Aplicativo da Igreja de Deus Todo-Poderoso

Ouça a voz de Deus e dê as boas vindas ao retorno do Senhor Jesus!

Convidamos a todos os buscadores da verdade que entrem em contato conosco.

Cores sólidas

Temas

Fonte

Tamanho da fonte

Espaçamento entre linhas

Largura da página

0 resultados

Nenhum resultado encontrado

Desempenhar bem o trabalho da igreja requer discernimento dos diversos tipos de pessoas

Há muitos líderes e obreiros cuja experiência na obra de Deus é superficial e que são limitados em sua compreensão da verdade. Consequentemente, ainda não conseguem discernir claramente os vários tipos de pessoas na igreja nem lidar com precisão com problemas e resolvê-los de acordo com os arranjos de trabalho. Cometem até mesmo muitos atos maldosos que perturbam e interrompem a obra de Deus, tal como selecionar e usar as pessoas de maneira inadequada ou expulsá-las por engano. Mas eles não percebem isso e estão muito longe de atender às exigências de Deus. Isso está obviamente relacionado a estar equipado com muito poucas verdades. Se alguém confiar apenas em falar letras e doutrinas na obra da igreja, mas não souber como usar a verdade para resolver problemas e frequentemente errar ao fazer um pouco de trabalho real por não conseguir discernir vários tipos de pessoas, será incapaz de realizar a obra substancial de servir bem a Deus. Isso é suficiente para provar que ele não tem a mínima verdade e muito menos é adequado para ser usado por Deus. Alguns líderes não conseguem nem ao menos discernir adequadamente o que é uma pessoa que busca a verdade e o que é possuir a realidade. Alguns nem ao menos conseguem discernir claramente as pessoas malignas e os anticristos — na verdade, chegam a rotular pessoas convencidas que não se submetem a eles como anticristos e os expulsa, e trazem pessoas malignas que já foram expulsas de volta para a igreja. É realmente ultrajante! Há até mesmo alguns líderes da igreja que expulsam as pessoas sem o consentimento nem o voto da maioria das pessoas na igreja, tomando a decisão sozinhos e agindo arbitrariamente. Isso não é destruir deliberadamente a obra de Deus? Um líder que nem ao menos consegue discernir vários tipos de pessoas, nem sabe quais tipos de pessoas Deus salva ou elimina e quais pessoas buscam ou não a verdade, é um líder que não conhece a obra de Deus e as Suas intenções. Como tal pessoa poderia ser um líder da igreja? Os líderes e obreiros em todos os níveis da igreja devem entender as intenções de Deus e saber que tipo de pessoa certamente será salvo por Ele, que tipo de pessoa certamente será eliminado, que tipo de pessoa pode ser cultivado e aperfeiçoado por Deus e que tipo de pessoa é lacaia de Satanás, que perturba e destrói a Sua obra e deve ser expulso. Esse é um princípio da realização da obra da igreja sobre o qual os líderes e obreiros em todos os níveis devem ter clareza, caso contrário não serão capazes de realizar bem a obra da igreja. Como alguém que não consegue discernir vários tipos de pessoas, mas fala cegamente sobre o amor, pode lidar bem com problemas? Se os líderes e obreiros em todos os níveis da igreja forem mal escolhidos, como poderão guiar o povo escolhido de Deus para a realidade da verdade? Se os líderes e obreiros não tiverem ideia sobre qual é a obra substancial de servir a Deus nem conseguirem discernir adequadamente os comportamentos de resistência a Deus que perturbam e destroem a Sua obra, como poderão servir a Ele segundo Seus desejos? Os que não têm a verdade não conseguem enxergar nada nem sabem discernir os vários tipos de pessoas. Como poderiam tais pessoas corrompidas e sem a verdade deixar de fazer o mal e resistir a Deus? Os líderes e obreiros em todos os níveis da igreja devem ver claramente quais são as exigências que Deus faz às pessoas que O servem. Só então serão capazes de entender as Suas intenções e estar atento a elas. Só é possível servir a Deus segundo os Seus desejos compreendendo-se claramente quais pessoas Deus salva e quais Ele elimina, e depois cooperando-se com a obra de Deus de acordo com as Suas intenções para cumprir adequadamente o dever do homem. Os líderes e obreiros da igreja devem ver claramente que somente os que amam e buscam a verdade podem ser salvos e aperfeiçoados. Portanto, escolher apenas as pessoas que buscam a verdade como líderes e obreiros está de acordo com as intenções de Deus. Eliminem e substituam as pessoas malignas sem humanidade que são desonestas, enganadoras e interesseiras, que obedecem na aparência, mas se opõem no coração e são hipócritas. Isso é totalmente justo e também livra o povo escolhido de Deus de um mal. Eliminar obstáculos e empecilhos é benéfico para o povo escolhido de Deus entrar na senda correta de crer Nele. Isso mostra que líderes e obreiros podem cometer erros facilmente se não souberem discernir nem ler as pessoas. Como alguns líderes e obreiros não possuem a verdade, cometem muitos atos malignos que perturbam e destroem a obra de Deus e, consequentemente, prejudicam o povo escolhido Dele e impedem que a Sua vontade seja cumprida. Seus comportamentos específicos são os seguintes:

1. Tratam as pessoas que verdadeiramente creem em Deus — que, apesar de cometer transgressões, não são consideradas pessoas malignas — como pessoas malignas e as expulsam. Esse é um comportamento de resistência a Deus que perturba e destrói a Sua obra.

2. Tratam as pessoas de caráter arrogante, que não obedecem aos líderes e têm preconceito contra eles como anticristos e os expulsam. Esse é um comportamento de resistência a Deus que perturba e destrói a Sua obra.

3. Permitem a permanência na igreja (independentemente de qualquer razão) de pessoas geralmente reconhecidas como malignas e más, anticristos, pessoas possuídas por demônios ou que frequentemente têm a obra de espíritos malignos. Esse é um comportamento de resistência a Deus que perturba e destrói a Sua obra.

4. Não expulsam as pessoas que deveriam e devem ser expulsas, e expulsam as pessoas que não deveriam ser expulsas. Esse é um comportamento de resistência a Deus que perturba e destrói a Sua obra e é considerado puramente como a conduta de Satanás.

5. Promovem as pessoas que são possuídas por demônios, que frequentemente exibem a obra de espíritos malignos, são consideradas anticristos ou não têm compreensão espiritual (leem a palavra de Deus por muito tempo, mas não conseguem compreender seu significado) a líderes ou obreiros em qualquer nível da igreja. Esse é um comportamento de resistência a Deus que perturba e destrói a Sua obra e é considerado puramente como a conduta de Satanás.

6. Não promovem nem colocam em posições importantes as pessoas que têm senso de justiça, que conseguem buscar a verdade e têm habilidades de trabalho, mas, ao invés disso, promovem seus seguidores de confiança e as pessoas que bajulam descaradamente. Esse é um comportamento de resistência a Deus que perturba e destrói a Sua obra e é considerado puramente como a conduta de Satanás.

7. Não lideram a igreja de acordo com os arranjos de trabalho, não fazem trabalho real, não guiam as pessoas para desfrutar e comunicar as palavras de Deus e praticar a verdade, falam apenas letras e doutrinas, não alcançam resultados reais depois de trabalhar por vários anos nem se dedicam a trabalho honesto, mas, em vez disso, cobiçam os benefícios do status, fazem o máximo possível para proteger sua posição e reputação, se envolvem continua e repetidamente em disputas e retardam o crescimento da vida dos irmãos e das irmãs para que não possam ser salvos. Tais líderes da igreja não são adequados para ser usados ​​por Deus e devem ser substituídos. Se um líder não puder comunicar o conhecimento da essência de todos os tipos de problemas de acordo com as palavras de Deus nem usar a verdade para resolver problemas, mas, ao invés disso, lida com problemas e os trata de acordo com as noções e doutrinas do homem, nunca será capaz de trazer as pessoas para as palavras de Deus e entrar na verdade. Mesmo depois de trabalhar por vários anos, eles ainda não alcançaram nenhum resultado real de guiar as pessoas para as palavras de Deus. Servem a Deus inteiramente baseado em suas próprias intenções. Esse é um comportamento de resistência a Deus que perturba e destrói a Sua obra. Essas são pessoas que servem a Deus, mas que resistem a Ele e, por isso, deveriam ser eliminadas.

Os comportamentos acima de resistência a Deus que perturbam e destroem a Sua obra existem nas igrejas por toda parte em diferentes graus. Alguns líderes são demasiadamente emotivos e não conseguem praticar a verdade. Alguns líderes têm medo de ofender as pessoas e não ousam expulsar as pessoas malignas, mas não têm medo de ofender a Deus. Alguns líderes confusos tentam até mesmo agradar as pessoas malignas e os anticristos, ficando inteiramente do lado de Satanás, mesmo sem perceber que estão traindo a Deus. Como tais líderes não poderiam enfurecer a Deus? Eles expurgam e expulsam as pessoas que Deus quer salvar, mas mantêm na igreja as pessoas que Ele já eliminou. Efetivamente trazem de volta as pessoas malignas que Deus despreza, dando ao demônio Satanás uma oportunidade para destruir e perturbar a Sua obra. Isso viola gravemente os decretos administrativos de Deus e é algo que, de fato, O ofende! Alguns líderes da igreja agem até mesmo como lacaios de Satanás e realizam a obra que ele quer realizar. Isso não é se opor abertamente a Deus? Há tantas pessoas que servem a Deus, mas resistem a Ele! As pessoas que não têm consciência, razão nem senso de justiça não são dignas de servir a Deus. Mesmo se servem a Deus, ainda são pessoas que resistem a Ele.

Para assegurar que todo o povo escolhido de Deus possa ser salvo por Ele e não seja retardado, a casa de Deus decidiu expulsar da igreja as pessoas malignas, os falsos cristos, os anticristos e as pessoas consideradas espíritos malignos, todos os quais são desprezados por Deus. Isso é indispensável para que a Sua vontade seja feita. Como Satanás pode não se enfurecer com tais medidas adotadas pela casa de Deus? Para garantir que esse trabalho seja feito com precisão e sem erro, sem fazer mal a nenhuma pessoa boa nem deixar de punir nenhuma pessoa maligna, a casa de Deus formulou especialmente as seguintes regras: uma pessoa só pode ser expurgada ou expulsa mediante a aprovação da maioria das pessoas na igreja. Nenhum indivíduo tem o direito de expulsar uma pessoa. Um cadastro deve ser criado para cada pessoa expulsa, contendo seus dados biográficos, a principal razão pela qual ela foi expulsa e quantas pessoas na igreja aprovaram sua expulsão, e depois deve ser assinado pelos líderes e diáconos da igreja como prova. A expulsão de qualquer pessoa, especialmente os seguintes cinco tipos de pessoas — os considerados possuídos por demônios, tendo frequentemente a obra de espíritos malignos, as pessoas malignas, os falsos cristos e anticristos — só entrará em vigor depois de ter sido verificada pelos líderes distritais e seus colegas e, em seguida, assinada como prova. Tanto a região quanto o distrito da pessoa guardarão uma cópia de seu cadastro, que deve ser rigorosamente fiscalizado pelo distrito. Essas regras formuladas pela família de Deus são muito importantes e não devem ser violadas por nenhuma igreja, caso contrário ela será responsabilizada perante a casa de Deus. Qualquer um que expulse uma pessoa boa que possa ser salva por Deus estará se opondo a Ele e será um inimigo Dele e de Seu povo escolhido. A casa de Deus certamente não permitirá que tenha uma punição leve. Uma pessoa boa que cometa transgressões ainda é uma pessoa boa, enquanto uma pessoa maligna que pareça não cometer transgressões ainda é uma pessoa maligna. Ler uma pessoa exige ler seu coração. Somente enxergando-se sua verdadeira essência é que evitará cometer erros.

Para assegurar que não haja erros no trabalho de expurgar a casa de Deus, é necessário fornecer explicações específicas sobre os cinco tipos de pessoas que devem ser expulsas.

A. A explicação exata do que é uma pessoa possuída por demônios (ou espíritos malignos) é a seguinte:

As pessoas possuídas por demônios são aquelas que foram invadidas e controladas por espíritos malignos. A principal manifestação é ter um transtorno psicológico ou, às vezes, instabilidade mental, perdendo completamente a razão normal. Elas creem em Deus, mas são incapazes de aceitar a verdade, e conseguem desempenhar um papel perturbador. É por isso que, embora creiam em Deus, não podem ser salvas e devem ser expulsas. A maioria das pessoas possuídas por espíritos malignos age como lacaios de Satanás e perturba a obra de Deus. As dez manifestações principais são as seguintes:

1. Todos os que se fazem passar por Deus ou Cristo são possuídos por espírito malignos.

2. Todos os que fingem ter espíritos de anjos são possuídos por espíritos malignos.

3. Todos os que se fazem passar por outro Deus encarnado são possuídos por espíritos malignos.

4. Todos os dizem que as palavras de Deus são suas próprias ou fazem com que os outros tratem suas palavras como as de Deus são possuídos por espíritos malignos.

5. Todos os que fingem ser usados pelo Espírito Santo para fazer com que as pessoas os sigam e obedeçam a eles são possuídos por espíritos malignos.

6. Todos os que frequentemente falam em línguas, interpretam línguas, têm todo tipo de visões sobrenaturais ou frequentemente destacam os pecados dos outros são possuídos por espíritos malignos.

7. Todos os que frequentemente ouvem vozes sobrenaturais e sons de espíritos, ou veem fantasmas, e todos os que claramente não batem muito bem da cabeça foram possuídos por espíritos malignos.

8. Todos os que perderam a razão humana normal, que frequentemente falam de forma insana, falam consigo mesmos, falam coisas sem sentido ou dizem com frequência que Deus os instruiu e que o Espírito Santo os tocou também foram possuídos por espíritos malignos.

9. Todos os que têm episódios de comportamento anormal, agem tolamente, às vezes, são loucos e não conseguem conversar normalmente com os outros são pessoas que foram possuídas por espíritos malignos. Todos os que são classificados como homossexuais são um tipo de pessoa possuído por demônios e estão entre os que devem ser expulsos.

10. Algumas pessoas são geralmente bastante normais, mas, dentro de poucos meses ou um ou dois anos, podem ser provocadas e desenvolver um transtorno mental e, no momento desse transtorno, elas são exatamente iguais às que foram possuídas por demônios. Embora essas pessoas às vezes sejam normais, também são classificadas como possuídas por espíritos malignos. (Se alguém teve um transtorno mental muitos anos antes, mas tem estado bem durante muitos anos, pôde compreender e aceitar a verdade em sua fé e teve algumas mudanças, não seria classificado como possuído por espíritos malignos.) Uma pessoa possuída por demônios é completamente ocupada e controlada por Satanás, pois pertence a ele e é amaldiçoada.

B. A explicação exata do que é uma pessoa que frequentemente tem a obra de espíritos malignos é a seguinte:

As pessoas que frequentemente têm a obra de espíritos malignos são todas as que frequentemente recebem revelações, palavras, instruções e emoções de espíritos malignos e são comandadas a fazer isto ou aquilo, ou as que têm visões ou ouvem as vozes de espíritos. As pessoas que são operadas por espíritos malignos com mais frequência parecem bastante anormais. Por exemplo, elas oram para ver se os espíritos malignos aprovam que frequentem reuniões ou mesmo que vão ao banheiro, mas ignoram e desprezam as coisas que envolvem a verdade, e nem ao menos oram para confessar quando fizeram coisas más. Isso é obviamente a obra de espíritos malignos. Algumas pessoas têm a obra de espíritos malignos com bastante regularidade. Algumas pessoas ainda têm a obra de espíritos malignos mesmo depois de vários meses. Todas são consideradas pessoas que regularmente têm a obra de espíritos malignos. Algumas pessoas são ocasionalmente contaminadas pela obra de espíritos malignos e não demonstram o fenômeno da obra deles depois de alguns anos. Tais pessoas não são consideradas pessoas que frequentemente têm a obra de espíritos malignos. As pessoas que frequentemente têm a obra de espíritos malignos creem em Deus por muitos anos, mas não compreendem a verdade, não possuem realidade nem mudam. Essas demonstrações são suficientes para provar que isso é a obra de espíritos malignos. Na verdade, as pessoas que frequentemente têm a obra de espíritos malignos também são consideradas pessoas possuídas por eles. Agem como ferramentas de Satanás e são pessoas que deveriam ser eliminadas.

C. A explicação exata do que é um falso cristo é a seguinte:

Somente as pessoas que fingem ser Deus ou Cristo são falsos cristos. Os falsos cristos são um tipo de pessoa possuído por espíritos malignos. Não têm consciência nem razão alguma e são inteiramente considerados como ferramentas de Satanás. Um falso cristo é ainda mais perigoso se puder imitar as palavras de Cristo ou escrever livros para se passar por Ele e enganar as pessoas. Os falsos cristos confiam principalmente em imitar o tom de Cristo para dizer algumas palavras superficiais para enganar as pessoas. Como os falsos cristos não têm a substância divina de Deus, não possuem nem um pingo de verdade. A melhor maneira de discerni-los é fazê-los comunicar a verdade e combiná-la com a realidade para resolver problemas reais. Outra maneira é selecionar algumas palavras mais profundas de Deus para eles explicar. Isso os envergonhará. Os falsos cristos não têm a verdade nem podem falar sobre o verdadeiro conhecimento das palavras de Deus, então, como podem conquistar as pessoas? A profundidade das palavras de Deus é insondável. Ninguém no mundo pode igualá-la, isso é certo. Portanto, os falsos cristos que imitam o tom de Cristo para dizer algumas palavras superficiais só podem enganar as pessoas tolas e ignorantes e não podem absolutamente enganar as pessoas com conhecimento e experiência da verdade. As pessoas que nem sequer sabem a importância de ter verdade e a realidade são facilmente enganadas. Falsos cristos se refere a pessoas que fingem ser Deus ou Cristo. As pessoas que não fingem ser Deus ou Cristo não são consideradas falsos cristos. As pessoas que sempre dão testemunho de si, mas não dão testemunho de Cristo nem se submetem a Ele não são consideradas falsos cristos, e sim anticristos. Não confunda falsos cristos com anticristos, pois são dois tipos diferentes de pessoas. Ambos são cúmplices de Satanás e inimigos de Deus, e deveriam ser amaldiçoados.

D. A explicação exata do que é um anticristo é a seguinte:

Todos os que não reconhecem a encarnação de Deus e negam ou condenam a Cristo são anticristos. Todos os que enganam e aliciam as pessoas para se opor a Cristo são anticristos. Todos os que não dão testemunho de Cristo, não pertencem a Ele nem obedecem à Sua autoridade — isto é, são incompatíveis com Cristo e se opõem a Ele — são considerados anticristos. Na casa de Deus, todos os que têm noções extremamente profundas sobre Deus e sempre duvidam de Cristo ou ainda adoram o Deus nos céus em seu coração são anticristos. Também se pode dizer que os que frequentemente têm noções sobre Cristo são incapazes, em última análise, de compreender a Sua substância divina e, embora leiam frequentemente as palavras de Deus, não conseguem verdadeiramente obedecer a Cristo, esses são todos considerados anticristos. Os anticristos são arrogantes, convencidos e não obedecem a ninguém. Parece que só creem no Deus nos céus em seu coração, mas, na verdade, os anticristos só creem em si. É por isso que sempre dão testemunho de si e fazem as pessoas obedecer a eles e segui-los. Os anticristos certamente não dão testemunho de Cristo nem servem a Ele porque não conhecem a Deus. Não têm a verdade e a realidade e são capazes apenas de falar doutrinas vazias para enganar e aprisionar as pessoas. Podem apenas prejudicar e arruinar as pessoas. Se as pessoas arrogantes e convencidas não buscarem a verdade, facilmente entrarão na senda dos anticristos e irão se tornar anticristos. Paulo é um exemplo clássico. Se uma pessoa serve a Deus e tem autoridade e status na igreja, mas consegue enganar as pessoas, aprisioná-las, fazer com que elas a escutem, a sigam e fiquem sob seu domínio, não guia as pessoas para retornar a Deus nem para exaltá-Lo e louvá-Lo, faz com que as pessoas conheçam somente ela, mas não a Deus, com que obedeçam somente a ela, mas não a Deus, então, essa pessoa é um autêntico anticristo. Portanto, se uma pessoa que serve a Deus, mas resiste a Ele, não buscar a verdade para resolver seu problema de resistir a Deus, irá se tornar facilmente um anticristo. Os anticristos enganam e controlam o povo escolhido de Deus, dão testemunho de si e se opõem a Cristo, e é por isso que são chamados de anticristos. Os anticristos são inimigos de Deus e devem ser submetidos ao castigo Dele.

E. A explicação exata do que é uma pessoa maligna é a seguinte:

As pessoas malignas são aquelas que têm natureza maliciosa, que não têm consciência, razão nem humanidade. É por isso que não sentem remorso nem vergonha, independentemente de quantos atos malignos cometam. As pessoas malignas não estão interessadas na verdade e estão fartas das coisas positivas. Amam as coisas malignas, buscam as tendências mundanas e fazem o que bem entendem. As pessoas malignas têm um coração malicioso, detestam as pessoas boas e gostam de intimidar as pessoas honestas e fracas. Além disso, frequentemente bajulam as pessoas ainda mais malignas e se aliam a elas. Sempre sentem prazer em fazer o mal. As pessoas malignas são irrequietas e não se sentem confortáveis, ​​a menos que cometam alguns atos malignos. Logo, todos os que não buscam a verdade e cometem relativamente mais atos malignos são pessoas malignas. Todos os que são capazes de cometer qualquer ato maligno são pessoas malignas. Se uma pessoa maligna comete um ato maligno, mas não perturba a obra de Deus, é considerada apenas uma pessoa maligna. Os anticristos são classificados como pessoas malignas, mas as pessoas malignas não são necessariamente anticristos. Se uma pessoa maligna engana as pessoas, sempre dá testemunho de si para resistir a Deus e faz com que as pessoas a sigam, é também um anticristo. É fácil para uma pessoa maligna se tornar um anticristo assim que obtiver status na igreja, e é por isso que promover pessoas malignas certamente provocará a ira de Deus. Se os atos malignos de uma pessoa maligna não afetarem o povo escolhido de Deus, ela não pode ser chamada de anticristo. As pessoas malignas certamente serão punidas por Deus.

Com base nos comportamentos específicos e princípios de discernimento relativos aos cinco tipos de pessoas acima, todas as igrejas em toda parte devem reavaliar seu trabalho de expurgar esses cinco tipos de pessoas. Os problemas existentes devem ser corrigidos e tratados de acordo com essas regras, e os procedimentos para a criação de um cadastro devem ser estabelecidos. Isso não deve ser violado por ninguém.

21 de outubro de 2006

Anterior:Os que foram operados por espíritos malignos e os possessos por demônios devem ser tratados de modo distinto

Próximo:Apenas quando entramos primeiro no caminho certo da crença em Deus podemos trilhar o caminho certo para servir a Deus