92. Os princípios de ser um pregador

(1) É necessário que um pregador coma e beba das palavras de Deus com frequência e se equipe da verdade. Sejam capazes de detectar deficiências e corrigi-las em tempo hábil, e resolvam todos os tipos de problemas comungando na verdade de acordo com as palavras de Deus;

(2) É necessário compreender o verdadeiro estado de cada líder e diácono da igreja. Se alguém encontrar um falso líder ou falso obreiro entre eles, o problema deve ser reportado e resolvido imediatamente;

(3) É necessário cooperar com os líderes distritais em cada aspecto da obra do distrito. Deve haver uma coordenação harmoniosa, bem como um foco na descoberta e no cultivo de talentos;

(4) É necessário aprender a supervisionar a obra dos líderes distritais e obreiros. Se algum deles for pego não fazendo a obra prática, deve receber orientação, e o fato deve ser reportado.

Palavras de Deus relevantes:

Aqueles que podem liderar igrejas, prover as pessoas com vida e ser apóstolos para o povo devem ter experiência real; devem ter uma compreensão correta de coisas espirituais e um apreço e experiência corretos da verdade. Apenas tais pessoas estão qualificadas para serem trabalhadores ou apóstolos que lideram as igrejas. Caso contrário, só podem seguir como os menores e não podem liderar, muito menos ser apóstolos que são capazes de prover as pessoas com vida. Isso acontece porque a função dos apóstolos não é correr por aí ou lutar; é fazer o trabalho de ministrar vida e liderar os outros na transformação do seu caráter. Aqueles que desempenham essa função são convocados a assumir uma responsabilidade pesada, uma que uma pessoa qualquer não pode assumir. Esse tipo de trabalho só pode ser realizado por aqueles cujo ser é vida, isto é, aqueles que têm experiência da verdade. Não pode ser realizado meramente por qualquer um consiga renunciar, correr por aí ou deseje se despender; pessoas que não têm experiência da verdade, que não foram podadas ou julgadas, são incapazes de fazer esse tipo de trabalho. Pessoas sem experiência, que são pessoas sem realidade, são incapazes de enxergar claramente a realidade porque elas mesmas carecem desse tipo de ser. Portanto, esse tipo de pessoa não só é incapaz de realizar o trabalho de liderança, mas, se ele permanecer sem a verdade por muito tempo, se tornará um objeto de eliminação.

Extraído de ‘A obra de Deus e a obra do homem’ em “A Palavra manifesta em carne”

Você precisa ter compreensão dos muitos estados em que as pessoas estarão quando o Espírito Santo operar nelas. Em particular, aquelas que coordenam o serviço a Deus devem captar ainda mais os vários estados resultantes da obra que o Espírito Santo realiza nas pessoas. Se você apenas fala sobre muitas experiências ou maneiras de alcançar entrada, isso mostra que a sua experiência é extremamente unilateral. Sem conhecer seu estado verdadeiro e captar o verdade-princípio, não é possível alcançar mudança no caráter. Sem conhecer os princípios da obra do Espírito Santo ou compreender o fruto que ela dá, será difícil para você discernir a obra de espíritos malignos. Você deve expor a obra dos espíritos malignos, assim como as noções do homem, e penetrar direto no cerne da questão; você deve, também, apontar vários desvios na prática das pessoas e os problemas que elas podem ter em sua fé em Deus, para que possam reconhecê-los. No mínimo, você não deve fazer com que elas se sintam negativas ou passivas. No entanto, você deve entender as dificuldades que existem objetivamente para a maioria das pessoas, e você não deve ser irracional nem deve tentar “ensinar um porco a voar”; isso é um comportamento tolo. Para resolver as muitas dificuldades que as pessoas experimentam, você deve primeiro compreender a dinâmica da obra do Espírito Santo; você deve entender como o Espírito Santo opera em pessoas diferentes, você deve ter um entendimento das dificuldades que as pessoas enfrentam e as suas deficiências, e você deve enxergar as questões principais do problema e chegar à sua origem, sem se desviar nem cometer erro algum. Somente uma pessoa assim está qualificada para coordenar o serviço a Deus.

Se você é capaz ou não de captar os principais problemas e ver claramente muitas coisas, isso depende de suas experiências individuais. A maneira com a qual você experimenta também é a maneira com a qual você lidera os outros. Se você compreender letras e doutrinas, então você levará os outros a compreender letras e doutrinas. A maneira com que você experimenta a realidade das palavras de Deus é a maneira com a qual você levará os outros a alcançar entrada na realidade das declarações de Deus. Se você é capaz de entender muitas verdades e de claramente ganhar percepção de muitas coisas das palavras de Deus, então você é capaz de levar os outros a entender muitas verdades, também, e aqueles que você lidera ganharão um entendimento claro das visões. Se você se concentra em captar sentimentos sobrenaturais, então aqueles que você lidera também farão o mesmo. Se você negligencia a prática, colocando, em vez disso, a ênfase na discussão, então aqueles que você lidera também se concentrarão na discussão, sem praticar nada, sem alcançar qualquer transformação em seu caráter; eles só mostrarão entusiasmo superficialmente, sem ter colocado nenhuma verdade em prática. Todas as pessoas fornecem aos outros aquilo que elas mesmas possuem. O tipo de pessoa que alguém é determina a senda pela qual ela guiará os outros, assim como o tipo de pessoa que ela lidera. Para estarem realmente aptos para Deus usá-los, vocês não só devem ter uma aspiração, mas precisam também de muita iluminação de Deus, de orientação de Suas palavras, da experiência de ser lidado por Ele e do refinamento de Suas palavras. Com isso como um fundamento, em tempos comuns, vocês deveriam prestar atenção às suas observações, pensamentos, ponderações e conclusões, e se engajar na absorção ou eliminação, correspondentemente. Essas coisas são todas sendas para a entrada de vocês na realidade, e cada uma delas é indispensável. É assim que Deus opera. Se entrar nesse método pelo qual Deus opera, você poderá ter oportunidades diárias de ser aperfeiçoado por Ele. E, a qualquer momento, independentemente de seu ambiente ser hostil ou favorável, se você está sendo testado ou tentado, se está trabalhando ou não, e se está vivendo a vida como um indivíduo ou como parte de uma coletividade, você sempre encontrará oportunidades para ser aperfeiçoado por Deus, sem jamais perder uma delas sequer. Você será capaz de descobrir todas elas — e, assim, terá encontrado o segredo para experimentar as palavras de Deus.

de ‘Com que um pastor adequado deveria ser equipado’ em “A Palavra manifesta em carne”

Em seu trabalho, líderes e obreiros da igreja devem dar atenção a duas coisas: uma é fazer seu trabalho exatamente de acordo com os princípios estipulados pelos arranjos de trabalho, sem jamais violar aqueles princípios e nem basear seu trabalho em qualquer coisa que eles possam imaginar ou em qualquer uma de suas próprias ideias. Em tudo que fazem, devem demonstrar preocupação pelo trabalho da casa de Deus, sempre colocando em primeiro lugar os interesses dela. Outra coisa — e isso é absolutamente crucial — é que, em todas as coisas, eles devem se concentrar em seguir a orientação do Espírito Santo e fazer tudo em observação estrita das palavras de Deus. Se você ainda for capaz de ir contra a orientação do Espírito Santo ou se seguir teimosamente as suas próprias ideias e fizer as coisas de acordo com sua própria imaginação, então suas ações constituirão uma resistência gravíssima a Deus. Voltar suas costas com frequência para o esclarecimento e a orientação do Espírito Santo só levará a um beco sem saída. Se perder a obra do Espírito Santo, você não será capaz de trabalhar; e mesmo que, de alguma forma, consiga trabalhar, não realizará nada. Esses são os dois princípios mais importantes a serem obedecidos ao trabalhar: um é realizar seu trabalho exatamente de acordo com os arranjos do Alto e também agir de acordo com os princípios que foram estabelecidos pelo Alto; e o outro é seguir a orientação interior do Espírito Santo dentro de você. Uma vez que compreender esses dois pontos, você não estará tão suscetível a cometer erros.

Extraído de ‘Os princípios de trabalho mais importantes para líderes e obreiros’ em “Registros das falas de Cristo dos últimos dias”

O trabalho não se refere a correr por aí por Deus, mas a se a vida do homem e o que o homem vive podem dar prazer a Deus. O trabalho quer dizer que as pessoas utilizam a sua devoção a Deus e o seu conhecimento de Deus para testemunhar sobre Deus e, também, para ministrar ao homem. Essa é a responsabilidade do homem e isso é o que todos os homens deveriam entender. Pode-se dizer que entrada de vocês é o seu trabalho, e que vocês estão procurando entrar durante o decurso de trabalhar para Deus. Experimentar a obra de Deus não significa meramente que você sabe como comer e beber de Sua palavra; mais importante do que isso, vocês devem saber como testemunhar sobre Deus e ser capazes de servir a Deus e de ministrar e de prover para o homem. Isso é trabalho e é a entrada de vocês; é isso que toda pessoa deve realizar. Há muitos que se concentram apenas em correr por aí por Deus e em pregar em todos os lugares, mas ignoram sua experiência individual e negligenciam sua entrada na vida espiritual. Isso é o que tem levado aqueles que servem a Deus a se tornarem aqueles que resistem a Deus.

Extraído de ‘Obra e entrada (2)’ em “A Palavra manifesta em carne”

Quanto mais atento você estiver à vontade de Deus, maior o fardo que você carregará, e quanto maior o fardo que você carregar, mais rica será a sua experiência. Quando você estiver atento à vontade de Deus, Deus colocará um fardo sobre você e, então, o iluminará sobre as tarefas que Ele tem confiado a você. Quando Deus lhe der esse fardo, você prestará atenção a todas as verdades relativas a ele enquanto estiver comendo e bebendo das palavras de Deus. Se você tiver um fardo relacionado ao estado da vida dos seus irmãos e irmãs, então esse é um fardo que lhe foi confiado por Deus, e você sempre carregará esse fardo consigo em suas orações diárias. O que Deus faz foi colocado sobre você, e você está disposto a fazer o que Deus quer fazer; isso é o que significa assumir o fardo de Deus como se fosse seu. Nesse ponto, ao comer e beber das palavras de Deus, você estará focado nesses tipos de questões e você se perguntará: como resolverei esses problemas? Como capacitarei meus irmãos e irmãs para que alcancem libertação e encontrem prazer espiritual? Você também estará focado em resolver esses problemas enquanto comunicar, e quando comer e beber das palavras de Deus, você estará focado em comer e beber das palavras que se relacionam a essas questões. Você também levará um fardo enquanto comer e beber das Suas palavras. Quando tiver entendido as exigências de Deus, você terá uma ideia mais clara sobre qual senda a tomar. Esse é o esclarecimento e a iluminação do Espírito Santo trazidos pelo seu fardo, e isso também é a direção de Deus que foi concedida a você. Por que digo isso? Se você não tiver um fardo, então você não estará atento enquanto come e bebe das palavras de Deus; quando você come e bebe das palavras de Deus enquanto carrega um fardo, você é capaz de captar a essência delas, de encontrar o seu caminho e de estar atento à vontade de Deus.

Extraído de ‘Fique atento à vontade de Deus para alcançar a perfeição’ em “A Palavra manifesta em carne”

À medida que sua vida avança, você sempre deve ter uma nova entrada e uma percepção nova e mais elevada, que se torna mais profunda a cada passo. É nisso que toda a humanidade deveria entrar. Por meio da comunhão, ouvindo uma mensagem, lendo a Palavra de Deus, lidando com uma questão, você ganhará nova percepção e nova iluminação. E você não vive dentro das regras dos velhos e antigos tempos. Você sempre vive dentro da nova luz, e não se afasta da Palavra de Deus. Isso é que se chama entrar na trilha correta. Não bastará apenas pagar o preço num nível superficial. Dia a dia, a Palavra de Deus entra num reino mais elevado, e coisas novas aparecem diariamente. Também é necessário que o homem faça uma nova entrada todos os dias. À medida que fala, Deus realiza tudo o que falou, e se você não conseguir manter o ritmo, ficará para trás. Você deve se aprofundar em suas orações; comer e beber mais da palavra de Deus não pode ser intermitente. Aprofunde o esclarecimento e a iluminação que recebe, e suas noções e imaginações devem diminuir gradualmente. Você também deve fortalecer seu julgamento e, seja lá o que encontrar, deve ter seus pensamentos sobre isso e seus pontos de vista. Por entender algumas coisas no espírito, você deve ganhar percepção das coisas externas e compreender a essência de qualquer questão. Se você não está equipado com essas coisas, como poderá liderar a igreja? Se você apenas fala de letras e doutrinas sem realidade alguma e sem um caminho de prática, você só poderá sobreviver por um curto período de tempo. Pode ser ligeiramente aceitável ao falar com novos crentes, mas depois de um tempo, quando os novos crentes já tiverem alguma experiência real, então você não conseguirá mais supri-los. Então como você fica apto para que Deus o use? Sem nova iluminação, você não pode trabalhar. Aqueles que não possuem a nova iluminação são os que não sabem como experimentar, e esses homens não ganham nunca novos conhecimentos ou novas experiências. E, no que diz respeito a suprir a vida, eles nunca podem desempenhar sua função, nem podem se tornar aptos para serem usados por Deus. Esse tipo de homem não serve para nada; é uma pessoa inútil. Na verdade, esses homens são totalmente incapazes de desempenhar sua função no trabalho e não servem para nada. Não só falham em desempenhar sua função, mas na realidade colocam muita tensão desnecessária na igreja. Exorto esses “veneráveis anciãos” a se apressarem e deixarem a igreja para que os outros não tenham que olhar para você.

Extraído de ‘Aqueles que obedecem a Deus com um coração sincero certamente serão ganhos por Deus’ em “A Palavra manifesta em carne”

Trechos de sermão e comunhão para referência:

Deveres de trabalho dos pregadores distritais

O trabalho primário dos pregadores distritais é regar apropriadamente os líderes e diáconos das igrejas em todo o distrito (incluindo os colaboradores que cumprem seus deveres referentes a assuntos gerais). Suas tarefas específicas são estas:

1. Eles devem regar e prover sustento para todos os líderes e colaboradores da igreja, de acordo com as palavras de Deus, e em combinação com sermões e comunhões sobre a entrada na vida, resolvendo quaisquer dificuldades e problemas referentes à sua entrada na vida.

2. Devem comungar sobre as verdades em combinação com as revelações de corrupção das pessoas e também de seus erros e desvios no cumprimento de deveres, resolvendo, assim, problemas que existem na realidade.

3. Devem obter uma boa compreensão das condições reais e da estatura verdadeira de todos os líderes e diáconos da igreja por meio de contatos e trocas sinceras. Se descobrirem que qualquer um dos sete tipos de pessoas está no papel de líder e colaborador, essa situação deve ser relatada aos líderes distritais, e essas pessoas devem ser substituídas o mais rápido possível.

4. Se pessoas com o potencial de serem cultivadas forem descobertas, os pregadores distritais deverão cultivar e regá-las e informar a liderança sênior. Tudo isso deve ser feito sem demora.

5. Devem se esforçar para entender e ter uma boa compreensão dos problemas que persistem em cada igreja, resolvendo-os de modo oportuno. No que diz respeito aos problemas que não podem ser resolvidos, estes devem ser relatados aos líderes distritais ou coordenadores regionais, sem que se escondam os fatos ou que se trate as coisas levianamente.

6. Devem salvaguardar os escolhidos de Deus, protegendo-os de serem enganados e controlados por falsos cristos, anticristos e todos os tipos de espíritos malignos. Esse é o dever obrigatório de todos os níveis de líderes e colaboradores da igreja. Se alguém que serve como líder não assumir a responsabilidade pelos escolhidos de Deus ou não conseguir protegê-los, isso é resistir gravemente a Deus e traí-Lo, e a casa de Deus deve responsabilizá-lo.

Extraído de “Arranjos de trabalho”

Anterior: 91. Os princípios de ser diácono da igreja

Próximo: 93. Os princípios da rega e da provisão

Durante desastres, além de rezar, a coisa mais crítica para nós é encontrar a maneira de sermos protegidos. Junte-se ao nosso grupo de estudo gratuitamente.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro