas, e cujo discurso e ações parecem dignos de admiração, os que são enganados por elas nunca olharam para a essência de suas ações, os princípios por trás de seus feitos, quais são os seus objetivos. Ademais, eles nunca se perguntaram se essas pessoas obedecem a Deus verdadeiramente, nem se são ou não pessoas que genuinamente temem a Deus e evitam o mal. Eles nunca discerniram a substância da humanidade dessas pessoas. Pelo contrário, desde o primeiro passo para a familiarização, pouco a pouco, passaram a admirar e venerar essas pessoas, e, no fim, essas pessoas se tornam seus ídolos. Além disso, na mente de algumas pessoas, os ídolos a quem elas adoram — e que elas acreditam que podem abandonar suas famílias e empregos, e que parecem, superficialmente, ser capazes de pagar o preço — são aqueles que estão realmente satisfazendo a Deus e que podem realmente receber um bom desfecho e um bom destino. Na mente delas, esses ídolos são as pessoas a quem Deus louva. O que faz com que as pessoas tenham esse tipo de convicção? Qual é a essência desse problema? A quais consequências isso pode levar? Em primeiro lugar, vamos discutir a questão de sua essência.

Essencialmente, esses problemas com relação ao ponto de vista das pessoas, seus métodos de prática, quais princípios de prática elas escolhem adotar e em que cada uma tende a se concentrar não têm nada a ver com as demandas de Deus para a humanidade. Se as pessoas se concentram em questões superficiais ou profundas, letras e doutrinas ou realidade, elas não aderem àquilo que mais deveriam aderir, e não sabem aquilo que mais deveriam saber. A razão para isso é que as pessoas não gostam da verdade de forma alguma; portanto, não estão dispostas a colocar tempo e esforço em buscar e pôr em prática os princípios encontrados na palavra de Deus. Em vez disso, preferem utilizar atalhos, resumindo o que entendem e o que sabem ser boa prática e bom comportamento; esse resumo, então, se torna o seu objetivo a buscar, que elas tomam por verdade a ser praticada. A consequência direta disso é que as pessoas usam o bom comportamento humano como substituto para colocar a verdade em prática, o que também satisfaz seu desejo de cair na graça de Deus. Isso lhes dá meios com os quais lutar contra a verdade, o que elas também usam para argumentar e competir com Deus. Ao mesmo tempo, as pessoas também, de modo inescrupuloso, colocam Deus de lado e colocam o ídolo que admiram na posição Dele. Existe somente uma causa original que faz as pessoas terem essas ações e pontos de vista ignorantes, ou opiniões e práticas unilaterais — e, hoje, Eu lhes contarei a respeito disso: a razão é que, apesar de que as pessoas seguem a Deus, oram a Ele todos os dias e leem a palavra de Deus todos os dias, na verdade, elas não entendem a vontade de Deus. Essa é a raiz do problema. Se uma pessoa entende o coração de Deus, entende do que Ele gosta, o que Ele odeia, o que Ele quer, o que Ele rejeita, que tipo de pessoa Ele ama, de que tipo de pessoa Ele não gosta, que tipo de padrão Ele aplica às Suas demandas ao homem, que tipo de abordagem Ele usa para aperfeiçoar o homem, essa pessoa ainda pode ter ideias próprias? Pessoas como essa podem simplesmente adorar outra pessoa? Uma pessoa comum pode se tornar ídolo dela? Se uma pessoa entende a vontade de Deus, seu ponto de vista é um pouco mais racional do que isso. Ele não idolatrará, de forma arbitrária, uma pessoa corrupta, tampouco acreditará, enquanto percorre a senda de colocar a verdade em prática, que aderir arbitrariamente a algumas regras simples ou princípios é o mesmo que colocar a verdade em prática.

Extraído de ‘Como conhecer o caráter de Deus e os resultados que Sua obra alcançará’ em “A Palavra manifesta em carne”

Não importa o nível de líderes e trabalhadores dentro de uma igreja, se vocês sempre os adorarem e confiarem neles em tudo a fim de crer em Deus e alcançar a salvação, esse ímpeto em si está errado. Independentemente de sua posição na liderança, eles ainda são pessoas comuns, e se você os vê como seus superiores, se sentir que eles estão acima de você, que são maiores ou mais competentes do que você, e que eles devem conduzir você, que eles estão, em todos os aspectos, um degrau acima de qualquer outra pessoa, então isso está errado — é sua ilusão. E quais são as consequências dessa ilusão? Essa ilusão, esse entendimento falho, levará você inconscientemente a avaliar seus líderes com base em requisitos que não estão em conformidade com a realidade; ao mesmo tempo, sem que você saiba disso, você também será profundamente atraído pelos seus ditos estilo e brio extravagante ou suas habilidades e talentos, de modo que, antes que você perceba, você está os adorando, e eles se tornaram seus deuses. Essa senda, desde o momento em que eles começam a se tornar seu modelo, o objeto de sua adoração, até o momento em que você se torna um de seus seguidores, é uma senda que o afastará inconscientemente de Deus. E mesmo ao se afastar gradualmente de Deus, você ainda acreditará que está seguindo a Deus, que está na casa de Deus, que está na presença de Deus. Sem saber, no entanto, você terá sido afastado por alguém que foi corrompido por Satanás ou mesmo um anticristo. Esse é uma situação muito perigosa. Para resolver esse problema, você deve, portanto, ser capaz de entender e discernir com precisão os diferentes caracteres dos anticristos e as maneiras pelas quais operam, bem como a natureza de suas ações e os métodos e truques que gostam de usar; vocês também devem começar a trabalhar em si mesmos. Crer em Deus e ainda assim adorar o homem não é a senda correta. Alguns podem dizer: “Bem, eu tenho motivos para adorar os líderes que eu adoro — aqueles que eu adoro estão alinhados com minhas noções e imaginações”. Por que você insiste em adorar o homem, embora acredite em Deus? Depois que tudo estiver dito e feito, quem salvará você? Quem realmente ama você e protege você — você realmente não consegue enxergar? Você segue a Deus e ouve Sua palavra; se alguém fala e age corretamente e se conforma às verdades-princípios, obedecer à verdade não basta para você? Por que você é tão vulgar? Você insiste em encontrar alguém a quem você adora para seguir — por que você gosta de ser escravo de Satanás? Por que não ser um servo da verdade? Olhe aqui para ver se uma pessoa tem senso e dignidade. Você deve começar trabalhando em si mesmo, equipando-se com as verdades que diferenciam pessoas e eventos diferentes, desenvolvendo discernimento entre todas as maneiras pelas quais cada tipo de evento e pessoa se manifesta, sabendo, em todos os casos, que natureza e caráter estão sendo revelados; você também deve entender que tipo de pessoa você é, que tipo de pessoa são aqueles à sua volta e que tipo de pessoa está lhe conduzindo. Você deve ser capaz de vê-las corretamente. Uma vez que você esteja equipado com a verdade, com esse tipo de estatura, você não cairá facilmente nos truques dos anticristos, nem temerá suas enganações.

Extraído de ‘Eles se comportam de maneiras estranhas e misteriosas, são arbitrários e ditatoriais, nunca comungam com os outros e os obrigam a lhes obedecer’ em “Expondo os anticristos”

Não importa quantas pessoas acreditam em Deus, assim que sua crença é definida por Deus como sendo a de uma religião ou um grupo, Ele já determinou que elas não podem ser salvas. Por que digo isso? Num bando ou numa multidão de pessoas que estão sem a obra e a orientação de Deus, e que não O adoram de forma alguma, quem elas adoram? Quem elas seguem? Na forma e no nome, elas seguem uma pessoa, mas a quem elas seguem essencialmente? Em seu coração, elas reconhecem Deus, mas, na prática, estão sujeitas à manipulação, aos arranjos e ao controle humano. Elas seguem Satanás, o diabo; seguem as forças que são hostis a Deus, que são inimigas Dele. Deus salvaria um bando de pessoas como essas? (Não.) Por que não? Elas são capazes de se arrepender? (Não.) Elas são incapazes de se arrepender. Elas brandem a bandeira da fé, executam empreendimentos humanos e conduzem o próprio gerenciamento, e vão contra o plano de gerenciamento de Deus para a salvação da humanidade. Seu desfecho final é serem detestadas e rejeitadas por Deus; Ele jamais poderia salvar essas pessoas, elas jamais poderiam se arrepender, já foram capturadas por Satanás — estão inteiramente nas mãos de Satanás. Em sua fé, a quantidade de anos em que você tem crido em Deus importa quanto a você ser louvado ou não por Ele? Os rituais e as regras que você respeita importam? Deus observa os métodos de prática das pessoas? Ele observa quantas são essas pessoas? Ele selecionou uma porção da humanidade; como Ele avalia se elas podem e deveriam ser salvas? Ele baseia Sua decisão nas sendas que essas pessoas trilham. Na Era da Graça, embora as verdades que Deus dizia às pessoas fossem menos numerosas do que as de hoje, e não tão específicas, ainda assim Ele podia aperfeiçoar as pessoas, na época, e a salvação ainda era possível. E assim, para as pessoas desta era, que ouviram muitas verdades e vieram a entender a vontade de Deus, se são incapazes de seguir o caminho Dele e incapazes de trilhar a senda da salvação, qual será seu desfecho final? Seu desfecho final será o mesmo que o de quem acredita no cristianismo e no judaísmo; não haverá diferença. Esse é o caráter justo de Deus! Não importam quantos sermões a pessoa ouviu ou quantas verdades entendeu, se no fim ela ainda segue pessoas e Satanás, e no fim ainda é incapaz de seguir o caminho de Deus e incapaz de temer a Deus e evitar o mal, pessoas como esta serão detestadas e rejeitadas por Deus. Ao que tudo indica, essas pessoas que são detestadas e rejeitadas por Deus podem falar muito sobre letras e doutrinas, e talvez tenham entendido muitas verdades, mas ainda são incapazes de adorar a Deus; são incapazes de temer a Deus e evitar o mal, e são incapazes da total submissão a Deus. Aos olhos de Deus, Ele as define como parte de uma religião, como apenas um grupo de humanos — um bando de humanos — e como local de morada para Satanás. Elas são lembradas coletivamente como o bando de Satanás e são completamente desprezadas por Deus.

Extraído de ‘Somente vivendo diante de Deus o tempo todo você pode trilhar a senda da salvação’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

Para aquelas pessoas que alegam seguir a Deus, seria melhor abrir os olhos e dar uma boa olhada para ver exatamente em quem elas creem: é realmente em Deus que você crê ou é em Satanás? Se você sabe que aquilo em que crê não é Deus, mas seus ídolos, então seria melhor se você não alegasse ser um crente. Se você realmente não sabe em quem crê, então, novamente, seria melhor se você não alegasse ser um crente. Dizer isso seria blasfêmia! Ninguém o está obrigando a crer em Deus. Não digam que vocês creem em Mim; já tive o suficiente dessa conversa e não desejo ouvi-la de novo, porque aquilo em que vocês creem é nos ídolos em seu coração e nos valentões entre vocês. Aqueles que balançam a cabeça quando ouvem a verdade, que forçam um riso quando ouvem falar de morte, são todos as crias de Satanás e são aqueles que serão eliminados. Muitos na igreja não têm discernimento. Quando algo enganoso ocorre, eles inesperadamente ficam do lado de Satanás; até se ofendem ao serem chamados de lacaios de Satanás. Embora as pessoas possam dizer que eles não têm discernimento, eles sempre ficam do lado sem a verdade, nunca ficam do lado da verdade no momento crítico, nunca se levantam e argumentam em prol da verdade. Eles carecem verdadeiramente de discernimento? Por que eles inesperadamente tomam o lado de Satanás? Por que nunca dizem uma palavra que seja justa e razoável para apoiar a verdade? Essa situação surgiu genuinamente como resultado de sua confusão momentânea? Quanto menos discernimento as pessoas têm, menos são capazes de ficar do lado da verdade. O que isso mostra? Não mostra que as pessoas sem discernimento amam o mal? Não mostra que elas são a cria leal de Satanás? Por que é que elas são sempre capazes de ficar do lado de Satanás e falar a língua dele? Cada palavra e ato delas, as expressões em seu rosto, todos são suficientes para provar que elas não são um tipo de amante da verdade; antes, são pessoas que detestam a verdade. O fato de que podem ficar do lado de Satanás é suficiente para provar que Satanás realmente ama esses diabos mesquinhos que passam a vida lutando pela causa de Satanás. Todos esses fatos não são perfeitamente claros? Se você é mesmo uma pessoa que ama a verdade, por que, então, não tem consideração por aqueles que praticam a verdade e por que você segue imediatamente aqueles que não praticam a verdade ao mínimo olhar deles? Que tipo de problema é esse? Não Me importa se você tem discernimento ou não. Eu não Me importo com quão alto seja o preço que você pagou. Eu não Me importo com quão grandes sejam suas forças, e não Me importa se você é um valentão ou um líder que carrega uma bandeira. Se as suas forças são grandes, isso só se deve à ajuda da força de Satanás. Se o seu prestígio é alto, isso é meramente porque há gente demais ao seu redor que não pratica a verdade. Se você não foi expulso, isso é porque agora não é o tempo da obra de expulsar; antes, é o tempo da obra de eliminação. Não há pressa em expulsar você agora. Eu simplesmente estou esperando pelo dia em que o punirei após você ter sido eliminado. Qualquer um que não praticar a verdade será eliminado!

Extraído de ‘Um alerta para aqueles que não praticam a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Nota de rodapé:

a. O texto original não contém a palavra “-Lo”.

Anterior: 108. Os princípios para distinguir entre humanidade normal e um caráter corrupto

Próximo: 110. Os princípios para distinguir entre igrejas reais e falsas

Durante desastres, além de rezar, a coisa mais crítica para nós é encontrar a maneira de sermos protegidos. Junte-se ao nosso grupo de estudo gratuitamente.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro