2. O que é autoconhecimento verdadeiro? O que isso inclui?

Palavras de Deus relevantes:

Para conhecer a si mesmo, você deve conhecer as suas próprias expressões de corrupção, suas fraquezas vitais, seu caráter e sua natureza-essência. Deve conhecer também, em seus mínimos detalhes, aquelas coisas que são reveladas em seu dia a dia — seus motivos, suas perspectivas e suas atitudes em relação a cada coisa — esteja você em casa ou fora, quando está em reuniões, quando está comendo e bebendo das palavras de Deus ou em cada um dos problemas que encontrar. Através dessas coisas, você deve vir a se conhecer. Para conhecer a si mesmo num nível mais profundo, você deve integrar as palavras de Deus; você só pode alcançar resultados conhecendo a si mesmo com base em Suas palavras.

Extraído de ‘A importância de buscar a verdade e a senda de buscá-la’ em “Registros das falas de Cristo”

A chave para alcançar uma mudança no caráter é conhecer a sua própria natureza, e isso deve acontecer de acordo com as revelações de Deus. Apenas na palavra de Deus é possível que alguém conheça sua própria natureza desprezível, reconheça os vários venenos de Satanás em sua própria natureza, perceba que é tolo e ignorante, e reconheça os elementos fracos e negativos em sua própria natureza. Quando essas forem plenamente conhecidas e você for verdadeiramente capaz de odiar a si mesmo e abandonar a carne, de executar a palavra de Deus de maneira consistente e ter a vontade de se submeter absolutamente ao Espírito Santo e à palavra de Deus, então você terá embarcado na senda de Pedro.

Extraído de ‘Conhecer a si mesmo trata primariamente de conhecer a natureza humana’ em “Registros das falas de Cristo”

Se o conhecimento de si mesmas for superficial demais, as pessoas acharão impossível resolver os problemas, e seu caráter de vida simplesmente não mudará. É necessário conhecer a si mesmo num nível profundo, o que significa conhecer a própria natureza: que elementos estão incluídos nessa natureza, como essas coisas se originaram e de onde vieram. Além disso, você é realmente capaz de odiar essas coisas? Você viu sua própria alma feia e sua natureza maligna? Se você for realmente capaz de ver a verdade sobre si mesmo, então você começará a se detestar. Quando você se detestar e então praticar a palavra de Deus, você será capaz de abandonar a carne e ter a força para executar a verdade sem dificuldades. Por que muitas pessoas seguem suas preferências carnais? Porque se consideram bastante boas, sentindo que suas ações são certas e justificadas, que não têm falhas e até mesmo que estão inteiramente certas, elas são, portanto, capazes de agir supondo que a justiça está do seu lado. Quando se reconhece o que é a verdadeira natureza — quão feia, desprezível e lamentável —, então não se tem muito orgulho de si mesmo, não é tão descontroladamente arrogante e não está tão satisfeito consigo mesmo como antes. Tal pessoa sente: “Preciso ser honesta e realista, e praticar algumas das palavras de Deus. Se não, então, não estarei à altura do padrão do ser humano e me envergonharei de viver na presença de Deus”. Ele, portanto, se vê de fato como um ser de pouco valor, verdadeiramente insignificante. Nesse momento, fica fácil para ele realizar a verdade, e ele parecerá ser um pouco como um humano deveria ser. Só quando as pessoas se detestam verdadeiramente, elas são capazes de abandonar a carne. Se não detestarem a si mesmas, elas serão incapazes de abandonar a carne. Odiar-se de verdade engloba algumas coisas: em primeiro lugar, conhecer a sua própria natureza e, em segundo lugar, ver-se como necessitado e lamentável, ver-se como extremamente pequeno e insignificante e ver a sua própria alma suja e lamentável. Quando uma pessoa vê plenamente o que ela realmente é e esse resultado é alcançado, ela ganha verdadeiramente conhecimento de si mesma, e pode-se dizer que a pessoa veio a conhecer-se plenamente. Só então ela pode se odiar verdadeiramente, chegando até a amaldiçoar-se e sentir verdadeiramente que ela foi profundamente corrompida por Satanás, ao ponto de nem mesmo se parecer com um ser humano. Então, algum dia, quando aparecer a ameaça da morte, tal pessoa pensará: “Isso é a punição justa de Deus. Deus é realmente justo; eu devia morrer mesmo!”. A essa altura, ela não fará uma queixa, muito menos culpará Deus, simplesmente sentindo que é tão carente e deplorável, tão imunda e corrompida que deveria ser aniquilada por Deus, e uma alma como a sua não é digna de viver na terra. A essa altura, essa pessoa não resistirá a Deus, muito menos trairá a Deus.

Extraído de ‘Conhecer a si mesmo trata primariamente de conhecer a natureza humana’ em “Registros das falas de Cristo”

Conhecer a si mesmo é conhecer toda palavra e feito, todo movimento seu e toda ação sua; é conhecer sua mente e seus pensamentos, seus motivos e suas noções e imaginações; é até mesmo conhecer suas filosofias de vida que são do mundo e as várias toxinas de Satanás dentro de você, bem como o conhecimento e a educação que você adquiriu na escola. Todas essas coisas devem ser dissecadas. Embora as pessoas possam ter feito uma grande quantidade de boas obras desde que passaram a ter fé em Deus, muitos assuntos ainda podem ser obscuros para elas e ainda é menos provável que elas tenham chegado a um entendimento da verdade — contudo, por causa de suas muitas boas obras, elas sentem que já passaram a viver nas palavras de Deus, e se submeteram a Ele, e satisfizeram totalmente a Sua vontade. Isso ocorre porque, quando nenhuma circunstância adversa surge, você faz o que quer que lhe digam para fazer; você não tem escrúpulos em cumprir qualquer dever e não resiste. Quando lhe dizem para pregar o evangelho, é um esforço que você consegue suportar e você não faz nenhuma queixa, e, quando lhe dizem para correr de um lado para outro ou para fazer trabalho braçal, você faz. Por causa dessas demonstrações, você sente que é alguém que se submete a Deus e um verdadeiro buscador da verdade. Contudo, se alguém o questionasse mais profundamente e perguntasse: “Você é uma pessoa honesta? Você é uma pessoa que se submete genuinamente a Deus? Uma pessoa com um caráter mudado?”, então, ao ser questionado dessa maneira, confrontado com a verdade para exame, você — e, pode-se dizer, qualquer pessoa — teria deixado a desejar e pessoa nenhuma é verdadeiramente capaz de agir de acordo com a verdade. Por isso, quando a raiz de todos os atos e feitos do homem, bem como a substância e a natureza de suas ações, são confrontadas com a verdade, todos são condenados. Qual é a razão disso? É que o homem não conhece a si mesmo; ele sempre crê em Deus à sua maneira, cumpre seu dever à sua maneira e serve a Deus à sua maneira. Além disso, ele sente que está cheio de fé e razão e, no final, sente que ganhou muito. Sem saber disso, ele sente que já está agindo de acordo com a vontade de Deus e que a satisfez completamente, e que já atendeu às exigências de Deus e está seguindo Sua vontade. Se é assim que você se sente, ou se, em seus vários anos de fé em Deus, você sente que colheu alguns ganhos, então mais ainda você deveria vir diante de Deus e refletir sobre si mesmo. Deveria olhar para a senda que trilhou em seus anos de fé e ver se todas as suas atitudes e o seu comportamento diante de Deus foram inteiramente segundo o coração Dele, o que você faz que resiste a Deus, o que faz que é capaz de satisfazer a Deus, e se o que você faz satisfaz exigências de Deus e pode estar todo de acordo com a vontade Dele — você precisa ter clareza quanto a todas essas coisas.

Extraído de ‘Só reconhecendo seus pontos de vista equivocados você pode se conhecer’ em “Registros das falas de Cristo”

Conhecer a nós mesmos é saber que coisas há em nossos pensamentos e pontos de vista que estão em oposição a Deus, que não são de forma nenhuma compatíveis com a verdade e que não contêm a verdade. A arrogância, a hipocrisia, as mentiras e o engano do homem, por exemplo, são aspectos em um caráter corrupto que as pessoas facilmente poderão reconhecer. Você pode chegar a algum conhecimento sobre eles simplesmente por compartilhar a verdade algumas vezes ou por compartilhar frequentemente ou por ter sua condição apontada por seus irmãos e irmãs. Além disso, todos possuem arrogância e desonestidade, embora em graus variados. Entretanto, os pensamentos e pontos de vista das pessoas não são fáceis de se conhecer; não são tão fáceis quanto conhecer os caracteres das pessoas. Essas são coisas profundamente enraizadas. Assim, quando você alcançou uma pequena mudança em seu comportamento e conduta exterior, ainda há muitos aspectos de seu pensamento, noções, pontos de vista e a educação da cultura tradicional que você recebeu que são contrários a Deus e que você ainda não descobriu. Essas são as coisas profundas que levam à nossa inimizade para com Deus. Por isso, quando Deus fizer algo que não esteja de acordo com suas noções ou algo que difira do que você imagina que Deus faça, você resistirá e se oporá. Você não entenderá por que Deus agiu assim e, embora saiba que há verdade em tudo que Deus faz e deseje se submeter, perceberá que não é capaz de fazê-lo. Por que você não conseguirá se submeter? Por que tanta resistência e oposição? A razão é que existem algumas coisas nos pensamentos e pontos de vista do homem que são hostis a Deus e que são hostis aos princípios pelos quais Ele age e à Sua essência. Para o homem é difícil conhecer esses pensamentos e pontos de vista.

Extraído de ‘Só reconhecendo seus pontos de vista equivocados você pode se conhecer’ em “Registros das falas de Cristo”

Anterior: 1. Quando Deus faz a obra de julgamento nos últimos dias, por que Ele exige que o homem conheça a si mesmo?

Próximo: 3. O que o autoconhecimento verdadeiro pode alcançar?

Quando ocorre um desastre, como nós, cristãos, devemos enfrentá-lo? Fique à vontade para nos contatar via WhatsApp, podemos explorar e encontrar caminhos juntos.
Conecte-se conosco no Messenger
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

2. Como se conhece o caráter e a essência de Deus

se uma pessoa só usar o seu tempo ocioso para focar e entender as palavras ou feitos do Criador e prestar um pouco de atenção aos pensamentos e à voz de Seu coração, não será difícil para ela perceber que os pensamentos, palavras e feitos do Criador são visíveis e transparentes. Da mesma forma, pouco esforço será necessário para perceber que o Criador está entre os homens o tempo inteiro, que Ele está sempre em conversação com o homem e com toda a criação, e que Ele está realizando feitos novos todos os dias. A Sua substância e caráter são expressos em Seu diálogo com o homem; Seus pensamentos e ideias são completamente revelados em Seus feitos; Ele acompanha e observa a humanidade o tempo todo. Ele fala calmamente à humanidade e a toda a criação com Suas palavras silenciosas: Eu estou no céu e Eu estou entre a Minha criação. Eu estou vigiando; Eu estou esperando; Eu estou a seu lado…

4. A natureza do problema de não aceitar o novo nome de Deus

Essas são pessoas que não conseguem aceitar a nova obra do Espírito Santo; são conservadoras demais e incapazes de aceitar coisas novas. Tais pessoas creem em Deus, mas também rejeitam Deus. […] Embora tenham “máxima lealdade” às palavras ditas por Deus, ainda assim suas palavras e ações parecem repugnantes, pois elas se opõem à obra do Espírito Santo, são desonestas e cometem o mal. Aqueles que não seguem até o fim, que não acompanham a obra do Espírito Santo e se apegam à obra antiga não só fracassaram em sua lealdade a Deus, como, pelo contrário, se tornaram aqueles que se opõem a Deus, aqueles que são rejeitados pela nova era e que serão punidos. Há outros mais lamentáveis do que eles?

1. O propósito dos três estágios da obra de gerenciamento da humanidade por Deus

O objetivo dos três estágios da obra é a salvação de toda a humanidade — o que significa a salvação completa do homem do império de Satanás. Embora cada um dos três estágios da obra tenha um objetivo e um significado diferentes, cada uma é parte da obra de salvar a humanidade, e é uma obra de salvação diferente, realizada de acordo com as exigências da humanidade.

3. Crentes precisam ser capazes de identificar os falsos pastores e anticristos a fim de se livrar da religião e retornar para Deus

Ele que é a encarnação de Deus deve possuir a substância divina, e Ele que é a encarnação de Deus deve possuir a expressão de Deus. Já que Deus Se torna carne, Ele levará adiante a obra que precisa fazer, e já que Deus Se torna carne, Ele expressará o que Ele é e será capaz de trazer a verdade ao homem, conceder vida ao homem e mostrar o caminho ao homem. Carne que não contém a substância de Deus certamente não é o Deus encarnado; disso não há dúvida. Para investigar se é a carne encarnada de Deus, o homem deve determinar isso a partir do caráter que Ele expressa e das palavras que Ele fala. O que quer dizer, se é ou não a carne encarnada de Deus, se é ou não o verdadeiro caminho deve ser julgado pela Sua substância. E assim, ao determinar[a] se é a carne do Deus encarnado, a chave é prestar atenção na Sua substância (Sua obra, Suas palavras, Seu caráter e muito mais), em vez de na aparência exterior. Se o homem olha apenas a Sua aparência exterior e ignora a Sua substância, então isso mostra a ignorância e a ingenuidade do homem.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro