7. O que significa seguir a Deus? O que significa seguir ao homem?

Palavras de Deus relevantes:

De suma importância ao seguir a Deus é que tudo esteja de acordo com as palavras de Deus hoje: quer você busque a entrada na vida ou o cumprimento da vontade de Deus, tudo deve estar centrado em torno das palavras de Deus hoje. Se aquilo que você comunga e busca não está centrado em torno das atuais palavras de Deus, você é um estranho às palavras de Deus e totalmente privado da obra do Espírito Santo. O que Deus quer são pessoas que sigam Seus passos. Não importa quão maravilhoso e puro seja aquilo que você compreendeu antes, Deus não o quer, e se você não for capaz de pôr tais coisas de lado, elas serão um enorme obstáculo para a sua entrada no futuro. Todos aqueles que são capazes de seguir a luz atual do Espírito Santo são abençoados. As pessoas de eras passadas também seguiram os passos de Deus, mas não puderam seguir até hoje; essa é a bênção das pessoas dos últimos dias. Aquelas que podem acompanhar a obra atual do Espírito Santo e são capazes de seguir os passos de Deus, de modo que seguem Deus para onde quer que Ele as conduza — essas são pessoas abençoadas por Deus. Aquelas que não seguem a obra atual do Espírito Santo não entraram na obra das palavras de Deus e, não importa quanto trabalhem nem quão grande seja seu sofrimento, nem quanto corram por aí, nada disso significa qualquer coisa para Deus, e Ele não as elogiará. Hoje, todos aqueles que seguem as palavras atuais de Deus estão na corrente do Espírito Santo; os que são estranhos às palavras atuais de Deus estão fora da corrente do Espírito Santo, e tais pessoas não são elogiadas por Deus.

Extraído de ‘Conheça a mais nova obra de Deus e siga os Seus passos’ em “A Palavra manifesta em carne”

Você sabe o que significa seguir a Deus? Sem visões, que senda você seguiria? Na obra de hoje, se você não tiver visões, você não será capaz, de modo algum, de ser completado. Em quem você acredita? Por que você acredita Nele? Por que você O segue? Você vê a sua fé como um tipo de jogo? Você está tratando a sua vida como uma espécie de brinquedo? O Deus de hoje é a maior visão. Quanto Dele você conhece? Quanto Dele você já viu? Tendo visto o Deus de hoje, o fundamento da sua crença em Deus é sólido? Você acha que alcançará a salvação enquanto seguir dessa maneira confusa? Você acha que pode pescar em águas turvas? É tão simples assim? Quantas noções a respeito das palavras que Deus declara hoje você pôs de lado? Você tem uma visão do Deus de hoje? Onde a sua compreensão sobre o Deus de hoje repousa? Você sempre acredita que pode obtê-Lo[a] só por segui-Lo, ou simplesmente por vê-Lo, e que ninguém será capaz de se livrar de você. Não assuma que seguir a Deus é uma questão tão fácil. A chave é que você deve conhecê-Lo, deve conhecer a Sua obra, e deve ter a vontade de suportar dificuldades pelo bem Dele, de sacrificar a sua vida por Ele, e de ser aperfeiçoado por Ele. Essa é a visão que você deveria ter. Não será aceitável que seus pensamentos estejam sempre inclinados a desfrutar da graça. Não suponha que Deus está aqui apenas para o desfrute das pessoas ou apenas para conceder-lhes graça. Você estaria errado! Se alguém não pode arriscar a vida para segui-Lo, se alguém não pode abandonar todas as posses mundanas para segui-Lo, então essa pessoa certamente não será capaz de continuar a segui-Lo até o fim! Você deve ter visões como seu fundamento. Se um infortúnio lhe sobrevier um dia, o que você deve fazer? Você ainda seria capaz de segui-Lo? Não diga levianamente se você seria capaz de seguir até o fim. Seria melhor você primeiro abrir bem os olhos para ver exatamente que tempo é este agora. Embora no momento vocês possam ser como pilares do templo, virá um tempo em que todos os pilares assim serão roídos pelos vermes, fazendo com que o templo desabe, pois, no presente, existem tantas visões das quais vocês carecem. Vocês só prestam atenção nos seus próprios mundos pequenos, e vocês não sabem qual é a maneira mais confiável e apropriada de buscar. Vocês não dão atenção à visão da obra de hoje, nem mantêm essas coisas em seu coração. Vocês já consideraram que, um dia, o seu Deus irá colocá-los em um lugar nada familiar? Vocês conseguem imaginar o que seria de vocês um dia, quando Eu pudesse arrancar tudo de vocês? Sua energia naquele dia seria como é agora? Sua fé reapareceria? Ao seguir a Deus, vocês devem conhecer essa visão maior que é “Deus”: essa é a questão mais importante.

Extraído de ‘Vocês devem entender a obra: não sigam confusamente!’ em “A Palavra manifesta em carne”

Quando elas não têm problemas, quando tudo está indo bem, a maioria das pessoas sente que Deus é poderoso, justo e amável. Quando Deus as testa, lida com elas, castiga e disciplina, quando Ele pede a elas que ponham de lado seus próprios interesses, que deem as costas para a carne e pratiquem a verdade, quando Deus opera nelas e orquestra e reina sobre o destino e a vida delas, elas se tornam rebeldes e criam afastamento entre si mesmas e Deus; criam conflito e um abismo entre elas e Deus. Em tais momentos, no coração delas, Deus não é nem um pouco amável; Ele de forma alguma é poderoso, pois o que Ele faz não cumpre os desejos delas. Deus as entristece; Ele as chateia; Ele lhes traz dor e sofrimento; Ele faz com que se sintam perturbadas. Elas, portanto, de modo algum se submetem a Deus, rebelando-se, em vez disso, contra Ele e O evitando. Elas estão praticando a verdade ao fazer isso? Elas estão seguindo o caminho de Deus? Elas seguem a Deus? Não. Então, não importa quão numerosas sejam suas noções e imaginações sobre a obra de Deus, e não importa como você agiu anteriormente de acordo com sua própria vontade e se rebelou contra Deus, se você realmente buscar a verdade e aceitar o julgamento e o castigo das palavras de Deus, e aceitar ser podado e tratado pelas palavras de Deus; se, em tudo o que Ele orquestra, você é capaz de seguir o caminho de Deus, de obedecer às palavras de Deus, de buscar a Sua vontade, de colocar em prática Suas palavras e Sua vontade, se for capaz de buscar se submeter e conseguir pôr de lado toda a sua própria vontade, desejos, considerações, motivações e antagonismo a Deus — só então você estará seguindo a Deus! Você diz que segue a Deus, mas tudo o que faz é de acordo com sua própria vontade. Em tudo o que faz, você tem seus próprios objetivos, seus próprios planos; você não deixa nas mãos de Deus. Deus ainda é seu Deus, então? Se Deus não é seu Deus, então quando você diz que segue a Deus, essas não são palavras vazias? Tais palavras não são uma tentativa de iludir as pessoas? Você diz que segue a Deus, mas todas as suas ações e comportamentos, sua perspectiva da vida, seus valores e todas as atitudes e princípios pelos quais você aborda e lida com as questões vêm de Satanás — você lida com tudo isso inteiramente de acordo com os princípios e a lógica de Satanás. Então, você segue a Deus?

[…] A maneira mais simples de descrever crença em Deus é confiar que existe um Deus e, sobre esse fundamento, segui-Lo, obedecer-Lhe, aceitar Seu domínio, orquestrações e arranjos, atentando para Suas palavras, vivendo de acordo com Suas palavras, fazendo tudo de acordo com Suas palavras, sendo um verdadeiro ser criado e temendo-O e evitando o mal; somente isso é crença verdadeira em Deus. Isso é o que significa seguir a Deus. Você diz que segue a Deus, mas, em seu coração, não aceita as palavras de Deus e não aceita Seu domínio, orquestrações e arranjos. Se você sempre tiver noções do que Deus faz e sempre entender errado o que Ele faz e reclamar disso; se você sempre estiver insatisfeito e sempre medir e abordar o que Ele faz usando suas próprias noções e imaginações; se você sempre tiver seus próprios entendimentos — isso causará problema. Você não está experimentando a obra de Deus, e você não tem como segui-Lo verdadeiramente. Isso não é crença em Deus.

Extraído de ‘Crença em religião nunca levará à salvação’ em “Registros das falas de Cristo”

Pedro seguiu Jesus por vários anos e viu muito Nele que não havia nas outras pessoas. Após segui-Lo por um ano, Pedro foi escolhido por Jesus entre os doze discípulos. (Claro que Jesus não falou isso em voz alta, e as outras pessoas não estavam absolutamente cientes disso.) Na vida, Pedro se avaliava segundo tudo o que Jesus fazia. Mais notavelmente, as mensagens que Jesus pregava ficaram gravadas em seu coração. Ele era completamente dedicado e leal a Jesus, e nunca fez nenhuma queixa contra Ele. Como resultado, tornou-se o fiel companheiro de Jesus em todos os lugares aonde Ele ia. Pedro observava os ensinamentos de Jesus, Suas gentis palavras, o que Ele tomava como Seu alimento, Suas roupas, Seu abrigo e como Ele viajava. Emulava Jesus em todos os aspectos. Não era hipócrita, mas rejeitou tudo que era antiquado, seguindo o exemplo de Jesus tanto em palavra como em ações. Foi então que Pedro sentiu que os céus e a terra e todas as coisas estavam nas mãos do Todo-Poderoso e que, por essa razão, ele não tinha escolha própria. Pedro também assimilou tudo o que Jesus era e usou isso como um exemplo. A vida de Jesus mostrava que Ele não era hipócrita no que fazia; em vez de Se gabar de Si Mesmo, Ele comovia as pessoas com amor. Várias coisas mostravam o que Jesus era, e, por essa razão, Pedro emulava tudo a respeito Dele.

Extraído de ‘Sobre a vida de Pedro’ das Interpretações dos mistérios das palavras de Deus para todo o universo em “A Palavra manifesta em carne”

1. O homem não deveria se engrandecer nem se exaltar. Ele deveria adorar e exaltar a Deus.

[…]

8. As pessoas que creem em Deus deveriam obedecer a Ele e adorá-Lo. Não exalte nem admire ninguém; não coloque Deus em primeiro lugar, as pessoas que você admira em segundo e a si mesmo em terceiro. Ninguém deveria ocupar um lugar em seu coração, e você não deveria considerar que as pessoas — especialmente as que você venera — estejam no mesmo nível de Deus ou sejam iguais a Ele. Isso é intolerável para Deus.

Extraído de ‘Os dez decretos administrativos que devem ser obedecidos pelo povo escolhido de Deus na Era do Reino’ em “A Palavra manifesta em carne”

Algumas pessoas não se regozijam com a verdade, muito menos com o julgamento. Em vez disso, regozijam-se com poder e riquezas; tais pessoas são chamadas de caçadores de poder. Elas buscam somente aquelas denominações no mundo que têm influência, e somente aqueles pastores e professores que vêm de seminários. Apesar de terem aceitado o caminho da verdade, elas só creem pela metade; são incapazes de entregar todo o coração e toda a mente, sua boca fala de se despender por Deus, mas seus olhos estão focados nos grandes pastores e professores, e nem sequer consideram olhar para Cristo uma segunda vez. O coração delas está fixado em fama, fortuna e glória. Elas acham que está fora de questão que um homem assim tão pequeno seria capaz de conquistar tantos, que alguém tão desinteressante seria capaz de aperfeiçoar as pessoas. Elas acham que está fora de questão que esses simplórios em meio à poeira e aos montes de esterco sejam as pessoas escolhidas por Deus. Acreditam que, se tais pessoas fossem o objeto da salvação de Deus, então o céu e a terra virariam de cabeça para baixo e todos os homens ririam até não poder mais. Acreditam que, se Deus escolhesse tais simplórios para serem aperfeiçoados, então esses grandes homens se transformariam no Próprio Deus. Sua perspectiva é maculada por descrença; além de descrentes, são apenas feras absurdas. Pois só valorizam posição, prestígio e poder, e estimam apenas grandes grupos e denominações. Não têm consideração alguma por aqueles que são conduzidos por Cristo; são simplesmente traidores que deram as costas para Cristo, para a verdade e para a vida.

O que você admira não é a humildade de Cristo, mas aqueles falsos pastores de posição proeminente. Você não ama a amorosidade ou a sabedoria de Cristo, mas aqueles libertinos que se chafurdam na imundície do mundo. Você ri da dor de Cristo, que não tem lugar para deitar a cabeça, mas admira aqueles cadáveres que caçam oferendas e vivem em devassidão. Você não está disposto a sofrer ao lado de Cristo, mas se lança contente nos braços daqueles anticristos imprudentes, apesar de eles apenas lhe fornecerem carne, palavras e controle. Agora mesmo seu coração ainda se volta para eles, para a reputação deles, para o status deles e para a influência deles. E, no entanto, você continua a manter uma atitude na qual acha a obra de Cristo dura de engolir e não está disposto a aceitá-la. É por isso que Eu digo que você não tem a fé para reconhecer Cristo. A razão por que você O seguiu até hoje foi só porque você não teve outra opção. Uma série de imagens altivas está sempre em destaque em seu coração; você não consegue esquecer cada palavra e feito deles, nem suas palavras e mãos influentes. Eles são, no seu coração, para sempre supremos e para sempre heróis. Mas isso não vale para o Cristo de hoje. Ele é para sempre insignificante no seu coração, e para sempre indigno de reverência. Porque Ele é comum demais, tem muito pouca influência e está longe de ser elevado.

De qualquer modo, Eu digo que todos aqueles que não valorizam a verdade são descrentes e traidores da verdade. Tais homens nunca receberão a aprovação de Cristo. Você identificou agora quanta descrença existe dentro de você, e quanta traição de Cristo? Eu o exorto assim: já que escolheu o caminho da verdade, então você deveria se dedicar de todo o coração; não seja ambivalente nem irresoluto. Você deveria compreender que Deus não pertence ao mundo ou a qualquer pessoa em particular, mas a todos aqueles que acreditam Nele verdadeiramente, todos aqueles que O adoram e todos aqueles que são devotos e fiéis a Ele.

Extraído de ‘Você é um verdadeiro crente em Deus?’ em “A Palavra manifesta em carne”

Há algumas pessoas que são enganadas com frequência por aquelas que, exteriormente, parecem espirituais, nobres, superiores e grandiosas. Quanto a essas pessoas que podem falar com eloquência sobre letras e doutrinas, e cujo discurso e ações parecem dignos de admiração, os que são enganados por elas nunca olharam para a essência de suas ações, os princípios por trás de seus feitos, quais são os seus objetivos. Ademais, eles nunca se perguntaram se essas pessoas obedecem a Deus verdadeiramente, nem se são ou não pessoas que genuinamente temem a Deus e evitam o mal. Eles nunca discerniram a substância da humanidade dessas pessoas. Pelo contrário, desde o primeiro passo para a familiarização, pouco a pouco, passaram a admirar e venerar essas pessoas, e, no fim, essas pessoas se tornam seus ídolos. Além disso, na mente de algumas pessoas, os ídolos a quem elas adoram — e que elas acreditam que podem abandonar suas famílias e empregos, e que parecem, superficialmente, ser capazes de pagar o preço — são aqueles que estão realmente satisfazendo a Deus e que podem realmente receber um bom desfecho e um bom destino. Na mente delas, esses ídolos são as pessoas a quem Deus louva. O que faz com que as pessoas tenham esse tipo de convicção? Qual é a essência desse problema? A quais consequências isso pode levar? Em primeiro lugar, vamos discutir a questão de sua essência.

Essencialmente, esses problemas com relação ao ponto de vista das pessoas, seus métodos de prática, quais princípios de prática elas escolhem adotar e em que cada uma tende a se concentrar não têm nada a ver com as demandas de Deus para a humanidade. Se as pessoas se concentram em questões superficiais ou profundas, letras e doutrinas ou realidade, elas não aderem àquilo que mais deveriam aderir, e não sabem aquilo que mais deveriam saber. A razão para isso é que as pessoas não gostam da verdade de forma alguma; portanto, não estão dispostas a colocar tempo e esforço em buscar e pôr em prática os princípios encontrados na palavra de Deus. Em vez disso, preferem utilizar atalhos, resumindo o que entendem e o que sabem ser boa prática e bom comportamento; esse resumo, então, se torna o seu objetivo a buscar, que elas tomam por verdade a ser praticada. A consequência direta disso é que as pessoas usam o bom comportamento humano como substituto para colocar a verdade em prática, o que também satisfaz seu desejo de cair na graça de Deus. Isso lhes dá meios com os quais lutar contra a verdade, o que elas também usam para argumentar e competir com Deus. Ao mesmo tempo, as pessoas também, de modo inescrupuloso, colocam Deus de lado e colocam o ídolo que admiram na posição Dele. Existe somente uma causa original que faz as pessoas terem essas ações e pontos de vista ignorantes, ou opiniões e práticas unilaterais — e, hoje, Eu lhes contarei a respeito disso: a razão é que, apesar de que as pessoas seguem a Deus, oram a Ele todos os dias e leem a palavra de Deus todos os dias, na verdade, elas não entendem a vontade de Deus. Essa é a raiz do problema. Se uma pessoa entende o coração de Deus, entende do que Ele gosta, o que Ele odeia, o que Ele quer, o que Ele rejeita, que tipo de pessoa Ele ama, de que tipo de pessoa Ele não gosta, que tipo de padrão Ele aplica às Suas demandas ao homem, que tipo de abordagem Ele usa para aperfeiçoar o homem, essa pessoa ainda pode ter ideias próprias? Pessoas como essa podem simplesmente adorar outra pessoa? Uma pessoa comum pode se tornar ídolo dela? Se uma pessoa entende a vontade de Deus, seu ponto de vista é um pouco mais racional do que isso. Ele não idolatrará, de forma arbitrária, uma pessoa corrupta, tampouco acreditará, enquanto percorre a senda de colocar a verdade em prática, que aderir arbitrariamente a algumas regras simples ou princípios é o mesmo que colocar a verdade em prática.

Extraído de ‘Como conhecer o caráter de Deus e os resultados que Sua obra alcançará’ em “A Palavra manifesta em carne”

Basta olhar para os líderes de cada denominação — são todos arrogantes e hipócritas, e suas interpretações da Bíblia carecem de contexto e são guiadas por sua imaginação. Eles todos se fiam em seus dons e em sua erudição para realizar seu trabalho. Se fossem incapazes de pregar qualquer coisa, as pessoas os seguiriam? Afinal de contas, eles possuem certo conhecimento e conseguem pregar sobre alguma doutrina ou sabem como conquistar as pessoas e como usar alguns artifícios. Eles usam isso para trazer as pessoas para diante de si mesmos e enganá-las. Nominalmente, essas pessoas acreditam em Deus, mas, na realidade, seguem seus líderes. Quando encontram alguém pregando o caminho verdadeiro, algumas dizem: “Temos que consultar nosso líder sobre a nossa fé”. Um humano é o mediador de sua fé em Deus; isso não é um problema? Então, no que esses líderes se transformaram? Será que não se tornaram fariseus, falsos pastores, anticristos e pedras de tropeço para que as pessoas aceitem o caminho verdadeiro? Tais pessoas são da mesma laia de Paulo. […]

Anteriormente, os crentes em Deus podem ter seguido uma pessoa ou podem não ter satisfeito a vontade de Deus; neste estágio final, eles terão de vir para diante de Deus. Se o seu fundamento é sua experiência deste estágio da obra, mas você continua a seguir uma pessoa, então você é imperdoável e terá o mesmo fim que teve Paulo.

Extraído de ‘Somente buscar a verdade é verdadeiramente crer em Deus’ em “Registros das falas de Cristo”

Não importa quantas pessoas acreditam em Deus, assim que sua crença é definida por Deus como sendo a de uma religião ou um grupo, Ele já determinou que elas não podem ser salvas. Por que digo isso? Num bando ou numa multidão de pessoas que estão sem a obra e a orientação de Deus, e que não O adoram de forma alguma, quem elas adoram? Quem elas seguem? Na forma e no nome, elas seguem uma pessoa, mas a quem de fato elas seguem? Em seu coração, elas reconhecem Deus, mas, na prática, estão sujeitas à manipulação, aos arranjos e ao controle humano. Elas seguem Satanás, o diabo; seguem as forças que são hostis a Deus, que são inimigas Dele. Deus salvaria um bando de pessoas como essas? (Não.) Por que não? Elas são capazes de se arrepender? (Não.) Elas são incapazes de se arrepender. Elas brandem a bandeira da fé, executam empreendimentos humanos e conduzem o próprio gerenciamento, e vão contra o plano de gerenciamento de Deus para a salvação da humanidade. Seu desfecho final é serem detestadas e rejeitadas por Deus; Ele jamais poderia salvar essas pessoas, elas jamais poderiam se arrepender, já foram capturadas por Satanás — estão inteiramente nas mãos de Satanás. Em sua fé, a quantidade de anos em que você tem crido em Deus importa quanto a você ser louvado ou não por Ele? Os rituais e as regras que você respeita importam? Deus observa os métodos de prática das pessoas? Ele observa quantas são essas pessoas? Ele selecionou uma porção da humanidade; como Ele avalia se elas podem e deveriam ser salvas? Ele baseia Sua decisão nas sendas que essas pessoas trilham. Na Era da Graça, embora as verdades que Deus dizia às pessoas fossem menos numerosas do que as de hoje, e não tão específicas, ainda assim Ele podia aperfeiçoar as pessoas, na época, e a salvação ainda era possível. E assim, para as pessoas desta era, que ouviram muitas verdades e vieram a entender a vontade de Deus, se são incapazes de seguir o caminho Dele e incapazes de trilhar a senda da salvação, qual será seu desfecho final? Seu desfecho final será o mesmo que o de quem acredita no cristianismo e no judaísmo; não haverá diferença. Esse é o caráter justo de Deus! Não importam quantos sermões a pessoa ouviu ou quantas verdades entendeu, se no fim ela ainda segue pessoas e Satanás, e no fim ainda é incapaz de seguir o caminho de Deus e incapaz de temer a Deus e evitar o mal, pessoas como esta serão detestadas e rejeitadas por Deus. Ao que tudo indica, essas pessoas que são detestadas e rejeitadas por Deus podem falar muito sobre letras e doutrinas, e talvez tenham entendido muitas verdades, mas ainda são incapazes de adorar a Deus; são incapazes de temer a Deus e evitar o mal, e são incapazes da total submissão a Deus. Aos olhos de Deus, Ele as define como parte de uma religião, como apenas um grupo de humanos — um bando de humanos — e como local de morada para Satanás. Elas são lembradas coletivamente como o bando de Satanás e são completamente desprezadas por Deus.

Extraído de ‘Somente vivendo diante de Deus o tempo todo você pode trilhar a senda da salvação’ em “Registros das falas de Cristo”

Para aquelas pessoas que alegam seguir a Deus, seria melhor abrir os olhos e dar uma boa olhada para ver exatamente em quem elas creem: é realmente em Deus que você crê ou é em Satanás? Se você sabe que aquilo em que crê não é Deus, mas seus ídolos, então seria melhor se você não alegasse ser um crente. Se você realmente não sabe em quem crê, então, novamente, seria melhor se você não alegasse ser um crente. Dizer isso seria blasfêmia! Ninguém o está obrigando a crer em Deus. Não digam que vocês creem em Mim; já tive o suficiente dessa conversa e não desejo ouvi-la de novo, porque aquilo em que vocês creem é nos ídolos em seu coração e nos valentões entre vocês. Aqueles que balançam a cabeça quando ouvem a verdade, que forçam um riso quando ouvem falar de morte, são todos as crias de Satanás e são aqueles que serão eliminados. Muitos na igreja não têm discernimento. Quando algo enganoso ocorre, eles inesperadamente ficam do lado de Satanás; até se ofendem ao serem chamados de lacaios de Satanás. Embora as pessoas possam dizer que eles não têm discernimento, eles sempre ficam do lado sem a verdade, nunca ficam do lado da verdade no momento crítico, nunca se levantam e argumentam em prol da verdade. Eles carecem verdadeiramente de discernimento? Por que eles inesperadamente tomam o lado de Satanás? Por que nunca dizem uma palavra que seja justa e razoável para apoiar a verdade? Essa situação surgiu genuinamente como resultado de sua confusão momentânea? Quanto menos discernimento as pessoas têm, menos são capazes de ficar do lado da verdade. O que isso mostra? Não mostra que as pessoas sem discernimento amam o mal? Não mostra que elas são a cria leal de Satanás? Por que é que elas são sempre capazes de ficar do lado de Satanás e falar a língua dele? Cada palavra e ato delas, as expressões em seu rosto, todos são suficientes para provar que elas não são um tipo de amante da verdade; antes, são pessoas que detestam a verdade. O fato de que podem ficar do lado de Satanás é suficiente para provar que Satanás realmente ama esses diabos mesquinhos que passam a vida lutando pela causa de Satanás. Todos esses fatos não são perfeitamente claros? Se você é mesmo uma pessoa que ama a verdade, por que, então, não tem consideração por aqueles que praticam a verdade e por que você segue imediatamente aqueles que não praticam a verdade ao mínimo olhar deles? Que tipo de problema é esse? Não Me importa se você tem discernimento ou não. Eu não Me importo com quão alto seja o preço que você pagou. Eu não Me importo com quão grandes sejam suas forças, e não Me importa se você é um valentão ou um líder que carrega uma bandeira. Se as suas forças são grandes, isso só se deve à ajuda da força de Satanás. Se o seu prestígio é alto, isso é meramente porque há gente demais ao seu redor que não pratica a verdade. Se você não foi expulso, isso é porque agora não é o tempo da obra de expulsar; antes, é o tempo da obra de eliminação. Não há pressa em expulsar você agora. Eu simplesmente estou esperando pelo dia em que o punirei após você ter sido eliminado. Qualquer um que não praticar a verdade será eliminado!

Extraído de ‘Um alerta para aqueles que não praticam a verdade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Nota de rodapé:

a. O texto original não contém a palavra “-Lo”.

Anterior: 6. O que é uma pessoa maligna? Como diversas pessoas malignas podem ser identificadas?

Próximo: 8. Qual é a diferença entre entender a verdade e entender doutrina?

Quando ocorre um desastre, como nós, cristãos, devemos enfrentá-lo? Fique à vontade para nos contatar via WhatsApp, podemos explorar e encontrar caminhos juntos.
Conecte-se conosco no Messenger
Entre em contato conosco pelo Whatsapp

Conteúdo relacionado

2. Se o testemunho de uma pessoa é verdadeiro se ela acredita em Deus somente para desfrutar de Sua graça

Vocês não devem se contentar simplesmente com desfrutar da graça de Deus. Esse modo de pensar é muito vulgar. Mesmo que você leia a palavra de Deus diariamente, ore todos os dias e seu espírito sinta uma paz e um prazer singular, ainda assim, no fim, você não consegue falar de conhecimento algum de Deus e de Sua obra ou que não tem tido experiência com ela e, não importa o quanto você comeu e bebeu da palavra de Deus, se você simplesmente sente paz e prazer em seu espírito e que a palavra de Deus tem uma doçura incomparável, como se você não pudesse desfrutá-la o bastante, porém você não tem uma experiência verdadeira com a palavra de Deus e nem da existência real dessa palavra, então o que você pode receber desse tipo de fé em Deus? Se você não é capaz de viver a essência da palavra de Deus, seu comer e beber das palavras de Deus e suas orações se referem totalmente à religião. Esse tipo de homem não pode ser aperfeiçoado e tampouco ser ganho por Deus.

3. A relação entre todos os três estágios da obra de Deus

O objetivo dos três estágios da obra é a salvação de toda a humanidade — o que significa a salvação completa do homem do império de Satanás. Embora cada um dos três estágios da obra tenha um objetivo e um significado diferentes, cada uma é parte da obra de salvar a humanidade, e é uma obra de salvação diferente, realizada de acordo com as exigências da humanidade.

2. As diferenças entre palavras de pessoas usadas por Deus que se conformam à verdade e as palavras do Próprio Deus

As palavras do Deus encarnado iniciam uma nova era, guiam toda a humanidade, revelam mistérios e mostram ao homem a direção à frente em uma nova era. O esclarecimento obtido pelo homem nada mais é do que simples prática ou conhecimento. Não pode guiar a humanidade inteira rumo a uma nova era nem revelar os mistérios do Próprio Deus. Deus, afinal, é Deus, e o homem é o homem. Deus tem a substância de Deus, e o homem tem a substância do homem.

2. Por que Deus abençoa somente a igreja que aceita e obedece à Sua obra e por que o mundo religioso é amaldiçoado por Deus

Os que estão dentro da corrente do Espírito Santo possuem a presença e a disciplina do Espírito Santo, e aqueles que não estão dentro da corrente do Espírito Santo estão sob o comando de Satanás e desprovidos de qualquer parte da obra do Espírito Santo. Os que estão na corrente do Espírito Santo são aqueles que aceitam a nova obra de Deus, aqueles que colaboram com a nova obra de Deus. Se os que estão dentro dessa corrente forem incapazes de colaborar e de colocar em prática a verdade requerida por Deus durante essa era, nesse caso serão disciplinadas e, na pior das hipóteses, abandonados pelo Espírito Santo. Os que aceitam a nova obra do Espírito Santo viverão dentro da corrente do Espírito Santo, receberão o cuidado e a proteção do Espírito Santo. Os que estão dispostos a colocar em prática a verdade são iluminados pelo Espírito Santo, e os que não estão dispostos a colocar em prática a verdade são disciplinados pelo Espírito Santo, e podem até ser punidos. Independentemente do tipo de pessoa que são, se estiverem dentro da corrente do Espírito Santo, Deus assumirá a responsabilidade por todos que aceitam Sua nova obra para o bem de Seu nome.

Configurações

  • Texto
  • Temas

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Sumário

Busca

  • Pesquise neste texto
  • Pesquise neste livro