Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

Somente por meio da verdadeira obediência à obra de Deus é possível entrar na realidade da verdade

Após o povo escolhido de Deus ter provado a batalha entre o bem e o mal, originada do discernimento e da eliminação dos falsos líderes e falsos trabalhadores, e pela implementação das eleições da igreja por aproximadamente um ano, aqueles dentre ele que creem verdadeiramente em Deus e buscam a verdade começaram a entrar na realidade de experimentar a Sua palavra. Começaram a compreender as verdades nas palavras de Deus que costumavam comer, beber e comunicar durante suas reuniões no passado, começaram a ter discernimento quanto aos verdadeiros e aos falsos líderes e trabalhadores, bem como às pessoas que têm a realidade da verdade e a obra do Espírito Santo, e aquelas que não as têm. Começaram também a ter discernimento sobre o que é a prática da verdade, o que é cumprir o dever de proteger a obra de Deus e o que é fazer o mal e perturbar a Sua obra, bem como os vários tipos de heresias e falácias. A maioria do povo escolhido de Deus começou a prestar atenção no comer e beber a Sua palavra e na comunicação da verdade, percebendo o valor e a importância de buscá-la. Os fatos provaram que o povo escolhido de Deus começou a entrar na realidade da verdade na Sua palavra. O Seu povo escolhido conseguiu crescimento real ao comer e beber a palavra de Deus e compreender a verdade. Ele não é mais apático, estupefato e néscio como antes, quando apenas obedecia habitualmente aos líderes e até se submetia a eles em vários níveis, fossem esses líderes verdadeiros ou falsos, conformassem ou não suas ações à verdade. Agora que o povo escolhido de Deus se desiludiu, a maioria dele pode examinar e ver as coisas de acordo com as verdades presentes na palavra de Deus que ele compreende. Nas questões que envolvem os princípios da verdade, ele não é mais confuso, não se faz de surdo e mudos, segue o fluxo e se submete ao poder. Ao implementar eleições na igreja, a maioria das pessoas progrediu ao discernir outros; elas conseguem seguir sua consciência ao invés de suas emoções e agem de acordo com os princípios para votar de forma justa. Especialmente com relação à questão sobre como receber a salvação crendo em Deus, aqueles que creem Nele com sinceridade começaram a focar a escolha da senda da busca pela verdade a fim de serem aperfeiçoados. Eles estão, de fato, praticando o trazer Deus para a vida real e deixar as verdades da Sua palavra assumirem o poder em suas vidas. Algumas pessoas que compreendem a verdade e possuem um senso de justiça, embora resistam e exponham todos os tipos de ações perversas dos falsos líderes e anticristos que interrompem e perturbam a obra de Deus, conseguem gerenciar de forma a usar a verdade para solucionar o caos nas igrejas em todos os lugares. Elas defenderam de verdade a obra de Deus, eliminando os demônios do tipo anticristo nas igrejas de vários lugares, que confundem e controlam o Seu povo escolhido e conspiram ao edificar um reino independente. São de fato aqueles que amam verdadeiramente a Deus e se importam com a Sua vontade. São os objetos favoritos para serem aperfeiçoados por Deus. Embora ainda exista algumas igrejas caóticas e sempre exista um pequeno grupo de pessoas causando problemas, comprometido na edificação de um reino independente, atacando e julgando violentamente líderes e trabalhadores em vários níveis, bem como afirmando que eles, de todos os níveis, são falsos, o fracasso completo de Satanás tornou-se uma realidade. Quanto mais desmedidos os anticristos demoníacos são, mais eles são expostos e mais claramente o povo escolhido de Deus consegue vê-los. Quando for a hora certa, o caos poderá ser resolvido imediatamente, pois a maioria dos líderes e trabalhadores já terá entrado na realidade da verdade, e a maioria do povo escolhido de Deus terá despertado. As forças malignas de Satanás fracassarão definitivamente e não conseguirão resistir. Todos esses fatos bastam para mostrar que todo o povo escolhido de Deus que crê genuinamente Nele e ama a verdade começou a entrar na trilha certa da crença em Deus, e que a Sua obra alcançou uma dimensão nunca vista. Na China continental, a obra de Deus nos últimos dias será, em breve, concluída em glória.

Aqueles que não percebem o fato de que o povo escolhido de Deus amadureceu na vida, experimentando verdadeiramente a Sua obra, são pessoas que não a conhecem. Eles olham para o fenômeno nas igrejas quanto à existência de pessoas más e dos anticristos que causam perturbação e caos, porém, não veem os resultados alegres de Seu povo escolhido ao provar a batalha entre o bem e o mal oriunda da distinção e eliminação dos falsos líderes e anticristos, bem como da implementação de eleições na igreja. O povo escolhido de Deus começou a compreender a verdade e a possuir discernimento e verdadeiras experiências de vida. Ele consegue perceber a natureza essencial demoníaca do anticristo e a sua senda tomada por vários tipos de pessoas más e anticristos. Consegue rejeitar os falsos líderes e anticristos e se rebelar contra as forças malignas de Satanás. Consegue tratar corretamente aqueles líderes e trabalhadores que se arrependeram com sinceridade depois de tomar a senda errada e cometer erros. Ele tem consciência de que, sem buscar a verdade, as pessoas não podem escapar da influência de Satanás e jamais conseguem ser salvas. Começou a experimentar e obedecer verdadeiramente à obra de Deus sob a liderança do Espírito Santo e já entrou na trilha certa da crença em Deus. Somente aqueles que não compreendem de jeito nenhum a verdade focarão a aparente confusão de algumas igrejas e ficarão perplexos. Essas pessoas não conhecem a obra de Deus; não conseguem ver que, não importa como os vários tipos de pessoas más e anticristos estejam fazendo o mal para confundir e controlar as pessoas, interromper e perturbar a Sua obra, elas e os anticristos estão, na verdade, operando para o crescimento na vida do povo escolhido de Deus. A ocorrência e existência de determinados acontecimentos em desacordo com as noções e imaginações do homem são para que o Seu povo escolhido compreenda a verdade, cresça em discernimento, conheça verdadeiramente o que é resistir a Deus, o que é obedecer a Ele, qual é a realidade da verdade, quais são as falácias e doutrinas, quais tipos de pessoas serão salvos e quais serão eliminados, quem são aqueles que aceitam a verdade e obedecem a Deus, quem são aquelas pessoas que perturbam e interrompem a Sua obra ao resisti-Lo, quem está fazendo o bem e quem está fazendo o mal, e, assim, veja claramente as sendas tomadas por todos os tipos de pessoas. Esses são os resultados que Deus quer alcançar ao arranjar tais circunstâncias. Na realidade, a quantidade e a gravidade do mal cometido por todos os tipos de falsos líderes e anticristos é uma questão diferente do crescimento na vida do povo escolhido de Deus. Aqueles que conhecem verdadeiramente a Sua obra focam apenas o estado real de crescimento na vida do Seu povo escolhido que crê de modo verdadeiro Nele e busca a verdade, pois, se o Seu povo escolhido cresceu na vida e na realidade da verdade e se entrou na trilha certa da crença Nele, essa é a verdadeira preocupação de Deus. As ações perversas das pessoas más e comoção dos tolos só se fazem presentes para servir o povo escolhido de Deus na compreensão da verdade, no discernimento, na derrota de Satanás e na testificação. É nesse ambiente que o Seu povo escolhido experimenta a Sua obra para alcançar crescimento na vida. As pessoas que realmente estão discernindo são como lavradores veteranos que estão apenas preocupados com o fato de o trigo no campo ter amadurecido ou não após o plantio, sem olhar se o joio ficou maior. Nenhum lavrador experiente negaria ou desconsideraria o fato de o trigo ter amadurecido por ter visto que o joio ficou mais alto. Como é possível fazer a diferenciação entre o joio e o trigo? Isto é, como se deve distinguir aqueles que verdadeiramente são o povo escolhido de Deus daqueles incrédulos destinados a ser eliminados? No passado, Ele uma vez disse que somente um terço daqueles na casa de Deus é verdadeiramente o Seu povo, um terço deles é servidor e um terço deles será eliminado. Agora isso parece ser um fato. Na igreja, somente aqueles que creem verdadeiramente em Deus, que amam a verdade, que aceitam e obedecem aos arranjos de trabalho e aos sermões, que comungam do alto, que sempre comem e bebem a palavra de Deus, que comunicam e praticam a verdade e que, normalmente, cumprem com seus deveres, são as pessoas na corrente do Espírito Santo e o povo escolhido de Deus no sentido verdadeiro. Aqueles que nunca buscaram a verdade e não entraram na realidade, que simplesmente creem com sinceridade em Deus, que estão dispostos a cumprir seus deveres e a se despender por Ele, que não podem ser enganados por ninguém e conseguem obedecer aos arranjos da casa de Deus e trabalhar duro para a igreja, são os servidores fieis que podem sobreviver. Além disso, há aqueles que creem em Deus sem fazer um trabalho honesto, que sempre seguem os ímpios e as forças malignas para incitar cegamente uma grande confusão; na igreja, há também aqueles que cometem todo o tipo de mal e carecem de verdadeiros resultados no cumprimento de seus deveres, que sempre disseminam a desarmonia, que formam grupinhos, que sempre perturbam a vida da igreja, que criam o caos, que a dividem e fazem todo o tipo de mal. Tais pessoas são as que serão eliminadas e punidas. No momento, parece que um terço das pessoas de várias igrejas é o genuíno povo escolhido de Deus, ou seja, as pessoas que creem sinceramente em Deus e buscam semelhantemente a verdade, começaram a compreender a verdade e a entrar na experiência prática. Não importa como aqueles que não buscam a verdade incitem cegamente uma grande confusão, isso nada tem a ver com o povo escolhido de Deus. Trigo é trigo, e joio é joio. Para servir a Deus em todos os aspectos, líderes e trabalhadores de todos os níveis têm que saber distinguir os três tipos de pessoas na igreja, realizar o trabalho apropriado na rega e no suprimento do verdadeiro povo escolhido de Deus e guiá-lo para que entre na realidade da verdade e na trilha certa da crença Nele. Para aqueles que não buscam a verdade, mas cumprem seus deveres e se despendem por Deus, os líderes e trabalhadores também devem guiá-los, supri-los e gerenciá-los bem. Essas pessoas tolas que cegamente incitam grande confusão, bem como os falsos líderes e anticristos que estão submersos em ações malignas, devem ser expostos, atacados e, por fim, expulsos após a revelação de Deus a respeito deles. Somente aqueles que operam e resolvem problemas dessa forma são pessoas verdadeiramente adequadas para o uso Dele, pessoas que verdadeiramente servem a Sua vontade. Durante seu serviço, elas podem entrar, de modo contínuo, na realidade da verdade, crescer na vida e ser aperfeiçoadas por Deus. Esse é o princípio que os líderes e trabalhadores de todos os níveis devem possuir no serviço a Ele. Agora que os líderes e trabalhadores da igreja de todos os níveis foram basicamente eleitos por ela, há garantia de que a maioria deles é pessoas com humanidade muito boa que busca de semelhante modo a verdade e pode realizar alguma obra prática. Ainda que possuam algumas transgressões e expressem corrupção, tratam-se de problemas que podem ser resolvidos de forma gradual durante sua experiência. Contanto que sejam líderes e trabalhadores eleitos verdadeira e democraticamente, mesmo que haja pessoas más entre eles, são a minoria. Claro, falsos líderes, falsos obreiros e anticristos na igreja ainda existirão, porém, por certo, serão a minoria ou muito poucos. O povo escolhido de Deus deve ter uma compreensão clara em mente a respeito desse assunto. As pessoas más devem ser imediatamente banidas, uma vez que tenham sido totalmente reveladas. Ao entrar na realidade da verdade, cada vez mais o povo escolhido de Deus a compreenderá. Será mais fácil para ele discernir os falsos líderes e anticristos e lidar com eles.

Devido à existência das forças malignas de Satanás na igreja, da perturbação e resistência da natureza satânica da humanidade, o povo escolhido de Deus certamente experimentará muitas batalhas espirituais entre o bem e o mal, a fim de entrar na realidade da verdade, escapar da influência de Satanás e receber a salvação. Isso é inevitável. Ser salvo não é algo fácil para o povo escolhido de Deus. Nessas batalhas espirituais, o Seu povo escolhido deve compreender a Sua vontade. O propósito de Deus ao permitir que falsos líderes, anticristos e todos os tipos de pessoas más existam é para que sirvam para o crescimento na vida do Seu povo escolhido. Sem o relacionamento de parceria dos servidores e tolos, não será fácil para o povo escolhido de Deus crescer na vida. Algumas pessoas não entendem a intenção de Deus. Quando veem a igreja no caos, querem fugir e tentam formar um grupo de encontro à parte com pessoas que pensam como elas. Isso não é consistente com o princípio de experimentar a obra de Deus porque, no curso dela, Ele usa todos os tipos de pessoas, acontecimentos e coisas, a fim de edificar o Seu povo escolhido e amadurecê-lo na vida. Ao usar o engano, a perturbação, a opressão e o controle de vários tipos de falsos líderes, anticristos e pessoas más, Deus capacita o Seu povo escolhido a entender a verdade, a desenvolver discernimento, a aprender a como reconhecer seus inimigos, a renunciar às forças de Satanás e a livrar-se de sua influência para verdadeiramente retornar para Deus, a aprender a praticar a verdade, a obedecer a Ele, a tornar-se homens honestos e a tomar a senda da busca da verdade, a fim de ser aperfeiçoado e, dessa forma, entrar na trilha certa de crer em Deus. Essa é a senda para alcançar a salvação. A Sua intenção é deixar que o Seu povo escolhido aprenda as muitas lições que deveria em meio aos vários tipos de caos. Especificamente, ao provar as batalhas entre o bem e o mal em meio aos vários tipos de caos, o povo escolhido de Deus deve compreender e entrar nos cinco principais aspectos da realidade da verdade. Estas são as cinco lições que o povo escolhido de Deus deve aprender em meio a todo tipo de caos:

Em primeiro lugar, por meio da perturbação e interrupção da obra de Deus pelos falsos líderes, anticristos, daqueles com a obra dos espíritos malignos, das pessoas más com sua ilusão iníqua e controle do povo escolhido de Deus, este deve aprender as seguintes lições: deve compreender que a obra de Deus é inteiramente prática. A igreja é o campo de treinamento para o treinamento realístico do reino para que o povo escolhido de Deus veja a história interior da guerra espiritual por meio das ações dos falsos líderes, anticristos, daqueles com a obra dos espíritos malignos e das pessoas más. Não é fácil para Deus salvar as pessoas sob o bloqueio estratificado da influência sombria de Satanás. As forças malignas dele estão sempre causando perturbação e prejuízo, esforçando-se para impedir o povo escolhido de Deus de experimentar a Sua obra e o perturbando quanto à compreensão da verdade e à entrada na realidade. Ao mesmo tempo, impulsionado por sua natureza satânica, essas pessoas carecem da verdadeira obediência e estão constantemente rebelando-se, resistindo e lutando, confirmando, assim, que a palavra de Deus é completamente verdadeira. Ela é realmente a palavra da vida, a verdade objetiva e prática. Isso também permite que o povo escolhido de Deus veja que a senda para o reino é, de fato, acidentada e irregular. É cheia de perigos e obstáculos. Por um lado, há Deus que opera na pessoa, e há a Sua palavra guiando, dominando e controlando todas as coisas. Ao mesmo tempo, há também as perseguições e atrocidades do grande dragão vermelho. Há os falsos líderes, anticristos e todos os tipos de pessoas más na igreja que atuam como servos de Satanás e, às vezes, as ilusões dos espíritos malignos. Porém, como o povo escolhido de Deus é conduzido pela obra do Espírito Santo, ele consegue distinguir as forças malignas de Satanás, resistir e rejeitar os falsos líderes, anticristos e todos os tipos de pessoas más, além de conseguir se voltar verdadeiramente para Deus, crer Nele, obedecer a Ele e receber a salvação no fim. Isso permite que o povo escolhido de Deus veja que essas várias circunstâncias, pessoas, acontecimentos e coisas designadas por Deus servem para amadurecê-lo na vida, e Deus está realmente mobilizando todas as coisas para a realização da Sua vontade a partir da qual a onipotência e sabedoria de Deus são vistas. Permite que o Seu povo escolhido perceba que a Sua obra está salvando as pessoas e aperfeiçoando-as, e que a palavra de Deus é a realidade da verdade. Ele percebe que não é fácil para Deus salvar o homem e que o Seu amor por ele é muito verdadeiro. A obtenção da salvação do homem se dá por causa da graça e misericórdia de Deus. É impossível para o homem obter a salvação ao buscar a verdade com base em suas próprias ideias e imaginação.

Em segundo lugar, por meio da ilusão, perturbação, escravidão e controle de todos os tipos de falsos líderes, anticristos, pessoas más e aqueles com a obra dos espíritos malignos, o povo escolhido de Deus vê completamente a verdadeira aparência do diabo, Satanás, e vê que a humanidade, que foi toda corrompida por ele, é, na realidade, Satanás, o que de fato é. O povo escolhido de Deus também confirma por completo que aqueles que possuem a natureza do diabo, de Satanás, invariavelmente não amam a verdade, muito menos a aceitam. Eles são tão irremediáveis que chegam a odiar e resistir a verdade. Na realidade, tais pessoas não são o objeto da salvação de Deus. Elas são servas de Satanás. É exatamente assim. Só depois de sofrer toda a desilusão, o controle, a opressão e a escravidão dos falsos líderes e anticristos, o povo escolhido de Deus discerniu a aparência demoníaca deles e escolheu rebelar-se contra essas forças malignas de Satanás e rejeitá-las. Isso o fez compreender verdadeiramente que todos os tipos de falsos líderes, anticristos e pessoas más são representantes de Satanás que disputam com Deus o controle de Seus escolhidos na tentativa de edificar um reino independente contra Ele, a fim de alcançar o objetivo de Satanás de controlar eternamente a humanidade corrupta. Isso fez com que o povo escolhido de Deus entendesse a trapaça e a verdadeira aparência do diabo, Satanás, na guerra entre o bem e o mal. Aqueles que entendem a verdade perceberam que, sem ela, uma pessoa sempre enfatizará o amor insensato. Ela é iludida e controlada pelos demônios sem receber a salvação, porém, ainda quer salvar os anticristos, demônios e os da espécie de Satanás. Realmente, sem a verdade uma pessoa se envolve em todos os tipos de coisas ilegais, insensatas e absurdas, acreditando que está servindo a Deus quando, na verdade, está interrompendo e perturbando a Sua obra. Essa é a aparência lamentável da humanidade corrompida.

Em terceiro lugar, por meio do caos trazido pela perturbação e pelo engano dos falsos líderes, anticristos e pessoas más, todos os tipos de pessoas também foram reveladas, assim, o povo escolhido de Deus não só viu a natureza essencial do diabo, Satanás, a partir dos falsos líderes, anticristos e pessoas más, mas também aprendeu a distinguir, ao mesmo tempo, o que é humanidade e o que é desumanidade, o que significa ter a realidade da verdade e o que significa não tê-la, o que é bom e o que é mau, o que é resistir a Deus e o que é obedecer a Ele, o que é servir a Deus, o que é testificar sobre Ele, o que é buscar a verdade, que tipo de pessoa é um incrédulo, que tipo de pessoa é o diabo, Satanás, e o que é percorrer a senda do anticristo e se envolver na edificação de um reino independente. Além disso, ele se tornou capaz de perceber que a senda tomada pelo homem é inteiramente determinada por sua natureza, e que o fato de ele fazer o bem ou o mal é totalmente dominado por ela. Que tipo de pessoa pode ser salva e que tipo não pode, que tipo de pessoa foi predestinado para ser selecionado por Deus e que tipo foi destinado a ser eliminado, ao ver isso com seus olhos, o povo escolhido de Deus adquiriu verdadeiro discernimento. Também, a partir desses falsos líderes, anticristos, pessoas más e aqueles com a obra dos espíritos malignos, o povo escolhido de Deus viu claramente a natureza essencial do diabo, Satanás, e reconheceu as sendas tomadas por várias pessoas. Assim, ele consegue entrar na corrente da obra do Espírito Santo e experimentar verdadeiramente a obra de Deus, adentrando, dessa forma, na senda da busca pela verdade, sendo aperfeiçoado e entrando de fato na trilha certa da crença em Deus.

Em quarto lugar, por meio da ilusão, escravidão, opressão e incriminações dos falsos líderes, anticristos e pessoas más, o povo escolhido de Deus viu a sua própria aparência lamentável, sua arrogância, presunção e desobediência a qualquer um a despeito de sua miséria. Pessoas sem a verdade são pessoas insensatas, ignorantes e até absurdas, que fazem todo tipo de coisas tolas. Quanto mais as pessoas que não gostam da verdade buscam conhecimento, mais elas se tornam depravadas e perecem. Tal fato permite que o povo escolhido de Deus veja o valor e a importância da busca pela verdade, e isso estimula sua determinação na busca por ela. Por meio da guerra entre o bem e o mal para triunfar sobre Satanás e se livrar do governo e da escravidão das forças dele, o povo escolhido de Deus provou a doçura do entendimento da verdade e aprendeu que apenas ao entrar na realidade da verdade é possível ter um sentido real da liberdade e da emancipação, reconhecendo que somente pela busca da verdade é possível viver uma vida significativa e valiosa. Ao experimentar a obra de Deus, o Seu povo escolhido viu plenamente que a Sua palavra domina e realiza todas as coisas. Os falsos líderes, anticristos e pessoas más são revelados, eliminados e punidos. Permite também que o povo escolhido de Deus perceba que o caráter Dele é justo e santo e não pode ser ofendido por ninguém.

Em quinto lugar, por meio da perturbação, ilusão, opressão e do controle dos falsos líderes, anticristos e pessoas más, o povo escolhido de Deus viu que sem a verdade e o conhecimento da Sua palavra, o homem não pode triunfar sobre Satanás e testemunhar em meio às provações. Por meio da ilusão, do controle, da opressão e atrocidade dos falsos líderes e anticristos, o povo escolhido de Deus sentiu a dor de seguir as pessoas erradas, de tomar a senda errada, de ter um coração sombrio, de perder a obra do Espírito Santo e de carecer da presença de Deus, o que o compele a estar equipado com a verdade, buscá-la e conhecê-la bem. Isso lhe permite ver um fato: sem a verdade, os crentes em Deus serão iludidos, controlados, incriminados e oprimidos pelo diabo, Satanás. Sem a verdade, não há como ele conseguir distinguir Satanás e não consegue outra coisa senão se entregar ao desígnio e às travessuras do diabo Satanás. Sem a verdade, não há como discernir a trapaça de Satanás e enxergar sua verdadeira aparência. Sem a verdade, ele não tem coragem e valentia para combater, abandonar e romper completamente com Satanás. Sem a verdade, ele não consegue escapar de sua influência sombria. Sem a verdade, ele só pode ser corrompido, escravizado e devorado por Satanás e, por fim, sofrerá perdição ou destruição. Sem a verdade, ele viverá sob o império de Satanás e achará que viver é apenas uma provação. Portanto, o povo escolhido de Deus percebeu claramente que sem o serviço dos falsos líderes, anticristos e pessoas más é difícil para ele compreender a verdade e entrar na sua realidade. Ele se contentará apenas em compreender as palavras doutrinárias, a obedecer às regras e a comprometer-se com os rituais religiosos como falsos crentes em Deus. Nunca será salvo crendo em Deus dessa maneira.

As cinco lições acima são obtidas principalmente da batalha final entre o bem e o mal ao experimentar a obra de Deus nos últimos dias. Todo o povo escolhido de Deus que verdadeiramente provou a guerra entre o bem e o mal na última fase de Sua obra obteve alguns ganhos reais. Em particular, os ganhos daqueles com bom calibre que buscam a verdade são ainda mais enriquecedores. Tal fato se dá porque essas pessoas viram o processo verdadeiro de todos os tipos de pessoas sendo revelados, bem como os verdadeiros rostos e papéis de várias pessoas na guerra entre o bem e o mal, os quais são bem vívidos. Algumas pessoas que haviam adentrado inesperadamente na senda dos falsos líderes e anticristos mostraram, por fim, suas verdadeiras identidades. Todas elas são demônios e anticristos que os tipificam. Muitas pessoas experimentaram o fracasso e caíram. Então, levantaram-se e conseguiram crescimento na vida. Algumas pessoas foram eliminadas porque não gostavam da verdade e a detestavam; retiraram-se negativamente e se afastaram automaticamente. Essas pessoas são incrédulos. Quando pessoas diferentes creem em Deus por muitos anos, seus desfechos ao término da obra Dele são diferentes. Todos aqueles que creem genuinamente em Deus e buscam a verdade tiveram uma entrada real em todos os aspectos da verdade, e sua estatura espiritual aumentou de forma gradual. Durante esses anos de crença em Deus, 2011 foi o ano mais frutífero com maior crescimento. A maior parte do povo escolhido de Deus só agora parece saber o que é a experiência da Sua obra, o que é obter a verdade e entrar na realidade, o que é escapar da influência de Satanás para obter salvação, o que é ser aperfeiçoado verdadeiramente e perceber, de fato, que somente quando se entrou na realidade da verdade é que se entrou na trilha certa da crença em Deus, e somente quando se escapou verdadeiramente da influência de Satanás é que se recebeu, de fato, a salvação. Este quase um ano de experiência tem sido extremamente valioso e significativo para o crescimento do povo escolhido de Deus na vida, bem como para a sua salvação e aperfeiçoamento. Se alguém perdesse a oportunidade de experimentar a Sua obra durante esse tempo, seria um acontecimento lastimável para a pessoa por toda a vida. Alguns do povo escolhido de Deus colocam isso da seguinte maneira: “Ter provado a guerra do bem e do mal durante a última fase da Sua obra foi muito importante e precioso para a entrada na vida e seu crescimento!” Algumas pessoas até sentem pena se si mesmas por terem perdido essa oportunidade. De fato, nessa guerra entre o bem e o mal, muitas pessoas que foram então designadas como falsos líderes e falsos trabalhadores se beneficiariam muito. Embora tenham sofrido grandemente por terem sido expostas e terem sido duramente repreendidas, chegando a serem odiadas e rejeitadas pelo povo escolhido de Deus, elas por fim se arrependeram em seus corações e odiaram a si mesmas por suas ações malignas. Lamentaram-se por aquilo que tinham feito e se arrependeram de verdade. Até mesmo as almas daqueles falsos líderes e anticristos que estavam imersos na iniquidade estavam traumatizadas. Acharam que eles eram realmente o diabo, Satanás, por terem oprimido, iludido e controlado de forma tão insana o povo escolhido de Deus e terem agido contra Ele. Todavia, devido à sua natureza demoníaca, é difícil para eles aceitarem a verdade. Logo, é impossível que se arrependam verdadeiramente. Em suma, a experiência da guerra entre o bem e o mal por quase um ano é extremamente significativa e valiosa para todos aqueles que realmente creem em Deus e buscam a verdade. Ela é, de fato, a graça e a bênção de Deus. O Seu povo escolhido já sentiu que quanto mais as pessoas compreendem a verdade, mais elas se sentem livres e emancipadas. Somente ao entrar na realidade da verdade é que elas podem ter liberdade e emancipação. Tudo se tornará simples e fácil. Elas ficarão cada vez mais calmas e felizes por crerem em Deus. Sem a verdade, o homem têm muitíssimos sofrimentos, restrições, dificuldade e repressão. Ele não tem emancipação nem liberdade. É sempre importunado por Satanás e está sempre sofrendo em trevas. Somente quando o homem tiver ganhado a verdade é que ele terá recebido verdadeiramente a salvação. Viver pela verdade é ser, de fato, feliz, pacífico, alegre e amável. É óbvio que é extremamente significativo ser salvo e levado para a realidade da verdade por Deus.

Em tempo de caos, todos os tipos de pessoas são revelados. Quem são os verdadeiros líderes e quem são os falsos, quem tem a realidade da verdade e quem não a tem, quem tem humanidade e quem não a tem são revelados claramente. Por meio da retirada dos falsos líderes, dos falsos trabalhadores e dos anticristos, da implementação de eleições na igreja, bem como da revelação da guerra entre o bem e o mal, a maioria do povo escolhido de Deus sabe agora como discernir líderes e obreiros. Os verdadeiros e falsos líderes e trabalhadores podem ser distinguidos desta forma: os líderes e trabalhadores da igreja de todos os níveis podem ser divididos em três categorias. Descrevê-los como servos fiéis, servos traiçoeiros e servos malignos é mais apropriado. O primeiro tipo consegue obedecer verdadeiramente à obra de Deus, consegue dar o máximo de si para defendê-la enquanto cumpre seus deveres, consegue deixar tudo para trás para despender-se para Deus, e consegue exaltá-Lo e testemunhar Dele. Somente esse grupo de pessoas está verdadeiramente em busca da verdade, busca ser aperfeiçoado e é classificado como servo leal de Deus. O segundo tipo carece totalmente da realidade da verdade, é incapaz de defender a obra de Deus enquanto cumpre seus deveres, não lida com os problemas de acordo com os arranjos de trabalho, faz o que quer e age negligentemente, trata as pessoas com base em sua emoção, age de acordo com sua preferência carnal, não observa os princípios da verdade, pratica a verdade com grande dificuldade, e com frequência tenta negociar com Deus. Ele está na senda do anticristo e é classificado como servo traiçoeiro. O terceiro tipo é arrogante e convencido, busca posição, é ambicioso. Sempre quer controlar o povo escolhido de Deus, senhorear sobre os outros, oprimir e discriminar aqueles que não concordam com ele. Ele limita, amarra e arma ciladas contra o povo escolhido de Deus, tenta usar seu poder para controlar o povo escolhido de Deus e estabelecer seu próprio reino independente. Esse tipo é classificado como pessoas más da mesma laia dos falsos líderes e anticristos, isto é, servos malignos. A maioria dos servos malignos de hoje foi banida e eliminada. A maioria dos servos traiçoeiros está se arrependendo. Todos os servos leais compreenderam a verdade e entraram na realidade; estão sendo salvos e aperfeiçoados por Deus. Isso é um fato.

Para o povo escolhido de Deus, a maneira de distinguir precisa e adequadamente os falsos líderes e trabalhadores é muito importante. Trata-se de uma questão que envolve o princípio da verdade. Algumas pessoas não conseguem perceber o problema da essência humana, quer a pessoa ame e busque a verdade ou não. Em vez disso, elas se aproveitam e fazem muito estardalhaço em relação às transgressões e corrupções reveladas dos líderes e trabalhadores e chegam até a rotulá-los e condená-los. Esse é um erro sério. Elas não só incriminam e julgam as pessoas ao fazerem isso, mas também causam desordem, perturbam e interrompem a obra de Deus. Trata-se apenas de uma prática de resistir a Ele. Se alguém que carece da verdade é viciado na natureza, é fácil para ele coagir, penalizar, condenar e incriminar outros. Há muitas pessoas como essa. Portanto, a forma de distinguir entre os verdadeiros e falsos líderes e trabalhadores é uma lição importante que o povo escolhido de Deus deve compreender. No passado, os verdadeiros e falsos líderes foram distinguidos com base no fato de terem ou não a obra do Espírito Santo. Como não é fácil para aqueles que carecem da verdade fazer a distinção, agora, nós podemos, na verdade, diferenciar as pessoas com base no fato de terem ou não humanidade e a realidade da verdade. Isso é mais preciso e fácil de compreender. É possível ser averiguado por completo com base no fato de a pessoa ter ou não a obra do Espírito Santo. Se o povo escolhido de Deus seguir pelo caminho de certa pessoa ter ou não humanidade e diferenciar qual tipo de pessoa ela é dentre os três tipos, a saber, servos leais, servos traiçoeiros e servos malignos, será mais fácil para ele distingui-la. Essa maneira não é de forma alguma contrária ao princípio de discernimento de alguém de acordo com o fato de ela ter ou não a obra do Espírito Santo em si, pois Ele trata as pessoas em conformidade com o fato de elas amarem ou não a verdade e de terem ou não consciência e sentido por natureza e em essência. O Espírito Santo opera naqueles cuja humanidade é boa e que amam a verdade. Aqueles que não têm uma humanidade boa e não amam a verdade carecem da obra do Espírito Santo. Alguém que tenha uma humanidade traiçoeira, maldosa e insidiosa é uma pessoa má que é, claro, classificada como um servo maligno. Servos malignos são os inimigos de Deus e objetos de Sua danação e punição. Descrever esses três tipos de líderes e obreiros como servos leais (como os leais sobre os quais os incrédulos falam), servos traiçoeiros (como os funcionários da corte traiçoeiros sobre os quais os incrédulos falam) e servos malignos (como a escória que trai o país e passa para o lado do inimigo sobre a qual os incrédulos falam) é muito adequado, muito apropriado. As pessoas classificadas como servos leais são mais honestas, possuem consciência e sentido e defendem a obra de Deus em todas as coisas, enquanto cumprem seu dever. São obedientes e leais a Ele. Tais líderes e obreiros são todos objetos da salvação e aperfeiçoamento de Deus. Aquelas pessoas classificadas como servos traiçoeiros não amam a verdade, não estão dispostas a buscá-la e não demonstram obediência verdadeira a Deus. Ao realizar o seu dever, fazem aquilo que querem. Tratam as pessoas com base nas emoções e não são justas e racionais. Ao servirem a Deus, resistem a Ele, seguem a carne e fazem coisas sem princípios, chegando até a negociar com Ele. Às vezes, podem trair a verdade e a Deus e até mesmo trabalhar contra o interesse da casa de Deus, não protegendo nem minimamente a Sua obra. Esse tipo de pessoa é classificado como servo traiçoeiro, exatamente como os funcionários da corte traiçoeiros sobre os quais os incrédulos falam. Dentre essas pessoas, a maioria é objeto que pode ser salvo e conquistado. Tais pessoas devem ser tratadas com amor e lhes ser dada a chance de arrependerem-se. Algumas delas podem tornar-se completamente pessoas que buscam a verdade caso passem por muita poda, tratamento, julgamento e castigo. Claro, todos os servos traiçoeiros são classificados como falsos líderes e obreiros. Todavia, alguns deles têm uma humanidade boa e são plenamente capazes de arrepender-se e mudar. Devem ser tratados com amor e ter uma outra chance de se exercitarem. Mas os que são servos malignos são todos falsos líderes e anticristos que possuem uma natureza demoníaca. Claro, os servos malignos são todos classificados como pessoas malignas. Eles possuem a natureza e a essência do diabo, razão pela qual tais pessoas malignas são capazes de todo tipo de maldade e oprimem e perseguem brutalmente o povo escolhido de Deus. Esforçam-se sobremaneira para perturbar e interromper a obra de Deus e opor-se Ele em todas as coisas, como se fossem completamente insensíveis. Seu coração é duro e teimoso. Isso não é ser um inimigo de Deus? Os servos malignos não podem ser salvos. Portanto, a casa de Deus deve expulsar quaisquer falsos líderes e anticristos de natureza demoníaca. Não há espaço para reconciliação. Na família de Deus, dentro da corrente da obra do Espírito Santo estão Cristo, o homem usado por Ele, os líderes e trabalhadores de todos os níveis da igreja que verdadeiramente obedecem à obra de Deus e a defendem, e todo o Seu povo escolhido que crê sinceramente Nele e busca a verdade. Fora da corrente da obra do Espírito Santo estão as forças inimigas contra Ele lideradas pelos anticristos e falsos cristos e formadas por todas as pessoas más e perturbadores insensatos em todo o lugar. Todo o povo escolhido de Deus que permanecer com Ele, cooperar intimamente com a liderança e o pastoreio do homem usado pelo Espírito Santo e aceitar os arranjos de trabalho do alto e obedecer a eles são pessoas dentro da Sua corrente. Todos aqueles que permanecerem com os falsos líderes e anticristos, que se recusarem a aceitar a liderança e o pastoreio do homem usado pelo Espírito Santo e a obedecer a Ele estão fora da Sua corrente. Tais pessoas também estão fora da palavra de Deus. Todas essas pessoas são subordinados de Satanás e incrédulos. Pode-se provar pela completa ignorância das pessoas com relação à verdade e pela carência plena da realidade da verdade e de humanidade. Portanto, as forças malignas lideradas pelos falsos líderes e anticristos são todas inimigas de Deus. São inimigas do Seu povo escolhido. Merecem ser amaldiçoadas.

Após experimentar inúmeras batalhas entre o bem e o mal, o povo escolhido de Deus começou a entender a verdade e a entrar na realidade. Ele consegue ver os verdadeiros e os falsos líderes e trabalhadores muito claramente. Nas batalhas entre o bem e o mal no período final da obra de Deus, somente aqueles que realmente buscam a verdade demonstraram coragem extraordinária e solucionaram o problema referente a todos os tipos de falsos líderes, anticristos e pessoas más que provocam perturbações e interrupções, iludindo e controlando as pessoas. Essas pessoas removeram as pedras de tropeço e os obstáculos para a realização da vontade de Deus, a fim de que o Seu povo escolhido consiga ver o céu límpido após as nuvens saírem e saiba, de fato, que a Sua obra está salvando o homem. Aqueles que realmente possuem a verdade são guerreiros destemidos. Somente essas pessoas são verdadeiramente os líderes e trabalhadores do povo escolhido de Deus e Seus servos leais. Tais pessoas estão sendo aperfeiçoadas por Ele. Há uma grande esperança de que se tornem adequadas para serem usadas por Deus. Todos os tipos de falsos líderes, falsos trabalhadores e anticristos são servos traiçoeiros ou servos maus. Portanto, estão eliminados. Todos aqueles que conseguem sobrepujar Satanás e testemunhar nas batalhas entre o bem e o mal no período final da obra de Deus são realmente as pessoas a quem Ele quer aperfeiçoar e torná-las vencedoras. Tais pessoas estão sendo aperfeiçoadas e salvas por Ele. Se continuarem a buscar a verdade e passar por mais provações e refinamentos, elas irão se tornar pessoas que foram aperfeiçoadas por Deus e estão em pleno acordo com Ele.

Ao experimentar a guerra entre o bem e o mal por quase um ano, agora o povo escolhido de Deus viu claramente que experimentar a Sua obra não é uma simples questão, sem mencionar a obtenção da salvação. Crer em Deus de acordo com a concepção do homem não é experimentar a Sua obra. Somente ela pode fazer todos os tipos de pessoas, acontecimentos e questões prestarem serviço. O homem não pode ser salvo e aperfeiçoado sem provar a guerra entre o bem e o mal. Hoje, algumas pessoas ainda não compreendem com clareza a veracidade, a realidade e a natureza prática da obra de Deus. Elas ainda têm concepções e imaginações em seus corações. Isso mostra que sua compreensão e experiência da Sua obra são extremamente superficiais. Seus corações não estão em pleno comprometimento com ela. Dessa forma, o que as pessoas obtêm de sua crença em Deus é lamentável. Somente entregando-se por inteiro, colocando todo o ser e coração na obra de Deus, lutando pela verdade, examinando as coisas em Sua palavra e permanecendo com Ele é que uma pessoa pode receber a iluminação e direção do Espírito Santo e, por fim, testemunhar e sobrepujar Satanás. Essa é a única maneira de experimentar verdadeiramente a obra de Deus e despender-se por Ele. Apenas esse tipo de pessoa é objeto a ser salvo e aperfeiçoado.

Agora que a obra eleitoral das igrejas em vários lugares foi basicamente concluída e os líderes e trabalhadores da igreja de todos os níveis foram eleitos, a sua obra começou a entrar plenamente na trilha certa. Por isso, líderes e colaboradores de todos os níveis da igreja devem trabalhar em seus postos e cumprir seus deveres no serviço a Deus. Isso é servi-Lo na fase final de Sua obra. Trata-se de um momento crucial para o homem ser aperfeiçoado por Deus. Aqueles que buscam a verdade com sinceridade devem aprender a exaltar e a dar testemunho Dele, a buscar a verdade em todas as coisas, a resolver os problemas com a verdade e devotar sua fidelidade derradeira à realização da Sua vontade a fim de receberem ainda mais da obra do Espírito Santo e serem aperfeiçoados.

Há dez tarefas principais que devem ser realizadas e problemas que devem ser resolvidos no presente por líderes e trabalhadores de todos os níveis.

Em primeiro lugar, para o povo escolhido de Deus, viver a vida da igreja é preparar-se com a verdade e entrar na realidade. Agora que o dia de Deus chegará em breve, grandes provações começarão e vários desastres sobrevirão a seguir. Líderes e colaboradores de todos os níveis devem conduzir as pessoas escolhidas por Deus para que entrem na realidade das dez verdades, para que todas possam compreender, conhecer e entrar nas dez verdades a fim de estabelecerem um bom fundamento para passar pelas grandes provações e desastres. Esse é o dever mais importante para os líderes e colaboradores de todos os níveis. Naturalmente, é também a atribuição por Deus que não deve ser ignorada. A fim de alcançar esse resultado, todas as regiões podem estabelecer um sistema de avaliação para analisar regularmente os líderes e trabalhadores de todos os níveis e o povo escolhido de Deus que busca a verdade. O conteúdo avaliativo tem por base “As setenta regras” nos “Dez aspectos da verdade para entrar na salvação” e “Exercícios para a prática da verdade” para garantir que a vida da igreja esteja na trilha certa em todos os lugares. Quanto maiores os desastres, mais o povo escolhido de Deus deve aderir a comer e beber a Sua palavra e a buscar a verdade. Hoje, se algumas pessoas ainda não buscam a verdade, não a praticam ao cumprir seus deveres, mas se comportam de maneira ultrajante e se envolvem em questões que não têm nada a ver com a verdade, elas são negligentes com seus deveres. Esse é um problema que os líderes e trabalhadores de todos os níveis devem resolver. Todos aqueles que podem ser salvos devem ser regados e supridos com os maiores esforços. Somente os tolos e as pessoas ímpias que não amam a verdade de jeito nenhum, que a abominam e negligentemente causam perturbação podem ser abandonadas. Deve-se garantir que todos aqueles que creem verdadeiramente em Deus e amam a verdade possam receber a rega e o sustento normais. Somente assim Deus pode ser satisfeito, para que eles não sejam eliminados e descartados por Ele.

Em segundo lugar, uma vez que os ambientes em vários lugares estão ficando cada vez mais caóticos neste momento, esta é uma boa oportunidade de pregar o evangelho. Líderes e trabalhadores de todos os níveis devem reforçar seu trabalho na pregação do evangelho. A equipe que toma as decisões em cada região deve formar equipes profissionais de pregação do evangelho. Cada região deve designar duas equipes profissionais: equipe um e equipe dois (com cerca de dez pessoas por equipe), que possam competir; elas pertencem às equipes de primeira linha. Todos os distritos devem formar grupos de pregação do evangelho (cerca de 10 pessoas em cada grupo) que pertençam às equipes de segunda linha. As equipes profissionais são divididas em equipes de primeira e segunda linhas, as quais serão fortalecidas e expandidas gradualmente no futuro. Sob circunstâncias especiais, as equipes de primeira e segunda linhas podem coordenar umas com as outras. Os membros da equipe decisória regional são diretamente responsáveis pelas equipes de primeira linha, enquanto os líderes de cada distrito são responsáveis pelas equipes de segunda linha. Os comandantes da pregação do evangelho para as equipes de primeira e segunda linha devem ser eleitos. Se os resultados da evangelização pelas equipes de pregação do evangelho de primeira linha não forem bons, os membros da equipe decisória regional serão responsáveis por isso. Se os resultados da evangelização pelos grupos de pregação do evangelho de segunda linha não forem bons, os líderes distritais serão responsáveis por isso. Dentre os membros de cada equipe decisória regional, é necessário que haja uma pessoa responsável pelo trabalho evangelístico e uma responsável pela rega da verdade. Na liderança distrital, também é necessário que haja uma pessoa responsável pelo trabalho evangelístico e uma responsável pela rega da verdade. Elas devem dividir suas funções de tal modo que cada uma assuma a responsabilidade pelo seu próprio trabalho. Se os resultados da evangelização dos grupos existentes de pregação do evangelho forem bons, tais grupos podem permanecer inalterados. As equipes decisórias regionais e os líderes distritais devem comunicar-se uns com os outros sobre as formações específicas dos grupos de pregação do evangelho. Líderes e trabalhadores de todos os níveis devem ter um bom desempenho no trabalho evangelístico. Aqueles que não dão atenção ao trabalho evangelístico, que não se importam ou não concordam com ele são falsos líderes e falsos trabalhadores. Todo o povo escolhido de Deus da igreja também deve pregar o evangelho. Ele pertence às equipes amadoras lideradas pelos diáconos pregadores do evangelho. O povo escolhido de Deus deve saber com clareza que a pregação é o bem maior. A agitação civil ocorre quando nós testemunhamos abertamente por Deus, e devemos pregar o evangelho de forma ampla e expandir o trabalho evangelístico com todas as forças. Essa é a vontade de Deus que ninguém pode desafiar. Aquele que a desafia é um demônio que trai e resiste diretamente a Deus e deve ser punido. Todos aqueles que não expandem o trabalho evangelístico e impedem as pessoas de pregar o evangelho são falsos líderes e falsos trabalhadores. Devem ser substituídos e rejeitados pelo povo escolhido de Deus.

Em terceiro lugar, as áreas pastorais originais serão mantidas. Os membros delegados das equipes de trabalho serão responsáveis por essas áreas de pastoreio sem uma equipe pastoral decisória formalmente estabelecida. Em cada área pastoral, uma equipe de trabalho de três a cinco pessoas deve ser formada. Em cada uma das áreas de pastoreio com muitos problemas, duas equipes de trabalho podem ser criadas com duas a três pessoas em cada uma para solucionar o caos e os problemas difíceis nessas áreas, incluindo a perturbação causada pelos falsos líderes, falsos trabalhadores e pessoas ímpias. Esse trabalho não pode parar. Quanto a essas pessoas ímpias que constantemente perturbaram o trabalho da família de Deus e continuaram impenitentes, é necessário identificá-las, expô-las, coletar informações sobre elas e organizá-las para anúncio público para, em seguida, segrega-las e expulsá-las. Os falsos líderes, falsos trabalhadores e anticristos devem ser depostos assim que forem descobertos. Eles não podem ser mantidos por pretexto algum. Quando essas pessoas ímpias com pouca humanidade, que abominam e detestam a verdade, se tornam líderes e trabalhadores, elas não têm a obra do Espírito Santo e são falsos líderes e falsos trabalhadores. Isso é indubitavelmente verdadeiro. Aqueles com bom calibre dispostos a se despenderem por Deus, mas que carecem de boa humanidade e não buscam a verdade podem ser responsáveis apenas pelos afazeres gerais e pela pregação do evangelho. Isso é bastante apropriado. Trabalhadores que estão envolvidos em afazeres gerais e são responsáveis pelo trabalho de pregação do evangelho não devem ser submetidos a exigências exorbitantes. Precisam apenas alcançar resultados eficazes no cumprimento de seus deveres. Contanto que sejam eficientes no cumprimento de seus deveres, são considerados qualificados e não podem ser substituídos independentemente de suas transgressões. Esse é o princípio para lidar com os responsáveis pelos afazeres da igreja e trabalho de pregação do evangelho.

Agora todas as áreas de pastoreio têm equipes de trabalho (isto é, aquelas enviadas pelas equipes pastorais decisórias), que estão solucionando o caos. A maioria dos membros da equipe de trabalho que foram enviados ou escolhidos temporariamente pode defender a obra de Deus e resolver os problemas com a verdade. Mesmo que alguns deles demonstrem corrupção, cometam erros e falem inverdades em certas ocasiões, contanto que consigam resolver os problemas de acordo com os arranjos de trabalho e permaneçam ao lado de Deus para servir o autêntico povo escolhido de Deus, este deve apoiá-los e cooperar com eles. No que diz respeito àqueles que realmente são incapazes de realizar a obra prática e não têm discernimento, que até chegam a apoiar as pessoas ímpias e condenar as boas, que falham completamente em solucionar os problemas práticos, o povo escolhido de Deus pode denunciá-los ou reclamar para as equipes pastorais decisórias e exigir substituição. Agora há diversas pessoas ímpias que claramente são anticristos que condenam as equipes de trabalho e rejeitam as pessoas enviadas pelas equipes pastorais decisórias para tratar dos problemas. Isso provou que são pessoas ímpias que perturbam e interrompem a obra da família de Deus. Aqueles que realmente buscam a verdade devem apoiar e cooperar com a equipe de trabalho e com as pessoas enviadas pelas equipes pastorais decisórias. Quando encontrarem inconsistências entre seus pontos de vistas, vocês devem comunicar a verdade. Quando perceberem que os problemas são tratados de formas irracionais, vocês devem explicar os fatos verdadeiros e informar as bases reais para que os problemas possam ser tratados de maneira adequada. Somente as pessoas ímpias e os anticristos condenam, resistem, os recusam em absoluto ou até vedam a igreja. A maneira como agem expõe completamente as faces verdadeiras dos anticristos e das pessoas ímpias que interrompem e perturbam a obra de Deus.

Em quarto lugar, cada igreja deve dividir suas congregações em grupos A e B o mais rápido possível. Toda igreja deve fazer isso. A divisão em grupos A e B deve ser baseada nos princípios estipulados nos arranjos de trabalho. O objetivo principal é colocar os dez tipos de pessoas no grupo B e lhes dar oportunidades de se arrependerem. Se elas demonstrarem verdadeiro arrependimento no grupo B, realizarem ativamente seus deveres sem reclamações e obedecerem à obra de Deus, então serão admitidas no grupo A. Caso alguma pessoa colocada no grupo A perturbe com frequência a vida da igreja e crie problemas intencionalmente, ela pode ser transferida para o grupo B a qualquer momento, isso, porém, deve ser aprovado por mais da metade dos membros da igreja. A divisão de grupos A e B deve ser determinada primeiramente pelos líderes e diáconos da igreja e, depois, aprovada por ela. Para aqueles que têm problemas sérios ou especiais que não podem ser discernidos no momento, e sua natureza não pode ser determinada, tais pessoas devem ser mantidas no grupo B para congregação. Aqueles eleitos como líderes e diáconos na igreja e os que cumprem deveres especiais devem ser colocados no grupo A pela congregação independentemente da humanidade. Os pregadores profissionais do evangelho devem congregar no grupo de pregação do evangelho. Jamais devem retornar para a igreja para congregação. Algumas pessoas sempre perguntam a respeito do dever dos diáconos que regam a igreja. Estes são responsáveis principalmente por regar as pessoas que creram em Deus por menos de um ano. Caso não haja muitos novos cristãos, os diáconos que regam devem ir aos vários grupos para regar e suprir o povo escolhido de Deus. Esse é o dever deles.

Em quinto lugar, os problemas relacionados aos líderes e trabalhadores que oprimem, condenam, coagem e incriminam outros devem ser resolvidos. Além da necessidade de expor, restringir e lidar com as pessoas ímpias que cometeram muitas maldades, os problemas daquelas que têm uma humanidade insatisfatória ou ruim devem ser resolvidos comunicando-se a verdade para que se alcance os efeitos de ajudar e apoiar outros com amor. Se um líder ou trabalhador for pego por ter oprimido, condenado, coagido e incriminado arbitrariamente o povo escolhido de Deus, tal pessoa deve ser tratada com severidade e ser remediada. Se ela não se arrepender, deve ser substituída. Aqueles que oprimem, condenam, coagem e incriminam outros são invariavelmente pessoas ímpias e falsos líderes legítimos. As características dos falsos líderes e anticristos são malignidade, insídia e propensão a coagir outras pessoas. Quando agem, eles violam seriamente os arranjos de trabalho. Quando estão resolvendo problemas, chegam até a ler fora do contexto e fazer exatamente o contrário em total desconsideração da verdade. Eles não têm amor algum pelo povo escolhido de Deus. Tais pessoas malignas definitivamente carecem da obra do Espírito Santo. São, sem dúvida, falsos líderes e falsos trabalhadores que precisam ser eliminados. O trabalho de combater e remover os falsos líderes e os anticristos não pode parar. Enquanto houver trabalho da igreja, poderá haver perturbação por parte deles. Esse é um fato objetivo inevitável. Onde quer que os falsos líderes ou anticristos apareçam, o povo escolhido de Deus deve coordenar com os líderes e trabalhadores de todos os níveis para removê-los, pois são pedras de tropeço e obstáculos que ele deve eliminar a fim de entrar na trilha certa da crença em Deus. Além de se livrar dos falsos líderes e anticristos, o segundo problema a ser resolvido é o da perturbação das pessoas ímpias e daquelas com a obra dos espíritos malignos. Só é possível garantir a conduta normal da vida da igreja se resolvermos esses dois problemas-chave. Se houver pessoas ímpias que se aproveitam das transgressões e corrupção reveladas de quaisquer líderes ou trabalhadores de maneira impiedosa e ultrajante e, independentemente do quanto eles se arrependeram e se desculparam, elas ainda continuarem a fazer isso, é preciso tomar medidas que investiguem e reúnam evidências a respeito dessas pessoas ímpias e irracionais a fim de descobrir o seu desenvolvimento na igreja, como é a humanidade delas e que tipo de pessoas são. Se for provado que se trata de pessoas ímpias, elas devem ser segregadas para que reflitam. Se ficaram insatisfeitas, podem ser expulsas da igreja. Se algum líder ou trabalhador de qualquer nível não puder se livrar dos falsos líderes, falsos trabalhadores e anticristos nem resolver a perturbação por parte das pessoas ímpias, ele não é um autêntico líder ou trabalhador. É uma pessoa que carece da realidade da verdade, pois, se não consegue resolver esses dois problemas, ele não tem como defender a obra de Deus e garantir a conduta normal da vida da igreja. Somente aqueles líderes e trabalhadores capazes de se livrar dos falsos líderes e trabalhadores e de resolver a perturbação por parte de todos os tipos de pessoas ímpias são pessoas que verdadeiramente defendem a obra de Deus e se importam com a Sua vontade. São pessoas que servem de fato a Deus, que O exaltam e dão testemunho Dele. Esses são os líderes e trabalhadores que Deus quer aperfeiçoar e ganhar.

Em sexto lugar, a restituição deve ser feita de modo incondicional pela pessoa que se apropriou indevidamente das ofertas a Deus (mais de 10.000 yuans). Se o perpetrador tem uma atitude ruim e se recusa a se arrepender, ele deve ser expulso. Essa ação não precisa ser aprovada pelo povo escolhido de Deus. O inventário do relatório financeiro das ofertas a Deus mencionado no passado referia-se principalmente à investigação compulsória e verificação de determinado gasto aleatório irregular que fosse suspeito ou especialmente duvidoso. Em particular, a investigação deve ser implementada em casos de corrupção com grandes suspeitas. Nenhum inventário é exigido para despesas normais. Se, por meio de investigação, for descoberto que alguma pessoa se apropriou de forma indevida de uma grande quantidade de ofertas a Deus, deve-se ordenar que ela faça a restituição incondicionalmente. Se o perpetrador tiver uma atitude ruim e se recusar a fazer a restituição, ele deve ser expulso. Tal assunto não precisa ser resolvido pela igreja. Deve ser tratado diretamente pelas equipes decisórias regionais. No que diz respeito ao povo escolhido de Deus que realizou vários tipos de ações boas, incluindo as pessoas que fizeram muitas ofertas ou ajudaram muito outro povo escolhido, este devem receber ajuda com amor seja qual for a natureza de suas transgressões e problemas. A poda e o tratamento também podem ser implementados para fazer com que ele se conheça, compreenda a verdade e entre na realidade. Mesmo que apresentem sérios problemas ou transgressões, ele jamais deve ser segregado ou expulso. A expulsão só pode ser imposta caso ele tenha cometido inúmeros atos malignos ou provocado indignação pública.

Em sétimo lugar, todos os problemas relacionados ao caos e à perturbação devem ser resolvidos. No momento, há pessoas ímpias que são anticristos em várias áreas de pastoreio que não poupam esforços para perturbar e iludir o povo escolhido de Deus. São pessoas depravadas e extremamente ambiciosas que tentam derrubar os líderes e trabalhadores de todos os níveis da igreja, chegando a argumentar que os líderes e colaboradores da família de Deus são falsos e devem ser removidos. Eles se exaltam e se exibem de forma inescrupulosa para que o Seu povo escolhido acredite somente neles e os apoiem como líderes e trabalhadores. É absolutamente certo que tais pessoas são anticristos e o diabo Satanás. Apenas os anticristos profeririam algo que julga os líderes e trabalhadores de todos os níveis como falsos. A natureza dos anticristos é arrogante e desafiadora. Eles julgam e condenam constantemente todos os líderes e trabalhadores da igreja como falsos. Consideram-se os únicos verdadeiros. De fato, a maioria dos líderes e trabalhadores é verdadeira. Os falsos líderes e falsos trabalhadores compõem apenas uma porcentagem pequena ou extremamente pequena. Qualquer um que julga que todos os líderes e trabalhadores são falsos e tenta convencer outras pessoas de que somente ele é verdadeiro é um anticristo e o autêntico Satanás, o diabo, pois nega os resultados da obra de Deus e os resultados eleitorais de todo o Seu povo escolhido, ou seja, nega o verdadeiro testemunho dele de que cresce na vida através da experiência da obra de Deus. Esse tipo de demônio é lacaio de Satanás. Sua hostilidade para com Deus em todos os aspectos é prova incontestável de que ele é o Seu inimigo a quem o Seu povo escolhido deve rejeitar e amaldiçoar. No momento, há muitos que falam com segundas intenções para distorcer os fatos. Há também muitas pessoas que estão tentando se envolver em hegemonia, na edificação de reinos independentes. Todas elas são demônios que foram revelados. Visam atacar, condenar e derrubar os líderes e trabalhadores de todos os níveis numa tentativa de substituí-los e edificar um reino independente. Esse é o verdadeiro propósito dos demônios e a enganação de Satanás. Essas pessoas não têm nenhuma realidade da verdade. Definitivamente, não são pessoas que buscam a verdade. Elas, descaradamente, até querem ser líderes e trabalhadores. O povo escolhido de Deus deve perceber a enganação de Satanás. Ele deve se unir para erradicar os demônios. Esse é o testemunho do povo escolhido de Deus derrotando Satanás.

Em oitavo lugar, as necessidades diárias daqueles que se despendem por Deus em tempo integral devem ser atendidas. Essa é também a tarefa pela qual os líderes de todos os níveis devem ser responsáveis, pois está diretamente relacionada ao cumprimento dos deveres do povo escolhido de Deus e à expansão do trabalho da família de Deus. Nunca deve ser tratada de forma casual e confusa. Arranjos sensatos devem ser feitos a respeito disso. Os problemas e dificuldades na vida daqueles que se despendem por Deus em tempo integral devem ser resolvidos de forma justa e sensata. Os princípios específicos para implementação devem ser baseados em regulamentações prévias. Pequenos ajustes podem ser feitos a quaisquer cláusulas individuais que não sejam precisas ou adequadas devido à inflação com o intuito de resolver, pelo menos, o problema de alimentação e vestimenta. Os líderes podem tratar os casos especiais a seu critério. Os esforços daqueles que cumprem seus deveres despendendo-se por Deus em tempo integral não podem ser postergados por falta de sustento, mas aqueles que são ineficientes no cumprimento de seus deveres podem ser tratados com flexibilidade. Em particular, as necessidades diárias e os problemas familiares do povo escolhido de Deus que prega o evangelho devem ser atendidas de forma especial. As congregações dos grupos de pregação do evangelho também devem ser cuidadas para que todos os pregadores do evangelho tenham vida na igreja (salvo em circunstâncias excepcionais). Seu crescimento de vida não deve ser postergado. Aqueles que cumprem deveres especiais também devem ser bem regados e sustentados para que compreendam a verdade e entrem na realidade.

Em nono lugar, a família de Deus deve implementar a expulsão dos cinco tipos de pessoas. Todos aqueles que persistiram na perturbação da obra de Deus, que passaram pela poda, pelo tratamento e foram repreendidos repetidas vezes, mas se recusam completamente a admitir seus erros ou a se arrepender, são pessoas ímpias e irracionais que devem ser expulsas. Quanto àqueles que, no curso do cumprimento de seus deveres, se comportaram de forma ultrajante com influências extremamente ruins, que causaram sérios prejuízos ao trabalho da igreja, se eles, após serem podados, tratados e disciplinados com rigor, se recusarem a aceitar e obedecer e carecerem de arrependimento, devem ser segregados para reflexão. Somente o dever da pregação do evangelho pode ser realizado por eles durante o período de segregação para reflexão. Aqueles que provocaram caos por um período de tempo especialmente longo, mas que não se arrependeram de verdade e, pelo contrário, se recusaram obstinadamente a admitir seus erros, são pessoas verdadeiramente ímpias. Suas ações malignas e natureza satânica devem ser expostas pelo povo escolhido de Deus e, então, elas devem ser segregadas para que reflitam. Se ainda assim se recusarem a admitir seus delitos e não demonstrarem intenção de se arrepender, é totalmente apropriado que sejam expulsas pela igreja e rejeitadas pelo povo escolhido de Deus. Aqueles que cometeram todos os tipos de maldade e com frequência causaram caos devem ser expulsos. Se aqueles que deveriam ser expulsos forem capazes de prestar serviço por meio da pregação do evangelho, eles podem ficar no grupo B para congregação. Se foram incapazes de cumprir seus deveres na pregação do evangelho ou não o pregarem com sinceridade ou não estiverem dispostos a prestar serviço, eles devem ser expulsos.

Aqueles que creram em Deus por muitos anos, mas ainda não compreendem a verdade, nem os arranjos de trabalho, nem os sermões, nem a comunhão são definitivamente pessoas tolas que não gostam da verdade. Aqueles que, de forma alguma, não sabem discernir, que aderem com firmeza aos regulamentos e, sem refletir, seguem as regras estabelecidas, que, com frequência, são iludidos pelos outros, que se rendem ao poder e repetem o que os outros dizem, são todos pessoas incoerentes e não esclarecidas espiritualmente. Tanto as pessoas tolas como as incoerentes, se nunca compreenderem a verdade, são perturbadores insensatos e, com certeza, não são pessoas autênticas escolhidas por Deus. Aqueles que seguem todos os tipos de pessoas ímpias ao criticar ou condenar essa ou aquela pessoa, que veem problemas em todos, mas não veem nada de errado em si mesmos, que não são sérios no cumprimento de seus deveres, que cometem todos os tipos de atos ultrajantes, que semeiam a discórdia e envolvem pessoas em discussões, que não defendem a obra de Deus de forma alguma, mas negligentemente causam perturbação e caos, não são o verdadeiro povo escolhido de Deus. Aqueles que não prestam atenção em sua própria entrada na vida, que não prestam atenção na própria prática da verdade e no cumprimento de seus deveres, que não conseguem permanecer ao lado do povo escolhido de Deus que busca genuinamente a verdade e cuidam de seus deveres corretos, são pessoas que causam negligentemente a perturbação. Tais pessoas só podem ser colocadas no grupo B para que fiquem sóbrias e se acalmem e, assim, percebam suas próprias ações. Essa é uma chance para que se arrependam. Se elas continuarem a seguir as pessoas ímpias para causar perturbação de forma negligente, se não cuidarem de seus deveres corretos e, em vez disso, perturbarem o trabalho da igreja e o Seu povo escolhido no cumprimento de seus deveres, então, devem ser segregadas. Se estiverem descontentes e conseguirem causar problemas do nada, provocando aversão e repulsa na maioria do povo escolhido de Deus, elas devem ser expulsas pela igreja. Esse é o princípio para lidar com todos os perturbadores insensatos que são incrédulos.

Em décimo lugar, nas igrejas de várias regiões, aqueles falsos líderes e anticristos que estão comprovadamente mergulhados na iniquidade, que continuam impenitentes e incorreram imenso ultraje público são autênticos demônios. Suas ações perversas devem ser resolvidas e divulgadas para o público, e, em seguida, deve ser implementada a expulsão delas. O povo escolhido de Deus pode exigir retribuição e imprecação contra tais demônios. No geral, há apenas um ou dois demônios desse tipo em cada província; no máximo, dois ou três. Naturalmente, é melhor que não haja nenhum. Nenhuma igreja deve estabelecer o número. Somente as informações sobre as ações perversas daqueles demônios que estão mergulhados na iniquidade e incorreram imenso ultraje público devem ser classificadas. Quanto aos falsos líderes e falsos trabalhadores que cometeram um número menor de ações perversas, que não incorreram muito ultraje público, não é necessário classificar informações sobre eles. Não há necessidade de classificar as informações sobre as ações malignas das pessoas ímpias na igreja, posto seus atos maus serem limitados e o escopo de seu impacto ser pequeno. É necessário apenas identificá-las como pessoas ímpias e expulsá-las. Também não é necessário classificar as informações sobre aqueles que têm a obra dos espíritos malignos. Somente as informações sobre as ações perversas dos demônios, como os falsos líderes e anticristos que cometeram inúmeros atos malignos e incorreram enorme ultraje público, devem ser classificadas. Por exemplo, apenas as informações sobre aqueles demônios que expulsaram mais da metade dos membros da igreja, vitimaram inúmeras pessoas e, por fim, arruinaram o trabalho da igreja ou foram coniventes com o grande dragão vermelho na prisão do povo escolhido de Deus podem ser classificadas. A família de Deus está se preparando para imprimir um arquivo a fim de documentar a evidência incriminatória de todos os anticristos demoníacos que resistiram diretamente a Deus durante o período de Sua obra. As equipes de trabalho e a equipe decisória de cada área pastoral serão diretamente responsáveis por esse trabalho.

Quando o trabalho da igreja estiver na trilha certa, as dez tarefas acima devem ser concluídas. Essa é a responsabilidade dos líderes e trabalhadores de todos os níveis. Se essas dez tarefas não forem cumpridas da maneira apropriada, essas pessoas são consideradas falsos líderes e falsos trabalhadores que são delinquentes, que não se atentaram aos seus próprios deveres, que não defendem verdadeiramente a obra de Deus e que devem ser eliminadas e removidas. No passado, os falsos líderes e os falsos trabalhadores invariavelmente não agiam de acordo com os arranjos de trabalho. Eles não foram capazes de conduzir o povo escolhido de Deus para entrar na realidade da verdade como Deus exigiu e cometeram todo o tipo de atos malignos para manter sua fama, fortuna e posições e para oprimir o povo escolhido de Deus. Eles não se atentaram aos seus próprios deveres. No fim, foram eliminados e removidos por provocar o ultraje das pessoas e a ira de Deus. Esse é um fato que todo o Seu povo escolhido, líderes e trabalhadores testemunharam. As pessoas que Deus mais abomina são os falsos líderes e falsos trabalhadores que não buscam a verdade, não fazem a obra prática, que não se atentam aos próprios deveres, mas se envolvem em atos ultrajantes e que sempre oprimem o Seu povo escolhido. Portanto, os líderes e trabalhadores de todos os níveis devem inspecionar e supervisionar. Se descobrirem que ainda existem líderes e trabalhadores que não dão atenção à resolução de problemas por meio da comunicação da verdade, que até oprimem o povo escolhido de Deus, que rejeitam dissidentes, que difamam e condenam as pessoas que ousam falar e lutar por justiça, eles devem denunciar, expor, remover e substitui-los, pois pessoas que difamam outras aleatoriamente, que condenam e oprimem outras não têm a realidade da verdade ou do amor. São pessoas que não praticam a verdade. Difamar, condenar e oprimir outros de modo aleatório é uma demonstração de seu caráter maligno e insidioso. Se a natureza de uma pessoa é boa, mesmo que seja ofendida por outras pessoas, ela consegue lidar com a situação adequadamente perdoando-as e tolerando-as ou movendo-as com amor, e consegue solucionar os problemas por meio da comunicação da verdade. Somente quem não tem a realidade da verdade e tem um caráter depravado consegue combater o mal com o mal e aderir à injustiça.

A fim de proteger o povo escolhido de Deus de opressão, condenação e incriminação, cinco comportamentos concretos que oprimem as pessoas são descritos a fim de facilitar o discernimento. Aqueles com os cinco traços característicos da opressão podem ser identificados como falsos líderes e falsos trabalhadores se não se arrependerem após serem podados e tratados. Eles devem ser denunciados e substituídos através dos procedimentos apropriados.

Em primeiro lugar, em vez de seguir o desenvolvimento consistente de alguém e as qualidades humanas reconhecidas, eles se aproveitam das transgressões e erros para difamar e condenar a pessoa aplicando regras e rotulando-as com vários tipos de ofensas. Esse é um comportamento opressivo.

Em segundo lugar, ao verem pessoas com boa humanidade que compreendem a verdade, que são apoiadas pela maioria, eles buscam oportunidades de se ressentirem com elas e tomam ações para rejeitá-las, oprimi-las, desaprová-las e condená-las por conta de ciúmes e medo de perder suas posições. Esse é um comportamento opressivo.

Em terceiro lugar, qualquer pessoa da qual se ressintam, abominem ou odeiem, eles atacam e, rejeitam, e chegam a distorcer os fatos, criam rumores e a julgam a fim de condená-la e atacá-la, tratando pessoas que não são ímpias como se fossem e até inventando fatos para expulsá-las. Esse é um comportamento opressivo.

Em quarto lugar, eles não conseguem tratar as pessoas de forma apropriada. Quando veem alguém com transgressões, que tenha feito algo errado ou tenha feito o trabalho de forma insatisfatória, eles alimentam o preconceito e a malícia contra a pessoa sem a menor afeição, ajuda e apoio. Eles proíbem essas pessoas de cumprir seus deveres sem a aprovação da igreja. Esse é um comportamento opressivo.

Em quinto lugar, enquanto algumas pessoas tiverem preconceito ou concepções a respeito delas, eles fomentam a hostilidade para com elas impondo condenação e julgamento e se vingam tentando difamá-las a fim de erradicar a dissidência, visando até aquelas pessoas que são honestas e possuem senso de justiça como sendo inimigos a serem atacados. Esse é um comportamento opressivo.

Os cinco tipos de comportamento acima descritos são comportamentos de líderes e trabalhadores que oprimem as pessoas. Embora a família de Deus tenha revogado a autoridade dos líderes e trabalhadores de todos os níveis por expulsarem e segregarem as pessoas e seja plenamente capaz de proteger o povo escolhido de Deus de ser segregado e expulso por pessoas ímpias, é inevitável que o fenômeno opressivo ainda exista. Com o intuito de resolver completamente o problema de líderes e trabalhadores que oprimirem o Seu povo escolhido, a família de Deus agora estipula: não é permitido que ninguém condene, julgue, coaja e puna arbitrariamente outras pessoas. A exclusão e o tratamento de pessoas ímpias, falsos líderes e anticristos também devem basear-se em evidência sólida. Qualquer declaração, julgamento e condenação deles deve se basear em fatos, evidência e testemunho. Se qualquer um do povo escolhido de Deus realmente tiver cometido transgressões sérias e atos malignos, a natureza dos problemas deve ser confirmada pela maioria da igreja para efeitos de determinação. É expressamente proibido difamar de forma arbitrária qualquer pessoa como sendo um falso líder, um falso trabalhador, uma pessoa ímpia ou um anticristo. Qualquer um que imputar essas ofensas a outros deve basear sua determinação em fatos. Do contrário, estará, indubitavelmente, condenando e oprimindo pessoas. Deve-se pedir, pelo menos, que algumas pessoas com uma compreensão melhor da verdade testemunhem a fim de determinar o fato. É extremamente fácil para aqueles que não têm a verdade aplicar cegamente as regras, rotular outras pessoas e condená-las. Há muitas pessoas tolas desse tipo. Uma vez que suas declarações são inconsistentes com os fatos, muito imprecisas ou até os distorcem, as pessoas não se convencem, então, surgem discussões, que podem até causar o caos. Esse é o resultado da falta da verdade e do discurso impulsivo. As pessoas que têm a realidade da verdade falam com base real, linguagem precisa e propriedade intelectual convincentes. Os discursos das pessoas sem a verdade tendem a provocar discussões e argumentações. Em particular, as pessoas de caráter feroz têm a propensão de julgar e condenar os outros. Elas são boas em distorcer os fatos, confundir as coisas e ofender os outros. Esses são os traços característicos aparentes das pessoas ímpias. Quando tais pessoas ímpias cumprem seus deveres no trabalho, é muito provável que o povo escolhido de Deus não se convença, se encha de raiva, e o resultado é o caos. Portanto, se o povo escolhido de Deus descobrir qualquer líder ou trabalhador inaceitável com um caráter ruim que não tenha a realidade da verdade, que crie problemas ao falar ou trabalhar, o Seu povo deve denunciá-lo para que ele seja substituído o mais rápido possível. Se os líderes e trabalhadores de qualquer nível descobrirem que alguns do povo escolhido de Deus se levantam e denunciam algum líder ou trabalhador ímpio depois de serem oprimidos, a denúncia deve ser aceita a princípio, e esse líder ou trabalhador deve ser tratado com seriedade após uma investigação e verificação. Qualquer líder ou trabalhador que sempre condena, incrimina e oprime outras pessoas é um servo mau. Definitivamente é uma pessoa ímpia que deve ser substituída e segregada para que reflita. O problema deve ser resolvido por meio da denúncia feita pelo povo escolhido de Deus e da coordenação de líderes e trabalhadores. Caso seja um líder ou trabalhador com humanidade disposto a se arrepender de suas transgressões, ele deve escrever uma carta de arrependimento antes de poder retomar o trabalho. A partir de agora, quando os líderes e trabalhadores de todos os níveis da igreja descobrem alguém que condena e oprime o povo escolhido de Deus ou quando alguém assim é denunciado, eles devem lidar com a pessoa a tempo e jamais abrandar, pois, se um falso líder aparecer, ele não prejudicará apenas uma ou várias pessoas, mas cada igreja da região. Portanto, se a descoberta de um falso líder ou falso trabalhador é baseada em uma evidência sólida, ela deve ser resolvida. Não se deve permitir, em absoluto, que nenhum falso líder permaneça na igreja para deter o poder nem que uma única pessoa ímpia cause muitos problemas na igreja para se aproveitar de forma implacável das transgressões de algum líder ou trabalhador, para perturbar a obra do líder ou trabalhador e o trabalho normal da igreja. Os líderes e trabalhadores de todos os níveis e o povo escolhido de Deus devem dar importância a esses dois problemas sem negligenciá-los. Afinal, resolver o caos é erradicar as pessoas ímpias e os anticristos. O segredo não está em solucionar o problema de quem está certo ou errado, mas na necessidade de identificar e localizar as pessoas ímpias e os anticristos. Somente assim podemos solucionar fundamentalmente o problema do caos. Apenas resolver o problema de quem está certo ou errado é irrelevante. O objetivo é localizar e erradicar as pessoas ímpias e os manipuladores maus nos bastidores — os anticristos. Essa é uma questão que os líderes e trabalhadores de todos os níveis e o povo escolhido de Deus devem entender.

O Seu povo escolhido compreendeu claramente que, embora creiam em Deus, deve passar pelo julgamento, castigo, poda e tratamento de Sua palavra. Somente dessa maneira ele pode conhecer sua essência corrupta e a verdade de sua corrupção, compreender verdadeiramente a obra de Deus, entrar de fato na realidade da verdade, conseguir se libertar da influência de Satanás e receber a salvação. Aqueles que, de forma alguma, buscam a verdade na igreja, mas se concentram na busca por posição social e poder, na formação de grupinhos, no envolvimento em conflitos internos e na disseminação de discórdias são pessoas que não se atentam aos seus próprios deveres e negligentemente causam perturbação. Todas essas pessoas herdaram a natureza de Satanás. Elas vivem a aparência fantasmagórica dele todos os dias. Sua aparência é muito repugnante e detestável. Essas pessoas que causam perturbação negligentemente parecem não saber que somente aceitando o julgamento, o castigo, a poda e o tratamento da palavra de Deus é experimentar, de fato, a Sua obra, muito menos sabem que só por meio da compreensão da verdade, do conhecimento da essência e do fato da corrupção, bem como por meio do recebimento da verdade é possível escapar da influência de Satanás e receber a salvação. Elas são realmente tolas e incorrigíveis. Os homens sábios viram que toda a obra feita pela família de Deus consiste em permitir que os homens recebam a salvação. A família de Deus dará oportunidades de praticar àqueles que possuem bom calibre e buscam a verdade, contanto que estejam dispostos a despender-se por Deus, dispostos a fazer alguma coisa prática e cumprir seus deveres, sejam eles recomendados por outros ou por eles mesmos. No que diz respeito às pessoas com boa humanidade que realmente buscam a verdade, mesmo que cometam erros, e transgressões e demonstrem corrupção, a família de Deus não as investigará, mas permitirá que elas continuem praticando. O objetivo é dar oportunidades para as pessoas cumprirem seu dever, realizarem o trabalho e serem nutridas. Elas só serão substituídas e designadas para cumprir outro dever se realmente não conseguirem fazer o trabalho. Entre todos os líderes e trabalhadores que foram eliminados no passado, tenham eles mesmos se considerado falsos líderes ou falsos trabalhadores, ou designados como tais pelo povo escolhido de Deus, no fim das contas, a família de Deus só condena aqueles falsos líderes que são pessoas ímpias e anticristos. Aqueles falsos líderes e falsos trabalhadores com humanidade boa ou má foram tratados com brandura e auxiliados com amor. Somente os falsos líderes incorrigíveis e os anticristos são abandonados, condenados e eliminados. Alguns falsos líderes e colaboradores originalmente falsos que se arrependeram verdadeiramente foram eleitos outra vez pelo povo escolhido de Deus como líderes e trabalhadores. Tudo isso mostra que a Sua obra é salvar pessoas no nível máximo. Aqueles que foram totalmente eliminados e banidos da família de Deus são os falsos líderes que são ímpios e os anticristos. Devido à sua natureza maligna, esses anticristos e falsos líderes não amam a verdade de jeito nenhum. Chegam a detestá-la e a traí-la. É por isso que são irredimíveis. Não é a família de Deus que torna a vida difícil para essas pessoas. É porque Deus detesta o diabo Satanás, as pessoas enganadoras e as ímpias. Essas pessoas ímpias que habitualmente cometem o mal são Satanás, o diabo. Elas, por certo, serão amaldiçoadas e punidas. Isso é decidido pelo caráter justo e santo de Deus.

Há muitas pessoas escolhidas por Deus que ainda não entraram na realidade da verdade porque são novos crentes ou não buscam a verdade. Não a entendem de forma alguma. Se alguém já creu em Deus por muitos anos, mas, ainda assim, não é capaz de obedecer verdadeiramente à Sua obra e experimentá-la e está envolvido no trabalho desonesto e na perturbação insensata, não haverá esperança de salvação se ainda não se arrepender. Depois de crer em Deus por muitos anos, algumas pessoas basicamente não tiveram ganho algum. Compreendendo apenas uma pequena parte da doutrina, estão sempre avaliando outras pessoas, visando outros, sempre criticando os erros dos líderes e trabalhadores e sempre encontrando algo desagradável nos outros. Enquanto os líderes e trabalhadores não concordarem com tais pessoas, elas não buscam a verdade. Se as pessoas na igreja não as adoram e não as apoiam, são incapazes de crer em Deus. Se os líderes e trabalhadores lhes são agradáveis, então se mostram satisfeitas e farão qualquer coisa que lhes for pedido. Essas pessoas agem como se cressem em Deus para o bem dos líderes e trabalhadores, mas não para o seu próprio bem, muito menos para receber a salvação. Não têm um objetivo claro em sua crença em Deus. Não reconhecem o significado e o valor de buscar a verdade. Simplesmente são incapazes de buscá-la porque são sempre governadas por sua natureza corrupta. Não a praticam mesmo quando a entendem. Se algo acontecer na igreja que seja contrário às suas concepções, isso as impedirá de buscar a verdade. Se descobrirem um líder ou trabalhador com transgressões e corrupções reveladas, elas se tornarão negativas. Se descobrirem a presença de um falso líder ou anticristo, reclamarão de Deus e desenvolverão noções. Se virem uma pessoa ímpia deter poder e causar agitação por alguns dias, dirão que Deus é injusto. Se virem alguém com humanidade ruim sendo eleito como líder ou trabalhador, dirão que a família de Deus é injusta e a igreja é obscura. Se virem irmãos e irmãs sem afeto por elas, ficarão insatisfeitas e desapontadas com a igreja. Uma pessoa se sente pessimista e constrangida até mesmo quando seu marido ou esposa incrédulo é indelicado com ela. Elas não cumprirão seus deveres nem buscarão a verdade. Esses tipos de pessoas são extremamente frágeis e insensíveis. Provavelmente se constrangerão e tornarão pessimistas por qualquer coisa. São realmente pessoas confusas e tolas. Pessoas assim estão sempre envolvidas em disputas e brigas, mas acham que creem em Deus e se sentem complacentes. Tais pessoas são todas incrédulas que fogem assim que desastres e provações as sobrevêm. São pessoas que só derramam lágrimas quando veem o caixão e só se curvam quando encaram a morte. Uma pessoa verdadeiramente inteligente não se sujeita aos constrangimentos de qualquer pessoa, evento ou coisa. Sejam quais forem as circunstâncias, ela sempre se concentra na busca pela verdade e permanece fiel em seus deveres. Acredita que, na família de Deus, Deus e a verdade estão no poder. Acredita que Deus é totalmente justo e que Sua família é sempre justa e sensata com as pessoas, pois pessoas que não possuem a verdade não resistem, e coisas que contradizem a verdade não duram muito tempo. Isso é fato. Trata-se da evidência de que Deus derrotou Satanás. A pessoa que ama com sinceridade a verdade consegue realmente obedecer à obra de Deus sob quaisquer circunstâncias, consegue buscar a verdade e tentar entender a Sua vontade em tudo, pois, em seu coração, sabe que em todas as coisas existem boas intenções de Deus, que a Sua sabedoria é exercida com base na enganação de Satanás, e que a sabedoria e onipotência de Deus são insondáveis. Se houver falsos líderes ou anticristos que detêm poder na igreja por algum tempo, ela buscará a verdade e cumprirá o seu dever da mesma forma. Se os irmãos e irmãs na igreja não lhe derem amor ou a desprezarem, ela ainda assim buscará a verdade e cumprirá o seu dever. Quando os irmãos e as irmãs forem todos pessimistas e fracos, ela ainda buscará a verdade. Mesmo que as pessoas ao seu redor deixarem de crer, ela ainda assim buscará a verdade. Mesmo que outras pessoas não pratiquem a verdade, ela ainda a buscará. Mesmo que a igreja a expulse, ela ainda assim crerá em Deus e persistirá em comer e beber a Sua palavra, em buscar a verdade e em dar testemunho. Em suma, somente aqueles que buscam a verdade sem serem constrangidos por quaisquer pessoas, eventos ou coisas amam a verdade e a buscam com sinceridade. São aqueles que obedecem verdadeiramente à obra de Deus. Somente tais pessoas podem entrar na realidade da verdade, receber a salvação e ser aperfeiçoadas.

Afinal, se um homem pode ser salvo ou não é determinado por sua atitude para com Deus. Em outras palavras, depende se ele consegue ou não aceitar a verdade e praticar a palavra de Deus, se obedece ou não verdadeiramente a Ele, se tem ou não fé sincera Nele e se, por fim, tem ou não amor verdadeiro e adoração verdadeira a Deus. Essa é a chave para a capacidade do homem de receber a salvação e ser aperfeiçoado. Essa é a raiz da questão. Aqueles que são salvos devem possuir os “três corações” voltados a Deus, isto é, um coração temente a Ele, um coração com fé Nele e um coração obediente a Ele. Em primeiro lugar, se uma pessoa não tem um coração temente a Deus, em segundo lugar, se ela não tem um coração com fé Nele e, em terceiro lugar, se não tem verdadeiramente um coração obediente a Ele, ela não tem um relacionamento com Deus. Uma pessoa que não tem os “três corações” é um incrédulo fora da palavra de Deus. Se uma pessoa come e bebe frequentemente a Sua palavra, experimenta de forma verdadeira a Sua obra e tem um coração temente a Ele, um coração com fé Nele e um coração obediente a Ele, ela naturalmente consegue obedecer a toda a obra de Deus e aceitar todas as provações e refinamentos. Não importa como Ele opere, ela não terá reclamações ou noções. Focará apenas em buscar a verdade, entender a vontade de Deus e obedecer-Lhe em tudo. Tal pessoa já tem os “três corações”. Após possuí-los, se puder continuar a buscar a verdade, quando tiver um conhecimento verdadeiro de Deus, desenvolver amor por Ele e conseguir adorá-Lo de forma verdadeira, o relacionamento dela com Deus não será comum. Pelo fato de uma pessoa que ama verdadeiramente a Deus se importar com a Sua vontade em todas as coisas, conseguir adotar o coração Dele como sendo o seu, conseguir amar o que Ele ama e odiar o que Ele odeia, conseguir, em todas as coisas, permanecer ao Seu lado para derrotar Satanás, triunfar sobre ele e cumprir a vontade de Deus, ela já foi aperfeiçoada por Ele e se tornou uma pessoa que é uma só mente com Deus. Sobre o fundamento de ter os “três corações”, se uma pessoa possui um coração que ama a Deus e consegue adorá-Lo de verdade, tal pessoa é exatamente um homem que foi aperfeiçoado e ganhado por Ele. Essa é uma pessoa que tem realmente a verdade e a humanidade. É uma testemunha digna e verdadeira de Deus. Todo o povo escolhido de Deus deve buscar esse objetivo, pois é o real objetivo que deve ser alcançado na busca da verdade. Todos aqueles que conseguirem alcançá-lo em todos os tipos de provação herdarão, posteriormente, todas as bênçãos e promessas de Deus.

1º de novembro de 2011

Anterior:Concentre-se na comunicação das vinte verdades-chave, quando propagar o evangelho e der testemunho de Deus

Próximo:A obra de expor e substituir falsos líderes e de expulsar anticristos e homens maus nunca para