Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Testemunhos a Cristo dos últimos dias

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

18. O que é um falso líder ou falso pastor? Como pode um falso líder ou falso pastor ser discernido?

Palavras de Deus relevantes:

A obra na mente humana é muito facilmente alcançada pelo homem. Pastores e líderes do mundo religioso, por exemplo, confiam em seus dons e posições para realizar sua obra. As pessoas que os seguem por muito tempo serão infectadas por seus dons e influenciadas por parte do que eles são. Eles se concentram nos dons, habilidades e conhecimento das pessoas e dão atenção a algumas coisas sobrenaturais e a várias doutrinas irrealistas profundas (essas doutrinas profundas são obviamente inatingíveis). Não se concentram na mudança de caráter das pessoas, mas sim no treinamento das habilidades de pregar e operar delas, aprimorando o conhecimento das pessoas e ricas doutrinas religiosas. Não se concentram em até que ponto o caráter das pessoas é mudado ou até que ponto as pessoas entendem a verdade. Não se preocupam com a substância das pessoas, muito menos tentam conhecer os estados normais e anormais delas. Não contestam nem revelam as noções das pessoas, muito menos corrigem as deficiências ou corrupções delas. A maioria daqueles que os seguem servem através de seus dons naturais e o que eles expressam é conhecimento e verdade religiosa vaga, que estão desconectados da realidade e são totalmente incapazes de dar vida às pessoas. Na verdade, a essência de seu trabalho é nutrir talento, tornando uma pessoa que não tem nada em um talentoso formando de seminário que mais tarde prossegue para realizar sua obra e liderar.

de ‘A obra de Deus e a obra do homem’ em “A Palavra manifesta em carne”

Servir a Deus não é tarefa fácil. Aqueles cujo caráter corrupto permanece inalterado jamais podem servir a Deus. Se o seu caráter não tiver sido julgado e castigado pela palavra de Deus, seu caráter ainda representa Satanás. Isso basta para provar que seu serviço a Deus está decorre de sua própria boa intenção. É serviço baseado na sua natureza satânica. Você serve a Deus com seu caráter natural e de acordo com suas preferências pessoais; além disso, continua a achar que Deus se deleita no que quer que você deseje fazer e odeia tudo o que quer que você não deseje fazer, e é guiado inteiramente por suas próprias preferências em seu trabalho. Isso pode ser chamado de servir a Deus? Por fim, seu caráter de vida não mudará nem um pingo; antes, você ficará ainda mais obstinado porque tem servido a Deus, o que tornará seu caráter corrupto profundamente arraigado. Assim, você desenvolverá interiormente regras sobre o serviço a Deus que estarão baseadas principalmente em sua própria índole e na experiência obtida de servir conforme seu próprio caráter. Isso é lição da experiência humana. É filosofia de vida do homem. Pessoas assim fazem parte dos fariseus e das autoridades religiosas. Se nunca acordarem e se arrependerem, elas por fim se tornarão os falsos cristos que aparecerão nos últimos dias e serão enganadores de homens. Os falsos cristos e enganadores que foram mencionados surgirão de entre pessoas desse tipo.

de ‘A forma religiosa de serviço deve ser proibida’ em “A Palavra manifesta em carne”

Por que é que a maioria das pessoas despendeu tanto esforço lendo as palavras de Deus, mas tem apenas conhecimento e não consegue depois dizer nada sobre uma senda real? Você acha que possuir conhecimento equivale a possuir a verdade? Isso não é um ponto de vista confuso? Você pode falar de tanto conhecimento quanto há areia na praia, mas nenhuma parte dele contém senda real alguma. Com isso, você não está enganando as pessoas? Você não está fazendo uma demonstração vazia, sem nenhuma substância para sustentá-la? Todo comportamento assim é prejudicial às pessoas! Quanto mais elevada a teoria e mais é desprovida de realidade, mais incapaz é de levar as pessoas para a realidade; quanto mais elevada a teoria, mais faz você desafiar e se opor a Deus. Não trate as teorias mais elevadas como um tesouro precioso; elas são perniciosas e não servem nenhum propósito! Talvez, algumas pessoas possam falar das teorias mais elevadas — mas estas não contêm nada da realidade, pois essas pessoas não as vivenciaram pessoalmente, e, portanto, não têm nenhuma senda para a prática. Essas pessoas são incapazes de levar a humanidade para a trilha certa e apenas levarão as pessoas a desviar-se. Isso não é prejudicial para as pessoas? No mínimo, você deve ser capaz de resolver os problemas atuais delas e permitir que elas alcancem a entrada; apenas isso conta como dedicação, e só então você estará qualificado para trabalhar para Deus. Não use sempre palavras grandiosas e extravagantes e não use um punhado de práticas inadequadas para forçar as pessoas a lhe obedecer. Fazer isso não surtirá efeito algum e só aumentará a confusão das pessoas. Conduzir as pessoas dessa maneira resultará em muitas regras, o que fará com que as pessoas detestem você. Essa é a deficiência da humanidade e realmente é mortificante.

de ‘Concentre-se mais na realidade’ em “A Palavra manifesta em carne”

Algumas pessoas trabalham e pregam e, embora externamente pareça que estão comunicando sobre a palavra de Deus, tudo que estão falando é o significado literal da palavra de Deus, mas nada substancial é mencionado. Seus sermões são como ensinar a partir de um livro-texto de linguagem; arranjados item por item, aspecto por aspecto, e quando estão concluídos todos cantam seus louvores, dizendo: “Essas pessoas possuem a realidade. Elas pregaram tão bem e com tantos detalhes”. Depois que terminam de pregar, elas dizem aos outros para juntar tudo e enviar a todos. Suas ações se tornam o engano dos outros e tudo que elas pregam são falácias. Superficialmente, parece que estão pregando apenas a palavra de Deus e parece corresponder à verdade. Mas, com um discernimento mais apurado, você verá que não passam de letras e doutrinas e de raciocínios falsos, acrescidos de certas fantasias e noções humanas, bem como de certas porções que delimitam Deus. Esse tipo de pregação não é uma interrupção da obra de Deus? É um serviço que se opõe a Deus.

de ‘Somente buscando a verdade você pode obter mudanças em seu caráter’ em “Registros das falas de Cristo”

Seu conhecimento só pode suprir as pessoas por certo período de tempo. Conforme o tempo passa, se você continuar dizendo as mesmas coisas, algumas pessoas irão discernir isso; elas dirão que você é muito superficial, muito carente de profundidade. Você não terá outra opção senão tentar e enganar as pessoas pregando sobre doutrinas. Se você continuar assim para sempre, as pessoas subordinadas a você seguirão seus métodos, passos e modelo de fé e de experimentar e de pôr em prática aquelas palavras e doutrinas. No fim, como você continua pregando e pregando, elas passarão a usar você como exemplo. Na sua liderança de outras pessoas, você fala de doutrinas, então aquelas subordinadas a você aprenderão doutrinas de você e, na medida em que as coisas progridem, você terá tomado a senda errada. As pessoas subordinadas a você irão tomar qualquer senda que você tomar; todas elas irão aprender com você e seguir você, então você irá sentir: “Eu sou poderoso agora; tantas pessoas me ouvem e a igreja está à minha disposição”. Essa traição dentro do homem inconscientemente faz com que você transforme Deus em um mero líder nominal, e você mesmo então forma algum tipo de denominação. Como surgem as várias denominações? Elas surgem desse jeito. Basta olhar para os líderes de cada denominação — são todos arrogantes e hipócritas, eles interpretam a Bíblia fora de contexto e de acordo com a própria imaginação. Eles todos se fiam em seus dons e em sua erudição para realizar seu trabalho. Se fossem incapazes de pregar qualquer coisa, será que aquelas pessoas iriam segui-los? Afinal de contas, eles, de fato, possuem certo conhecimento e conseguem pregar sobre alguma doutrina, ou sabem como conquistar as pessoas e como usar alguns artifícios. Eles usam isso para trazer as pessoas para si mesmos e enganá-las. Teoricamente, essas pessoas acreditam em Deus, mas, na realidade, seguem seus líderes. Se encontrarem alguém pregando o caminho verdadeiro, algumas dizem: “Temos que consultar nosso líder sobre a nossa fé”. A fé dessas pessoas tem de passar por um ser humano; isso não é um problema? Então, no que esses líderes se transformaram? Será que não se tornaram fariseus, falsos pastores, anticristos e pedras de tropeço para que as pessoas aceitem o caminho verdadeiro?

de ‘Somente a busca da verdade é a verdadeira crença em Deus’ em “Registros das falas de Cristo”

Trechos de sermão e comunhão para referência:

Servir de maneira religiosa significa servir completamente de acordo com as maneiras tradicionais e prática de serviço da religião, aderindo firmemente a todos os tipos de rituais religiosos, e liderar as pessoas apenas pelo conhecimento da Bíblia. Isso é vigoroso e repleto de sabor religioso por fora, completamente em conformidade com as concepções humanas, e as pessoas não têm críticas sobre isso, mas não há nada da obra do Espírito Santo. As pessoas que servem dessa maneira dão sermões que tratam todos de doutrinas religiosas e conhecimento bíblico, estão cheios de concepções religiosas, sem nada da iluminação do Espírito Santo. E as reuniões que organizam são sem vida. Ao longo de muitos anos desse tipo de serviço, o povo escolhido de Deus não pode receber a verdade, não pode conhecer ou obedecer a Deus nem entrar na trilha certa de crer em Deus. Visto que o que as pessoas estão buscando não é salvação, mas graça e bençãos, consequentemente, não há mudanças no caráter de vida das pessoas que possam ser vistas, e elas acabam de mãos vazias. Essa é a consequência da maneira religiosa de servir. É evidente que esse tipo de pessoa servindo a Deus realmente não entende a obra de Deus, tampouco entende as intenções de Deus. Não sabe o que é cooperar com a obra do Espírito Santo, e isso é puramente o cego guiando o cego. Essas pessoas desviam o povo escolhido de Deus. Elas acreditam em Deus, mas resistem e não conhecem a Deus. Como os fariseus, não podem ser salvas.

de “Anais selecionados dos arranjos de trabalho da Igreja de Deus Todo-Poderoso”

Os pastores e líderes no mundo religioso foram todos formados em seminários e têm apenas certificação para serem pastores. Eles não têm prova alguma da obra do Espírito Santo nem da permissão de Deus. Isso é um fato. Alguma compreensão da Bíblia é necessária, mas o mais essencial é que se deve conhecer a obra de Deus para se qualificar para o trabalho de pastorear a igreja. A Bíblia é o registro das duas primeiras etapas da obra de Deus, portanto, sem ler a Bíblia, é impossível entender os fatos históricos da manifestação de Deus e de Sua obra. Também é impossível saber quais verdades Deus expressou em Suas duas etapas anteriores da obra e não há como obter respostas claras sobre os muitos mistérios da verdade que as pessoas devem compreender. É por isso que ler a Bíblia é indispensável para a fé em Deus, mas confiar em nada mais do que o conhecimento da Bíblia não nos permite alcançar o conhecimento de Deus. É preciso experimentar a iluminação, o esclarecimento, a orientação, a instrução e o aperfeiçoamento da obra do Espírito Santo para verdadeiramente compreender as palavras de Deus e a verdade e alcançar o conhecimento de Deus. Alcançar uma compreensão da verdade depende de experimentar a obra de Deus e a iluminação e o esclarecimento do Espírito Santo. Não se pode ganhá-la apenas por meio de pesquisa e domínio de conhecimento bíblico. Muitos pastores em círculos religiosos têm uma compreensão bastante abrangente da Bíblia, mas não têm compreensão alguma da obra de Deus. A razão principal disso é que eles não têm a obra do Espírito Santo. Por que, ao ler as palavras de Deus, algumas pessoas obtêm a iluminação do Espírito Santo enquanto outras não adquirem nada de Sua obra? Isso expõe se a fé das pessoas é genuína e se elas amam ou não a verdade. Muitas pessoas frequentam o seminário para ser pastores, e seja pelo motivo certo ou não, o mais importante é que devem amar e buscar a verdade. Essa é a única maneira de ganhar a obra do Espírito Santo. Somente depois de experimentar a obra do Espírito Santo por vários anos é que uma pessoa pode realmente compreender a verdade e ser capaz de entrar na realidade da verdade. Essa é a única maneira de se qualificar para liderar e pastorear as pessoas escolhidas por Deus. Confiar apenas na certificação como pastor para liderar as pessoas escolhidas por Deus é um conceito inteiramente humano e totalmente diferente das exigências de Deus. Por exemplo, quando o Senhor Jesus veio, por que Ele não entrou no templo e convocou os sumos sacerdotes, escribas e fariseus, mas, ao contrário, saiu em meio ao povo para buscar apóstolos entre os que amavam e buscavam a verdade? A vontade de Deus pode ser compreendida a partir desse contexto. Os que não amam a verdade são inteiramente incapazes de obter a verdade, portanto são também incapazes de pastorear as pessoas escolhidas por Deus. É assim que ficará claro de quais pessoas Deus realmente gosta, quais Ele realmente salvará, quais Ele realmente usará e quais Ele realmente odeia. A maioria dos pastores nos círculos religiosos carece da obra do Espírito Santo, o que mostra que eles não são aqueles que amam ou buscam a verdade nem têm como ganhar a obra do Espírito Santo. Essa é também uma das principais razões pelas quais o mundo religioso carece da obra do Espírito Santo.

da comunhão do alto

Agora comunicarei os cinco princípios de como discernir um falso líder: o primeiro princípio é que a maioria dos líderes falsos não ama a verdade e não busca a verdade e que, portanto, está sem a obra do Espírito Santo. Uma minoria deles, ou alguns indivíduos, com boa humanidade pode estar sem a obra do Espírito Santo porque só tem acreditado em Deus por pouco tempo, porque não sabe como buscar a verdade ou porque é incapaz de buscar a verdade, normalmente, porque está constrangida por certas coisas. Qualquer um que tenha servido como líder por três a cinco anos e que ainda não tem a obra do Espírito Santo não é, absolutamente, alguém que ama ou busca a verdade e é, certamente, um falso líder. O segundo princípio é que líderes falsos só pregam letras e doutrinas, eles estão completamente sem a realidade da verdade, são absolutamente incapazes de usar a verdade para resolver problemas e são incapazes de convencer as pessoas no coração e pela palavra. O terceiro princípio é que, por estarem sem a realidade da verdade, os líderes falsos são incapazes de realizar qualquer trabalho real e de liderar o povo escolhido por Deus para a realidade da verdade. Eles sempre fazem seu trabalho superficialmente e, se forem forçados a fazer algo, eles obrigam os outros a fazer o que está além deles e repreendem e lidam com os outros arbitrariamente. Porque estão sem a verdade, eles não podem convencer os outros como se tivessem a verdade, e, assim, os líderes falsos usam os métodos de poda e tratamento. Eles se agarram às falhas dos outros e constantemente os oprimem, querendo subjugá-los por meio de reprimendas e punições, a fim de demonstrar-lhes sua autoridade como líder — esse é um líder falso. Um líder verdadeiro usa a verdade para convencer as pessoas, usa a verdade para resolver problemas e é admirado por outros; um falso líder oprime os outros, se agarra às falhas dos outros e constantemente os repreende e faz com que eles se comparem com a palavra de Deus e que se sintam constrangidos a fazer o que está além de sua capacidade. No fim, o falso líder os põe sob seu controle e os leva a pensar: “Eu realmente não tenho a realidade da verdade. Sou tão deficiente e não busco a verdade. O que meu líder diz está correto”. Eles são convencidos no coração e pela palavra pelo falso líder, mas não são realmente convencidos porque o falso líder tem a verdade, mas porque o falso líder lidou com eles e os atormentou. Esse é um dos meios específicos usados por líderes falsos, usar a hipocrisia e disfarçar a falsidade como verdade. Porque eles não conseguem convencer as pessoas tendo a verdade, eles precisam empregar outro método, pensando: “Eu aproveitarei seus problemas aleatoriamente e lidarei com você, eu o convencerei e usarei meu tratamento com você para lhe mostrar que eu tenho a verdade. Eu lidarei com você tanto que você será derrubado e farei com que você acredite equivocadamente que eu tenho a verdade e que você não tem a verdade, e então você se convencerá”. Quando alguém está sem a verdade, ele será enganado pelos falsos líderes e pensará: “Ele pode lidar comigo dessa forma, então ele certamente entende a verdade melhor do que eu, portanto, deve ter a realidade da verdade”. E, assim, ele acaba enganado e controlado pelo falso líder. O quarto princípio é que os líderes falsos não têm um coração que ama o povo escolhido de Deus e são incapazes de verdadeiramente conhecer a si mesmos, muito menos buscam a verdade para resolver problemas ou guiar as pessoas para entrarem na realidade. Eles apenas lidam com as pessoas e as oprimem cegamente, fazem com que os outros se submetam a eles usando os meios da poda e do tratamento, e eles ostentam seu próprio status e mostram que eles são os líderes — isso é uma fachada falsa. O quinto princípio é que todos os líderes falsos buscam status e reputação, eles cobiçam as bênçãos do status e a vaidade. Eles não realizam nenhum trabalho verdadeiro, mesmo assim acreditam que têm a qualificação para desfrutar as ofertas de Deus, e isso os faz perder qualquer vergonha. Eles merecem desfrutar as ofertas de Deus quando não realizam nenhum trabalho verdadeiro? Algumas pessoas encontram as famílias anfitriãs mais ricas para se hospedar, e todos os dias pedem frango assado e peixe frito — elas merecem isso? Que provisão elas têm dado para a vida do povo escolhido de Deus, e que trabalho elas realizaram? Elas precisam absolutamente comer carne e peixe todos os dias, mas assim não se transformam em parasitas? Aqueles que cobiçam status e prazer não são uns sem-vergonha? Pessoas desse tipo possuem consciência e razão?

de “Sermões e comunhão sobre a entrada na vida”

Anterior:O que é um falso cristo? Como pode um falso cristo ser discernido?

Próximo:O que é hipocrisia?

Conteúdo Relacionado

  • Por que se diz que a humanidade corrupta está mais necessitada da salvação do Deus encarnado?

    Deus Se tornou carne porque o objeto de Sua obra não é o espírito de Satanás, ou qualquer coisa incorpórea, mas o homem, que é da carne e tem sido corrompido por Satanás. Exatamente porque a carne humana tem sido corrompida é que Deus fez do homem carnal o objeto de Sua obra; mais ainda, porque o homem é o objeto de corrupção, Ele fez do homem o único objeto de Sua obra através de todas os estágios da obra de Salvação. O homem é um ser mortal, é feito de carne e sangue e Deus é o único que pode salvar o homem. Dessa forma, Deus deve Se tornar uma carne que possua os mesmos atributos que o homem com o intuito de realizar Sua obra, para que Sua obra possa atingir melhores resultados.

  • Qual é a diferença entre um bom servo e um servo mau?

    Palavras de Deus relevantes: A obra de um trabalhador qualificado é capaz de trazer as pessoas para o caminho certo e permitir que se aprofundem na ve…

  • Como a obra de julgamento de Deus durante os últimos dias purifica e salva a humanidade?

    Deus tem muitos meios de aperfeiçoar o homem. Ele emprega todo tipo de ambientes para lidar com o caráter corrupto do homem e utiliza várias coisas para desnudar o homem; num aspecto, Ele lida com o homem, em outro, Ele o desnuda, e em outro Ele o revela, desenterrando e revelando os “mistérios” das profundezas do coração do homem e mostrando ao homem a sua natureza ao revelar muitos de seus estados. Deus aperfeiçoa o homem através de muitos métodos — através de revelação, tratamento, refinamento e castigo — para que o homem saiba que Deus é prático.

  • O significado do julgamento de Deus nos últimos dias pode ser visto em seus resultados alcançados

    Deus realiza a obra de julgamento e castigo para que o homem possa ganhar conhecimento Dele e em favor de Seu testemunho. Sem o Seu julgamento do caráter corrupto do homem, o homem não poderia, de modo algum, conhecer o Seu caráter justo que não permite ofensa, nem seria capaz de transformar seu antigo conhecimento de Deus em um novo. Por causa de Seu testemunho e por causa de Seu gerenciamento, Ele torna a Sua plenitude pública, assim permitindo ao homem, por meio de Sua aparição pública, chegar ao conhecimento de Deus, ser transformado em seu caráter e dar testemunho retumbante de Deus.