Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

O Pergaminho aberto pelo Cordeiro

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

Busca por

Nenhum resultado encontrado

`

Como conhecer o Deus na Terra

Todos vocês ficam contentes quando são recompensados diante de Deus e quando se tornam objetos do Seu favor aos Seus olhos. Isso é o que todo mundo deseja depois que começa a ter fé em Deus, porque o ser humano se esforça de coração para alcançar coisas mais elevadas e ninguém quer ficar atrás dos demais. Esse é o jeito do ser humano. Justamente por isso, muitos de vocês estão constantemente tentando obter o favor do Deus no céu, mas, na verdade, a lealdade e a sinceridade de vocês para com Deus são bem menores do que sua lealdade e sinceridade para com vocês mesmos. Por que digo isso? Porque não reconheço sua lealdade para com Deus de jeito nenhum e, ademais, nego a existência do Deus que existe nos seus corações. Isso quer dizer que o Deus que vocês cultuam, o Deus vago que vocês admiram nem mesmo existe. A razão pela qual posso afirmar isso tão decididamente é que vocês estão longe demais do verdadeiro Deus. A razão da lealdade de vocês é a existência de um ídolo dentro dos seus corações, esse Deus que, aos olhos de vocês, não é nem grande nem pequeno; quanto a Mim, tudo que vocês fazem é reconhecer-Me com palavras. Quando digo que vocês se encontram longe demais de Deus, estou me referindo à distância que os separa do verdadeiro Deus, ao passo que o Deus vago parece estar ao alcance da mão. Quando digo “nem grande”, refiro-me ao fato de que o Deus no qual vocês creem hoje parece ser apenas um homem sem grandes capacidades; um homem que não é lá muito imponente. E quando digo “nem pequeno”, isso significa que, embora esse homem não tenha o poder de convocar o vento nem de comandar a chuva, Ele, não obstante, é capaz de invocar o Espírito de Deus para fazer uma obra que abala o céu e a terra, deixando o ser humano completamente confuso. Exteriormente todos vocês parecem ser muito obedientes a esse Cristo na terra, mas em termos de substância vocês não têm fé Nele nem O amam. O que quero dizer é que o Deus em quem vocês creem verdadeiramente é aquele Deus vago dos seus sentimentos e o Deus que vocês amam verdadeiramente é o Deus pelo qual vocês anseiam dia e noite sem nunca tê-Lo visto em pessoa. A fé que vocês têm nesse Cristo é meramente parcial e seu amor por Ele não é nada. Ter fé significa crer e confiar; amor significa adoração e admiração no coração, jamais algo partido. Contudo, a fé que vocês têm em Cristo e o amor que sentem por Ele hoje deixam a desejar nesse sentido. Quando se trata da fé, como é a fé que vocês têm Nele? Quando se trata do amor, de que maneira vocês O amam? Vocês simplesmente não têm compreensão do Seu caráter e conhecem ainda menos Sua substância; então, como podem ter fé Nele? Onde está a realidade da sua fé Nele? Como vocês O amam? Onde está a realidade do amor que sentem por Ele?

Muitos Me seguiram sem hesitação até o dia de hoje e durante esses poucos anos todos vocês sofreram muita fadiga. Eu captei inteiramente o caráter inato e os hábitos de cada um de vocês; têm sido extremamente árduo interagir com vocês. Pena que, embora eu tenha obtido muita informação sobre vocês, vocês não Me entendem nem um pouco. Não admira as pessoas dizerem que vocês foram enganados por um homem em um momento de confusão. De fato, vocês não entendem nada do Meu caráter e muito menos são capazes de discernir o que se passa na Minha mente. Ora, os mal-entendidos de vocês a Meu respeito constituem um somatório de insulto e injúria e sua fé em Mim continua sendo uma fé confusa. Em vez de dizer que vocês têm fé em Mim, seria mais adequado dizer que todos vocês estão tentando obter Meu favor e adular-Me. Suas motivações são bem simples: seguirei a quem quer que possa me recompensar e crerei em quem quer que possa me capacitar a escapar dos grandes desastres, seja ele Deus ou um certo Deus. Nada disso diz respeito a Mim. Há muitas pessoas como essas no meio de vocês e essa condição é muito séria. Se um dia for feito um teste para ver quantos de vocês têm fé em Cristo por terem noção de Sua substância, Eu temo que nenhum de vocês seja capaz de fazer as coisas como Eu quero. Assim, não vai doer em nenhum de vocês, se considerarem esta pergunta: o Deus no qual vocês creem é imensamente diferente de Mim e, sendo assim, qual é, então, a essência dessa sua fé em Deus? Quanto mais vocês crerem nesse seu suposto Deus, tanto mais se afastarão de Mim. Qual é, então, o cerne da questão? Tenho certeza de que nenhum de vocês sequer chegou a considerar essa questão, mas vocês se dão conta da gravidade dela? Vocês já pararam para pensar nas consequências de continuar com essa maneira de crer?

Ora, os problemas postos diante de vocês são muitos e nenhum de vocês é muito chegado a propor soluções. Se isso continuar assim, os únicos que terão algo a perder são vocês mesmos. Eu os ajudarei a identificar os problemas, mas cabe a vocês encontrar as soluções.

Aprecio muito quem não nutre suspeita de outras pessoas e também gosto muito de quem prontamente aceita a verdade; demonstro grande zelo por esses dois tipos de pessoas, porque, a Meu ver, são pessoas honestas. Se você for do tipo enganador, você terá um coração cauteloso e pensamentos de suspeita em relação a todos os assuntos e a todas as pessoas. É por isso que sua fé em Mim é edificada sobre o fundamento da suspeição. Essa maneira de crer é do tipo que Eu jamais reconhecerei. Se lhes faltar a fé genuína, vocês se distanciarão ainda mais do amor real. E, se for capaz de duvidar de Deus e especular sobre Ele a bel-prazer, você, sem dúvida, é a mais enganadora de todas as pessoas. Você especula se Deus pode ser como um ser humano: imperdoavelmente pecaminoso, de caráter mesquinho, desprovido de equidade e razão, carente de um senso de justiça, dado a táticas perversas, dissimuladas e astutas, bem como se agradando do mal e da escuridão e assim por diante. Por que o ser humano tem tais pensamentos? Não seria por não ter a menor conhecimento de Deus? Essa maneira de crer nada é senão pecado! Aliás, alguns até creem que aqueles que Me agradam não passam de aduladores e bajuladores e que quem carece dessas habilidades não será bem-vindo e perderá seu lugar na casa de Deus. Esse é todo o conhecimento que vocês juntaram nesses anos todos? É isso que vocês ganharam? E o conhecimento que vocês têm sobre Mim não se limita a esses mal-entendidos; ainda pior é a sua blasfêmia contra o Espírito de Deus e o seu aviltamento do Céu. Essa é a razão de eu dizer que essa sua maneira de crer apenas os levará a afastar-se ainda mais de Mim e a intensificar sua oposição a Mim. Durante muitos anos de trabalho, vocês viram muitas verdades, mas vocês sabem o que meus ouvidos captaram? Quantos de vocês estão dispostos a aceitar a verdade? Todos vocês acreditam que estão dispostos a pagar o preço da verdade, mas quando foi que realmente sofreram pela verdade? Nos corações de vocês só existe iniquidade e, em consequência, creem que ninguém, não interessa quem seja, é enganador e desonesto. Vocês até acreditam que o Deus encarnado é exatamente igual a um homem normal, ou seja, desprovido de um coração gentil e de um amor benevolente. E mais, vocês creem que um caráter nobre e uma natureza misericordiosa e benevolente só existem dentro do Deus no céu. E vocês acreditam que não existe um santo como esse e que a terra é governada unicamente pela escuridão e pelo mal, ao passo que Deus seria algo em que o ser humano deposita seu anseio pelo bem e pelo belo, um personagem lendário fabricado pelo ser humano. Nas mentes de vocês, o Deus no céu é muito correto, justo e grandioso, digno de culto e admiração, mas esse Deus na terra não passa de um substituto e instrumento do Deus no céu. Vocês acreditam que esse Deus não pode ser equivalente ao Deus no céu e que ele pode ser menos ainda mencionado no mesmo fôlego com Este. Quando se trata da grandiosidade e da honra de Deus, estas pertencem à glória do Deus no céu, mas quando se trata da natureza e da degeneração do ser humano, estas são atributos nos quais o Deus na terra tem parte. O Deus no céu é para sempre imponente, ao passo que o Deus na terra é para sempre insignificante, fraco e incompetente. O Deus no céu não é dado à emoção, unicamente à justiça, ao passo que o Deus na terra só tem motivações egoístas e é desprovido de toda equidade ou razão. O Deus no céu não tem a mais leve desonestidade e é para sempre confiável, ao passo que o Deus na terra sempre tem um lado desonesto. O Deus no céu ama muito o ser humano, ao passo que o Deus na terra não cuida bem do ser humano, chegando até a negligenciá-lo inteiramente. Por muito tempo, esse conhecimento errôneo ficou guardado nos seus corações e pode também se perpetuar no futuro. Vocês encaram todos os feitos de Cristo do ponto de vista do injusto e avaliam toda a Sua obra, bem como Sua identidade e substância da perspectiva do perverso. Vocês cometeram um erro grave e fizeram o que nunca tinha sido feito por aqueles que vieram antes de vocês. Ou seja, vocês só servem ao imponente Deus no céu que tem uma coroa na cabeça e nunca dão atenção ao Deus que consideram tão insignificante que chega a ser invisível para vocês. Acaso isso não é o pecado de vocês? Isso não é um exemplo clássico da sua violação da disposição de Deus? Vocês cultuam o Deus no céu. Vocês adoram imagens imponentes e apreciam os que se distinguem por sua eloquência. Vocês se deixam comandar alegremente pelo Deus que enche suas mãos de riquezas e suspiram pelo Deus que pode satisfazer cada um dos seus desejos. O Único ao qual você não presta culto é esse Deus que não é imponente; a única coisa que você odeia é ser associado com esse Deus que ninguém pode ter em alta conta. A única coisa que você não está disposto a fazer é servir a esse Deus que nunca lhe deu um centavo sequer e o Único que é incapaz de fazer você suspirar por Ele é esse Deus desagradável. Esse tipo de Deus não poderá capacitá-lo a ampliar seus horizontes, não poderá fazê-lo sentir-se como se tivesse achado um tesouro, muito menos satisfazer sua vontade. Mas, então, por que você O segue? Você já parou para pensar em perguntas como essa?

O que você está fazendo não ofende apenas esse Cristo, mas, o que é muito mais importante, ofende também o Deus no céu. Penso que não é esse o propósito da fé que vocês têm em Deus! Vocês desejam muito que Deus se agrade de vocês, mas estão muito longe de Dele. Do que se trata aqui? Vocês aceitam apenas Suas palavras, mas não Sua lida nem Sua poda; muito menos vocês são capazes de aceitar tudo o que Ele dispõe, de crer completamente Nele. Então, do que se trata aqui? Em última análise, a fé de vocês é uma casca de ovo vazia que nunca produzirá um pintinho, porque ela não lhes trouxe a verdade nem obteve vida para vocês; em vez disso, proporcionou-lhes uma sensação ilusória de amparo e esperança. Vocês creem em Deus por causa dessa esperança e da sensação de amparo, mais do que por causa da verdade e da vida. Este é o propósito da sua fé. É por isso que eu digo que o percurso da fé que vocês têm em Deus não vai além de tentar obter o favor de Deus mediante servilismo e falta de vergonha, não podendo de modo nenhum ser considerada como fé verdadeira. Como pode um pintinho nascer de uma fé como essa? Em outras palavras, que fruto pode trazer esse modo de crer? O propósito da sua fé é usar Deus para concretizar seus objetivos. Não seria isto um fato adicional da sua ofensa contra o caráter de Deus? Vocês creem na existência do Deus no céu, mas negam a do Deus na terra. Todavia, não aprovo os pontos de vista de vocês. Eu só aprovo as pessoas que mantêm os pés no chão e servem ao Deus na terra; jamais aprovo aquelas que nunca reconhecem o Cristo que está na terra. Não importa o quanto essas pessoas sejam leais ao Deus no céu, no final das contas, elas não escaparão da Minha mão que pune os perversos. Essas são as pessoas perversas; elas são as perversas que se opõem a Deus e nunca obedeceram a Cristo com disposição. É claro que seu número abrange todas as que não conhecem nem reconhecem Cristo. Você acredita que pode agir como lhe agrada em relação a Cristo enquanto for leal ao Deus no céu. Errado! Sua ignorância a respeito de Cristo é ignorância a respeito do Deus no céu. Não importa o quanto você seja leal ao Deus no céu, pois isso é conversa fiada e fingimento, já que o Deus na terra é instrumento não só para que o ser humano receba a verdade e um conhecimento mais profundo, mas mais ainda para a condenação do ser humano e, depois disso, para apreender os fatos necessários à punição dos perversos. Você entendeu as decorrências benéficas e prejudiciais disso? Você as experimentou? Desejo que vocês logo venham a entender esta verdade: para conhecer Deus, vocês têm de conhecer não só o Deus no céu, mas também – e isto é até mais importante – o Deus na terra. Não confundam suas prioridades nem permitam que o secundário se sobreponha ao principal. Esse é o único modo de você estabelecer uma boa relação com Deus, tornar-se mais íntimo de Deus e aproximar seu coração Dele. Se você tem sido uma pessoa de fé por muitos anos e esteve por longo tempo associada comigo, mas continua longe de Mim, então eu digo que isso se deve ao fato de você muitas vezes ter ofendido o caráter de Deus e que será muito difícil calcular qual será o seu fim. Os longos anos de associação comigo não só não conseguiram fazer de você uma pessoa que tem humanidade e verdade, como ainda fixaram de tal modo seus maus caminhos dentro de sua natureza que agora você não só tem duas vezes mais delírios de grandeza do que tinha antes, mas seus mal-entendidos a Meu respeito também se multiplicaram tanto que você começou a Me encarar como seu assistente menor. Diante disso, eu digo que sua calamidade não está mais no nível da pele, mas já penetrou nos seus ossos. Tudo o que lhe resta é esperar que sejam feitos os preparativos para o seu funeral. Aí você não precisa mais suplicar que Eu seja seu Deus, pois você cometeu um pecado capital, um pecado imperdoável. Mesmo que Eu pudesse lhe mostrar misericórdia, o Deus no céu insistirá em tirar sua vida, porque sua violação do caráter divino não é um problema ordinário, mas um problema de natureza muito grave. Quando chegar a hora, não Me culpe de não tê-lo informado antecipadamente. Tudo se resume a isto: você perecerá no momento em que se associar ao Cristo – ao Deus na terra – como se Ele fosse um homem comum, isto é, ao crer que esse Deus não passa de um homem. Esta é a única advertência que faço a todos vocês.

Anterior:Os dez decretos administrativos que devem ser obedecidos pelo povo escolhido por Deus na Era do Reino

Próximo:Vocês precisam considerar seus feitos

Coisas que talvez lhe interessem